WebcurriculoSPaulo2010

859 views
795 views

Published on

Apresentação que serviu de base à minha palestra sobre Integração Curricular das TIC no II Seminário Webcurrículo. PUC São PAulo, Junho 2010

Published in: Education
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
859
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
30
Actions
Shares
0
Downloads
23
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

WebcurriculoSPaulo2010

  1. 1. INTEGRAÇÃO CURRICULAR DAS TIC<br />Fernando Albuquerque Costa<br />aprendercom.org/miragens<br />fc@ie.ul.pt<br />Objectivos e desafios da operacionalizaçãode metas de aprendizagem na área das TIC<br />
  2. 2. tópicos<br />O projecto Metas de Aprendizagem<br />O contexto português<br />A proposta de integração curricular das TIC<br />
  3. 3. Sobre o currículo…<br />"Entendendo o currículo como «as experiências (ou aprendizagens) do aluno planificadas pela escola», a mesma designação recobre os conteúdos (o quê), os sujeitos (quem), os métodos (como) e a escola (onde), o que significa captar a interdependência e unidade de todos os elementos integradores da situação de ensino-aprendizagem, incluindo o lugar onde se aceita que ultimamente tudo se decide: a classe." <br />(Cardoso, 1987)<br />
  4. 4. Sobre o computador…<br />“ao invés de cortar caminho e, assim, desafiar a própria ideia de fronteiras entre as matérias, o computador agora definiu uma nova matéria; ao invés de mudar a ênfase de currículo formal impessoal para exploração viva e empolgante por parte dos estudantes, o computador foi agora usado para reforçar os meios da Escola. O que começara como um instrumento subversivo de mudança foi neutralizado pelo sistema e convertido em instrumento de consolidação.”<br />(Papert, 1994 )<br />
  5. 5. O projecto Metas de Aprendizagem<br />Explicitação das “Metas de Aprendizagem” nas diferentes áreas curriculares/disciplinares.<br />Documento integrador da diversidade de normativos de natureza curricular actualmente existentes.<br />Orientação particularmente para os professores.<br />
  6. 6. O Contexto nacional<br />Superficialidade com que o currículo nacional assume as TIC<br />Relação natural que os mais jovens têm com as TIC<br />Capitalização relativamente ao esforço de equipamento das escolas <br />Convergência com o trabalho de referencialização sobre as competências profissionais dos professores em TIC<br />
  7. 7. A proposta de integração curricular das TIC<br />“Trata-se de ver como torná-lo [o sonho] mais possível!”<br />[o sonho] <br />
  8. 8. A proposta de integração curricular das TIC<br />Constituir uma referência de integração curricular das TIC para todas as restantes áreas disciplinares.<br />As TIC podem acrescentam valor…<br />As TIC numa perspectiva de inovação dos processos…<br />Enfoque transversal, “saberes duradouros”…<br />
  9. 9. A proposta de integração curricular das TIC<br />As TIC como competências instrumentais ao serviço dos outros saberes disciplinares<br />As TIC como estratégia de desenvolvimento intelectual e social dos indivíduos<br />
  10. 10. A proposta de integração curricular das TIC<br />Competências transversais em TIC:<br />COMUNICAÇÃO<br />(saber o quê, saber com quê, saber como, saber ser)<br />INFORMAÇÃO<br />(saber o quê, saber com quê, saber como, saber onde,<br />saber quem)<br />PRODUÇÃO<br />(saber o quê, saber com quê, saber como, saber ser)<br />SEGURANÇA<br />(saber o quê, saber com quê, saber como, saber ser)<br />
  11. 11. A proposta de integração curricular das TIC<br />Competências a desenvolver<br />Plano I <br />TECNOLOGIAS DIGITAIS. Capacidade de operar com as tecnologias digitais, demonstrando compreensão dos conceitos envolvidos e das suas potencialidades para a aprendizagem.<br />
