BANCO DE DADOS

839 views
781 views

Published on

warehouse

Published in: Design
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
839
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

BANCO DE DADOS

  1. 1. Banco de Dados I e II: 06/01/2010 - 07/01/2010 Compartilhar Denunciar abuso Próximo blog» Criar um blog Login BANCO DE DADOS I E II NOMES: ALEX GOUVEA - ELISANGELA DA SILVA BEIJE - ELISANGELA DUARTE - RICARDO MAZZI ARQUIVO DATA WIREHOUSE Junho (1) Junho (1) quinta-feira, 17 de junho de 2010 DATA WIREHOUSE SEGUIDORES Conceitos. Seguir Google Friend Connect O conceito de Data Wirehouse surgiu da necessidade de integrar dados Seguidores (5) corporativos espalhados em diferentes máquinas e sistemas operacionais, para torná-los acessíveis a todos os usuários dos níveis decisórios (NAVARRO, 1996). Entretanto, essa integração deve ser feita com uma seleção cuidadosa e otimizada dos dados já que a prioridade na utilização do ambiente do DW é o processamento de consultas e não o processamento de transações. A Figura 1 Já é um membro?Fazer login ilustra toda a estrutura interna que o ambiente de DW representa. Figura 1: Estrutura interna do DW Acesso Digital GED - Organização, Gerenciamento de Documentos e Guarda Digital www.acessodigital.com.br Art Vison Divisória forro Divisórias Eucatex Divisorias e Forro e Descrição. Gesso Acartona www.artvison.com.br “Um Data Warehouse é uma coleção de dados orientados a assuntos, integrados, variáveis com o tempo, não voláteis, para suporte ao processo SAS Cursos e gerencial de tomada de decisão.”(INMON, 1997, p.14) Treinamentos Pode-se destacar as principais características de um Data Warehouse (que no Aumente o poder de sua equipe fazer português significa, literalmente armazém de dados) como a orientação a ainda mais usando o assunto, a padronização dos dados (integração), os dados não se perdem nos SAS processos do banco de dados (volatilidade), armazenagem dos registros em www.Brainworks.com.br uma série temporal, os dados são sumarizados (resumidos), a não necessidade Business de normalização e um conjunto de informações sobre os dados armazenados Intelligence Microsoft Business (metadados). Intelligence - BI sem Tabela 1: Características de um Data Warehouse investimento em licençashttp://bancodedadosi.blogspot.com/2010_06_01_archive.html[04/07/2011 01:16:59]
  2. 2. Banco de Dados I e II: 06/01/2010 - 07/01/2010 www.accertato.com.br Característica Descrição Orientação a assunto Dados organizados de modo como o usuário se Consolidação de Processos refere a ele Conferência Sobre Integração Inconsistências são removidas e informações Consolidação de conflitantes, isto é, os dados são “limpos” Processos e Redução de Custos. Não volátil Somente leitura de dados, dados não atualizado SharedServicesLatam.com por usuários. Séries Históricas Os dados estão em séries históricas, não somente na situação corrente. Resumidos Os dados operacionais estão/são agregados. Apple Google Microsoft Abrangência Mantêm uma série temporal, considerando que Grupo de Apple e RIM paga US$4,5 mais dados serão armazenados. Terra Brasil Não normalizado Dados podem ser redundantes. A Apple ea Research In Motion são Metadados Dados sobre dados. parte do consórcio de seis Arquitetura do Data Warehouse. companhias que pagaram 4,5 bilhões de dólares por patentes A arquitetura do Data Warehouse pode variar conforme o tipo de assunto remanescentes da falida Nortel abordado, isso ocorre devido as necessidades que variam de empresa para Networks, em um leilão muito empresa. disputado no qual o Google ea Intel saíram derrotados. ... Um exemplo de arquitetura de um DW pode ser visto na figura 1 com seus Artigos relacionados » componentes descritos a seguir: Figura 2: Arquitetura do projeto de DW (Figura adaptada de KIMBALL Especialista em tecnologia prevê (1998). Terra Brasil A Apple pode ter muito dinheiro em caixa e rapidamente ter crescido tanto a ponto de ser a companhia de tecnologia mais valiosa do mundo, mas as previsões para o futuro da empresa não são muito promissoras. Pelo menos, é o que pensa Paul Hochman, ... Samsung desiste de processo contra Tecnologia.com.pt A Samsung desistiu do processo contra a Apple, que pretendia a suspensão das vendas do iPad e iPhone. Quem avança esta notícia é Camada de banco de dados: Corresponde aos dados dos o site Bloomberg. Segundo o site, a Samsung desistiu da queixa contra a sistemas operacionais da organização, junto com dados Apple, que queria que o iPad eo provenientes de outras fontes externas que serão tratados e iPhone não fossem ... integrados para compor o DW. Pode ser, por exemplo, o banco Artigos relacionados » de dados dos produtos de uma empresa ou dos fornecedores. Samsumg inicia novo processo contra Camada de acesso aos dados: Esta camada é responsável pela AFP ligação entre as 20 ferramentas de acesso à informação e os SEUL — A gigante sul-coreana das telecomunicações Samsung bancos de dados operacionais (comunica-se com diferentes Electronics anunciou nesta quinta- SGBDs). Pode ser a representação dos dados fontes no feira que abriu um processo contra ahttp://bancodedadosi.blogspot.com/2010_06_01_archive.html[04/07/2011 01:16:59]
