Your SlideShare is downloading. ×

Visual Basic 2010 - (01) Introdução

2,306

Published on

Visual Basic.NET é uma linguagem de programação totalmente orientada a objetos e com suporte total a UML, criada pela Microsoft e distribuída com o Visual Studio .NET.O Visual Basic.NET é um produto …

Visual Basic.NET é uma linguagem de programação totalmente orientada a objetos e com suporte total a UML, criada pela Microsoft e distribuída com o Visual Studio .NET.O Visual Basic.NET é um produto extremamente diferente do antigo Visual Basic 6.0, não podendo ser considerada uma versão seguinte. Não apenas a maneira de programar foi alterada, mas todo conceito de orientação a objetos trouxe poder para a linguagem. A Microsoft simplesmente descontinuou o antigo Visual Basic 6.0 tornando o produto parecido com as demais linguagens do Visual Studio, parecido em questões de recursos e portabilidade pois o Visual Basic.NET ainda é muito diferente de liguagens como o Visual C++, C#, etc. Porém esta nova versão aproximou o Visual Basic.NET das grandes linguagens de programação, aumentando a aceitação dos programadores Java e até mesmo C++, embora os programadores Java que migram para a plataforma .NET da Microsoft prefiram o C#.Apesar da linguagem ser parecida com o antigo Visual Basic 6.0 a migração para a nova plataforma e utilização do Visual Basic.NET é mais fácil para programadores que utilizam linguagens orientada a objeto. Os programadores do antigo Visual Basic 6.0 acostumados com a orientação a eventos encontram algumas dificuldades na utilização do Visual Basic.NET.Os desenvolvedores podem criar uma ampla gama de aplicativos Web, móveis, do Windows e do Office, com a mesma base .Net Framework, que tem atualmente a versão 4.0.

