Apresentação

453 views
397 views

Published on

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
453
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação

  1. 1. Apresentação<br />Projecto Kri8 (Criei-te e/ou Create)<br />Rede social de criativos com partilha de trabalhos e trabalho colaborativo, partilha de trabalhos, comentários, ratings. Secções das mais variadas artes digitais, desde motiongraphics, 2d, 3d e webcontent, entre outros…<br />ICPM – Kri8<br />
  2. 2. Organograma<br />*1 – Programação web, design de layouts e interacção*2 – Gestão de projecto, beta-testing , relatórios*3 – Membro adaptável às mais variadas áreas*4 – Consultora na área de gestão do projecto*5 – Consultor de programação web e design de interacção*6 – Consultores na área de gestão financeira<br />ICPM – Kri8<br />
  3. 3. Ciclo evolutivo<br />Fase Form<br /> - Diferentes competências (ocorreu há já algum tempo, pois o grupo já se encontra formado desde o primeiro ano do curso)<br />Fase Storm<br /> - Confronto e debate de ideias (ocorre no início de cada projecto, tendo ocorrido, neste caso, durante as primeiras duas semanas do mesmo)<br />Fase Norm<br /> - estabelecimento de normas e padrões (neste projecto, ocorreu por volta das duas semanas de trabalho)<br />Fase Perform<br /> - optimização (fase em que nos encontramos actualmente)<br />Fase adjourn<br /> - finalização (espera-se que ocorra a meados de Janeiro)<br />ICPM – Kri8<br />
  4. 4. Requisitos Funcionais do Projecto<br />1. Guests- atribuir ratings<br />- participar no chat com um nickname genérico <br />- publicar comentários <br /><ul><li>criar registo de utilizador</li></ul>2. Utilizadores Registados- login e verificação de password<br />- upload de conteúdos tanto de portfolios como tutoriais <br />- participar no chat <br />- colaborar na criação de conteúdos:<br /><ul><li> criando um perfil colectivo
  5. 5. fazendo parte de um perfil colectivo
  6. 6. seguindo a actividade de um perfil colectivo</li></ul>3. Administradores- manutenção do site <br />- aprovações de conteúdos <br />- gestão de utilizadores <br />
  7. 7. Diagrama de Gantt<br />Calendarização das tarefas a desempenhar ao longo do projecto e respectiva distribuição/afectação dos recursos humanos.<br />Ficheiro<br />ICPM – Kri8<br />
  8. 8. Orçamento<br />Especificação dos custos do projecto, detalhados por fase e por rubricas orçamentais, onde se incluem igualmente as amortizações dos equipamentos usados (software e hardware) bem como a calendarização prevista de pagamentos.<br />Ficheiro<br />ICPM – Kri8<br />
  9. 9. Plano de testes<br />Funcionalidade<br />Objectivos:<br /><ul><li>testar a capacidade de um número elevado de utilizadores em simultâneo
  10. 10. garantir o funcionamento de todos os módulos;
  11. 11. assegurar a integração conjunta dos diferentes módulos e analisar osurgimento de novos problemas resultantes desta junção;
  12. 12. identificar, descrever e corrigir bugs;</li></ul>Técnicas:<br /><ul><li>unittesting (testes individualizados dos diferentes módulos funcionais), teste integrado (teste simultâneo após a integração dos diferentes módulos) e teste de regressão (teste de problemas já testados e corrigidos em fases anteriores)</li></ul>ICPM – Kri8<br />
  13. 13. Plano de testes<br />Segurança<br />Objectivos:<br /><ul><li> preservar os dados dos utilizadores ao nível pessoal, de login;
  14. 14. impedir o uso indevido de conteúdos protegidos;
  15. 15. garantir a integridade da aplicação impedindo a inserção de código ou ficheiros que prejudiquem/alterem o funcionamento da mesma;</li></ul>Técnicas:<br /><ul><li>peerreview (realizado pelos professores de Laboratório Multimédia 5)</li></ul>ICPM – Kri8<br />
  16. 16. Plano de testes<br />Compatibilidade<br />Objectivos:<br /><ul><li> garantir a compatibilidade entre os diferentes browsers;
  17. 17. garantir a compatibilidade entre as diversas plataformas;
  18. 18. garantir a compatibilidade de diversas resoluções (até uma resolução mínima de 1024×768);</li></ul>Técnicas:<br /><ul><li> teste integrado e de regressão</li></ul>ICPM – Kri8<br />
  19. 19. Plano de testes<br />Conteúdos<br />Objectivos:<br /><ul><li>corrigir eventuais gralhas textuais (gramaticais, sintácticas e ortográficas);