  3. 3. Banco de Dados I e II: 06/01/2010 - 07/01/2010 ambiente de DW ou o ponto de comunicação entre as americana Apple para impedir a ferramentas de manipulação de dados com os dados do DW. importação aos Estados Unidos de vários de seus produtos mais Camada de gerenciamento de replicação: Esta camada inclui famosos fabricados no ... todos os processos necessários para selecionar, editar, resumir, Artigos relacionados » combinar e carregar o DW e as correspondentes informações powered by de acesso a partir das bases operacionais. Exemplificando, seriam os módulos de integração dos dados, podendo ser um cálculo de média de um dado em uma tabela fonte para ser armazenado no DW. Camada de dados intermediários: Gerencia o transporte de informações pelo ambiente de redes. É usada para isolar aplicações, operacionais ou informacionais, e entregá-las em locais e tempos determinados. Camada do DW: O DW corresponde aos dados usados para fins ”informacionais” (analíticos). Em alguns casos, DW é simplesmente uma visão lógica ou virtual dos dados, podendo de fato não envolver o armazenamento destes dados. Como exemplo, poderia ser um DW que visa analisar o Clima de uma região, tendo como fonte de dados a média da temperatura das regiões estudadas (seguindo um hierarquia: bacia hidrográfica, sub-bacias, ponto de medição). Camada de acesso à informação: É a camada com a qual os usuários finais interagem. Representa as ferramentas que o usuário utiliza para navegar pelos dados de DW. Podemos citar uma ferramenta, produzida pela Oracle, Oracle 9i Discoverer. Também envolve o hardware e software utilizado para obtenção de relatórios, planilhas, gráficos e outros. Camada de gerenciamento de processos: Está envolvida com o controle das diversas tarefas a serem realizadas para construir e manter as informações do dicionário de dados e do DW. Contribui para manter o DW atualizado e consistente. É o gerente de todo o DW, um exemplo de aplicativo que executa essa tarefa é a ferramenta Oracle 9i Warehouse Builder. Camada de metadados (dicionários de dados): Metadados são as informações sobre os dados mantidos pela organização. Para poder manter a funcionalidade de um ambiente de DW é necessário ter disponível uma grande variedade de metadados, desde dados sobre as visões dos usuários até dados sobre os bancos de dados operacionais.http://bancodedadosi.blogspot.com/2010_06_01_archive.html[04/07/2011 01:16:59]
  4. 4. Banco de Dados I e II: 06/01/2010 - 07/01/2010  Arquitetura Genérica A arquitetura genérica compreende a camada dos dados operacionais que serão acessados pela camada de acesso a dados. As camadas de gerenciamento de processos, transporte e data warehouse são responsáveis por distribuir os dados e estão no centro da arquitetura. A camada de acesso à informação possibilita a extração das informações do DW utilizando um conjunto de ferramentas. Figura 3: Arquitetura genética DW.  Arquitetura de Duas Camadas A arquitetura de duas camadas utiliza um servidor, juntamente com aplicações front end, que são ferramentas que realizam operações sobre os dados consultados e os transformam em informações úteis para os usuários, os componentes back end são ferramentas responsáveis pela extração, limpeza e cargas dos dados, mais conhecidas como ETL também são utilizadas neste tipo de arquitetura. Figura 4: Arquitetura duas camadas DW.  Arquitetura de Três Camadas A arquitetura de três camadas suporta vários usuários e serviços devido a sua flexibilidade, as informações ficam armazenadas em várias camadas. Na primeira camada estão as interfaces que trabalham com o usuário, onde geralmente sãohttp://bancodedadosi.blogspot.com/2010_06_01_archive.html[04/07/2011 01:16:59]
  5. 5. Banco de Dados I e II: 06/01/2010 - 07/01/2010 gráficas. Na segunda camada estão os servidores de banco de dados e aplicações e, por isso, têm a necessidade de ter um acesso eficiente e veloz aos dados compartilhados, e na última ficam armazenadas as fontes de dados. A arquitetura de três camadas é a mais utilizada pelos analistas. Figura 5: Arquitetura três camadas DW. Ferramentas de acesso. As maneira em que os dados são extraídos e integrados com cada processo distinto do DW. As funções para a transformação dos dados são: • Extração: retirada dos dados dos sistemas transacionais e armazenagem na área de Data Stage; • Carga de dimensões processadas: realimentação do processo para garantir a representação correta dos dados em novo formato. • Carga, Replicação e Recuperação: quando pronto, o dado é carregado no Data Mart correspondente e são criados (ou atualizados) índices para melhorar a performance das consulta. • Alimentação: apresenta as visões do Data Mart de acordo com as necessidades dos usuários. • Carga dos resultados dos modelos: serve para realimentar possíveis modificações no Data Mart, caso este não esteja adequado a aplicação que o utiliza. Para as operações de consultas destaca-se: a) cadastrar consulta: define consultas gerenciais baseadas na modelagem dimensional do cubo de decisão; b) visualizar e configurar consultas: acesso e configuraçãohttp://bancodedadosi.blogspot.com/2010_06_01_archive.html[04/07/2011 01:16:59]