  12. 12. A proposta de integração curricular das TIC<br />Competências a desenvolver<br />Plano II <br />INFORMAÇÃO. Capacidade de procurar e de tratar a informação de acordo com objectivos concretos: investigação, selecção, análise e síntese dos dados. <br />COMUNICAÇÃO. Capacidade de comunicar, interagir e colaborar usando ferramentas e ambientes de comunicação em rede como estratégia de aprendizagem individual e como contributo para a aprendizagem dos outros.<br />PRODUÇÃO. Capacidade de sistematizar conhecimento com base em processos de trabalho com recurso aos meios digitais disponíveis e de desenvolver produtos e práticas inovadores.<br />SEGURANÇA. Capacidade para usar recursos digitais no respeito por normas de segurança.<br />
  13. 13. A proposta de integração curricular das TIC<br />Competências a desenvolver<br />Plano III <br />META-APRENDIZAGEM. Capacidade de aprender a aprender e aprender a estudar (gestão do tempo, etc.).<br />AUTO-AVALIAÇÃO. Capacidade de observar e analisar o seu comportamento (tomada de consciência de si e do seu estilo de aprendizagem; tomada de consciência de dificuldades e problemas na aprendizagem; etc.).<br />AUTO-REGULAÇÃO. Capacidade de compreender os desempenhos esperados nas diferentes áreas de aprendizagem (critérios de excelência, regras, práticas, etc.) e de melhorar o seu desempenho escolar.<br />EXPRESSÃO. Capacidade de se expressar em diversas linguagens em suporte digital.<br />CRIATIVIDADE. Capacidade de pensar de forma criativa com recurso a diferentes tecnologias digitais.<br />ÉTICA. Capacidade para usar recursos digitais para optimizar a aprendizagem, no respeito por normas de cidadania e de ética (respeito pelos direitos de autor, conduta para com os outros, etc.).<br />
  14. 14. A proposta de integração curricular das TIC<br />
  15. 15. A proposta de integração curricular das TIC<br />
  16. 16. Desafios à implementação da proposta<br />META FINAL 1<br />No final do 1º ciclo (1ª série), o aluno: <br />Utiliza recursos digitais on-line e off-line para pesquisar, seleccionar e tratar a informação, de acordo com os objectivos definidos e as orientações fornecidas pelo professor.<br />
  17. 17. Desafios à implementação da proposta<br />METAS INTERMÉDIAS <br />1.1.Reconhece diferentes ferramentas digitais de acesso à informação (dicionários digitais, enciclopédias digitais, motores de busca on-line, etc.) e identifica, com o apoio do professor, as características de cada uma delas.<br />1.2. Prepara e realiza pesquisas digitais em endereços de Internet fornecidos, motores de busca on-line e fontes off-line, definindo previamente com o professor as ferramentas e as palavras-chave a utilizar.<br />1.3. Selecciona, com o apoio do professor, a informação resultante de pesquisas digitais, identificando as ideias centrais do conteúdo e verificando a sua pertinência face aos objectivos da pesquisa.<br />1.4. Classifica e organiza, em conjunto com o professor, a informação seleccionada, recorrendo a ferramentas digitais adequadas (programas de gráficos e/ou de desenho, ferramentas para criação de mapas conceptuais, etc.).<br />
  18. 18. Desafios à implementação da proposta<br />
  19. 19. Desafios à implementação da proposta<br />Conceber (responsáveis pela elaboração das metas…)<br />Criar condições (directores das escolas…)<br />Preparar os professores e educadores (formadores…)<br />Ensinar (professores, educadores…)<br />Aprender (alunos, professores…)<br />Investigar (instituições, investigadores…)<br />
  20. 20. Desafios à implementação da proposta<br />
  21. 21. Desafios à implementação da proposta<br />Algumas mudanças…<br />Ensinar >> Aprender<br />TIC para fazer o mesmo >> TIC para fazer diferente<br />TIC reprodução >> TIC produção<br />TIC como objecto de estudo >> TIC como ferramenta intelectual<br />Aprendizagem superficial >> Aprendizagem profunda<br />Tarefas rotineiras >> Tarefas de qualidade<br />
  22. 22. Muito obrigado!<br />fc@ie.ul.pt<br />
  23. 23. ticeduca.ie.ul.pt<br />

×