Política de promoção comercial do brasil   marcos tadeu caputi lélis
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Política de promoção comercial do brasil marcos tadeu caputi lélis

on

  • 1,254 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,254
Views on SlideShare
1,254
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment
  • Se esses 18% não chegam a ser o maior número da lista, por que a América Latina é tão importante para as exportações brasileiras? <br /> Porque as exportações pra essa região são diferenciadas do ponto de vista de intensidade tecnológica. As máquinas brasileiras são muito bem conceituadas na região. Se o Brasil exporta muitos produtos primários e intensivos em recursos naturais para o mundo, para a América Latina exporta muitas máquinas, itens do complexo automotivo. <br /> exportação brasileira total <br /> 1 - Primários <br /> minerios de ferro 25% <br /> oleos brutos de petroleo 19% <br /> outros graos de soja 13% <br /> 2 – Intensivos em recursos naturais <br /> acucar de cana, em bruto 19% <br /> bagacos e outs.residuos solidos,da extr.do oleo de soja 10% <br /> pasta quim.madeira de n/conif.a soda/sulfato,semi/branq 9% <br /> 4 – Escala <br /> automoveis c/motor explosao,1500&lt;=0.5% de fosforo 3% <br /> exportação brasileira para América do Sul <br /> Grosso das exportações para a América do Sul intensivas em escala é do setor automotivo, automóveis, caminhões, peças, tratores. <br /> Recursos naturais <br /> petróleo e derivados de petróleo 22% <br /> papel e suas obras 16% <br /> produtos quimicos organicos 12% <br /> Máquinas está dentro de escala e dentro de fornecedores especializados (máquinas sob encomenda) <br />
  • 2006 – 2011 – 2 slides – 8 maiores <br />
  • CHINA: <br /> PP – soja 84% e fumo 12% <br /> PIRN – óleo de soja 58% e celulose 38% <br /> ARGENTINA: <br /> PIRN – químicos orgânicos, petróleo e derivados, fumo, adubos e fertilizantes <br /> MIT – calçados e partes, confecções <br /> MIEE – automóveis, resinas e elastômeros, autopeças, ônibus, tratores <br /> MPFE – motores para veículos, máquinas e aparelhos de uso agrícola/de elevação de cargas/ de terraplanagem e perfuração <br /> ESTADOS UNIDOS: <br /> MIT – calçados, couro, armas e munições <br /> MIEE – Resinas e elastômeros, autopeças e tratores <br /> PIRN – Químicos orgânicos <br /> Primários - fumo em folhas <br /> P&D – Aparelhos de navegação aérea e espacial, peças para aviões, aparelhos transmissores e receptores <br />

Política de promoção comercial do brasil   marcos tadeu caputi lélis Política de promoção comercial do brasil marcos tadeu caputi lélis Presentation Transcript

  • Política de Promoção Comercial do Brasil Marcos Tadeu Caputi Lélis Coordenador Unidade de Inteligência Comercial e Competitiva
  • Classificação dos Países
  • Classificação dos Países Conhecimento • • • • • Indonésia Irã Kuwait Romênia Vietnã Mercados que são desconhecidos e inexplorados, mas que apresentam boas perspectivas comerciais. Prospecção • • • • • • • Desenvolvimento Coréia do Sul Egito Índia Israel Moçambique Nigéria Turquia Mercados que são pouco conhecidos e explorados, mas que apresentam boas perspectivas comerciais. • África do Sul (Máquinas e Equipamentos, e Alimentos e Bebidas) • Arábia Saudita (Alimentos e Bebidas, e Moda) • China (Alimentos e Bebidas, e Moda) • Emirados Árabes Unidos (Alimentos e Bebidas, e Moda) • Rússia (Alimentos e Bebidas, e Máquinas e Equipamentos) Mercados sobre os quais se tem conhecimento e cujas perspectivas comerciais são boas. Consolidação Monitoramento • Angola (Máquinas e Equipamentos, e Casa e Construção) • Chile (Máquinas e Equipamentos, e Casa e Construção) • Colômbia (Máquinas e Equipamentos, e Casa e Construção) • Estados Unidos (Alimentos e Bebidas, e Moda) • México (Máquinas e Equipamentos, e Alimentos e Bebidas) • Peru (Máquinas e Equipamentos, e Casa e Construção) • • • • • • • • • • Alemanha Argentina Cuba França Japão Paraguai Reino Unido Uruguai Venezuela Panamá Mercados representativos , cuja participação deve ser monitorada. Mercados bem conhecidos, já explorados e que ainda oferecem bom potencial de ampliação comercial. Soluções Apex: - Inteligência - Inteligência Promoção de Negócios - Inteligência - Promoção de Negócios - Posicionamento e Imagem - Inteligência Promoção de Negócios Posicionamento e Imagem Apoio Local - Inteligência Resultados Esperados: + 5 anos 4 anos 3-4 anos (2014-2015) 1 a 2 anos (2013) Permanente
  • Estratégia para as Exportações Brasileiras O caso da Colômbia
  • POR QUE A AMÉRICA DO SUL É TÃO IMPORTANTE PARA AS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS? INTENSIDADE TECNOLÓGICA DAS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS EM 2011 AMÉRICA DO SUL MUNDO 5,2 4,0 7,4 7,4 0,7 10,3 42,6 36,3 6,7 13,7 13,9 20,3 14,9 16,7 Produtos Primários Produtos Intensivos em Recursos Naturais Manufaturados Intensivos em Economias de Escala Manufaturados Produzidos por Fornecedores Especializados Manufaturados Intensivos em Trabalho Manufaturados Intensivos em P&D Não classificados Fonte: UICC Apex-Brasil , a partir de dados do FMI – set 2011.
  • Colômbia– 10 Maiores fornecedores (valor, U$ milhões) 13.663 EUA 8.176 China 10 maiores fornecedores representam 74,1% do total exportado para Colômbia. 6.059 México 2.740 Brasil 2.215 Alemanha Argentina 1.872 França 1.819 1.438 Japão Colômbia 1.302 Coreia do Sul 1.234 0 2.500 FONTE: COMTRADE. Elaboração UICC/Apex-Brasil 5.000 7.500 10.000 12.500 15.000 US$ milhões
  • Colômbia – Importações totais (2011) Total US$ 54,7 bilhões Moda e Cuidados Pessoais 7% Produtos cerâmicos US$ 235,2 mi Móveis US$ 225,6 mi Ferramentas e talheres US$ 205,9 mi Casa e Construção Civil 2% Não Classificado 1% Confecções US$ 776 mi Demais produtos têxteis US$ 693,7 mi Higiene pessoal e cosméticos US$ 693,5 mi Calçados US$ 477,8 mi Alimentos Bebidas e Agronegócio 12% Máquinas e Equipamentos 42% Cereais US$ 1,7 bi Adubos e fertilizantes US$ 896,1 mi Farelo de soja US$ 428,3 mi Gorduras e óleos animais e vegetais US$ 308,2 mi Aparelhos transmissores e receptores US$ 2,8 bi Automóveis US$ 2,8 bi Aviões US$ 2,5 bi Veículos de carga US$ 1,7 bi Computadores e acessórios US$ 1,4 bi Petróleo e derivados de petróleo US$ 3,9 bi Produtos químicos orgânicos US$ 2,2 bi Produtos farmacêuticos US$ 1,7 bi Instrumentos, apars.de ótica, precisão US$ 1,4 bi Resinas e elastômeros US$ 1,4 bi Multissetorial e Outros 36% FONTE: COMTRADE e DANE. Elaboração UICC/Apex-Brasil Taxa média de crescimento das importações 2006-2011: 15,9% Importações/PIB em 2011: 20,1%
