Policromia e pintura estudo da cor

3,126 views
2,850 views

Published on

Policromia e pintura_estudo da cor

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,126
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
25
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Policromia e pintura estudo da cor

  1. 1. Componentes da pintura e escultura policromada
  2. 2. Policromia e Pintura (segundo Gómez, Maria Luiza): Revestimentos, coberturas que geralmente conferem cor ao objeto, muitas vezes mesmos compontes: Policromia- “maquiagem” sugere as representações pictóricas dadas por uma forma fictícia, sugere modelado volumétrico, influenciado ao espaço e luz circundantes – ex.:elemento arquitetônico ornamental , esculturas. Pintura- criação de uma imagem em duas dimensões. Normalmente planas, e coloridas pode ser monocramáticas como a grisalhas. Pode ser uma imagem, abstrata geométrica ou esquemática, pode criar ilusão de volume e espaço, está ligada a idéias e símbolos.
  3. 3. Policromia Não é uma mera adição de material à forma, varia conforme a natureza do suporte, função e iconografia Relaciona dualidades como:objeto /espaço, volume /superfície, forma escultórica/forma pictórica Papel essencial:variações de brilho ou opacidade, nos diversos suportes, podendo representar uma decoração, ilusão e sensações táteis As esculturas podem ser parcial ou totalmente policroma da, normalmente variando conforme a qualidade material
  4. 4. Normalmente relação com a “nobreza” do material
  5. 5. Santo António de LisboaImagem de vulto em madeira policromadaSéculo XVIIIMuseu Santa Maria de Lamas, Aveiro,Portugal Parque de Santa Maria de Lamas ,
  6. 6. Pintura X suporte Pintura mural – suporte imóvel, ex. Pedra, estuque, normalmente inorgânico. Pintura de cavalete - suporte móvel,  Orgânico - Telas, madeira, papel, tecido Procedem de seres vivos e como tal mais tendência de mudanças de dimensões com a umidade  Inorgânicos - Metais, vidro, cerâmica Normalmente rígidos e porosidade variada. Muitas vezes são “talhados” ou trabalhados antes de receber a camada pictórica. Algumas vezes recebem calor para fixar.
  7. 7.  Suportes orgânicos  Suportes inorgânicosHIERONYSMUS BOCH - O Jardim das DelíciasÓleo sobre madeira-tríptico, 220 x 380Bosh foi o primeiro artista a explorar temassurrealistas, isso,em plena Renascença
  8. 8. Suportes Orgânicos Madeira: mais antigo grego e egípcios, séc.XI generalizado na Europa, apogeu nos séculos XIV /XV. No Renascimento começa a ser substituído pela tela. Medindo 1cm a 1,5 esp. norte da Europa e 5 no mediterrâneo - usado normalmente o cerne pois não tem tantos nós e é mais resistente ao ataque de microorganismos. Inconveniente limitação de tamanho, dificuldade no disfarce das juntas e nós.
  9. 9. Suportes Orgânicos Têxteis:inicia no séc. XV, mais móvel e menos pesado que a madeira adaptando-se a maiores formatos. Nas esculturas serviam como encolado de tiras para reforço nas uniões das peças.
  10. 10. Suportes Orgânicos Papel:composto por fibras de celulose ou papiro, anterior ao papel desde o antigo Egito até o séc. XI. O papel de arroz tem sido usado pelos chineses. Muito usados para esquiços e desenho e, os melhores são de algodão e linho
  11. 11. Suportes Orgânicos Pergaminho e couro:origem, pele animal ambos se obtém a partir de um tratamento de salmoura secagem e umedecimento e por último depilação das dermes. Pergaminhos- iluminura, pintura em couro rara ex.
  12. 12. Suportes Orgânicos Marfin:normalmente miniaturas, comum na Idade Média.
  13. 13. Pinturas e Policromia Camadas Pictóricas Sobreposições de camadas sobre um suporte: camadas de preparação (brancas ou coloridas) + Uma ou mais camadas coloridas + Camada de verniz ou proteção (normalmente)
  14. 14. Camadas Pictóricas - pintura e policromiaCamadas de um sólido em suspensão em um líquido que contem uma substância “que formam películas” (meio ou veículo) Coesão das partículas de pigmento +aderência na camada do substrato inferior
  15. 15. Pigmentos cores Lacas coloridas Cargas inertes Componentes daspolicromias e pinturas Aglutinantes Vernizes Substâncias que Adesivos formam peliculas Solventes e diluentes e aglomerantes Aditivos (meios ou véículos)
