Inciando com Scrum

4,636 views
4,509 views

Published on

Treinamento realizado na DEDIC GPTI em 07/05 e 10/05 de 2010 (Noturno)

Published in: Education
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
4,636
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
194
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Inciando com Scrum

  1. 1. w w w. d e d i c g p t i . co m.b r Maio/2010
  2. 2. Iniciando com Scrum Uma visão geral do mais badalado framework de Gerenciamento de Projetos do momento Data: 07/05/2010 – 10/05/2010 Maio/2010
  3. 3. Introdução Treinamento – Iniciando com Scrum – DEDIC GPTI 3
  4. 4. Sobre mim Fabio A. Dalonso é Certified Scrum Master (CSM) e Certified Scrum Product Owner (CSPO) pela Scrum Alliance (http://www.scrumalliance.org). Atua na área de Desenvolvimento de Sistemas a mais de 15 anos, tendo participado como analista e coordenador de diversos tipos de projeto em diversas plataformas e ambientes. Após alguns anos ajudando equipes de Desenvolvimento de Sistemas obterem sucesso em seus respectivos projetos, encontrou nas Metodologias Ágeis, especialmente em Scrum, o perfeito alinhamento entre times e clientes. Blog : http://www.scrumadventures.wordpress.com Emails: fdalonso@gpti.com.br fabio.dalonso@ideiaagil.com.br
  5. 5. Antes de Falar de Scrum... Funcionalidades em Sistemas de Softwares Standish Group - 2002 64% das funcionalidades NUNCA ou RARAMENTE são usadas
  6. 6. Antes de Falar de Scrum... Índice de Sucesso nos Projetos de Software Chaos Report 2004 / 2006 / 2009 - Standish Group Sucesso: Projeto finalizado no prazo, no orçamento e totalmente funcional Desafio: Projeto finalizado com atraso, com estouro de orçamento e/ou não totalmente funcional Falha: Projeto cancelado ou nunca utilizado
  7. 7. O que Fazer ?
  8. 8. Scrum Treinamento – Iniciando com Scrum – DEDIC GPTI 8
  9. 9. História O Scrum não teve um criador propriamente dito. Sua primeira “aparição” foi registrada na Harward Bussines Review (Jan/86) em um artigo escrito por Takeuchi e Nonaka direcionado para a indústria automobilística e baseado no Sistema Toyota de Produção (Lean). Em 1993, o framework começou a ser moldado por Jeff Sutherland (PhD) e sua documentação foi formalizada por Ken Schwaber em 1995. Artigo: “The New New Documentação formalizada Sistema Toyota de Product Development Game” IRobot – Projeto que Produção (Lean) influenciou Sutherland por Schwaber (HBR) 1948 1986 1993 1995
  10. 10. O Manifesto Ágil “Estamos descobrindo maneiras melhores de desenvolver software fazendo-o nós mesmos e ajudando outros a fazê-lo. Através desse trabalho, passamos a valorizar: Indivíduos e interação entre eles mais que processos e ferramentas Produto em funcionamento mais que documentação abrangente Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos Responder a mudanças mais que seguir um plano Ou seja, mesmo havendo valor nos itens à direita, valorizamos mais os itens à esquerda."
  11. 11. Scrum: O que é e para que Serve ? Scrum é um Framework que pode ser utilizado e aplicado para o gerenciamento de qualquer tipo de Projeto. Sua principal característica é realizar entregas (produto pronto) em um espaço de tempo curto, agregando o máximo possível de valor ao negócio do Cliente ou Parceiro.
  12. 12. Scrum Introdução ATIVIDADE Treinamento – Iniciando com Scrum – DEDIC GPTI 12
  13. 13. Onde está Scrum ? Companhia
  14. 14. Os Papeis do Scrum Treinamento – Iniciando com Scrum – DEDIC GPTI 14
  15. 15. Os 3 Papeis – PO, SM e Time (Equipe) Product Owner Responsável por garantir o ROI (Return of Investment) do(s) Projeto(s). Conhecedor do negócio. Deve ser o próprio cliente ou representado por profissional capacitado e envolvido com a visão do(s) Produto(s). Scrum Master Responsável por remover os impedimentos do Time e garantir o uso de Scrum. O Scrum Master deve também proteger o time de interferências externas e ajudar o Product Owner a maximizar o ROI. Time (Equipe) Responsável pela produção do Produto. Deve ser Multidisciplinar e Auto- Gerenciado.
  16. 16. Posicionando os Papeis Responsável pelo Projeto. Deve Projeto preocupar-se com o Macro Product Owner Responsável por fazer o ambiente Scrum Funcionar. Deve preocupar-se Scrum Master com o Processo Responsável pelo andamento do Projeto Devem preocupar-se com o Micro Time Macro Processo Micro
  17. 17. Product Owner - Responsabilidades Ser a Voz do Cliente Garantir o ROI do Projeto Definir as Funcionalidades Chave Gerenciar Stakeholders Escrever User Stories e Testes de Aceitação Definir Metas