  20. 20. garantir a boa visibilidade das imagens/vídeos disponibilizadas;
  21. 21. simular, com a inserção de conteúdos genéricos, a inserção de conteúdos pelos utilizadores, de forma a garantir a standartização dos mesmos;</li></ul>Técnicas:<br /><ul><li> teste integrado e de regressão</li></ul>ICPM – Kri8<br />
  22. 22. Plano de testes<br />Técnicas de recolha de dados:<br />Elaboração de grelhas de registo/checklist para os testes de funcionalidade, segurança, compatibilidade e conteúdos<br />Instrumentos e recursos humanos:<br />Folha de cálculo em Excel e elementos do grupo. Para os testes de segurança, pedir aos professores para tentarem violar as políticas de segurança da aplicação.<br />Documento de apoio<br />ICPM – Kri8<br />
  23. 23. Plano de testes<br />Usabilidade<br />Objectivos:<br /><ul><li>determinar se o utilizador identifica rapidamente a área de registo/login/utilizador
  24. 24. determinar se o utilizador acede em poucos cliques à área de upload de conteúdos de entre os quais:- portfolio- recursos
  25. 25. aferir da facilidade do utilizador em inserir comentários e atribuir ratings
  26. 26. aferir da rapidez com que um utilizador consegue aceder a determinado conteúdo
  27. 27. determinar a facilidade em adicionar amigos, uma vez criada uma conta de utilizador
  28. 28. avaliar a objectividade e a clareza da ajuda </li></ul>ICPM – Kri8<br />
  29. 29. Plano de testes<br />Usabilidade<br />Atributos a utilizar:<br /><ul><li> eficácia
  30. 30. eficiência
  31. 31. satisfação</li></ul>número – 5 participantestipo – especialistas<br />Documento de apoio<br />ICPM – Kri8<br />
  32. 32. Plano de testes<br />Acessibilidade<br />Objectivos<br /><ul><li> Garantir um nível de conformidade de acessibilidade com o padrão AA da w3c.</li></ul>Técnicas de teste a utilizar<br /><ul><li>Ferramenta automática do w3c para a validação AA (Web Accessibility Inspector , Achecker, SortSite).
  33. 33. Revisão através de uma checklist</li></ul>Instrumentos, materiais e recursos humanos necessários<br /><ul><li>tabela a ser criada com base nas tabelas do W3C existentes, utilizando apenas os pontos considerados relevantes (prioridade 1e 2)
  34. 34. recursos humanos: o grupo</li></ul>ICPM – Kri8<br />
  35. 35. Manutenção e suporte<br />sistemas de ajuda<br />- quicktour na página de entrada- mapa do site- FAQs- fórum- pesquisa com ordenação por categorias, datas, ordem alfabética, rating…- área “what’snew” com conteúdos mais recentes, ou mais votados…<br />sistemas de manutenção e actualização<br />- newsletter- sistema para fazer denúncias de erros ou abusos<br />sistemas de contacto com os utilizadores finais<br /><ul><li> formulário de contacto directo- área de informações relevantes aos utilizadores (updates, entre outros…)- feedsrss- links para outras social networks</li></ul>ICPM – Kri8<br />
  36. 36. Estratégia de lançamento<br />Estabelecer, numa primeira fase, uma campanha soft, lançando o produto por entre potenciais utilizadores conhecidos, inclusivamente os beta-testers. Dependendo do sucesso dos resultados desta primeira fase, iniciar uma campanha hardlaunch, estabelecendo afiliações com, por exemplo, Google AdWords e outras entidades no seio das redes/fórums do meio.<br />Principais instrumentos publicitários:<br />Instrumentos coerentes com o “lookandfeel” do produto:- banners- mailing lists<br />Instrumentos em que a relação não tem que ser vincada:- outras redes sociais- SEO (SearchEngineOptimization)<br />Estratégia de distribuição:<br />O produto é totalmente intangível, de distribuição on-line.<br />ICPM – Kri8<br />
  37. 37.
  38. 38.
  39. 39.
  40. 40. Análise crítica do ponto de situação actual do projecto<br />Relevância dos conteúdos abordados nas aulas de ICPM:<br /> . Perspectiva mais atempada do âmbito geral do projecto;<br /> . Definição oportuna dos objectivos;<br /> . Identificação de variações de ritmo de trabalho;<br /> . Simulação de situação do mundo real ao nível da distribuição temporal, da afectação de recursos humanos e dos custos adjacentes a um projecto desta natureza;<br />Ponto de situação:<br /> . Documento de apoio – Protótipo<br /> . Construção da Bases de dados (em curso)<br />ICPM – Kri8<br />

×