  • Colômbia – Empresas exportadoras brasileiras por complexo Número de empresas exportadoras 1.800 1.600 1.400 1.200 1.000 800 600 400 200 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Multissetorial e Outros Máquinas e Equipamentos Moda e Cuidados Pessoais Casa e Construção Civil Alimentos Bebidas e Agronegócio Não Classificado FONTE: COMTRADE. Elaboração UICC/Apex-Brasil
  • Complexo Casa e Construção Participação % dos principais concorrentes na Colômbia 40,0 37,7 35,0 30,0 25,0 22,5 20,0 16,9 15,0 11,8 10,0 8,4 5,7 0,0 3,8 5,4 3,2 5,0 4,4 3,0 0,0 2004 China 2005 EUA Chile 2006 Brasil 2007 México Total US$ FONTE: COMTRADE. Elaboração UICC/Apex-Brasil Equador 2008 Itália 2009 Alemanha 2010 Peru 2011 Zonas Francas 2008 2009 2010 2011 798.363.862 654.230.192 916.514.401 1.191.218.229
  • Complexo Casa e Construção - SHs com Oportunidades Participação % dos principais concorrentes na Colômbia 40,0 37,0 35,0 30,0 25,0 20,0 15,0 17,6 17,1 16,7 12,9 8,7 10,0 8,4 7,2 5,3 5,0 0,0 3,3 4,0 3,6 0,6 2,7 1,5 2004 China 2005 Brasil EUA 2006 México 2007 Itália Total US$ FONTE: COMTRADE. Elaboração UICC/Apex-Brasil 2008 Alemanha 2008 107.601.818 2009 Tailândia Índia 2,2 2010 2011 Canadá Argentina 2009 2010 95.072.910 124.575.093 2011 162.696.069
  • Complexo Casa e Construção – SHs com Oportunidades Grupos com as melhores oportunidades para as exportações brasileiras em SH6 selecionados – 2011 – em US$ milhares 8 Sisal em fibras,cordas e cabos 60 564 Demais madeiras e manufaturas de madeiras 1.511 16.384 Obras de pedras e semelhantes 56.029 10.860 Móveis 105.095 0 20.000 Importações da Colômbia de produtos do Brasil FONTE: COMTRADE. Elaboração UICC/Apex-Brasil 40.000 60.000 80.000 100.000 120.000 Importações da Colômbia totais IMP TOTAL: US$ 162,7 milhões; IMP BRASIL: US$ 27,8 milhões
  • Complexo Moda Participação % dos principais concorrentes na Colômbia 40,0 35,3 35,0 30,0 25,0 21,6 20,0 20,7 15,0 10,5 10,0 10,1 7,3 5,9 5,0 6,5 2,5 0,0 2,4 0,4 2004 4,7 4,2 2,6 China México 2005 EUA 2006 Índia Total US$ FONTE: COMTRADE. Elaboração UICC/Apex-Brasil 2007 Brasil Peru 2008 Equador 2009 Vietnã Indonésia 2010 2011 Ásia, não classificados 2008 2009 2010 2011 2.323.370.652 2.060.497.488 2.635.911.800 3.747.869.505
  • Complexo Moda - SHs com Oportunidades Participação % dos principais concorrentes na Colômbia 35,0 30,0 28,8 25,0 20,0 16,5 15,0 10,0 14,3 13,7 13,0 12,2 11,7 9,0 5,0 5,0 0,0 3,5 4,1 2,7 0,0 2004 México 2,8 2005 Brasil 2006 China EUA Total US$ FONTE: COMTRADE. Elaboração UICC/Apex-Brasil 2007 Peru França 2008 550.730.874 2008 2009 Zonas Francas 2009 497.731.497 2010 Itália Argentina 2010 574.283.928 2011 Espanha 2011 809.742.128
  • Complexo Máquinas e Equipamentos Participação % dos principais concorrentes na Colômbia 35,0 30,0 27,7 25,0 22,4 20,0 16,9 15,3 15,0 10,0 10,2 7,8 6,0 7,4 0,0 7,1 5,5 4,3 1,7 5,0 3,8 0,0 2004 EUA China 2005 México 2006 França Total US$ FONTE: COMTRADE. Elaboração UICC/Apex-Brasil 2007 Colômbia 2008 Alemanha 2009 Japão Brasil 2010 Coreia do Sul 2011 Itália 2008 2009 2010 2011 16.002.287.212 14.187.186.350 16.850.551.028 23.030.345.866
  • Complexo Máquinas e Equipamentos - SHs com Oportunidades Participação % dos principais concorrentes na Colômbia 40,0 35,0 34,4 30,0 25,0 23,4 20,0 18,3 15,0 10,0 12,4 10,5 7,3 7,6 5,0 6,2 4,2 6,1 3,2 0,0 0,0 2004 EUA China 2005 México 2006 Brasil Total US$ FONTE: COMTRADE. Elaboração UICC/Apex-Brasil 2007 Colômbia 2008 Japão Alemanha 2009 2010 Coreia do Sul 2011 Itália França 2008 2009 2010 2011 5.470.567.310 4.073.437.264 5.138.996.876 7.154.088.591
  • Complexo Máquinas e Equipamentos – SHs com Oportunidades Grupos com as melhores oportunidades para as exportações brasileiras em SH6 selecionados – 2011 – em US$ milhões – Gráfico 1 5,9 Computadores e acessórios Demais máquinas, aparelhos e instrumentos mecânicos 16,2 Fios, cabos e condutores para uso elétrico 12,9 Aparelhos mecânicos para projetar, pulverizar líquidos e pós 163,8 15,2 225,0 257,2 258,0 42,7 Chassis e carrocarias para veículos automóves 271,5 1,5 Partes e peças de aviões e helicópteros 287,4 Compressores e bombas 38,9 Geradores e transformadores, elétricos 36,0 391,0 10,3 Veículos de carga 594,7 74,1 Pneumáticos e câmaras de ar 647,5 89,7 Máquinas e apararelhos para encher, fechar, etc. recipientes 727,8 42,6 Autopeças 780,0 22,2 Aparelhos para interrupção, proteção de energia e suas partes 0 Importações da Colômbia de produtos do Brasil FONTE: COMTRADE. Elaboração UICC/Apex-Brasil 328,6 935,5 250 500 Importações da Colômbia totais 750 1.000 US$ Milhões IMP TOTAL: US$ 7,15 bilhões; IMP BRASIL: US$ 525,7 milhões
  • Complexo Máquinas e Equipamentos – SHs com Oportunidades Grupos com as melhores oportunidades para as exportações brasileiras em SH6 selecionados – 2011 – em US$ milhões – Gráfico 2 4,2 Aparelhos e dispositivos elétricos de ignição ou arranque 40,3 6,2 Ferramentas manuais, pneumáticas ou hidráulicas 42,5 8,6 Circuitos integrados e microconjuntos eletrônicos Refrigeradores e congeladores 3,9 Máquinas e aparelhos de uso agrícola, exceto trator 3,1 Aquecedor e secador 1,6 Máq. e apar. para fabricação de pasta celulósica e papel 53,2 3,4 56,2 61,0 63,2 68,8 23,2 Máquinas e aparelhos de elevação de carga, descarga, etc 75,5 19,6 Tratores Máq. e apar. para fabricação industrial de alimentos e bebidas 4,5 Ônibus 76,1 2,8 97,3 4,8 Demais materiais elétricos e eletrônicos 113,7 7,2 Rolamentos e engrenagens 0 Importações da Colômbia de produtos do Brasil FONTE: COMTRADE. Elaboração UICC/Apex-Brasil 80,9 150,8 50 100 Importações da Colômbia totais 150 200 US$ Milhões IMP TOTAL: US$ 7,15 bilhões; IMP BRASIL: US$ 525,7 milhões
  • Complexo Máquinas e Equipamentos – SHs com Oportunidades Grupos com as melhores oportunidades para as exportações brasileiras em SH6 selecionados – 2011 – em US$ milhões – Gráfico 3 Mobiliário médico-cirúrgico 0,0 0,8 Condensadores elétricos, ficos,variáveis ou ajustáveis 1,0 5,2 1,5 Laminadores de metais 5,7 2,0 Apar. elétricos de iluminação ou sinalização para automóveis 10,8 0,5 Máquinas e aparelhos para moldar borracha e plástico 13,0 3,9 Turbinas hidráulicas e rodas hidráulicas Aparelhos eletro-mecânicos térmicos, de uso doméstico 2,2 Ferramentas eletromecânicas com motor, de uso manual 19,6 2,3 21,1 33,6 3,3 Aparelhos de ar-condicionado 34,4 0,4 Demais veículos automotores e suas partes 35,5 3,9 Máquinas e aparelhos de terraplanagem, perfuração 35,7 1,3 Torneiras e válvulas 36,7 2,0 Aparelhos transmissores e receptores 0 37,9 10 Importações da Colômbia de produtos do Brasil 20 Importações da Colômbia totais 30 40 US$ Milhões NOTA: O grupo Motocicletas foi retirados do gráfico por divergências entre os dados brasileiros e colombianos. FONTE: COMTRADE. Elaboração UICC/Apex-Brasil IMP TOTAL: US$ 7,15 bilhões; IMP BRASIL: US$ 525,7
