Coordenação de Serviços
e Comércio
29/08/2013
Diretoria de Pesquisas
Sumário
Aspectos Metodológicos
Resultados Regionais
• Grandes Regiões x Centro-Oeste
• Centro-Oeste x Mato Grosso do Sul
•...
Objetivos da Pesquisa Anual de
Comércio
Fornecer informações para o sistema
de contas nacionais.
Caracterizar as estrutura...
Divisões de atividades
 Comércio de veículos, peças e acessórios
 Comércio por atacado
 Comércio varejista
Aspectos metodológicos
Universo do cadastro
Amostra
Estratos amostrados
(empresas que ocupam de 0 a 19 pessoas)
Estratos c...
Principais Resultados Brasil
PAC 2011
9,4 10,9
79,7
0
10
20
30
40
50
60
70
80
90
100
Comércio de veículos,
peças e motocicletas
Comércio por atacado Comércio va...
Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2011.
9,5
16,9
73,6
0
...
Síntese de indicadores - Brasil
Atividades
do comércio
Média de pessoal
ocupado por
empresa
Salário médio
mensal
(em salár...
Principais Resultados Regionais
Grandes Regiões, Centro-Oeste e Mato Grosso do Sul
PAC 2011
Grandes Regiões x Centro-Oeste
 Número de unidades locais: 134 297
 Pessoal ocupado: 835 732
 Receita bruta de revenda: 216,4 bilhões
Principais resul...
Distribuição percentual das empresas comerciais, por receita bruta de
revenda, segundo as Grandes Regiões - Brasil - 2011
...
Receita bruta de revenda, por divisões de atividade, segundo as
Grandes Regiões - Brasil - 2011
Fonte: IBGE, Diretoria de ...
Salário médio mensal das empresas comerciais, segundo as
Grandes Regiões - 2011
1,5
2,1
1,8
1,9
1,8
0
0,5
1
1,5
2
2,5
Nort...
Salários, retiradas e outras remunerações e pessoal ocupado, por divisões de
atividade, segundo as Grandes Regiões - Brasi...
Centro-Oeste x Mato Grosso do Sul
 Número de unidades locais: 20 833
 Pessoal ocupado: 129 295
 Receita bruta de revenda: 33,0 bilhões
Principais resulta...
Distribuição percentual da receita bruta de revenda e de comissões
sobre vendas - Região Centro Oeste - 2011
Fonte: IBGE, ...
Distribuição percentual da receita bruta de revenda e de comissões sobre vendas
Centro-Oeste e Mato Grosso do Sul - 2011
F...
Distribuição percentual dos salários, retiradas e outras
remunerações, segundo as divisões do comércio - Centro-Oeste e
Ma...
Distribuição percentual do pessoal ocupado, segundo as divisões do
comércio - Centro-Oeste e Mato Grosso do Sul - 2011
Fon...
Distribuição percentual das unidades locais com receita de revenda, segundo as
divisões do comércio - Centro-Oeste e Mato ...
Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2011.
Salário médio me...
Salário médio mensal, segundo as divisões do comércio -
Brasil, Região Centro-Oeste e Mato Grosso do Sul - 2011
Brasil Reg...
Principais Resultados Regionais
Grandes Regiões, Centro-Oeste e Mato Grosso do Sul
2007/2011
Distribuição percentual da receita bruta de revenda, segundo as Unidades da
Federação - Brasil - 2007/2011
Rondônia 0,5 23...
Variação percentual real média anual da receita bruta de revenda de 2007 a 2011
Brasil e Grandes Regiões
Fonte: IBGE, Dire...
Variação percentual real média anual da receita bruta de revenda de
2007 a 2011, segundo as divisões do comércio
Brasil e ...
Variação percentual real média anual da receita bruta de revenda de 2007 a 2011
Unidades da Federação da Região Centro-Oes...
6,1
14,7 14,7
38,5
0,0
5,0
10,0
15,0
20,0
25,0
30,0
35,0
40,0
45,0
Mato Grosso do Sul Mato Grosso Goiás Distrito Federal
%...
Variação real média anual da receita bruta de revenda de 2007 a 2011, segundo as
atividades do comércio - Unidades da Fede...
Contribuição dos setores para variação real média anual da receita bruta de
revenda de 2007 a 2011, segundo as atividades ...
Variação média anual do pessoal ocupado e variação real média anual da massa
salarial de 2007 a 2011 - Unidades da Federaç...