Published in: Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,306
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
187
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Microsoft Visual Basic 2010 Introdução 11/8/2013 Fagner S. de Lima - Microsoft Visual Basic 2010 1
  • 2. Objetivos  Conhecer o mercado de software  Aprender as características do .NET Framework 4.0  Conhecer as linguagens de programação para .NET Framework 4.0  Aprender a baixar e instalar o .NET Framework 4.0  Conhecer as edições do Visual Studio 2010  Aprender a baixar e instalar o Visual Basic 2010 Express 11/8/2013 Fagner S. de Lima - Microsoft Visual Basic 2010 2
  • 3. O Mercado de Software  Braun (2010) apresenta que: 11/8/2013 Fagner S. de Lima - Microsoft Visual Basic 2010 3 Os EUA lideram o mercado mundial de software e serviços, com faturamento de US$ 349,7 bilhões em 2009. O Japão está na segunda posição, com faturamento de US$ 71,7 bilhões. O Brasil manteve a 12ª posição no mercado mundial de software, com faturamento de US$ 15,36 bilhões em 2009, com crescimento de 2,4% em relação a 2008, segundo o estudo realizado pelo IDC para a Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES), superando a média global de 0,89% em relação a 2008.
  • 4. Plataforma .NET Framework 4.0 11/8/2013 Fagner S. de Lima - Microsoft Visual Basic 2010 4 O .NET 4.0 é também definido como tecnologia porque é composto de bibliotecas e ferramentas executáveis integradas com o sistema operacional como, por exemplo, o vbc.exe que é o compilador do Visual Basic (VB). A plataforma .NET Framework 4.0 (.NET 4.0) é uma plataforma de softwares que fornece integração com um conjunto variado de linguagens de programação, produtividade em desenvolvimento de aplicações, implantação e execução de aplicações em um ambiente gerenciado (MSDN, 2010).
  • 5. Arquitetura do .NET 4.0 11/8/2013 Fagner S. de Lima - Microsoft Visual Basic 2010 5 O .NET 4.0 é uma camada de softwares que fica entre o sistema operacional e as aplicações. Esta camada é subdividida em duas camadas, conforme mostra a figura ao lado. A camada inferior, chamada de Common Language Runtime (CLR), executa a maior parte das tarefas e a camada superior, chamada de Base Class Library (BCL), contém os tipos, as interfaces e as bibliotecas de classes como, por exemplo, Windows Forms, Windows Presentation Foundation (WPF), Windows Communication Foundation (WCF), ASP.NET, ADO.NET, Windows Workflow Foundation, LINQ, Parallel FX etc., utilizadas para a criação de uma aplicação (DEL SOLE, 2010).
  • 6. Arquitetura do .NET 4.0 11/8/2013 Fagner S. de Lima - Microsoft Visual Basic 2010 6 Desta forma, um dos grandes benefícios proporcionados pelo .NET 4.0 é o aumento da produtividade no desenvolvimento de software, uma vez que o .NET 4.0 fornece muitas das classes geralmente necessárias para o desenvolvimento de uma aplicação, dispensando o esforço e o consumo de tempo para que estas sejam codificadas pelo programador da aplicação. O .NET 4.0 é standalone, ou seja, todo o CLR e toda a BCL estão contidos na versão da plataforma e, desta forma, não necessita que as versões anteriores estejam instaladas. Esta é uma grande diferença em relação às versões anteriores do .NET, que eram plataformas incrementais que necessitavam das versões prévias instaladas como, por exemplo, o .NET 3.5 que contém o LINQ, o .NET 3.0 porque este contém o WPF e também o .NET 2.0 que contém o Windows Forms (DEL SOLE, 2010).
  • 7. .NET 4.0 11/8/2013 Fagner S. de Lima - Microsoft Visual Basic 2010 7 .NET 4.0 Common Language Runtime .NET Assemblies Execução do código Base Class Library A Base Class Library (BCL) fornece milhares de tipos, interfaces e classes para serem utilizados nas aplicações. Os namespaces são pacotes ou contêineres que agrupam os tipos, as interfaces e as classes relacionadas a uma tecnologia como, por exemplo, o namespace System.Windows.Forms para Windows Forms e o namespace System.Web para aplicações para web. A BCL é composta de diversos assemblies. Um dos mais importantes é o MsCorlib.dll (Microsoft Core Library). Alguns são para tecnologias especificas como, por exemplo, o System.ServiceModel.dll que integra a BCL ao Windows Communication Foundation (WCF).
  • 8. .NET 4.0 11/8/2013 Fagner S. de Lima - Microsoft Visual Basic 2010 8 .NET 4.0 Common Language Runtime .NET Assemblies Execução do código Base Class Library O Common Language Runtime (CLR) provê uma camada comum a todas as linguagens .NET. O CLR permite que a aplicação seja executada em um ambiente gerenciado onde a aplicação se comunica com o .NET, ao invés de se comunicar diretamente com o sistema operacional. Desta forma, o CLR é responsável pelo controle da execução das aplicações, pelo gerenciamento da memória, pelo gerenciamento dos recursos, pelo acesso aos recursos do sistema, pelos serviços de segurança etc. O código da aplicação escrito em alguma linguagem .NET para este ambiente gerenciado é conhecido como managed code (código gerenciado) (DEL SOLE, 2010).
  • 9. .NET 4.0 11/8/2013 Fagner S. de Lima - Microsoft Visual Basic 2010 9 .NET 4.0 Common Language Runtime .NET Assemblies Execução do código Base Class Library Os compiladores das linguagens .NET, ao compilarem os códigos das aplicações, geram pacotes chamados de .NET Assemblies (montagens). Um .NET Assembly (montagem) é um arquivo que contém códigos em Microsoft Intermediate Language (MSIL) e metadados (metadata). A MSIL é uma linguagem Assembly de alto nível, orientada a objetos, com conjunto de instruções independentes de CPU. A MSIL é dita uma linguagem comum, considerando que códigos implementados em diferentes linguagens .NET, quando compilados, são convertidos em MSIL. Os metadados contêm informações sobre o código como, por exemplo, os tipos implementados, as funções, os procedimentos, as assinaturas etc. (DEL SOLE, 2010).