  16. 16. Substâncias das camadas pictóricas QUE FORMAM AGLOMERANTES PELICULA Orgânicas Aglutinantes Forma de líquido Meios viscoso. Veiculos Criam película dura e flexível InorgânicosAglutinantes Agregam os matériasVernizes conf. funçãoAdesivos Seus usos , métodos variam conforme período histórico – e seu estudo e investigação é um grande instrumento de identificação.
  17. 17. Desenho dasCamadas de umapintura e de umapolicromia
  18. 18. Leitura texto:Antônio João CruzEscola Superior de tecnologiade Tomar
  19. 19. COR
  20. 20. ENTENDER A COR:Luz + objeto + observador = relação deste três fatores Aspectos Físicos Aspectos químicos Fisiologia
  21. 21. ASPECTOS FÍSICOS
  22. 22. Aspectos físicos Luz + objeto + observador = Inter-relação deste três fatores Luz visível = uma radiação eletromagnética, constituída por ondas transversais cujo comprimento de onda vai de 400 à 750nm. Cada radiação do espectro provoca uma sensação distinta no olho, a qual determina sua cor.
  23. 23. Experiência de Newton - Aspecto físico De onde vem a cor? Como nós a percebemos? Os objetos a têm? Diferentes capacidade de absorção e reflexão da luz. Acredita-se que a cor está vinculada a ultima camada deradiação infravermelha e a radiação elétrons (mais fácil ou menos de ultravioleta. trocas iônicas) - ex. Quartzo
  24. 24. Misturas cromáticas Dois tipos opostos - Aspecto Físico COR LUZ COR PIGMENTO Mistura aditiva  Mistura subtrativa Cores primárias: (RGB)  Cores primárias (CMY)  Vermelho  Ciano  Verde  Magenta  Azul  Amarelo A cor emitida por uma fonte luminosa é o resultado dos diferentes comprimentos de onda.  A cor de um objeto está ligada aos pigmentos que cobrem Pode-se afirmar ainda que longos comprimentos a superfície. Quando a luz branca incide sobre ele absorve de onda são percebidos como a cor vermelha e os todas as cores menos as radiações que correspondem a menores, azul, sendo o espectro visível cor dele. compreendido entre estes dois extremos. Em geral, sabe-se que a coloração de uma determinada fonte luminosa resulta da mistura de várias outras cores (ou comprimentos de onda), ou, trata-se assim de uma luz formada por ondas  A soma de duas cores complementares dá o branco de diferentes comprimentos de onda. A soma das três cores primárias da  A soma das 3 cores primários resulta o o branco preto.
  25. 25. Cor- aspecto Físico- reflexão e absorçãoMistura aditiva Mistura subtrativaCor luz Cor pigmentoEm geral, sabe-se que a coloração A cor de um objeto está ligadade uma determinada fonte luminosa aos pigmentos que cobrem aresulta da mistura de várias outras superfície. Quando a luz brancacores (ou comprimentos de onda), incide sobre ele absorve todas asou, trata-se assim de uma luz cores menos as radiações queformada por ondas de diferentes correspondem a cor dele.comprimentos de onda.
  26. 26.  Modelos de cor:  RGB - (do inglês Red, Green, Blue) Vermelho, Verde, Azul, sistema de cores utilizado em luzes e, por consequência, na eletrônica e recursos visuais eletrônicos como o vídeo  RYB - (do inglês Red, Yellow, Blue), Vermelho, Amarelo e Azul; sistema histórico de cores e utilizado em artes plásticas, embora cientificamente inexato  CMYK - (do inglês Cyan, Magenta, Yellow, Key) Ciano, Magenta, Amarelo e Preto(key), sistema de cores utilizado em gráfica e pigmentos
  27. 27. De fato, o branco é a somade todas as cores e o negroé a ausência total de cores.
  28. 28. Em primeiro lugar, nossos olhos sãotreinados a identificar as cores pelocomprimento de onda associado aos quecolidem com nossos olhos.Quando existem vários fótons comdiferentes comprimentos de ondacolidindo com nossos olhossimultaneamente, o cérebro identificaaquele monte de cor excitando a retinacomo cor branca.
  29. 29.  Jáo mecanismo de ação da tinta é bem diferente, quando observamos um carro amarelo isso quer dizer que aquele carro absorve todos os comprimentos de onda das cores diferentes do amarelo, e reflete somente o comprimento de onda referente à luz amarela.
  30. 30.  Então o que a tinta (pigmento) faz é absorver a luz das outras cores e refletir somente uma determinada cor, se juntarmos várias tintas o resultado é que a luz que porventura fosse refletida por uma cor passa a ser absorvida por outra cor e isso resulta numa absorção total de cores. O resultado portanto é a cor negra.
  31. 31. Classificação= atributos de corLuz + objeto + observador As três grandezas físicas básicas da luz (e de toda a radiação electromagnética) são:Brilho (amplitude)Tom Matiz - Cor – (frequência),Saturação-Polarização/ (ângulo de vibração).