7,0
5,4 5,7
17,0
8,9
13,4
0,0
4,0
8,0
12,0
16,0
20,0
Comércio de veículos, peças e
motocicletas
Comércio por atacado Comér...
Considerações Finais
2011
O comércio varejista: responsável por ocupar o
maior número de pessoas e pagar o maior volume de
massa salarial, em t...
Centro-Oeste: variação percentual real média anual
da receita operacional líquida (10,1%) acima da taxa
média Brasil (8,3%...
Pesquisa Mensal de Comércio
Junho/2013
Sumário
Aspectos Metodológicos
Resultados Regionais
Objetivos
Atividades e abrangência da pesquisaAtividades e abrangência...
Objetivos da Pesquisa Mensal de Comércio
Acompanhar o desempenho conjuntural do
comércio varejista produzindo estimativas
...
Atividades da pesquisa
 Combustíveis e lubrificantes
 Hipermercados, supermercados,
produtos alimentícios, bebidas e fum...
Abrangência da pesquisa
 Resultados desagregados por atividade para Brasil e 12
Unidades da Federação selecionadas (Ceará...
Amostra
Universo do cadastro
Amostra 5 329
58,3 mil
166
828
Variável investigada
Receita bruta de revenda
Tipos de índices...
Principais Resultados
Brasil e Região Centro-Oeste
Junho - 2013
Índice acumulado no ano – Grandes Regiões e Brasil
Índice acumulado no ano – Grandes Regiões e Brasil
Índice acumulado no ano – UFs do Centro Oeste
Índice acumulado no ano – UFs do Centro Oeste
Comércio varejista
Comércio varejista ampliado
Obrigada! 
IBGE - COSEC
juliana.vasconcellos@ibge.gov.br
www.ibge.gov.br
Palestra "O comércio do Mato Grosso do Sul nas pesquisas do IBGE"
Palestra "O comércio do Mato Grosso do Sul nas pesquisas do IBGE"
Palestra "O comércio do Mato Grosso do Sul nas pesquisas do IBGE"
Palestra "O comércio do Mato Grosso do Sul nas pesquisas do IBGE"
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Palestra "O comércio do Mato Grosso do Sul nas pesquisas do IBGE"

76

Published on

Palestra apresentada por Juliana Paiva, gerente de análises de resultados do IBGE, dia 29 de agosto de 2013, em Campo Grande (MS).

Published in: Economy & Finance
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
76
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • 74,1% da receita foi gerada por apenas 3,4% das empresas (estrato certo). O comércio varejista tem como natureza de sua atividade, necessitar de recursos humanos para desenvolver sua atividade principal.
  • 3,4% das empresas empregaram 43,3% do pessoal ocupado e responderam por 58,0% do valor pago em salários, retiradas e outras remunerações. O comércio varejista tem como natureza de sua atividade, necessitar de recursos humanos para desenvolver sua atividade principal e por isso também emprega mais, com baixos salários.
  • Apesar do comércio varejista empregar mais e ter a maior massa salarial, na média o Atacado tem mais pessoal ocupado por empresa. O Varejo tem o menor salário médio, em salários minímos, porém tem a maior taxa de margem de comercialização.
  • Destaque para a região sudeste: responsável por mais da metade (53,1%) da receita bruta de revenda
  • Destaque para predominância, em termos de receita bruta, do comércio atacadista no Norte, Sudeste, Centro-Oeste e Sul.
  • Destaque para a região sudeste: responsável por mais da metade (53,1%) da receita bruta de revenda e pelo maior salário médio mensal (2,1 salários mínimos), acima da média brasileira (1,9).
  • O comércio varejista, entretanto, foi responsável por empregar o maior número de pessoas no Brasil. Esse segmento também respondeu pela maior parcela de salário, retiradas e outras remunerações em todas as Grandes Regiões.
  • Em 2013 é janeiro a junho de 2013 contra janeiro a junho de 2012.
  • Transcript of "Palestra "O comércio do Mato Grosso do Sul nas pesquisas do IBGE""

    1. 1. Coordenação de Serviços e Comércio 29/08/2013 Diretoria de Pesquisas
    2. 2. Sumário Aspectos Metodológicos Resultados Regionais • Grandes Regiões x Centro-Oeste • Centro-Oeste x Mato Grosso do Sul • Mato Grosso do Sul Variáveis selecionadas: evolução 2007-2011 Objetivos Divisões de atividades
    3. 3. Objetivos da Pesquisa Anual de Comércio Fornecer informações para o sistema de contas nacionais. Caracterizar as estruturas básicas do segmento e acompanhar suas transformações no tempo. Retratar a estrutura produtiva do segmento através de indicadores como: salário médio, valor adicionado, margem de comercialização, produtividade, etc.