  • Complexo Máquinas e Equipamentos – SHs com Oportunidades Grupos com as melhores oportunidades para as exportações brasileiras em SH6 selecionados – 2011 – em US$ milhares – Classificação Abimaq Máquinas para couro e calçados de couro 0,5 5,4 Máquinas para madeira 0,9 6,2 0,6 18,7 Máquinas para indústria têxtil 1,1 40,8 Máquinas para indústria gráfica 3,1 Máquinas para plástico e borracha Máq. para extração de petróleo e gás e saneamento básico 6,2 61,0 66,5 25,1 Máquinas para uso agrícola 5,9 Computadores e acessórios 163,8 12,3 Máquinas para refrigeração e indústria alimentícia 166,4 6,6 Complexo automotivo 212,3 89,7 Máquinas para construção e mineração 728,9 77,4 Indústria geral 0 Importações da Colômbia de produtos do Brasil FONTE: COMTRADE. Elaboração UICC/Apex-Brasil 92,2 930,8 250 500 Importações da Colômbia totais 750 1.000 US$ Milhões IMP TOTAL: US$ 2,5 bilhões; IMP BRASIL: US$ 229,3 milhões
  • Complexo Máquinas e equipamentos Autopeças - US$ 780 milhões EUA 29,7% 32,7% 2006 4,0% FONTE: COMTRADE. Elaboração UICC/Apex-Brasil 29,1% 2011 China 7,7% 14,0% 25,8% Japão Coreia do Sul 6,6% 5,3% Colômbia Brasil Outros 5,5% 6,2% 12,8% 9,0% 11,6%
  • Complexo Máquinas e equipamentos Autopeças - SH6 com oportunidades                      Pneus novos de borracha dos tipos utilizados em motocicletas Guarnição de fricção para freios, embreagens ou qualquer outro mecanismo de fricção, não montadas, contendo amianto Guarnições para freios, não montadas, não contendo amianto Espelhos retrovisores para veículos Outras partes exclusiva ou principalmente destinadas aos motores de pistão, de ignição por centelha Outras partes para motores diesel ou semidiesel Bombas para combustíveis, lubrificantes ou líquidos de arrefecimento, para motores de ignição por centelha ou por compressão Aparelhos de ar condicionado, do tipo utilizado nos veículos automóveis Árvores (veios) de transmissão, incluídas as de excêntricos (cames) e virabrequins (cambotas) e manivelas Para-choques e suas partes, para veículos automóveis das posições 87.01 a 87.05 Cintos de segurança, para veículos automóveis das posições 87.01 a 87.05 Outras partes e acessórios de carroçarias (incluídas as cabinas) para veículos automóveis das posições 87.01 a 87.05 Freios e servo-freios, suas partes, para veículos automóveis das posições 87.01 a 87.05 Caixas de marchas (velocidade) e suas partes, para veículos automóveis das posições 8701 a 8705 Eixos de transmissão com diferencial, mesmo providos de outros órgãos de transmissão, e suas partes, para veículos automóveis das posições 8701 a 8705 Sistemas de suspensão e suas partes (incluídos os amortecedores de suspensão), para veículos automóveis das posições 87.01 a 87.05 Radiadores e suas partes, para veículos automóveis das posições 87.01 a 87.05 Embreagens e suas partes, para veículos automóveis das posições 87.01 a 87.05 Volantes, barras, caixas de direção, e suas partes, para veículos automóveis das posições 87.01 a 87.05 Bolsas infláveis de segurança com sistema de insuflação (“airbags), suas partes, para veículos automóveis das posições 87.01 a 87.05 Outras partes e acessórios, para veículos automóveis das posições 87.01 a 87.05 FONTE: COMTRADE. Elaboração UICC/Apex-Brasil
  • Complexo Máquinas e equipamentos Tratores - US$ 76,1 milhões 12,0% 0,7% 10,4% Brasil 9,9% 35,5% 2006 16,7% 25,7% 5,5% EUA Japão 14,5% 2011 México Índia 25,2% Outros 20,3% 23,6% SH6 com oportunidades  Outros tratores FONTE: COMTRADE. Elaboração UICC/Apex-Brasil
  • Complexo Máquinas e equipamentos Máquinas e aparelhos de uso agrícola, exceto trator US$ 75,5 milhões 25,1% 26,0% 3,6% 10,8% 2,7% Brasil 30,8% EUA China 2006 18,7% Espanha 5,8% 2011 7,8% Itália 31,9% FONTE: COMTRADE. Elaboração UICC/Apex-Brasil Outros 14,4% 22,4%
  • Complexo Máquinas e equipamentos Máquinas e aparelhos de uso agrícola, exceto trator - SH6 com oportunidades                     Arados e charruas Grades de discos, de uso agrícola, para preparação ou trabalho do solo Outras grades, escarificadores, cultivadores, extirpadores, enxadas e sachadores Semeadores, plantadores e transplantadores Espalhadores de estrume e distribuidores de adubos ou fertilizantes Partes de máquinas e aparelhos agrícolas, hortícolas ou florestais, para preparação do solo Cortadores de grama, motorizados, cujo dispositivo de corte gira num plano horizontal Outros cortadores de grama (relva) Ceifeiras, incluídas as barras de corte para montagem em tratores Outras máquinas e aparelhos para colheita Máquinas para limpar ou selecionar ovos, frutas ou outros produtos agrícolas Partes de máquinas e aparelhos para colheita ou debulha de produtos agrícolas, ou para limpar ou selecionar ovos, frutas ou outros produtos agrícolas Máquinas e aparelhos para a indústria de laticínios Máquinas e aparelhos para preparação de alimentos ou rações para animais Chocadeiras e criadeiras Outras máquinas e aparelhos para avicultura Outras máquinas e aparelhos para agricultura, horticultura, silvicultura, avicultura ou apicultura Partes de máquinas e aparelhos para avicultura Outras partes de máquinas e aparelhos para agricultura, horticultura, silvicultura ou apicultura Máquinas para limpeza, seleção ou peneiração de grãos ou de produtos hortícolas secos FONTE: COMTRADE. Elaboração UICC/Apex-Brasil
  • Panorama das exportações do Rio Grande do Sul
  • Ranking de exportações por estado em 2011 Ranking 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º 11º 12º 13º 14º 15º Fonte: ApexBrasil/MDIC Estado São Paulo Minas Gerais Rio de Janeiro Rio Grande do Sul Pará Paraná Espírito Santo Mato Grosso Bahia Santa Catarina Goiás Mato Grosso do Sul Maranhão Ceará Alagoas Exportação (US$ mil) 59.909.271 41.392.937 29.445.494 19.427.102 18.336.604 17.394.228 15.158.503 11.099.523 11.016.299 9.051.047 5.605.193 3.916.261 3.047.103 1.403.296 1.371.547
  • Valor e crescimento anual das exportações do RS Fonte: ApexBrasil/MDIC *Previsão
