Your SlideShare is downloading. ×
Helmintos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Helmintos

18,679
views

Published on

Published in: Technology, Business

3 Comments
5 Likes
Statistics
Notes
  • Estou fazendo tecnico em Analises clinicas e esse atlas vai me ajudar bastante em parasitologia .
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • ps: vi que são da helmintologia 2 semestre, mas de qual curso, ou seria a helmintologia propriamente dito? Cássia Nicácio
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Muito bom o video, e me interesso demais pela área, entrei no site da Usc para buscar mais informações sobre pós graduação e especializações, gostaria de saber de qual curso vocês são, pois minha área de atuação é helmintologia e estou em busca de uma pós, especialização ou algo do tipo e ficaria muito satisfeita se puderem me ajudar!
    Cássia Nicácio
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total Views
18,679
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
372
Comments
3
Likes
5
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Principais Helmintos
  • 2. Schistosoma mansoni
  • 3.
    • CICLO HETEROXÊNICO
    • Cercária (água)‏
    • ♀ e ♂
    Penetra na pele/ mucosa do HD Evolui para esquistossômulo Aderido na pele por 3 a 4 dias Invade a circulação sanguínea Vasos pulmonares Via sanguínea Via tissular Veia Porta Parênquima pulmonar Evolui para verme adulto ♀ e ♂ Schistosoma mansoni
  • 4. Migram acasalados para as veias do mesentério inferior Ovoposição Luz intestinal Acasalamento 20% ovos Fezes água Ovo libera o miracídio Miracídio penetra no caramujo (HI)‏ Esporócito I Esporócito II Cercária (água)‏ ♀ e ♂ Schistosoma mansoni
  • 5. Fotografado por Silvana T. Coradi Schistosoma mansoni Ovo encontrado nas fezes Larva ♀ e ♂ de Schistosoma mansoni Fotografado por Tamiris Ferrarezi Biomphalaria glabrata - HI de esquistossomose Fotografado por Tamiris Ferrarezi Fonte: http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/esquistossomose/imagens/esquistossomose-39.jpg Larva ♀ e ♂ de Schistosoma mansoni
  • 6. Hymenolepis nana
  • 7.
    • CICLO MONOXÊNICO
    • Homem ingere o ovo
    Ovo libera embrião no ID Embrião penetra na sub-mucosa Hymenolepis nana 4 dias Evolui para larva cisticercóide Larva cisticercóide retorna para a luz (ID)‏ Larva se fixa Na mucosa do ID Evolui para verme Adulto (2 a 3 meses)‏ 15 a 20 dias Ovo nas fezes Homem ingere o ovo
  • 8.
    • CICLO HETEROXÊNICO
    Hymenolepis nana
    • Inseto (HI) ingere o ovo
    Cavidade geral do inseto Larva cisticercóide Larva cisticercóide evolui para adulto Homem ingere HI contaminado com a larva cisticercóide Ovo nas fezes ID
  • 9. Hymenolepis nana Fotografado por Tamiris Ferrarezi Fotografado por Tamiris Ferrarezi Ovo encontrado nas fezes
  • 10. Ancilostomideo
  • 11. Ancilostomideo
    • Ovo nas fezes
    • CICLO MONOXÊNICO
    Meio ambiente L1 -> L2 -> L3 (R) (R) (F) L3 (F) Penetra pela pele humana Circulação Sangüínea Alvéolos (L4)‏ L4 deglutida Evolui para L5 30 dias Evolui para verme adulto Ovo nas fezes
  • 12. Ancilostomideo Fotografado por Silvana T. Coradi Ovo encontrado nas fezes
  • 13. Strongyloides Stercoralis
  • 14. Strongyloides Stercoralis
    • CICLO MONOXÊNICO
    • ♀ partenogenética no ID