    4. 4. Divisões de atividades  Comércio de veículos, peças e acessórios  Comércio por atacado  Comércio varejista
    5. 5. Aspectos metodológicos Universo do cadastro Amostra Estratos amostrados (empresas que ocupam de 0 a 19 pessoas) Estratos certo (empresas que ocupam 20 ou mais pessoas) 2,1 milhões 76,3 mil (3,6%) 58,3 mil (76,4%) 14 mil (18,4%) 4 mil (5,2%) Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2011. 27,1 mil (1,3%) 1,2 mil (4,6%) 828 (66,8%) 337 (27,2%) 76 (6,1%)Estrato gerencial (empresas do estrato amostrado que atuam em mais de uma UF)
    6. 6. Principais Resultados Brasil PAC 2011
    7. 7. 9,4 10,9 79,7 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 Comércio de veículos, peças e motocicletas Comércio por atacado Comércio varejista % 1 571 mil empresas atuaram através de 1 683 mil unidades locais 14,5 42,8 42,7 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 Comércio de veículos, peças e motocicletas Comércio por atacado Comércio varejista % Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2011. Total: R$ 2,1 trilhões Comércio de veículos, peças e motocicletas: R$ 310,7 bilhões Comércio por atacado: R$ 915,2 bilhões Comércio varejista: R$ 911,4 bilhões Número de empresas - Brasil Receita operacional líquida - Brasil
    8. 8. Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2011. 9,5 16,9 73,6 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 Comércio de veículos, peças e motocicletas Comércio por atacado Comércio varejista % Pessoal ocupado - Brasil 11,6 26,4 62,0 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 Comércio de veículos, peças e motocicletas Comércio por atacado Comércio varejista % Massa salarial - Brasil As empresas ocuparam 9,8 milhões de pessoas e pagaram R$ 130,2 bilhões em salários, retiradas e outras remunerações
    9. 9. Síntese de indicadores - Brasil Atividades do comércio Média de pessoal ocupado por empresa Salário médio mensal (em salários mínimos) Produtividade do trabalho (R$) Taxa de margem de comercialização (%) PAC 6 1,9 37 108 28,7 Comércio de veículos, peças e motocicletas 7 2,2 45 349 19,8 Comércio por atacado 10 3,0 80 929 24,0 Comércio varejista 6 1,6 26 143 37,2 Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2011.
    10. 10. Principais Resultados Regionais Grandes Regiões, Centro-Oeste e Mato Grosso do Sul PAC 2011
    11. 11. Grandes Regiões x Centro-Oeste
    12. 12.  Número de unidades locais: 134 297  Pessoal ocupado: 835 732  Receita bruta de revenda: 216,4 bilhões Principais resultados - Região Centro-Oeste  Salários, retiradas e outras remunerações: 10,3 bilhões
    13. 13. Distribuição percentual das empresas comerciais, por receita bruta de revenda, segundo as Grandes Regiões - Brasil - 2011 Receita bruta de revenda (%) 3,6 9,2 14,9 19,2 53,1 Sudeste Sul Nordeste Centro-Oeste Norte Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2011.
    14. 14. Receita bruta de revenda, por divisões de atividade, segundo as Grandes Regiões - Brasil - 2011 Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2011. Receita bruta de revenda (%) 15,2 13,8 13,7 13,6 14,4 13,9 44,0 43,9 44,8 38,4 47,1 43,7 40,8 42,3 41,5 48,0 38,5 42,4 Centro-Oeste Sul Sudeste Nordeste Norte Brasil Comércio de veículos, peças e motocicletas Comércio por atacado Comércio varejista
    15. 15. Salário médio mensal das empresas comerciais, segundo as Grandes Regiões - 2011 1,5 2,1 1,8 1,9 1,8 0 0,5 1 1,5 2 2,5 Norte Nordeste Sudeste Sul Centro-Oeste Saláriomínimo Brasil Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2011.