  • Setores exportadores do RS (por CNAE 3 dígitos) Exportação (US$ 1.000) Ranking Participação Crescimento Médio Anual 2006 2011 2006 2011 2006 2011 2006-2011 2010 2011 778.275 3.526.675 5º 1º 6,6% 18,2% 35,3% -4,8% 80,2% 1.750.414 2.400.147 1º 2º 14,8% 12,4% 6,5% 13,7% 4,0% 1.229.702 1.878.594 3º 3º 10,4% 9,7% 8,8% -14,3% 4,8% 630.254 1.765.597 6º 4º 5,3% 9,1% 22,9% 26,1% 45,1% 839.917 1.347.108 4º 5º 7,1% 6,9% 9,9% 22,3% 27,0% 1.317.034 727.436 2º 6º 11,2% 3,7% -11,2% -1,4% -12,7% 393.510 707.727 8º 7º 3,3% 3,6% 12,5% 25,2% 41,0% Setor Lavouras temporárias Abate de produtos de carne e de pescado Produtos do fumo Óleos e gorduras vegetais e animais Resinas e elastômeros Calçados Químicos orgânicos Moagem, fabricação de produtos amiláceos e de 59.706 rações balanceadas para animais Curtimento e outras preparações de couro 507.057 Autopeças e acessórios 306.586 Tratores, máquinas e equipamentos para a agricultura, 188.099 avicultura Máquinas e equipamentos de uso na extração mineral 352.288 e construção Cabines, carrocerias e reboques 352.027 Automóveis, caminhonetas e utilitários 199 Fabricação de artigos de borracha 128.727 Outros 2.968.285 Total 11.802.079 Fonte: ApexBrasil/MDIC 546.681 34º 0,5% 2,8% 55,7% -30,3% 221,9% 491.779 7º 9º 4,3% 2,5% 467.411 11º 10º 2,6% 2,4% -0,6% 8,8% 48,1% 6,8% 46,1% 23,9% 436.096 14º 11º 1,6% 2,2% 18,3% 91,7% 32,1% 426.719 3,9% 1,5% 13,5% 0,4% 325,7% 15,1% 5,1% 10,5% 62,2% 83,6% 20,1% -19,3% 1,0% 4,4% 526,7% 22,8% 12,1% 26,3% 9º 8º 12º 3,0% 2,2% 359.478 10º 13º 3,0% 1,9% 277.908 93º 14º 0,0% 1,4% 259.483 15º 15º 1,1% 1,3% 3.808.257 25,2% 19,6% 19.427.095 100% 100%
  • Regiões destino das exportações do RS Região América do Sul Ásia Europa América do Norte África Oriente Médio Leste Europeu Sudeste Asiático América Central e Caribe Oceania Outros Total Fonte: ApexBrasil/MDIC Exportação (US$ 1.000) Ranking Participação Crescimento Médio Anual 2006 2011 2006 2011 2006 2011 2006-2011 2010 2011 2.639.974 4.727.819 1º 1º 22,4% 24,3% 12,4% -0,9% 22,7% 1.433.983 4.560.274 4º 2º 12,2% 23,5% 26,0% 1,4% 38,1% 2.131.734 3.360.610 3º 3º 18,1% 17,3% 9,5% 1,8% 14,9% 2.147.940 1.688.654 2º 4º 18,2% 8,7% -4,7% 1,9% 8,6% 643.291 1.462.302 7º 5º 5,5% 7,5% 17,8% -12,4% 69,8% 708.685 1.033.257 6º 6º 6,0% 5,3% 7,8% 3,0% 19,9% 1.028.896 930.010 5º 7º 8,7% 4,8% -2,0% 24,6% -1,4% 444.905 885.658 8º 8º 3,8% 4,6% 14,8% -7,4% 51,5% 313.361 535.170 9º 9º 2,7% 2,8% 11,3% 2,9% 67,7% 102.446 56.746 10º 10º 0,9% 0,3% -11,1% -23,6% 0,3% 206.865 186.593 1,8% 1,0% -2,1% 21,9% 54,2% 11.802.079 19.427.095 100% 100% 10,5% 1,0% 26,3%
  • Países destino das exportações do RS País China Argentina Estados Unidos Países Baixos (Holanda) Paraguai Alemanha Uruguai Bélgica Venezuela França Espanha Chile Arábia Saudita Rússia Hong Kong Outros Total Fonte: ApexBrasil/MDIC Exportação (US$ 1.000) 2006 2011 760.889 3.382.742 1.100.719 1.977.313 1.765.767 1.378.615 302.906 697.658 338.741 628.764 381.446 537.300 213.848 486.812 300.065 483.276 205.923 448.429 108.843 421.843 225.626 409.684 407.595 396.209 122.363 345.449 750.371 337.887 224.121 297.967 4.592.855 7.197.146 11.802.079 19.427.095 Ranking 2006 2011 3º 1º 2º 2º 1º 3º 9º 4º 7º 5º 6º 6º 17º 7º 11º 8º 19º 9º 25º 10º 14º 11º 5º 12º 23º 13º 4º 14º 16º 15º Participação Crescimento Médio Anual 2006 2011 2006-2011 2010 2011 6,4% 17,4% 34,8% 0,5% 41,3% 9,3% 10,2% 12,4% -20,9% 17,6% 15,0% 7,1% -4,8% -1,7% 12,6% 2,6% 3,6% 18,2% 43,4% 16,3% 2,9% 3,2% 13,2% 49,6% 1,6% 3,2% 2,8% 7,1% -16,5% 17,7% 1,8% 2,5% 17,9% -16,2% 41,5% 2,5% 2,5% 10,0% -1,6% -16,0% 1,7% 2,3% 16,8% -5,5% 85,8% 0,9% 2,2% 31,1% -23,7% 139,4% 1,9% 2,1% 12,7% 2,5% 37,1% 3,5% 2,0% -0,6% 64,2% 9,4% 1,0% 1,8% 23,1% -7,5% 36,8% 6,4% 1,7% -14,7% 20,6% -38,4% 1,9% 1,5% 5,9% 3,9% 18,5% 38,9% 37,0% 9,4% 4,3% 34,3% 100% 100% 10,5% 1,0% 26,3%
  • Intensidade Tecnológica das Exportações do RS 100% 90% 8,0% 8,3% 8,6% 7,4% 7,1% 7,2% 5,3% 11,5% 80% 13,1% 14,7% 12,5% 12,0% 15,8% 7,5% 10,7% 11,2% 20,1% 8,2% 7,0% 16,6% 18,0% 70% 60% 29,7% 28,4% 29,4% 27,9% 23,3% 18,2% 26,3% 50% 20,2% 40% 16,2% 16,2% 32,7% 32,2% 2003 2004 16,1% 21,0% 35,3% 35,7% 2007 2008 20,9% 20,5% 17,6% 30% 20% 29,0% 31,7% 2005 2006 40,6% 39,0% 41,7% 2009 2010 2011 10% 0% Produtos Primários Produtos Intensivos em Recursos Naturais Manufaturados Intensivos em Trabalho Manufaturados Intensivos em Economias de Escala Manufaturados Produzidos por Fornecedores Especializados Manufaturados Intensivos em P&D Não classificados Fonte: ApexBrasil/MDIC
  • Intensidade Tecnológica das Exportações do RS para China, Argentina e Estados Unidos 100% 90% 4,1% 8,3% 9,9% 7,9% 6,7% 19,4% 16,8% 13,7% 16,4% 15,3% 44,5% 60% 44,2% 44,1% 22,7% 49,1% 50% 52,8% 27,0% 82,6% 40% 30% 7,5% 17,8% 24,4% 80% 70% 3,8% 2,4% 66,1% 68,4% 13,4% 24,2% 12,9% 18,8% 12,4% 20% 10,2% 10,5% 13,3% 19,6% 10% 22,7% 12,9% 2006 2008 15,7% 16,6% 0% 2006 2008 2011 2006 CHINA 2008 ARGENTINA 2011 ESTADOS UNIDOS Produtos Primários Produtos Intensivos em Recursos Naturais Manufaturados Intensivos em Trabalho Manufaturados Intensivos em Economias de Escala Manufaturados Produzidos por Fornecedores Especializados Manufaturados Intensivos em P&D Não classificados Fonte: ApexBrasil/MDIC 2011
  • Oportunidades para as Exportações do RS – por grupo de produtos
  • Setores Analisados • • • • • • • • • • • • • • • • • Carne de frango “in natura” Carne de boi industrializada Arroz Vinhos Calçados Partes de Calçados Plásticos e suas Obras Ferramentas e Talheres Máquinas e Aparelhos para Uso Agrícola – exceto Trator Tratores Motores para Veículos Chassis e Carroçarias para Veículos Automotores Ônibus Autopeças Reboques e Semi-Reboques Móveis Artigos de Joalheria e metais preciosos
  • ARROZ 100610 Arroz (paddy) com casca 100620 Arroz (cargo ou castanho), descascado 100630 Arroz semibranqueado ou branqueado, mesmo polido ou brunido (glaceado) 100640 Arroz quebrado (trinca de arroz)
  • Destinos das Exportações do RS de Arroz 2006 2011 Fonte: ApexBrasil/MDIC
  • Principais Oportunidades para o Setor de Arroz Crescimento Crescimento Previsão de Importações Médio Exportações Médio Crescimento Participação PIP PPP 2011 do Mercado Anual das do Brasil Anual das Principal Médio País Brasileira (em US$ 2011 (em Importações 2011 (em Exportações Concorrente Anual do PIB 2011 (em %) milhões) US$ mil) 2006-2011 US$ mil) Brasil 20062011-2016 (em %) 2011 (em %) (em %) Estados Unidos 686.016 13,2 5.883 0,9 78,0 Tailândia 13.315.000 2,2 África do Sul 507.437 15,5 44.818 8,8 405,0 Tailândia 489.586 3,5 México 376.804 13,1 0 0,0 Estados Unidos 1.466.000 3,7 Emirados Árabes 371.333 6,5 150 0,0 Paquistão 354.173 5,0 Arábia Saudita 292.956 -10,8 1.158 0,4 Estados Unidos 603.639 4,9 Peru 130.890 51,5 7.378 5,6 Uruguai 266.400 5,8 Angola 116.373 47,0 10.548 9,1 87,8 Tailândia 104.428 6,6 Rússia 112.401 -0,1 1.814 1,6 Vietnã 2.104.000 4,0 Chile 61.285 12,0 3.643 5,9 62,1 Argentina 264.100 4,8 Fonte: UN/Comtrade, Euromonitor, The Economist ApexBrasil/MDIC
