Reprodução assexuada e sexuada

79,719 views
79,126 views

Published on

3 Comments
13 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
79,719
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
790
Actions
Shares
0
Downloads
1,185
Comments
3
Likes
13
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Reprodução assexuada e sexuada

  1. 1. REPRODUÇÃO ASSEXUADA Processo que ocorre sem a participação de gametas.Não há portanto, troca de material genético entre os organismos.
  2. 2. REPRODUÇÃO ASSEXUADA Processo que ocorre sem a participação de gametas.Não há portanto, troca de material genético entre os organismos.
  3. 3. REPRODUÇÃO ASSEXUADA <ul><li>Vantagens: </li></ul><ul><li>Maior rapidez </li></ul><ul><li>Requer menos energia e recursos nutricionais </li></ul><ul><li>Maior número de descendentes (duplo custo do sexo) </li></ul><ul><li>Um só indivíduo pode colonizar habitats de condições semelhantes, sem a intervenção de um segundo indivíduo. </li></ul><ul><li>Produz réplicas exatas do progenitor (clones) </li></ul>
  4. 4. REPRODUÇÃO ASSEXUADA <ul><li>Desvantagens : </li></ul><ul><li>A diversidade dos mesmos é praticamente nula e, assim, não favorece a evolução das espécies, tendo como uma difícil adaptação dos novos indivíduos ao meio como conseqüência . </li></ul>
  5. 5. REPRODUÇÃO ASSEXUADA <ul><li>TIPOS: </li></ul><ul><li>Divisão binária </li></ul><ul><li>O organismo unicelular primeiro duplica todos os genes e depois se divide, formando duas células geneticamente idênticas </li></ul>
  6. 6. Divisão binária
  7. 7. REPRODUÇÃO ASSEXUADA <ul><li>Fragmentação - o organismo fragmenta-se espontaneamente ou por acidente e cada fragmento desenvolve-se originando um novo ser vivo. (ex: algas , estrela-do-mar) </li></ul>
  8. 8. Fragmentação
  9. 9. REPRODUÇÃO ASSEXUADA <ul><li>Divisão múltipla – O núcleo da célula-mãe divide-se em vários núcleos. Cada núcleo rodeia-se de uma porção de citoplasma e de uma membrana , dando origem às células-filhas que são libertadas quando a membrana da célula-mãe se rompe. </li></ul><ul><li>Plasmodium sp </li></ul>
  10. 10. Divisão múltipla
  11. 11. REPRODUÇÃO ASSEXUADA <ul><li>Reprodução vegetativa . Se dá pela simples cisão de algum órgão vegetativo e posterior brotamento da parte seccionada, transformando-se em outro indivíduo. Também é conhecida como reprodução clonal . </li></ul>
  12. 12. Reprodução vegetativa- mudas ou estacas
  13. 13. Reprodução vegetativa- mergulhia ou alporquia
  14. 14. REPRODUÇÃO ASSEXUADA <ul><li>Partenogênese </li></ul><ul><li>Tipo de reprodução assexuada de animais em que o embrião se desenvolve de um óvulo sem ocorrência da fecundação. </li></ul>
  15. 15. Tipos de partenogênese <ul><li>Deuterótoca : tipo de partenogênese que origina machos e fêmeas. Exemplos: pulgões </li></ul><ul><li>Arrenótoca : tipo de partenogênese que origina machos </li></ul><ul><li>Exemplos: zangões, formigas e abelhas </li></ul><ul><li>Telítoca : tipo de partenogênese que origina fêmeas </li></ul><ul><li>Exemplos: escorpiões Tytius serrulatus </li></ul>
  16. 16. Partenogênese
  17. 17. REPRODUÇÃO ASSEXUADA <ul><li>Pedogênese: </li></ul><ul><li>Forma especial de partenogênese na qual o indivíduo ainda na fase larval (imaturo) reproduz e origina outras larvas. </li></ul><ul><li>Exemplos: Larva miracídio origina cercárias </li></ul><ul><li>(verme Shistosoma mansoni ) </li></ul>
  18. 18. REPRODUÇÃO ASSEXUADA <ul><li>Esporulação </li></ul><ul><li>A esporulação consiste na formação de células especiais denominadas esporos, que originam novos seres vivos. </li></ul><ul><li>Nos esporos das plantas existe uma camada protetora muito espessa, pelo que são muito resistentes, mesmo em ambientes desfavoráveis. </li></ul><ul><li>Exemplos: fungos, algas e plantas . </li></ul>
  19. 19. Esporulação
  20. 20. REPRODUÇÃO SEXUADA
  21. 21. REPRODUÇÃO SEXUADA <ul><li>Processo no qual ocorre troca de material genético entre os indivíduos e na maioria das vezes com união de células reprodutoras denominadas gametas. </li></ul>
  22. 22. REPRODUÇÃO SEXUADA <ul><li>Vantagens: </li></ul><ul><li>Produção de diversidade genética nos indivíduos ( crossing-over e segregação independente dos genes) </li></ul>
  23. 23. Crossing-over
  24. 24. Segregação independente dos genes
  25. 25. REPRODUÇÃO SEXUADA <ul><li>Desvantagens </li></ul><ul><li>Os indivíduos tem maior gasto energético </li></ul><ul><li>Maior tempo para realizar o processo o que diminui o tempo para outras atividades </li></ul><ul><li>Durante a reprodução os indivíduos ficam mais expostos a ação de predadores. </li></ul>
  26. 26. REPRODUÇÃO SEXUADA <ul><li>Classificação: </li></ul><ul><li>Quanto ao sexo: Monóicos ou dióicos </li></ul><ul><li>Quanto à fecundação: Interna ou externa </li></ul><ul><li>Quanto ao desenvolvimento: interno ou externo </li></ul><ul><li>Quanto ao desenvolvimento: direto ou indireto. </li></ul>
  27. 27. Mecanismos para evitar autofecundação <ul><li>Heterostilia : Desigualdade que certas plantas, nos seus dois ou três tipos de flores, apresentam na proporção entre o comprimento dos estames e respectivo estilete </li></ul>
  28. 28. Mecanismos para evitar autofecundação <ul><li>Dicogamia: </li></ul><ul><li>Impossibilidade fisiológica de autofecundação por haver maturação dos gametas em épocas diferentes. </li></ul>
  29. 29. Mecanismos para evitar autofecundação <ul><li>Hercogamia :Conjunto de mecanismos de separação espacial que evitam a autopolinização pela existência de barreira física. </li></ul>
  30. 30. REPRODUÇÃO SEXUADA <ul><li>Classificação quanto aos tipos de gametas : </li></ul>
  31. 31. TIPOS DE CICLOS DE VIDA <ul><li>HAPLONTE </li></ul>
  32. 32. TIPOS DE CICLOS DE VIDA <ul><li>DIPLONTE </li></ul>
  33. 33. TIPOS DE CICLOS DE VIDA <ul><li>HAPLODIPLONTE </li></ul>

×