  18. 18. Iniciando o Projeto: Pré-Game Visão do Produto – Product Vision Box Pasta do Projeto Planejamento de Releases
  19. 19. Scrum Master - Responsabilidades Garantir a Correta Utilização do Processo Remover Impedimentos do Time e da Organização Ajudar o Product Owner na Administração do PB, etc. Facilitar Reuniões e Cerimônias Proteger o Time de Interferências Externas
  20. 20. Garantindo o Projeto: Game  Fazer Scrum Funcionar;  Inspecionar e Melhorar o Processo a cada Ciclo de Desenvolvimento
  21. 21. Time (Equipe) - Responsabilidades Auto-Organizado Multi-Disciplinar Pequeno e Compacto (no máximo até 9 Integrantes) Transformar Metas em Produto Pronto
  22. 22. Entregando, Finalizando: Post-Game Apresentando Resultados Time Comprometido durante toda a Sprint Revisando o passado “curto” e melhorando o Processo
  23. 23. Scrum Introdução ATIVIDADE Treinamento – Iniciando com Scrum – DEDIC GPTI 23
  24. 24. O Fluxo do Scrum Treinamento – Iniciando com Scrum – DEDIC GPTI 24
  25. 25. O Fluxo Fluxo do Scrum O Scrum possuí um fluxo / processo simples e pode ser facilmente demonstrado no gráfico acima. Os pontos chave estão representados por: Papéis, Cerimônias e Artefatos.
  26. 26. Visão Maio/2010
  27. 27. Product Backlog Maio/2010
  28. 28. Mecânica do Product Backlog
  29. 29. Desmistificando Especificações Especificações A forma atual como se especifica software, não casa com a filosofia de trabalho do Scrum, pois: • Assumem que há um nível avançado de conhecimento de tudo • Alto consumo de tempo para escrever e ler; um tédio para escrever • Trata o aprendizado do cliente como “mudança de escopo” • Difíceis de se adequar ao desenvolvimento iterativo e incremental
  30. 30. Trabalhando com User Stories Quem O que Para Que ? Como um <PERFIL>, eu Como um COMPRADOR, eu quero posso/quero/desejo/devo <FUNÇÃO> ESCOLHER UM PRODUTO DE UMA para <VALOR DE NEGÓCIO> LISTA para REALIZAR UMA COTAÇÃO E COMPARAÇÃO DE PREÇOS
  31. 31. Teste de Aceitação de Negócio Como um COMPRADOR, eu quero ESCOLHER PRODUTOS DE UMA LISTA para REALIZAR UMA COTAÇÃO E COMPARAÇÃO DE PREÇOS • Exibir uma lista de Produtos ordenada alfabeticamente; • Permitir seleção múltipla de Produtos; • Ordenar resultado da comparação pelo menor preço;
  32. 32. Scrum Introdução ATIVIDADE Treinamento – Iniciando com Scrum – DEDIC GPTI 32
  33. 33. Sprint Planning Meeting Maio/2010
  34. 34. Itens “Ready” e Itens “Done” ... se transforma em ... Requisitos / Itens “Ready” Funcionalidades “Done” Product Owner e Time devem conversar e combinar durante o Pré-Projeto ou durante a primeira Planning Meeting o que será considerado “Ready” e “Done”
  35. 35. Principais Objetivos do Planning Product Owner define para Time a Meta do Sprint Primeira Parte da Meeting Segunda Parte da Meeting Estimar o Product Backlog Elaborar o Sprint Backlog
  36. 36. Planning Poker Por que o Planning Poker funciona ? • Porque apresenta múltiplas opiniões quanto a estimativa de um item; • Porque estimula o dialogo entre os membros do Time durante as rodadas; • Porque estudos mostram que estimativas feitas em grupo são mais bem sucedidas que estimativas individuais;
  37. 37. Sprint Maio/2010
  38. 38. Características do Sprint Time-Box  Entregar Valor, SEMPRE;  Não se altera o que está dentro da Sprint
  39. 39. Scrum Introdução ATIVIDADE Treinamento – Iniciando com Scrum – DEDIC GPTI 39
  40. 40. Daily Meeting Maio/2010
  41. 41. Características da Daily Meeting O que fiz desde a ultima reunião ? O que pretendo fazer até a Próxima ? Existe algum impedimento ? A meta está comprometida ?
  42. 42. Review Maio/2010
  43. 43. Retrospectiva Maio/2010
  44. 44. Conduzindo a Retrospectiva
  45. 45. Ferramentas de Apoio Treinamento – Iniciando com Scrum – DEDIC GPTI 45
  46. 46. Scrum Board - KanBan O quadro branco é uma importante ferramenta low-tec que tem o objetivo de integrar os profissionais que trabalharão no projeto, além de ser uma ótima forma de visualizar rapidamente, o andamento do Sprint.
  47. 47. Gráficos de Burndown Gráfico que mostra a evolução Gráfico que mostra a evolução da equipe dentro de um do Projeto ao longo de determinado Sprint. Mede-se: finalizações de Sprints. Mede- quantidade de horas em tarefas se: quantidade de pontos de X dias úteis do Sprint Sprint X Sprints finalizados.
  48. 48. Scrum Introdução ATIVIDADE Treinamento – Iniciando com Scrum – DEDIC GPTI 48
  49. 49. w w w. d e d i c g p t i . co m.b r

×