  • CARNE DE FRANGO “in natura” 020712 Carnes de galos e galinhas da espécie doméstica não cortadas em pedaços, congeladas 020714 Pedaços e miudezas comestíveis de galos e galinhas da espécie doméstica, congelados 020711 Carnes de galos e galinhas da espécie doméstica, não cortadas em pedaços, frescas ou refrigeradas 020713 Pedaços e miudezas comestíveis, de galos e galinhas da espécie doméstica, frescos ou refrigerados
  • Destinos das Exportações do RS de Carne de Frango “in natura” 2006 2011 Fonte: ApexBrasil/MDIC
  • Principais Oportunidades para o Setor de Carne de Frango “in natura” Crescimento Crescimento Previsão de Importações Médio Exportações Médio Crescimento Participação PIP PPP 2011 do Mercado Anual das do Brasil Anual das Principal Médio País Brasileira (em US$ 2011 (em Importações 2011 (em Exportações Concorrente Anual do PIB 2011 (em %) milhões) US$ mil) 2006-2011 US$ mil) Brasil 20062011-2016 (em %) 2011 (em %) (em %) Hong Kong 1.853.788 26,5 551.863 29,8 17,1 Estados Unidos 310.100 4,1 Arábia Saudita 1.508.946 26,4 1.199.648 79,5 26,0 França 603.639 4,9 China 803.963 12,4 422.927 52,6 85,8 Argentina 10.077.000 8,2 México 582.853 12,3 0 0,0 Estados Unidos 1.466.000 3,7 Rússia 531.582 -8,3 119.452 22,5 -8,9 Estados Unidos 2.104.000 4,0 Emirados Árabes 492.350 21,5 426.404 86,6 21,2 Omã 354.173 5,0 Estados Unidos 142.346 14,9 444 0,3 -18,7 Canadá 13.315.000 2,2 Fonte: UN/Comtrade, Euromonitor, The Economist ApexBrasil/MDIC
  • CARNE DE BOI INDUSTRIALIZADA 160100 Enchidos e produtos semelhantes de carne, miudezas ou sangue; preparações alimentícias à base de tais produtos 160250 Preparações alimentícias e conservas, de bovinos 160300 Extratos e sucos de carnes, de peixes ou de crustáceos ou de outros invertebrados aquáticos
  • Destinos das Exportações do RS de Carne de Boi Industrializada 2006 2011 Fonte: ApexBrasil/MDIC
  • Principais Oportunidades para o Setor de Carne de Boi Industrializada Crescimento Crescimento Previsão de Importações Médio Exportações Médio Crescimento Participação PIP PPP 2011 do Mercado Anual das do Brasil Anual das Principal Médio País Brasileira (em US$ 2011 (em Importações 2011 (em Exportações Concorrente Anual do PIB 2011 (em %) milhões) US$ mil) 2006-2011 US$ mil) Brasil 20062011-2016 (em %) 2011 (em %) (em %) Estados Unidos 374.800 -5,4 163.115 43,5 -10,0 Argentina 13.315.000 2,2 Hong Kong 188.170 18,2 646 0,3 -10,9 Estados Unidos 310.100 4,1 México 108.230 7,1 0 0,0 -100,0 Estados Unidos 1.466.000 3,7 Angola 48.634 24,4 32.765 67,4 39,2 Itália 104.428 6,6 Emirados Árabes 37.223 11,6 11.045 29,7 -2,4 Jordânia 354.173 5,0 Chile 12.989 35,4 8.501 65,4 91,5 Uruguai 264.100 4,8 África do Sul 1.531 1,9 504 32,9 -1,0 Itália 489.586 3,5 Fonte: UN/Comtrade, Euromonitor, The Economist ApexBrasil/MDIC
  • VINHOS 220421 Outros vinhos; mostos de uvas, cuja fermentação tenha sido impedida por adição de álcool, em recipientes com capacidade &lt;= 2 litros 220410 Vinhos espumantes e espumosos 220430 Outros mostos de uvas parcialmente fermentados 220429 Outros vinhos; mostos de uvas, cuja fermentação tenha sido impedida por adição de álcool, em recipientes com capacidade &gt; 2 litros 220600 Sidra e outras bebidas fermentadas e misturas de bebidas fermentadas
  • Destinos das Exportações do RS de Vinhos 2006 2011 Fonte: ApexBrasil/MDIC
  • Principais Oportunidades para o Setor de Vinhos Crescimento Crescimento Previsão de Importações Médio Exportações Médio Crescimento Participação PIP PPP 2011 do Mercado Anual das do Brasil Anual das Principal Médio País Brasileira (em US$ 2011 (em Importações 2011 (em Exportações Concorrente Anual do PIB 2011 (em %) milhões) US$ mil) 2006-2011 US$ mil) Brasil 20062011-2016 (em %) 2011 (em %) (em %) Estados Unidos 5.163.683 3,1 1.365 0,0 15,0 Itália 13.315.000 2,2 China 1.442.840 59,3 458 0,0 França 10.077.000 8,2 Hong Kong 1.292.573 62,1 42 0,0 11,5 França 310.100 4,1 Rússia 1.043.119 13,6 0 0,0 -100,0 Itália 2.104.000 4,0 México 195.995 7,1 7 0,0 Espanha 1.466.000 3,7 Emirados Árabes 135.498 16,1 7 0,0 37,8 França 354.173 5,0 Fonte: UN/Comtrade, Euromonitor, The Economist ApexBrasil/MDIC
  • PEDRAS PRECIOSAS E SEMIPRECIOSAS 710399 Outras pedras preciosas ou semipreciosas, trabalhadas de outro modo 710310 Pedras preciosas ou semipreciosas, em bruto ou simplesmente serradas ou desbastadas
  • Destinos das Exportações do RS de Pedras Preciosas e Semipreciosas 2006 2011 Fonte: ApexBrasil/MDIC
  • Principais Oportunidades para o Setor de Pedras Preciosas e Semipreciosas Crescimento Crescimento Importações Médio Exportações Médio Participação PIP PPP 2011 do Mercado Anual das do Brasil Anual das Principal País Brasileira (em US$ 2011 (em Importações 2011 (em Exportações Concorrente 2011 (em %) milhões) US$ mil) 2006-2011 US$ mil) Brasil 2006(em %) 2011 (em %) China 1.140.149 69,9 39.894 3,5 41,7 Mianmar 10.077.000 Hong Kong 381.367 8,5 24.716 6,5 -0,2 China 310.100 Estados Unidos 327.473 -4,3 27.231 8,3 -0,4 Índia 13.315.000 Emirados Árabes 20.779 21,3 24 0,1 -13,9 Índia 354.173 México 5.550 -13,7 397 7,2 8,8 Índia 1.466.000 Rússia 5.124 2,1 57 1,1 15,0 Tailândia 2.104.000 Previsão de Crescimento Médio Anual do PIB 2011-2016 (em %) 8,2 4,1 2,2 5,0 3,7 4,0 Fonte: UN/Comtrade, Euromonitor, The Economist ApexBrasil/MDIC
  • PLÁSTICOS E SUAS OBRAS 392020 Chapas, folhas, tiras, fitas, películas, de polímeros de propileno, sem suporte, não reforçadas 392690 Outras obras de plásticos e obras de outras matérias das posições 39.01 a 39.04 392410 Serviços de mesa e outros artigos de mesa ou cozinha, de plásticos 392321 Sacos, bolsas, cartuchos, de polímeros de etileno 392490 Outros artigos de higiene ou de toucador, de plásticos 392010 Chapas, folhas, tiras, fitas, películas, de polímeros de etileno, sem suporte, não reforçadas 392390 Outros artigos de transporte ou de embalagem, de plásticos 392310 Caixas, caixotes, engradados, artigos semelhantes, de plásticos 392190 Outras chapas, folhas, películas, tiras, lâminas, de plásticos 391620 Monofilamentos cuja maior dimensão do corte transversal seja &gt; 1 mm, varas, bastões e perfis de polímeros de cloreto de vinila, mesmo trabalhados à superfície 392350 Rolhas, tampas, cápsulas e outros dispositivos para fechar recipientes, de plástico 392630 392119 392113 391732 392330 392590 391739 Guarnições para móveis, carroçarias ou semelhantes, de plásticos Chapas, folhas, tiras, fitas, películas, de outros plásticos, alveolares Chapas, folhas, tiras, fitas, películas, de poliuretanos, alveolares Outros tubos flexíveis de plástico, não reforçados, sem acessórios Garrafões, garrafas, frascos, artigos semelhantes, de plásticos Outros artefatos para apetrechamento de construções, de plásticos Outros tubos flexíveis de plástico, inclusive com acessórios