    16. 16. Salários, retiradas e outras remunerações e pessoal ocupado, por divisões de atividade, segundo as Grandes Regiões - Brasil - 2011 Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2011. S alários, retiradas e outras remunerações (% ) 16,3 11,7 10,7 11,9 13,2 11,6 21,4 23,9 29,3 20,7 26,2 26,4 62,3 64,4 60,0 67,4 60,6 62,0 Centro-Oeste Sul Sudeste Nordeste Norte Brasil Comércio de veículos, peças e motocicletas Comércio por atacado Comércio varejista Pessoal ocupado (%) 13,1 10,4 8,7 8,9 9,6 9,5 15,0 18,2 17,2 14,7 20,7 16,9 71,9 71,4 74,1 76,4 69,7 73,6 Centro-Oeste Sul Sudeste Nordeste Norte Brasil Comércio de veículos, peças e motocicletas Comércio por atacado Comércio varejista
    17. 17. Centro-Oeste x Mato Grosso do Sul
    18. 18.  Número de unidades locais: 20 833  Pessoal ocupado: 129 295  Receita bruta de revenda: 33,0 bilhões Principais resultados 2011 - Mato Grosso do Sul  Salários, retiradas e outras remunerações: 1,6 bilhão
    19. 19. Distribuição percentual da receita bruta de revenda e de comissões sobre vendas - Região Centro Oeste - 2011 Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2011. Mato Grosso Goiás Mato Grosso do Sul
    20. 20. Distribuição percentual da receita bruta de revenda e de comissões sobre vendas Centro-Oeste e Mato Grosso do Sul - 2011 Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2011. Receita bruta de revenda e comissões (%) Mato Grosso do Sul 44,4 11,8 43,8 Receita bruta de revenda e comissões (%) Centro-Oeste 44,0 15,2 40,8
    21. 21. Distribuição percentual dos salários, retiradas e outras remunerações, segundo as divisões do comércio - Centro-Oeste e Mato Grosso do Sul - 2011 Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2011. Massa salarial (%) Centro-Oeste 21,4 16,3 62,3 Massa salarial (%) Mato Grosso do Sul 63,9 16,6 19,4
    22. 22. Distribuição percentual do pessoal ocupado, segundo as divisões do comércio - Centro-Oeste e Mato Grosso do Sul - 2011 Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2011. Pessoal ocupado (%) Centro-Oeste 15,0 13,1 71,9 Pessoal ocupado (%) Mato Grosso do Sul 73,8 12,1 14,1
    23. 23. Distribuição percentual das unidades locais com receita de revenda, segundo as divisões do comércio - Centro-Oeste e Mato Grosso do Sul - 2011 Centro-Oeste 78,7 9,711,6 0 20 40 60 80 100 Comércio de veículos, peças e motocicletas Comércio por atacado Comércio varejista % Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2011. Mato Grosso do Sul 9,2 80,3 10,5 0 20 40 60 80 100 Comércio de veículos, peças e motocicletas Comércio por atacado Comércio varejista % Centro-Oeste Mato Grosso do Sul
    24. 24. Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2011. Salário médio mensal das empresas comerciais, segundo as Unidades da Federação da Região Centro-Oeste - 2011 Centro-Oeste 1,9 1,9 1,8 1,6 0 0,5 1 1,5 2 Mato Grosso Distrito Federal Mato Grosso do Sul Goiás Saláriosmínimos
    25. 25. Salário médio mensal, segundo as divisões do comércio - Brasil, Região Centro-Oeste e Mato Grosso do Sul - 2011 Brasil Região Centro-Oeste Mato Grosso do Sul Total 1,9 1,8 1,8 Comércio de veículos, peças e motocicletas 2,3 2,2 2,5 Comércio por atacado 3,0 2,5 2,5 Comércio varejista 1,6 1,5 1,5 Divisão de atividade Região Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2011.