  • 10. .NET 4.0 11/8/2013 Fagner S. de Lima - Microsoft Visual Basic 2010 10 .NET 4.0 Common Language Runtime .NET Assemblies Execução do código Base Class Library Quando um .NET assembly é chamado, o compilador Just-in-Time (JIT) traduz o código em MSIL do .NET Assembly para o código executável equivalente e nativo para o sistema operacional no qual o .NET assembly está instalado. O código executável nativo é chamado de jitted code. Uma outra opção, chamada prejitting, é pré-compilar o código MSIL com a ferramenta ngen.exe. Todos os assemblies do BCL são pré-compilados (prejitted) (GRIMES, 2002).
  • 11. Instalação do .NET Framework 4.0 11/8/2013 Fagner S. de Lima - Microsoft Visual Basic 2010 11 http://msdn.microsoft.com/en-us/library/5a4x27ek.aspx: Conheça os requisitos de sistema para instalação do .NET 4.0; Faça o download do programa de instalação via web (Web installer) dotNetFx40_Full_setup.exe; Execute o programa e siga as instruções para instalação. O .NET Framework é instalado em uma pasta de caminho “%windir%Microsoft.NETFramework4.0” ou similar, dependendo do ambiente.
  • 12. Linguagens de Programação para .NET Framework 4.0 A Microsoft oferece uma família de linguagens de programação para o .NET 4.0. As aplicações para .NET 4.0 podem ser desenvolvidas em linguagem Visual Basic 2010 (VB 10.0), Visual C# 4.0, Visual F# 2010 e Visual C++ 2010. Estas linguagens de programação permitem o desenvolvimento de aplicações usando ferramentas visuais disponíveis na interface gráfica para usuário (Graphical User Interface - GUI) do Visual Studio 2010. Além destas linguagens, podem ser utilizadas também as linguagens dinâmicas IronRuby e IronPython. A linguagem J# não faz parte da família de linguagens para .NET 4.0. 11/8/2013 Fagner S. de Lima - Microsoft Visual Basic 2010 12
  • 13. Edições do Visual Studio 2010 O Visual Studio 2010 é um poderoso Ambiente de Desenvolvimento Integrado (Integrated Development Environment - IDE), com recursos novos e aprimorados que simplificam e aumentam a produtividade de desenvolvimento, desde o design (projeto) até a implantação. A Microsoft fornece várias edições do Visual Studio 2010 com diferentes recursos e preços para que o profissional de software tenha flexibilidade para escolher a edição mais adequada ao seu trabalho. As edições atualmente disponíveis são (VISUAL STUDIO, 2010):  Visual Studio 2010 Professional;  Visual Studio 2010 Premium;  Visual Studio Test Professional 2010;  Visual Studio 2010 Ultimate. 11/8/2013 Fagner S. de Lima - Microsoft Visual Basic 2010 13
  • 14. Edições do Visual Studio 2010 11/8/2013 Fagner S. de Lima - Microsoft Visual Basic 2010 14 Visual Studio 2010 Professional O Visual Studio 2010 Professional é indicado para profissionais que executam tarefas básicas de desenvolvimento. Ele simplifica a criação, depuração e implantação de aplicações em várias plataformas que incluem Windows, Web SharePoint e Azure. Visual Studio 2010 Premium O Visual Studio 2010 Premium é indicado para profissionais e equipes que necessitem de teste automatizado da interface para usuário, de identificação do impacto de testes ao mudar os códigos, de geração de dados para testes e de simplificação no desenvolvimento de bancos de dados.
  • 15. Edições do Visual Studio 2010 11/8/2013 Fagner S. de Lima - Microsoft Visual Basic 2010 15 Visual Studio Test Professional 2010 O Visual Studio Test Professional 2010 é um conjunto de ferramentas especializado para equipes de controle de qualidade, que simplifica o planejamento de testes e a execução de testes manuais. Funciona em conjunto com as outras edições do Visual Studio para desenvolvedores, permitindo a colaboração efetiva entre os desenvolvedores e os testadores durante todo o ciclo de desenvolvimento da aplicação. Visual Studio 2010 Ultimate O Visual Studio 2010 Ultimate é indicado para profissionais e equipes que necessitem de um conjunto completo de ferramentas de gerenciamento de ciclo de vida da aplicação (Application Life Management - ALM). Permite a elaboração de diagramas em UML e o gerenciamento de projetos com metodologias iterativas e ágeis.
  • 16. Edições do Visual Studio 2010 11/8/2013 Fagner S. de Lima - Microsoft Visual Basic 2010 16 A Microsoft fornece também a edição gratuita chamada Visual Studio 2010 Express para estudantes e desenvolvedores iniciantes. O Visual Studio 2010 Express é composto por: - Visual Basic 2010 Express; - Visual C# 2010 Express; - Visual C++ 2010 Express; - Visual Web Developer 2010 Express. Link para download do arquivo completo em ISO: http://go.microsoft.com/?linkid=9709969 Link para a sessão de downloads no site da Microsoft: http://www.microsoft.com/visualstudio/ptb/downloads#d-2010-express
  • 17. Microsoft Visual Basic 2010 Conclusão 11/8/2013 Fagner S. de Lima - Microsoft Visual Basic 2010 17
  • 18. Saiba mais  Portal do centro do desenvolvedor para .NET, .NET Framework Developer Center: http://msdn.microsoft.com/pt-br/netframework/default.aspx  Leia sobre a visão geral conceitual do .NET Framework: http://msdn.microsoft.com/pt-br/library/zw4w595w.aspx  Leia sobre os estudos de casos do .NET Framework: http://www.microsoft.com/net/CaseStudies/  Leia sobre a visão geral do CLR: http://msdn.microsoft.com/library/ddk909ch.aspx  Leia sobre a visão geral da BCL: http://msdn.microsoft.com/library/hfa3fa08.aspx  Leia sobre o comparativo das edições do Visual Studio 2010: http://www.microsoft.com/visualstudio/pt-br/products  Leia sobre o histórico da linguagem VB: http://visualbasic.freetutes.com/?gclid=COGuurSx9KICFYMe7godMD-uhQ ; http://www.johnsmiley.com/visualbasic/vbhistory.htm 11/8/2013 Fagner S. de Lima - Microsoft Visual Basic 2010 18
  • 19. Referências  Universidade Estácio de Sá  Microsoft http://msdn.microsoft.com/pt- br/library/vstudio/2x7h1hfk(v=vs.100).aspx 11/8/2013 Fagner S. de Lima - Microsoft Visual Basic 2010 19

×