  • Destinos das Exportações do RS de Plásticos e suas Obras 2006 2011 Fonte: ApexBrasil/MDIC
  • Principais Oportunidades para o Setor de Plásticos e suas Obras Crescimento Crescimento Previsão de Importações Médio Exportações Médio Crescimento Participação PIP PPP 2011 do Mercado Anual das do Brasil Anual das Principal Médio País Brasileira (em US$ 2011 (em Importações 2011 (em Exportações Concorrente Anual do PIB 2011 (em %) milhões) US$ mil) 2006-2011 US$ mil) Brasil 20062011-2016 (em %) 2011 (em %) (em %) Estados Unidos 20.026.433 3,8 87.258 0,4 -1,9 China 13.315.000 2,2 China 7.499.380 12,1 5.941 0,1 11,1 Japão 10.077.000 8,2 México 7.368.311 0,0 31.959 0,4 -1,4 Estados Unidos 1.466.000 3,7 Rússia 3.373.968 13,1 359 0,0 -14,1 China 2.104.000 4,0 Hong Kong 2.537.307 3,6 824 0,0 -4,4 China 310.100 4,1 Chile 637.923 12,7 53.142 8,3 5,5 China 264.100 4,8 Angola 218.630 26,9 7.060 3,2 3,7 Portugal 104.428 6,6 Fonte: UN/Comtrade, Euromonitor, The Economist ApexBrasil/MDIC
  • CALÇADOS 640399 Outros calçados, parte superior de couro natural - sapatos 640391 Outros calçados, cobrindo o tornozelo, parte superior de couro natural - sapatos 640299 Outros calçados de borracha ou plástico - sapatos 640359 Outros calçados, com sola exterior de couro natural, parte superior de couro natural - sapatos 640419 Outros calçados de matérias têxteis, com sola de borracha ou plástico - sapatos 640351 Outros calçados, com sola exterior de couro natural, cobrindo o tornozelo, parte superior de couro natural - sapatos 640291 Outros calçados de borracha ou plástico, cobrindo o tornozelo - sapatos 640420 Calçados de matérias têxteis, com sola exterior de couro natural - sapatos 640590 Outros calçados com solas exteriores de borracha ou plástico - sapatos 640340 Outros calçados com biqueira protetora de metal, parte superior de couro natural sapatos 640199 Outros calçados impermeáveis de borracha ou plástico, sem costura 640220 Calçados de borracha ou plástico, com parte superior em tiras ou correias, com saliências (espigões) que se encaixam na sola - sapatos 640510 Outros calçados de couro natural ou reconstituído - sapatos
  • Destinos das Exportações do RS de Calçados 2006 2011 Fonte: ApexBrasil/MDIC
  • Principais Oportunidades para o Setor de Calçados Crescimento Crescimento Previsão de Importações Médio Exportações Médio Crescimento Participação PIP PPP 2011 do Mercado Anual das do Brasil Anual das Principal Médio País Brasileira (em US$ 2011 (em Importações 2011 (em Exportações Concorrente Anual do PIB 2011 (em %) milhões) US$ mil) 2006-2011 US$ mil) Brasil 20062011-2016 (em %) 2011 (em %) (em %) Estados Unidos 19.349.521 1,7 234.174 1,2 -22,6 China 13.315.000 2,2 Hong Kong 4.383.268 -1,21587 18.396 0,41969 29,09903 China 310.100 4,1 Rússia 3.836.727 30,0 25.395 0,7 25,3 China 2.104.000 4,0 China 1.214.265 36,67857 3.387 0,27891 22,8464 Itália 10.077.000 8,2 Emirados Árabes 1.081.108 14,8 13.321 1,2 -3,3 China 354.173 5,0 Chile 783.272 18,04454 35.917 4,58547 1,31297 China 264.100 4,8 México 514.693 11,3 14.291 2,8 -18,4 Vietnã 1.466.000 3,7 Colômbia 398.133 24,12254 29.222 7,33978 12,8409 China 416.300 4,9 Fonte: UN/Comtrade, Euromonitor, The Economist ApexBrasil/MDIC
  • PARTES DE CALÇADOS 640610 Partes superiores de calçados e seus componentes, exceto contrafortes e biqueiras rígidas - sapatos 640699 Outras partes de calçados, de outras matérias - sapatos 640620 Solas exteriores e saltos, de borracha ou plástico - calçados sapatos 640691 Outras partes de calçados, de madeira - sapatos
  • Destinos das Exportações do RS de Partes de Calçados 2006 2011 Fonte: ApexBrasil/MDIC
  • Principais Oportunidades para o Setor de Partes de Calçados País Estados Unidos Hong Kong China Rússia Crescimento Crescimento Importações Médio Exportações Médio Participação PIP PPP 2011 do Mercado Anual das do Brasil Anual das Principal Brasileira (em US$ 2011 (em Importações 2011 (em Exportações Concorrente 2011 (em %) milhões) US$ mil) 2006-2011 US$ mil) Brasil 2006(em %) 2011 (em %) 404.988 2,2 2.217 0,5 -4,9 China 13.315.000 291.137 1,9 761 0,3 -14,5 China 310.100 264.529 -4,2 1.007 0,4 -5,8 Estados Unidos 10.077.000 224.085 35,9 512 0,2 China 2.104.000 Previsão de Crescimento Médio Anual do PIB 2011-2016 (em %) 2,2 4,1 8,2 4,0 Fonte: UN/Comtrade, Euromonitor, The Economist ApexBrasil/MDIC
  • FERRAMENTAS E TALHERES 821192 821599 821191 820750 821520 comuns 820140 820110 820411 821300 820520 820130 820559 820551 Outras facas de lâmina fixa, de metais comuns Outras colheres, garfos, conchas e artefatos semelhantes, de metais comuns Facas de mesa, de lâmina fixa, de metais comuns Ferramentas intercambiáveis de furar, de metais comuns Outros sortidos de colheres, garfos, conchas ou outros artigos da posição 8215, de metais 820730 820190 comuns 820210 820320 Ferramentas intercambiáveis de embutir, estampar ou de puncionar, de metais comuns Outras ferramentas manuais, para agricultura, horticultura e silvicultura, de metais Machados, podões e ferramentas semelhantes com gume, de metais comuns Pás, de metais comuns Chaves de porcas, manuais, de abertura fixa, de metais comuns Tesouras e suas lâminas, de metais comuns Martelos e marretas, manuais, de metais comuns Alviões, picaretas, enxadas, sachos, ancinhos e raspadeiras, de metais comuns Outras ferramentas manuais, de metais comuns Outras ferramentas manuais, de uso da espécie doméstica, de metais comuns Serras manuais, de metais comuns Alicates (mesmo cortantes), tenazes, pinças e ferramentas semelhantes, manuais, de
  • Destinos das Exportações do RS de Ferramentas e Talheres 2006 2011 Fonte: ApexBrasil/MDIC