    26. 26. Principais Resultados Regionais Grandes Regiões, Centro-Oeste e Mato Grosso do Sul 2007/2011
    27. 27. Distribuição percentual da receita bruta de revenda, segundo as Unidades da Federação - Brasil - 2007/2011 Rondônia 0,5 23 0,5 23 Acre 0,2 26 0,2 26 Amazonas 1,2 16 1,1 17 Roraima 0,1 27 0,1 27 Pará 1,2 17 1,2 16 Amapá 0,2 24 0,2 25 Tocantins 0,2 25 0,2 24 Maranhão 1,3 15 1,4 15 Piauí 0,7 21 0,8 20 Ceará 2,2 11 2,3 11 Rio Grande do Norte 1,0 18 1,0 19 Paraíba 1,0 19 1,0 18 Pernambuco 2,6 10 2,9 10 Alagoas 0,7 20 0,7 21 Sergipe 0,5 22 0,5 22 Bahia 4,3 7 4,2 7 Minas Gerais 9,5 2 9,2 2 Espírito Santo 2,8 9 3,2 9 Rio de Janeiro 7,8 3 8,7 3 São Paulo 33,2 1 32,1 1 Paraná 7,7 4 7,5 4 Santa Catarina 5,0 6 4,9 6 Rio Grande do Sul 7,4 5 6,9 5 Mato Grosso do Sul 1,4 14 1,4 14 Mato Grosso 2,1 13 2,3 12 Goiás 3,1 8 3,4 8 Distrito Federal 2,1 12 2,2 13 Posição no Brasil Participação (%) 2007 2011 Unidades da Federação Participação (%) Posição no Brasil
    28. 28. Variação percentual real média anual da receita bruta de revenda de 2007 a 2011 Brasil e Grandes Regiões Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2007- 2011. 8,3 7,8 9,4 8,1 7,2 10,1 0,0 3,0 6,0 9,0 12,0 15,0 Brasil Norte Nordeste Sudeste Sul Centro-Oeste %
    29. 29. Variação percentual real média anual da receita bruta de revenda de 2007 a 2011, segundo as divisões do comércio Brasil e Grandes Regiões Comércio de veículos, peças e motocicletas 4,6 6,7 6,6 4,0 4,2 5,1 0,0 3,0 6,0 9,0 12,0 15,0 Brasil Norte Nordeste Sudeste Sul Centro- Oeste % Comércio varejista 11,5 12,8 11,5 11,6 10,0 14,1 0,0 3,0 6,0 9,0 12,0 15,0 Brasil Norte Nordeste Sudeste Sul Centro- Oeste % Comércio por atacado 6,8 4,9 8,2 6,6 5,9 8,7 0,0 3,0 6,0 9,0 12,0 15,0 Brasil Norte Nordeste Sudeste Sul Centro- Oeste % Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2007- 2011.
    30. 30. Variação percentual real média anual da receita bruta de revenda de 2007 a 2011 Unidades da Federação da Região Centro-Oeste Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2007-2011. 8,8 11,3 10,5 9,3 0,0 3,0 6,0 9,0 12,0 15,0 Mato Grosso do Sul Mato Grosso Goiás Distrito Federal %
    31. 31. 6,1 14,7 14,7 38,5 0,0 5,0 10,0 15,0 20,0 25,0 30,0 35,0 40,0 45,0 Mato Grosso do Sul Mato Grosso Goiás Distrito Federal % Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2007- 2011. Variação percentual real média anual das unidades locais com receita de revenda de 2007 a 2011 Unidades da Federação da Região Centro-Oeste
    32. 32. Variação real média anual da receita bruta de revenda de 2007 a 2011, segundo as atividades do comércio - Unidades da Federação da Região Centro-Oeste Mato Grosso do Sul 4,9 6,6 13,0 -2,0 2,0 6,0 10,0 14,0 18,0 Comércio de veículos, peças e motocicletas Comércio por atacado Comércio varejista % Mato Grosso 14,1 8,3 16,1 -2,0 2,0 6,0 10,0 14,0 18,0 Comércio de veículos, peças e motocicletas Comércio por atacado Comércio varejista % Goiás 5,8 9,1 14,4 -2,0 2,0 6,0 10,0 14,0 18,0 Comércio de veículos, peças e motocicletas Comércio por atacado Comércio varejista % Distrito Federal 11,1 12,9 -0,4-2,0 2,0 6,0 10,0 14,0 18,0 Comércio de veículos, peças e motocicletas Comércio por atacado Comércio varejista % Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2007- 2011.
    33. 33. Contribuição dos setores para variação real média anual da receita bruta de revenda de 2007 a 2011, segundo as atividades do comércio - Unidades da Federação da Região Centro-Oeste Mato Grosso do Sul 0,6 2,8 5,4 -1,0 0,0 1,0 2,0 3,0 4,0 5,0 6,0 Comércio de veículos, peças e motocicletas Comércio por atacado Comércio varejista % Mato Grosso 1,8 4,5 5,1 -1,0 0,0 1,0 2,0 3,0 4,0 5,0 6,0 Comércio de veículos, peças e motocicletas Comércio por atacado Comércio varejista % Goiás 1,0 3,9 5,6 -1,0 0,0 1,0 2,0 3,0 4,0 5,0 6,0 Comércio de veículos, peças e motocicletas Comércio por atacado Comércio varejista % Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2007-2011. Distrito Federal -0,2 4,1 5,4 -1,0 0,0 1,0 2,0 3,0 4,0 5,0 6,0 Comércio de veículos, peças e motocicletas Comércio por atacado Comércio varejista %
    34. 34. Variação média anual do pessoal ocupado e variação real média anual da massa salarial de 2007 a 2011 - Unidades da Federação da Região Centro-Oeste Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2007-2011. 5,8 6,7 7,7 9,2 12,9 12,1 12,4 12,2 0,0 4,0 8,0 12,0 16,0 20,0 Mato Grosso do Sul Mato Grosso Goiás Distrito Federal % Pessoal ocupado Massa salarial
    35. 35. 7,0 5,4 5,7 17,0 8,9 13,4 0,0 4,0 8,0 12,0 16,0 20,0 Comércio de veículos, peças e motocicletas Comércio por atacado Comércio varejista % Pessoal ocupado Massa salarial Variação média anual do pessoal ocupado e variação real média anual da massa salarial de 2007 a 2011, segundo as atividades do comércio - Mato Grosso do Sul Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Serviços e Comércio, Pesquisa Anual de Comércio 2007-2011.