    ovo L 1(R)‏ Nas criptas L 1(R) na “luz” ID L 1(R) nas fezes Meio ambiente L 1(R)‏ L 2(R)‏ L 3(F)‏ ou L 1(R)‏ ♂ vida livre ♀ vida livre F ovo R L 1 - L 2 L 3(F)‏
  • 15. L 3(F)‏ Circulação sanguínea 24 h Penetra pele/mucosa pulmão Alvéolos L 4 Deglutida ID L 4 ♀ partenogenética no ID Strongyloides Stercoralis
  • 16. Strongyloides Stercoralis Fotografado por Tamiris Ferrarezi Fotografado por Silvana T. Coradi Larva encontrada nas fezes
  • 17. Ascaris lumbricoides
  • 18.
    • CICLO MONOXÊNICO
    • Ovo nas fezes
    Meio ambiente L1 -> L2 -> L3 (R) (R) (F) 15 a 20 dias (geohelminto)‏ Ingestão do ovo com L 3 (F) ID ovo libera L 3 (F) L 3 (F) perfura a mucosa Circulação sanguínea Fígado L 3 (F) (5 a 6 dias)‏ Vasos pulmonares L 4 Alvéolos L 5 Ciclo de Loss Ascaris lumbricoides
  • 19. Ascaris lumbricoides L 5 é deglutida L 5 ID Verme jovem Verme adulto Ovo nas fezes
  • 20. Ascaris lumbricoides Fotografado por Silvana T. Coradi Fotografado por Tamiris Ferrarezi Fotografado por Tamiris Ferrarezi Fotografado por Tamiris Ferrarezi Ovo encontrado nas fezes
  • 21. Taenia sp
  • 22.
    • CICLO HETEROXÊNICO
    • Verme adulto no ID
    • humano
    Humano eliminando proglotes para o exterior Ovos, dentro ou fora das proglotes são ingeridos pelos hospedeiros certos Haverá formação de cisticercos nos músculos De T. Saginata é o bovino De T. solium é o suíno Haverá formação de cisticercos nos músculos cisticercos nos músculos Taenia sp
  • 23. Os humanos adquirem a teníase ao ingerir carne mal cozida dos hospedeiros intermediários contendo cisticercos O homem é o hospedeiro definitivo Taenia sp
  • 24. Ovo encontrado nas fezes Fotografado por Tamiris Ferrarezi Taenia sp
  • 25. Trichuris trichiura
  • 26. Trichuris trichiura
    • Ovo nas
    • fezes
    Ovo embrionado (infectante)‏ Meio ambiente 15-30 dias Ingestão do ovo embrionado Intestino delgado Ovo libera a larva Larva migra para o I.G. Verme adulto 90 dias Ovo nas fezes
  • 27. Trichuris trichiura Fotografado por Tamiris Ferrarezi Fotografado por Beatriz Grandini Ovo encontrado nas fezes
  • 28. Enterobius vermicularis
  • 29. Enterobius vermiculares Ingestão do Ovo embrionado com L 3 Ovo eclode e libera a L 3 ID L 3 migra para ceco L 4 - L 5 (IG)‏ Seco L 5 evolui para adulto ♀ ♂ Ocorre acasalamento ♂ eliminado nas fezes e morre ♀ inicia a produção de ovos ♀ migra para mucosa anal Ovo com L 3 4 a 5h ♀ libera os ovos L 1 e L 2
  • 30. Enterobius vermiculares Fotografado por Silvana T. Coradi Ovo encontrado nas fezes
  • 31. GLOSSÁRIO F: filarióide HD: hospedeiro definitivo HI: hospedeiro intermediário ID: intestino delgado IG : intestino grosso R: rabitidóide
  • 32. REFERÊNCIAS CIMERMAN,S., CIMERMAN, B. Parasitologia humana e seus fundamentos. 2 ed. Rio de Janeiro: Atheneu, 1995. NEVES, D. P. et al. Parasitologia humana. 11 ed. Rio de Janeiro: Atheneu, 2005. REY, L. Parasitologia. 3 ed. São Paulo: Guanabara Kogan, 2007. VERONESI, R., FOCACCIA, R. Tratado de infectologia. 2 ed. Rio de Janeiro, Atheneu, 1995.
  • 33. AGRADECIMENTO À Profa. Ms. Silvana Torossian Coradi pelos conceitos transmitidos, pelo apoio em cada trabalho desenvolvido e pelos estímulos à busca incessante de novos conhecimentos.
  • 34. Alunos : Amanda Rodrigues, Aniele, Guilherme, Jander, Manuel, Melina, Pâmela, Thaís Amaral e Tamiris Ferrarezi. Turma de helmintologia 2º semestre 2009.

×