Your SlideShare is downloading. ×
0
Rio são francisco obras de transposição
Rio são francisco obras de transposição
Rio são francisco obras de transposição
Rio são francisco obras de transposição
Rio são francisco obras de transposição
Rio são francisco obras de transposição
Rio são francisco obras de transposição
Rio são francisco obras de transposição
Rio são francisco obras de transposição
Rio são francisco obras de transposição
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Rio são francisco obras de transposição

711

Published on

mostra de forma direta e compreensível como era o rio são Francisco em seus afluente e mostra os pontos positivos/negativos do projeto de transposição de bacia hidrográfica.

mostra de forma direta e compreensível como era o rio são Francisco em seus afluente e mostra os pontos positivos/negativos do projeto de transposição de bacia hidrográfica.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
711
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
40
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Rio São Francisco Obras de Transposição
  • 2. Nascente Com 2,7 mil quilômetros de extensão, o São Francisco é considerado o maior rio totalmente localizado em território brasileiro. Sua nascente está localizada na Serra da Canastra, no município de São Roque de Minas, em Minas Gerais. Em seguida ele percorre os estados nordestinos da Bahia, Pernambuco, Alagoas e Sergipe até a foz, na divisa entre esses dois últimos estados.
  • 3. Afluentes e dependentes Além dos fios de água da Serra da Canastra, o Velho Chico, como é chamado pelos moradores da região, recebe água de 168 afluentes, sendo que 90 deles são perenes (nunca secam) e outros 78 têm seu fluxo interrompido em determinadas épocas. Às margens do seu leito, vivem cerca de 12 milhões de pessoas, em diverso climas e forma de usufruto das agua do rio (agricultura, pesca e turismo), espalhadas em 504 municípios numa área de 641 mil km2.
  • 4. “O são Francisco é a Dadiva do Nordeste”
  • 5. Polígono de seca Ela acontece de dez em dez anos e dura de dois a cinco anos. Atinge o chamado Polígono da Seca, uma área de 92 mil quilômetros quadrados (52,7% do território nordestino), do Piauí ao norte de Minas Gerais. A caatinga é o cenário da seca presente no árido e semiárido nordestino. São áreas com terras pedregosas que encharcam-se com a chuva, mas tem alto grau de evaporação com o sol intenso e calor constante da região (média de 26 ºC).
  • 6. O que é transposição do são Francisco ? Por que realiza-la? A grosso modo, -o projeto de transposição do São Francisco é a mudança de parte do curso do rio para uma área com problemas extensos de seca. Segundo o governo federal, o Projeto de Integração do Rio São Francisco, nome oficial da transposição, prevê a distribuição de água para cerca de 390 municípios dos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte até 2025. Com um custo total de R$ 4,5 bilhões, o projeto, que prevê também a revitalização de áreas degradadas da bacia, reflorestamento da nascente, construção de estações de bombeamento, arquedutos e barragens.
  • 7. transposição do são Francisco: benefícios • Geração de 5 mil empregos durante a construção da obra • Aumento a renda e o comércio das regiões atingidas. • Abastecimento rural com água de boa qualidade • Diminuição da necessidades de água no polígono da seca
  • 8. Quais as consequências dessa transposição? Os movimentos sociais argumentam que os maiores beneficiados serão os grandes produtores e empresas ligadas a grandes projetos como o Ceara Steel e Mineração Bahia. Ecologistas questionam o projeto que pode causar danos para a fauna e flora regional como aconteceu com a construção do reservatório de Sobradinho. Serão desmatados 430 hectares. além de, a transposição pode acabar com a perenidade de alguns afluentes.
  • 9. Bispo faz greve contra obras de transposição O bispo de Barra, na Bahia, Luiz Flávio Cappio, 60, tornou-se um dos símbolos da luta contra o projeto de transposição do Rio São Francisco ao iniciar, em setembro de 2005, uma greve de fome às margens do rio. O fim da greve de fome foi anunciado depois do 23º dia, por meio de uma carta lida por Adriano dos Santos Martins, da Coordenadoria Ecumênica de Serviços. Na carta, o bispo diz que interrompe o jejum, mas continua na luta pela preservação do rio São Francisco. O protesto foi encerrado depois dele desmaiar e ser internado ontem à noite no Hospital Memorial Petrolina (PE).

×