  • Principais Oportunidades para o Setor de Ferramentas e Talheres País Estados Unidos China México Rússia Emirados Árabes Arábia Saudita Chile Colômbia Importações do Mercado 2011 (em US$ mil) 4.055.097 1.296.327 801.943 696.189 314.359 151.929 141.653 92.433 Crescimento Crescimento Previsão de Médio Exportações Médio Crescimento Participação PIP PPP 2011 Anual das do Brasil Anual das Principal Médio Brasileira (em US$ Importações 2011 (em Exportações Concorrente Anual do PIB 2011 (em %) milhões) 2006-2011 US$ mil) Brasil 20062011-2016 (em %) 2011 (em %) (em %) 1,2 43.517 1,1 -1,2 China 13.315.000 2,2 6,8 845 0,1 -0,5 Japão 10.077.000 8,2 2,6 20.279 2,5 -7,5 Estados Unidos 1.466.000 3,7 27,9 2.422 0,3 3,6 China 2.104.000 4,0 8,4 6.608 2,1 1,6 China 354.173 5,0 14,2 3.589 2,4 38,0 China 603.639 4,9 11,4 6.390 4,5 -1,2 China 264.100 4,8 9,0 8.359 9,0 19,2 China 416.300 4,9 Fonte: UN/Comtrade, Euromonitor, The Economist ApexBrasil/MDIC
  • MÓVEIS 940350 940360 940340 940600 940320 940390 940330 940179 940161 940171 940370 940180 940130 Móveis de madeira para quartos de dormir Outros móveis de madeira Móveis de madeira para cozinhas Construções pré-fabricadas Outros móveis de metal Partes para móveis Móveis de madeira para escritórios Outros assentos com armação de metal Assentos estofados, com armação de madeira Assentos estofados, com armação de metal Móveis de plásticos Outros assentos Assentos giratórios, de altura ajustável 940190 940429 940169 940490 Partes de assentos Colchões de outras matérias Outros assentos com armação de madeira Ededrões, almofadas, pufes, travesseiros e artigos semelhantes
  • Destinos das Exportações do RS de Móveis 2006 2011 Fonte: ApexBrasil/MDIC
  • Principais Oportunidades para o Setor de Móveis País Estados Unidos Rússia México China Chile Angola Colômbia Peru Crescimento Crescimento Previsão de Importações Médio Exportações Médio Crescimento Participação PIP PPP 2011 do Mercado Anual das do Brasil Anual das Principal Médio Brasileira (em US$ 2011 (em Importações 2011 (em Exportações Concorrente Anual do PIB 2011 (em %) milhões) US$ mil) 2006-2011 US$ mil) Brasil 20062011-2016 (em %) 2011 (em %) (em %) 34.200.120 -0,6 82.502 0,2 -22,7 China 13.315.000 2,2 2.656.585 22,2 733 0,0 19,0 China 2.104.000 4,0 2.030.165 1,9 6.866 0,3 -15,7 Estados Unidos 1.466.000 3,7 1.981.576 25,6 386 0,0 22,0 Alemanha 10.077.000 8,2 403.840 15,8 34.955 8,7 -3,0 China 264.100 4,8 383.925 15,4 52.889 13,8 1,9 Portugal 104.428 6,6 216.142 27,8 12.008 5,6 27,9 China 416.300 4,9 162.150 28,8 22.107 13,6 27,9 China 266.400 5,8 Fonte: UN/Comtrade, Euromonitor, The Economist ApexBrasil/MDIC
  • AUTOPEÇAS 870899 Outras partes e acessórios, para veículos automóveis das posições 87.01 a 87.05 401140 Pneus novos de borracha dos tipos utilizados em motocicletas 681381 Guarnições para freios, não montadas, não contendo amianto 840991 Outras partes exclusiva ou principalmente destinadas aos motores de pistão, de ignição por centelha 870830 Freios e servo-freios, suas partes, para veículos automóveis das posições 87.01 a 87.05 840999 Outras partes para motores diesel ou semidiesel 870829 Outras partes e acessórios de carroçarias (incluídas as cabinas) para veículos automóveis das posições 87.01 a 87.05 848310 Árvores (veios) de transmissão, incluídas as de excêntricos (cames) e virabrequins (cambotas) e manivelas 870894 Volantes, barras, caixas de direção, e suas partes, para veículos automóveis das posições 87.01 a 87.05 841520 Aparelhos de ar condicionado, do tipo utilizado nos veículos automóveis 940120 Assentos para veículos automóveis 870840 Caixas de marchas (velocidade) e suas partes, para veículos automóveis das posições 8701 a 8705 870880 Sistemas de suspensão e suas partes (incluídos os amortecedores de suspensão), para veículos automóveis das posições 87.01 a 87.05
  • Destinos das Exportações do RS de Autopeças 2006 2011 Fonte: ApexBrasil/MDIC
  • Principais Oportunidades para o Setor de Autopeças Crescimento Crescimento Previsão de Importações Médio Exportações Médio Crescimento Participação PIP PPP 2011 do Mercado Anual das do Brasil Anual das Principal Médio País Brasileira (em US$ 2011 (em Importações 2011 (em Exportações Concorrente Anual do PIB 2011 (em %) milhões) US$ mil) 2006-2011 US$ mil) Brasil 20062011-2016 (em %) 2011 (em %) (em %) Estados Unidos 60.108.883 3,9 1.195.280 2,0 -1,4 México 13.315.000 2,2 China 26.481.983 19,7 96.805 0,4 5,0 Japão 10.077.000 8,2 México 20.657.663 9,7 529.543 2,6 7,4 Estados Unidos 1.466.000 3,7 Rússia 9.563.187 34,4 3.279 0,0 22,2 Alemanha 2.104.000 4,0 Emirados Árabes 2.416.169 15,7 11.825 0,5 -1,4 Japão 354.173 5,0 Chile 1.361.485 15,3 62.463 4,6 10,3 Estados Unidos 264.100 4,8 Colômbia 803.777 13,9 83.245 10,4 12,0 Estados Unidos 416.300 4,9 Peru 353.828 19,3 37.457 10,6 22,3 Estados Unidos 266.400 5,8 Fonte: UN/Comtrade, Euromonitor, The Economist ApexBrasil/MDIC
  • CHASSIS E CARROÇARIAS PARA VEÍCULOS AUTOMÓVEIS 870790 Outras carroçarias para tratores, veículos automóveis para transporte de =&gt; 10 passageiros, carga ou usos especiais 870600 Chassis com motor para veículos automóveis das posições 8701 a 8705 870710 Carroçarias para os veículos da posição 87.03, incluídas as cabinas
  • Destinos das Exportações do RS de Chassis e Carroçarias para Veículos Automóveis 2006 2011 Fonte: ApexBrasil/MDIC
  • Principais Oportunidades para o Setor de Chassis e Carroçarias para Veículos Automóveis País Rússia Estados Unidos Colômbia México Peru Arábia Saudita Angola Crescimento Crescimento Previsão de Importações Médio Exportações Médio Crescimento Participação PIP PPP 2011 do Mercado Anual das do Brasil Anual das Principal Médio Brasileira (em US$ 2011 (em Importações 2011 (em Exportações Concorrente Anual do PIB 2011 (em %) milhões) US$ mil) 2006-2011 US$ mil) Brasil 20062011-2016 (em %) 2011 (em %) (em %) 3.010.145 51,3 0 0,0 -100,0 Eslováquia 2.104.000 4,0 816.230 -5,1 49 0,0 -50,9 Canadá 13.315.000 2,2 272.114 16,6 46.944 17,3 -4,9 Suécia 416.300 4,9 189.989 0,9 33.897 17,8 -19,8 Suécia 1.466.000 3,7 92.256 38,8 138.273 149,9 16,7 México 266.400 5,8 25.395 -5,6 0 0,0 -100,0 Estados Unidos 603.639 4,9 3.839 -1,3 2.670 69,5 6,1 China 104.428 6,6 Fonte: UN/Comtrade, Euromonitor, The Economist ApexBrasil/MDIC
  • MOTORES PARA VEÍCULOS AUTOMÓVEIS 840820 Motores de pistão, de ignição por compressão, diesel ou semidiesel, utilizados para propulsão de veículos do capítulo 87
  • Destinos das Exportações do RS de Motores para Veículos Automóveis 2006 2011 Fonte: ApexBrasil/MDIC