  32. 32. COR- Aspecto Físico Maneiras de classificar a cor = atributos da cor representam uma quantização da energia, referente aos comprimentos de ondarespectivos às cores primárias vermelho, verde e azul do espectro da luz visível. Qualquerponto interior ao espaço de cores representa uma cor, que é resultado da combinação das três cores primárias.  Tom ou matiz –variedade que um conjunto de cor com o mesmo brilho em uma escala contínua (“cor da cor”- verde, laranja.....)  Saturação – cores com o mesmo tom distingue pela força que produz. Ex.:O vermelho pode se degradar dentro do mesmo tom até o branco  Brilho – modo de refletir a luz natural, ou seja sensação de claridade- (quantidade de luz)
  33. 33. Com base na percepção humana da cor, o modelo HSB descreve as trêscaracterísticas fundamentais da cor:Matiz Cor refletida de ou transmitida por meio de um objeto. É medida como um localno disco de cores padrão, expresso como um grau entre 0° e 360°. No uso comum,a matiz é identificada pelo nome da cor, como vermelho, laranja ou verde.Saturação Intensidade ou pureza da cor (às vezes, denominada croma). A saturaçãorepresenta a intensidade de cinza na proporção da matiz, medida como umaporcentagem de 0% (cinza) a 100% (totalmente saturado). No disco de cores padrão,a saturação aumenta do centro para a aresta.Brilho A luminosidade ou escurecimento relativo da cor, geralmente medido como aporcentagem de 0% (preto) a 100% (branco).
  34. 34. Matizes - É o estado puro da cor, sem o branco ou o pretoagregado, e é um atributo associado com a longitude de onda dominante na mistura das ondas luminosas . Johannes Itten
  35. 35. ASPECTOS QUÍMICOS
  36. 36. Explicação química da cor:Luz + objeto + observador  Origem da cor no objeto: O que faz dois objetos diferentes captarem e emitirem radiações eletromagnéticas diferentes? A VARIAÇÃO DE ELETRONS
  37. 37. Explicação química da cor: Luz + objeto + observador  A VARIAÇÃO DE ELETRONS.Eletrons: sãos cargas que respondem as diferentes longitudes de onda de luz. Os diferentes níveis eletrônicos das “materiais” respondem de modo diferente as irradiações.
  38. 38.  Os átomos , íons e moléculas. Cada elétron ocupa em um orbital determinado. Os átomos se organizam entre si e vão ocupando diferentes níveis de energia. Se completam as primeiras camadas mais internas cuja a estabilidade é bastante elevada. A energia necessária para um eletron de uma camada completa passe para a outra é tão alta que entre a classificação dos raios ultravioletas ao raio X, não influenciam nas cores dos objeto.
  39. 39. Certos Átomos podem sofrer TRANSFOMAÇÔESATÔMICAS, gerando linhas de emissão características aoser excitado ou ionizado e voltar ao estado fundamental. Oespaçamento dos níveis energéticos varia com cadaelemento e por conseqüência a cor da luz transmitida.
  40. 40. Alguns exemplos mesmo material- organizaçãomolecular
  41. 41. Cores doQuartzo Pó de Quartzo
  42. 42. FISIOLOGIA
  43. 43. Explicação fisiológica da cor: Luz + objeto + observador A percepção da imagem e cor se da na retina e é “compreendida” por sinapses nervosas. São os cones responsáveis pela percepção da diferença de cor. Três cones: cores vermelhas (V) cores verdes (Ve) cores azuis (Az)
  44. 44. Cones - são as células do olhohumano que tem a capacidade dereconhecer as cores.Bastonetes, outro tipo de célula doolho humano, tem a capacidade dereconhecer a luminosidade.Existem aproximadamente 6 milhõesde cones em cada olho humano.Sendo estes os responsáveis pelapercepção das cores, quando existeuma anomalia ou ausência de algumdos fotopigmentos nas terminaçõesdos cones estamos na presença dodaltonismo
  45. 45. Explicação fisiológica da cor: Luz + objeto + observador Cone V- se estimula em radiação entre o vermelho e o violeta (por volta tos 600nm) A sensação amarela deve a estimulação dos cones A e Ve. O branco deve ao estimulo igual de todos os cones
  46. 46. Explicação fisiológica da cor: Luz + objeto + observador A visão durante o dia é uma visão “fotópica” devido as sensações dos cones as cores e sensações visuais. Ao baixar a luminosidade se estimula os bastonetes, altamente sensíveis, dando lugar a visão escotópica ou reduzida no escuro. Ao fecharmos o diafragma da íris, o vermelho e posteriormente o azul vão desaparecendo.
  47. 47. Apresentação dos vídeos

×