Moção de Solidariedade ao Povo Haitiano, 2009.
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Moção de Solidariedade ao Povo Haitiano, 2009.

on

  • 1,171 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,171
Views on SlideShare
412
Embed Views
759

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

2 Embeds 759

http://feab.wordpress.com 755
https://feab.wordpress.com 4

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Moção de Solidariedade ao Povo Haitiano, 2009. Document Transcript

  • 1. Federação dos Estudantes de Agronomia do Brasil – FEAB Rua dos Funcionários, 1540 – Cabral – Curitiba/PR – 80035-05 Telefone: (41) 3350 5735 (secretaria) / Email: cnfeab@yahoo.com.br Coordenação Nacional 2009/2010 – Curitiba UFPR/PUCPR Moção de Solidariedade ao povo Haitiano A Federação dos(as) Estudantes de Agronomia do Brasil (FEAB) reunida no seu 52ºCongresso Nacional , realizado nos dias 19 a 26 de julho de 2009 em Piracicaba/SP,denuncia a invasão das tropas do Exército Brasileiro no Haiti. No ano de 2004, uma Força Tarefa da ONU, enviou ao Haiti tropas de diversospaíses,para ocupá-lo militarmente, entre os quais, o Exército Brasileiro. Estas tropas enviadas em Missão de “Paz” diziam-se necessárias para o restabelecimentoda segurança do País e dos direitos civis, o que não se configurou na prática. Com discurso de combater a criminalidade, se armou contra o povo e todas as suasmanifestações, negando seus direitos, e contribuindo para uma perda ainda mais acentuadada dignidade do povo Haitiano, visto que este com a invasão das tropas, perdeu suaautonomia. O Haiti é um dos países que tem o salário mais baixo das Américas e um dos mais baixosdo mundo, de forma que o capital explora excessivamente a classe trabalhadora através dasempresas estrangeiras que lá se instalam. A partir da invasão das tropas a situação demiséria do povo só tem se intensificado, onde a miserabilidade tem sido utilizada parareprimir, humilhar e violar seus direitos. As tropas invasoras têm agido violentamente contra as mobilizações populares,espancando, prendendo e assassinando manifestantes. Impedindo o povo de se manifestarpor seus direitos. Nesse contexto de desestruturação do país e exploração desacertada da classetrabalhadora, as mulheres se encontram em situação de total precariedade de suas vidas.Sem direitos de decidir os rumos de sua nação, super-exploradas com salários baixíssimos eviolentadas sexualmente pelos soldados das tropas invasoras, e principalmente pelossoldados brasileiros. Denunciamos a situação do povo haitiano e sobretudo das companheiras as quais lheroubaram brutalmente a dignidade. Exigimos que o governo Brasileiro retire de imediato as tropas do Haiti as quaisinclusive cumprem com o papel de coordenação das forças da MINUSTAH (Missões dasNações Unidas para Estabilização do Haiti), para que assim, o povo possa recuperar odireito de lutar por sua soberania. FEDERAÇÃO DOS ESTUDANTES DE AGRONOMIA DO BRASIL