  6. 6. Banco de Dados I e II: 06/01/2010 - 07/01/2010 sobre as consultas cadastradas. Exemplos de Banco de dados para Data Warehouse. • Adabas D - Software AG • Advanced Pick - Pick Systems • Broadbase Server - Broadbase Information Systems • DB2 - IBM • Fast-Count DBMS - MegaPlex Software • HOPS - HOPS International • Microsoft SQL Server - Microsoft • MK Platform - Synergistics Services Group • Model 204 - Computer Corp. of America • NonStop SQL - Tandem • Ngram Transform-DB - Triada Entre outros. Os principais passos para criar um modelo. 1. Desenvolver um modelo conceitual da atividade do negócio ou processo a ser suportado por um banco de dados; 2. Usar esse modelo de mais alto nível para criar o modelo lógico de dados. O modelo lógico provê muito mais detalhes e é independente da implementação; 3. Transformar o modelo lógico em um modelo físico detalhado com cada implementação do banco de dados. O modelo físico é chamado de esquema. Para os novos bancos de dados, o primeiro passo é definir a atividade do negócio ou o processo. Isso envolve ajustamento de dados (incluindo entrevistas com usuários potenciais) e um entendimento do processo do negócio a ser suportado. Em um DW o modelo conceitual é baseado em fatos, dimensões e hierarquias. A informação em um DW é usada para pesquisa completa, sumarização e organização dos dados. Ou seja, estas informações consistem em uma base que dá suporte a análise e busca do conhecimento. Características: • A informação é vista em intervalos de tempo, preferencialmente em transações individuais; • A informação é disposta numa visão global do negócio;http://bancodedadosi.blogspot.com/2010_06_01_archive.html[04/07/2011 01:16:59]
  7. 7. Banco de Dados I e II: 06/01/2010 - 07/01/2010 O objetivo da modelagem de dados é converter os conceitos da organização em uma forma que pode ser desenvolvida em uma estrutura de dados, refletindo o modelo da organização, de modo que a informação possa ser extraída por usuários do sistema. Para as operações de montagem de projeto destacam-se os seguintes casos de uso: a) cadastrar Data Warehouse: cria um novo projeto de DW baseado no modelo dimensional estrela; b) cadastrar dimensão: grava as definições referentes a uma dimensão bem como seus atributos e chave primária; c) cadastrar cubo: grava as definições referentes a um cubo de decisão bem como seus indicadores e dimensões relacionadas. Exemplo de ferramentas. A ferramenta para a construção de um DW conta com dois atores: o usuário de consultas e o administrador projetista. Neste trabalho, a ênfase principal é com as funções disponibilizadas ao administrador, uma vez que ao usuário caberá apenas a tarefa de efetuar as consultas. As operações realizadas pelo administrador podem ser divididas nos seguintes processos: montagem do projeto de DW, consultas, metadados e recursos adicionais da ferramenta. Outros recursos adicionais da ferramenta são: a) exportar metadados: exporta todas as definições referentes a um projeto de DW em padrão XML, b) importar metadados: importa para o sistema um novo projeto de DW gerado em XML; c) visualizar agendamento: apresenta ao administrador todos os agendamentos de fontes do dia corrente que ainda estão em aberto para processamento; d) visualizar log de mensagens: mostra as principais ocorrências dentro do sistema como informações de importação, erro e tratamento de exceções; e) limpar Data Warehouse: processa limpeza de dados e do conteúdo dos projetos de DW do sistema; f) cadastrar usuário: cria novos usuários para acesso ao sistema. Exemplos de utilização.http://bancodedadosi.blogspot.com/2010_06_01_archive.html[04/07/2011 01:16:59]
  8. 8. Banco de Dados I e II: 06/01/2010 - 07/01/2010 Desenvolver um sistema de Data Warehouse não é uma tarefa simples, ela requer o entendimento de vários conceitos e domínio de tecnologias que devem ser conciliadas para trabalhar em conjunto. Sistemas de Apoio a Decisão (SAD), redes de computadores, servidores, Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados (SGBD) são exemplos de tecnologias que devem ser integradas. POSTADO POR GR UPO ÀS 11:39 REAÇÕES: engraçado (0) interessante (0) legal (0) 0 COMENTÁRIOS Postagens mais recentes Início Postagens mais antigas Assinar: Postagens (Atom)http://bancodedadosi.blogspot.com/2010_06_01_archive.html[04/07/2011 01:16:59]

×