Cinco pontos de atenção para 201126/01/2011http://computerworld.uol.com.br/blog/opiniao/2011/01/26/cinco-pontos-de-atencao...
4 – Redes sociais como instrumento de colaboração corporativa: as plataformas de redessociais já estão em uso nas empresas...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Cinco pontos de atenção para 2011

231

Published on

Artigo publicado na Computerworld Brasil dia 26-Jan-2011

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
231
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Cinco pontos de atenção para 2011

  1. 1. Cinco pontos de atenção para 201126/01/2011http://computerworld.uol.com.br/blog/opiniao/2011/01/26/cinco-pontos-de-atencao-para-2011/Mario Faria *“Para quem não sabe para onde vai, qualquer caminho serve.” – trecho do livro Alice noPaís das Maravilhas, de Lewis Carroll.O ano começa com várias mudanças e acima de tudo, desejos e anseios. Nova presidente eleitaassumindo o poder, Estados Unidos e Europa ainda sofrendo reflexos da crise econômica queabalou o mundo, a perseguição em cima do Wikileaks pela exposição de fatos constrangedores,dentre vários outros tópicos.No mundo da tecnologia aplicada a negócios, nem vou me arriscar a fazer previsão sobre o queirá acontecer, pois não quero correr risco de errar mais do que acertar. Existem 5 pontos, porém,que, acredito, devem ser analisados e estudados com atenção ao longo deste ano que se inicia:1 – Adoção de Cloud Computing: já está ocorrendo, seja em algum de seus diversos saboresexistentes (nuvens privadas e públicas), e começará a ser vista ainda com maior frequência. Oque vejo de mais impactante no uso deste modelo é a mudança que irá proporcionar na formacomo investimentos são feitos, onde os desembolsos financeiros deixam de ser realizados a partirde um modelo baseado em cobranças mensais pelos serviços prestados. Naturalmente, a equaçãodo ROI irá se alterar e irá permitir que uma gama de novas ideias e iniciativas consigam ser maisfacilmente aprovadas nas empresas.2 – Escassez de talentos: já há algum tempo ouvimos falar em apagão de profissionais comconhecimentos das tecnologias mais utilizadas no mercado e fluentes em mais de um idioma. Jácomeçamos a viver por aqui a falta de profissionais especializados, e se a economia continuarassim, ou importamos mão de obra ou vamos ter que nós mesmos começar a procurar opções deoffshore para suprir a demanda das empresas. Profissionais com conhecimentos deimplementação de ERPs, desenvolvimento em web, integração de sistemas, arquitetura deaplicações, orquestração de processos, criação de aplicativos para dispositivos móveis estão comalta demanda, e como a lei da oferta e procura existe, os salários estão crescendo.3 -Invasão do iPad (e similares) no ambiente corporativo: vários amigos já adotaram o iPadcomo substituto ao notebook quando estão fora de suas mesas de trabalho. Por serem mais leves,muito mais cômodos para o transporte, mais rápidos ao ligar e terem bateria de duração razoável.Alguns restaurantes estão substituindo o cardápio impresso pelos tablets e sua presença emalguns hospitais nas mãos de médicos e enfermeiros já é uma realidade. Em breve, começaremosa ver com mais frequência equipes de vendas e equipes de serviços de campo fazendo uso dostablets, em vez de PDAs, smartphones e netbooks. O único empecilho para nós continuará a ser opreço abusivo que pagamos por estes produtos por aqui.
  2. 2. 4 – Redes sociais como instrumento de colaboração corporativa: as plataformas de redessociais já estão em uso nas empresas como parte do processo de colaboração, tanto entrefuncionários como entre os elos que fazem parte da cadeia produtiva (fornecedores, parceiros,canais e clientes). Muito se falou e se fala sobre o uso das redes sociais como canal de marketingdigital e como uma forma de entender melhor o cliente e seus hábitos de consumo, oengajamento com as marcas. No entanto, um grande potencial está na integração maior entre aspessoas que participam de processos estabelecidos e necessitam interagir entre si. Algumasempresas de software já perceberam o grande mercado que existe aqui e estão criando novosprodutos ou reposicionando tecnologias para atender a esta necessidade. Com isto, umaconsequência é a redução do volume de mensagens de email. Ao mesmo tempo, ocorrerá umamaior troca de informação em uma velocidade ainda mais rápida.5 – Aumento da demanda por projetos analíticos: o antigo Business Inteligence (BI) voltou aentrar na lista de prioridades. O BI trouxe, e com bastante sucesso, a possibilidade de se olharpara o passado e ter uma visão clara do que funcionou e do que poderia ter sido feito melhor. Agrande expectativa dos profissionais de negócio está em utilizar a montanha de dados existentesem um conceito de preditividade, que ajude a definir tendências e direcionar na tomada dedecisões. Fazendo analogia, é como previsão de tempo, onde a probabilidade de chover ébaseada em análise de dados históricos em tempo real, atrelada ao conhecimento adquirido pelaexperiência.* Mario Faria é professor de Marketing e Estratégia da Business School São Paulo (BSP) econsultor.

×