    36. 36. Considerações Finais
    37. 37. 2011 O comércio varejista: responsável por ocupar o maior número de pessoas e pagar o maior volume de massa salarial, em todas as Grandes Regiões. Região Sudeste: responsável pela maior parcela da receita bruta de revenda (53,1%) e pelo maior salário médio mensal, em salários mínimos, (2,1). O comércio atacadista: responsável pelas maiores parcelas das receitas geradas em todas as Grandes Regiões, com exceção do Nordeste, onde o varejo predominou. Região Centro-Oeste: destaque para Goiás, responsável pela maior parcela da receita gerada na Região (36,5%).
    38. 38. Centro-Oeste: variação percentual real média anual da receita operacional líquida (10,1%) acima da taxa média Brasil (8,3%). Destaque para o varejo que cresceu 14,1% na Região. Centro-Oeste: Mato Grosso respondeu pela maior variação percentual real média anual da receita bruta de revenda (11,3%); Mato Grosso do Sul obteve a menor taxa (8,8%). 2007 a 2011 Mato Grosso do Sul: varejo cresceu em média 13,0% (maior taxa) em termos de receita. A atividade também apresentou a maior taxa de contribuição. Comércio de veículos respondeu pelo maior crescimento da massa salarial (17,0%) e do pessoal ocupado (7,0%). Mato Grosso do Sul: maior variação percentual real média anual da massa salarial (12,9%), porém, menor taxa de crescimento do pessoal ocupado (5,8%).
    39. 39. Pesquisa Mensal de Comércio Junho/2013
    40. 40. Sumário Aspectos Metodológicos Resultados Regionais Objetivos Atividades e abrangência da pesquisaAtividades e abrangência da pesquisa
    41. 41. Objetivos da Pesquisa Mensal de Comércio Acompanhar o desempenho conjuntural do comércio varejista produzindo estimativas mensais da receita bruta de revenda a preços correntes e constantes das empresas, divulgadas na forma de série mensal de indicadores.
    42. 42. Atividades da pesquisa  Combustíveis e lubrificantes  Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo  Tecidos, vestuário e calçados  Móveis e eletrodomésticos  Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria  Livros, jornais, revistas e papelaria  Equipamentos e material para escri- tório, informática e comunicação  Outros artigos de uso pessoal e doméstico  Veículos, motocicletas, partes e peças  Material de construção Comércio varejista Comércio varejista ampliado
    43. 43. Abrangência da pesquisa  Resultados desagregados por atividade para Brasil e 12 Unidades da Federação selecionadas (Ceará, Pernambuco, Bahia, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás e Distrito Federal);  Resultados agregados para as demais Unidades da Federação.
    44. 44. Amostra Universo do cadastro Amostra 5 329 58,3 mil 166 828 Variável investigada Receita bruta de revenda Tipos de índices divulgados • Índice de mês/mês anterior • Índice mês/igual mês do ano anterior • Índice acumulado no ano • Índice acumulado de 12 meses
    45. 45. Principais Resultados Brasil e Região Centro-Oeste
    46. 46. Junho - 2013
    47. 47. Índice acumulado no ano – Grandes Regiões e Brasil
    48. 48. Índice acumulado no ano – Grandes Regiões e Brasil
    49. 49. Índice acumulado no ano – UFs do Centro Oeste
    50. 50. Índice acumulado no ano – UFs do Centro Oeste
    51. 51. Comércio varejista
    52. 52. Comércio varejista ampliado
    53. 53. Obrigada!  IBGE - COSEC juliana.vasconcellos@ibge.gov.br www.ibge.gov.br

    ×