Aula 3 - Ética, moral e Direito

25,855 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
18 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
25,855
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
7
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
18
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • Iniciar próxima aula neste slide!
  • Aula 3 - Ética, moral e Direito

    1. 1. Ética, Moral e DireitoFábio Nogueira, MSc.http://twitter.com/fabionphttp://wikiteacher.wordpress.com
    2. 2. Lembra dos animais? 1.Instinto 2.Consciência 3.Raciocínio 4.Emoção 5.Espiritualidade Somos um animal BIO-PSICO-SOCIAL
    3. 3. Qual é a finalidade docomportamento humano?Em que consiste a felicidade?• Auto-desenvolvimento humano• Aperfeiçoamento contínuo• Serenidade interior• Saciando 1. Fisiologia 2. Psicológico 3. Social 4. Espiritualidade
    4. 4. Comportamento social não é natural▫ Não nascemos com ele como se fosse um instinto▫ É adquirido ou conquistado por hábito▫ É uma realidade humana que é construída histórica e socialmente a partir das relações coletivas dos seres humanos nas sociedades onde nascem e vivem
    5. 5. Pra que estudar Ética??? “Qual é o bem supremo que podemos conseguir em todos os atos de nossa vida?” (Aristóteles em Ética a Nicômaco)“A palavra que designa o bem supremo, aceita portodos, é felicidade e, segundo a opinião comum, viverbem, agir bem, é sinônimo de ser feliz.”
    6. 6. Etimologia da palavra: ÉTICA x MORAL• GREGO> éthos (modo de ser, caráter)• LATIM> mos (ou no plural mores)(costumes)• Ética é a ciência da conduta humana• Moral é um conjunto denormas, princípios, preceitos, costumes,valores que norteiam o comportamentodo indivíduo no seu grupo social
    7. 7. Perspectiva filosófica•Éthos: hábito, propriedade docaráter.•Ethiké (Aristóteles): reflexãosobre as propriedades decaráter.
    8. 8. Ubis homo ibi societas, ubisocietas ibi jusSomos um animal bio-psico-social
    9. 9. Consciência Coletiva• Conjunto das crenças e dos sentimentos comuns à média dos membros de uma mesma sociedade que forma um sistema determinado com vida própria.• A participação ativa na História somente é possível enquanto consciência de grupo.• As mudanças nas normas, valores e regras acontecem lentamente e a partir da realidade presente do grupo social.
    10. 10. Da moral à ética• O homem é o único animal com consciência moral.• Agir de forma contrária àquilo que os valores morais nos indicam nos dá a sensação de ação indevida. Logo, a consciência moral é a porta de acesso ao mundo da ética.• A Ética envolve a tomada de decisão por aquilo que não é necessariamente obrigatório.
    11. 11. Como devo agir perante os outros?Trata-se de uma pergunta fácil de serformulada, mas difícil de ser respondida.Somos um animal moral: constante dilema deagir bem e ficar com a consciência tranquila oupraticar o mal e sentir remorsos (ou não).A sensibilidade moral nos leva a avaliarnossas ações:boas, más, justas, injustas, corretas, incorretas.
    12. 12. Ser-no-mundo: desenvolvendo a moralQuando nascemos, já encontramos normas eregras de conduta moral pré-estabelecidas esomos doutrinados pela educação a nosadequar a elas.Na infância, não temos capacidadecognitiva para operacionalizar análises sobre osvalores morais. Então, nosresta, simplesmente, aceitarmos ou recusarmos oque nos é apresentado.
    13. 13. Individual X SocialMoral social: conjunto de atitudes ou maneiras deagir que se impõe aos membros de uma sociedadecomo um todo.Moral individual: forma de agir de um indivíduocomo pessoa frente ao mundo, às outras pessoas e àsociedade em geral. Na sua individualidade, a pessoapode ir contra os valores pregados socialmente e amoral social podem ser contestados.
    14. 14. Quando se pensa nas relações dohomem com o meio em que vive, deimediato vem à mente a dicotomiaentre fazer o que bem se pensa ouficar condicionado pelas regras queordenam a vida sociocultural. Severo Hryniewicz
    15. 15. Ideal ≠ Normal ≠ Patológico• Normalidade ▫ Comportamento dentro dos limites da coercitividade ▫ Pode ser indesejado e condenável pelo grupo social  Homicídio  Suicídio• Patológico ▫ Podem destruir o grupo social ▫ Estão além da generalidade observada
    16. 16. Sociedade, Educação e Ordem Social AUTORIDADE EXERCE CONTROLE SOCIAL
    17. 17. 3 considerações importantes1. Coercitividade é fundante da sociedade e do comportamento social. Ela possibilidade a humanização e a sobrevivência da humanidade.2. O grupo social estipula o quanto podemos nos desviar do comportamento médio esperado. Todo comportamento dentro deste limite é “normal”; o comportamento que extrapola o limite é “patológico”.3. Mesmo quando estamos sozinhos, nossos comportamentos são subordinados à consciência coletiva e são fatos sociais plenos. Exemplo: vestir- se, tomar banho, hábitos de higiene, hábitos alimentares.
    18. 18. Ética ≠ Moral ≠ Lei1. O Direito regula condutas externas (comportamentos visíveis) e a Moral regula as condutas internas e a intencionalidade (comportamentos encobertos)2. A Moral impõe deveres, o Direito impõe deveres e garante direitos3. A Moral é autônoma e só vale se você aceita uma cultura, já o Direito é heterônomo e imposto independente da aceitação
    19. 19. Ética ≠ Moral ≠ Lei4. A Moral é imposta pela coerção social, o Direito pela coerção jurídica e coerção física5. A Moral é subjetiva e unilateral, o Direito é subjetivo, tenta ser objetivo, e bilateral6. O Direito tem por objetivo organizar a sociedade para o bom desenvolvimento da vida social, a Moral busca a plenitude existencial
    20. 20. É bem mais fácil pregar uma moral do que fundamentá-la. Arthur Schopenhauer (1788-1860)Como devemos agir para realizar o bem?
    21. 21. Exercícios1. O que é moral? Qual a diferença entre a perspectiva individual e coletiva?2. O que é ética?3. Quais as diferenças entre moral e Direito no controle do comportamento social?4. Diferencie comportamento ideal, normal e patológico.

    ×