  • Principais Oportunidades para o Setor de Motores para Veículos Automóveis País México Rússia China Chile Colômbia Crescimento Crescimento Previsão de Importações Médio Exportações Médio Crescimento Participação PIP PPP 2011 do Mercado Anual das do Brasil Anual das Principal Médio Brasileira (em US$ 2011 (em Importações 2011 (em Exportações Concorrente Anual do PIB 2011 (em %) milhões) US$ mil) 2006-2011 US$ mil) Brasil 20062011-2016 (em %) 2011 (em %) (em %) 3.377.455 15,3 89.697 2,7 32,8 Estados Unidos 1.466.000 3,7 726.264 56,0 0 0,0 -100,0 China 2.104.000 4,0 238.138 0,8 30 0,0 -44,1 Reino Unido 10.077.000 8,2 110.322 18,8 1.686 1,5 8,1 Estados Unidos 264.100 4,8 14.380 17,3 2.290 15,9 11,6 Estados Unidos 416.300 4,9 Fonte: UN/Comtrade, Euromonitor, The Economist ApexBrasil/MDIC
  • REBOQUES, SEMI-REBOQUES E SUAS PARTES 871639 Outros reboques e semi-reboques, para transporte de mercadorias 871620 Reboques e semi-reboques, autocarregáveis ou autodescarregáveis, para usos agrícolas 871690 Partes de reboques e semi-reboques, para quaisquer veículos e outros veículos não autopropulsores 871631 Reboques-cisternas para transporte de mercadorias 871680 Outros veículos não autopropulsores 871640 Outros reboques e semi-reboques
  • Destinos das Exportações do RS de Reboques, SemiReboques e suas Partes 2006 2011 Fonte: ApexBrasil/MDIC
  • Principais Oportunidades para o Setor de Reboques, SemiReboques e suas Partes País Estados Unidos Rússia México Chile Arábia Saudita África do Sul Colômbia Angola Peru Crescimento Crescimento Previsão de Importações Médio Exportações Médio Crescimento Participação PIP PPP 2011 do Mercado Anual das do Brasil Anual das Principal Médio Brasileira (em US$ 2011 (em Importações 2011 (em Exportações Concorrente Anual do PIB 2011 (em %) milhões) US$ mil) 2006-2011 US$ mil) Brasil 20062011-2016 (em %) 2011 (em %) (em %) 1.945.218 1,7 7.222 0,4 17,3 China 13.315.000 2,2 1.266.540 16,6 0 0,0 -56,5 Alemanha 2.104.000 4,0 363.634 -1,6 334 0,1 7,7 Estados Unidos 1.466.000 3,7 177.835 19,8 46.317 26,0 10,6 Estados Unidos 264.100 4,8 95.726 6,9 0 0,0 -100,0 Alemanha 603.639 4,9 90.792 13,4 523 0,6 -3,0 China 489.586 3,5 77.015 29,0 7.812 10,1 30,6 China 416.300 4,9 42.430 1,1 10.234 24,1 -8,2 China 104.428 6,6 37.186 45,5 4.712 12,7 53,6 China 266.400 5,8 Fonte: UN/Comtrade, Euromonitor, The Economist ApexBrasil/MDIC
  • ÔNIBUS 870210 Veículos automóveis para transporte =&gt; 10 pessoas, com motor de pistão, de ignição por compressão - ônibus microônibus
  • Destinos das Exportações do RS de Ônibus 2006 2011 Fonte: ApexBrasil/MDIC
  • Principais Oportunidades para o Setor de Ônibus País Chile Rússia Peru México Importações do Mercado 2011 (em US$ mil) 476.654 390.425 332.961 30.987 Crescimento Crescimento Previsão de Médio Exportações Médio Crescimento Participação PIP PPP 2011 Anual das do Brasil Anual das Principal Médio Brasileira (em US$ Importações 2011 (em Exportações Concorrente Anual do PIB 2011 (em %) milhões) 2006-2011 US$ mil) Brasil 20062011-2016 (em %) 2011 (em %) (em %) 11,4 38.426 8,1 -1,4 China 264.100 4,8 10,1 0 0,0 -100,0 Coreia do Sul 2.104.000 4,0 34,7 9.430 2,8 55,4 Japão 266.400 5,8 31,6 0 0,0 -100,0 Espanha 1.466.000 3,7 Fonte: UN/Comtrade, Euromonitor, The Economist ApexBrasil/MDIC
  • MÁQUINAS E APARELHOS DE USO AGRÍCOLA 843351 Ceifeiras-debulhadoras 843230 Semeadores, plantadores e transplantadores 843390 Partes de máquinas e aparelhos para colheita ou debulha de produtos agrícolas, ou para limpar ou selecionar ovos, frutas ou outros produtos agrícolas 843290 Partes de máquinas e aparelhos agrícolas, hortícolas ou florestais, para preparação do solo 843680 Outras máquinas e aparelhos para agricultura, horticultura, silvicultura, avicultura ou apicultura 843280 Outras máquinas e aparelhos agrícolas, hortícolas ou florestais, para preparação do solo 843629 Outras máquinas e aparelhos para avicultura 843710 Máquinas para limpeza, seleção ou peneiração de grãos ou de produtos hortícolas secos 843210 Arados e charruas 843610 Máquinas e aparelhos para preparação de alimentos ou rações para animais 843691 843229 843221 843699 Partes de máquinas e aparelhos para avicultura Outras grades, escarificadores, cultivadores, extirpadores, enxadas e sachadores Grades de discos, de uso agrícola, para preparação ou trabalho do solo Outras partes de máquinas e aparelhos para agricultura, horticultura, silvicultura ou
  • Destinos das Exportações do RS de Máquinas e Aparelhos para Uso Agrícola 2006 2011 Fonte: ApexBrasil/MDIC
  • Principais Oportunidades para o Setor de Máquinas e Aparelhos para Uso Agrícola País Estados Unidos Rússia México África do Sul Chile Colômbia Peru Crescimento Crescimento Previsão de Importações Médio Exportações Médio Crescimento Participação PIP PPP 2011 do Mercado Anual das do Brasil Anual das Principal Médio Brasileira (em US$ 2011 (em Importações 2011 (em Exportações Concorrente Anual do PIB 2011 (em %) milhões) US$ mil) 2006-2011 US$ mil) Brasil 20062011-2016 (em %) 2011 (em %) (em %) 2.809.632 10,2 50.268 1,8 3,7 Canadá 13.315.000 2,2 1.854.990 12,5 6.592 0,4 8,1 Alemanha 2.104.000 4,0 375.146 5,8 8.105 2,2 -2,6 Estados Unidos 1.466.000 3,7 291.184 15,1 23.319 8,0 6,8 Estados Unidos 489.586 3,5 219.646 21,7 16.144 7,4 27,4 Estados Unidos 264.100 4,8 80.524 23,0 20.300 25,2 19,6 Estados Unidos 416.300 4,9 49.347 30,4 7.539 15,3 21,1 Estados Unidos 266.400 5,8 Fonte: UN/Comtrade, Euromonitor, The Economist ApexBrasil/MDIC
  • TRATORES 870190 870120 Outros tratores Tratores rodoviários para semi-reboques
  • Destinos das Exportações do RS de Tratores 2006 2011 Fonte: ApexBrasil/MDIC
  • Principais Oportunidades para o Setor de Tratores Crescimento Crescimento Previsão de Importações Médio Exportações Médio Crescimento Participação PIP PPP 2011 do Mercado Anual das do Brasil Anual das Principal Médio País Brasileira (em US$ 2011 (em Importações 2011 (em Exportações Concorrente Anual do PIB 2011 (em %) milhões) US$ mil) 2006-2011 US$ mil) Brasil 20062011-2016 (em %) 2011 (em %) (em %) Estados Unidos 6.662.812 3,2 33.774 0,5 0,3 México 13.315.000 2,2 Rússia 2.221.596 14,0 0 0,0 -100,0 Alemanha 2.104.000 4,0 Colômbia 849.946 19,3 18.043 2,1 6,6 México 416.300 4,9 Chile 579.203 20,1 119.433 20,6 3,8 México 264.100 4,8 África do Sul 443.341 13,0 120.228 27,1 10,9 Alemanha 489.586 3,5 Peru 293.781 31,1 54.380 18,5 12,5 México 266.400 5,8 México 259.847 7,9 31.566 12,1 -5,3 Estados Unidos 1.466.000 3,7 Emirados Árabes 109.256 -6,9 1.033 0,9 -46,4 Alemanha 354.173 5,0 Angola 46.641 -9,0 14.505 31,1 -16,4 China 104.428 6,6 Fonte: UN/Comtrade, Euromonitor, The Economist ApexBrasil/MDIC