14 h30 27.07 john kaweske bioclean (noticias)

818 views

Published on

Published in: Technology, Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
818
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

14 h30 27.07 john kaweske bioclean (noticias)

  1. 1. Inovação em Biodiesel ABRINDO O JOGO: Avaliação das Dificuldades e ABRINDO O JOGO: Avaliação das Oportunidades Possibilidades para a Abertura do Mercado para a Abertura do Mercado John Kaweske Diretor Presidente, Bio Clean Energy Brasil S.A. 27 de Julho de 2011
  2. 2. Índice Resumo da BioClean Mercado de Biodiesel Leilão VS Livre negociação negociação e processo para livre O que falta desenvolver para abrir o mercado? Questões de Qualidade, tributos e logísticas a serem considerados 2
  3. 3. BioClean Energy Brasil S.A.Quem somos:A Bio Clean Energy é focada na produção inovadora de Biodiesel, no desenvolvimento de novas tecnologias(patentes pendentes), para a obtenção de fontes de energia renováveis, com o mínimo impacto ao meioambiente.Unidade Araraquara – SP:A primeira unidade produtiva está localizada no municípiode Araraquara-SP, tem 30 mil m2 de área e instalaçõesde 10 mil m2. A planta possui o que há de mais modernoem equipamentos e tecnologias, com capacidade projetadapara produzir 70 milhões de litros de biodiesel ao ano. Ano Biodiesel (mil litros) Cap. Projetada 2010 70.000 Vista Aérea - Planta de Araraquara – Abr/2010 2012 140.000Unidade Luis Eduardo Magalhães – BA:Protocolado o projeto de construção de outra unidade Industrial em área própria de 100 ha. Essa unidade terácapacidade de produção de 280 milhões de litros de biodiesel/ano em 2014. 3
  4. 4. POLÍTICA DA QUALIDADE MISSÃO: Produzir e fornecer biodiesel de alta qualidade, que atenda ou ultrapassar aos requisitos e normas da ANP, buscando excelência em todos os aspectos do negócio, preservando o meio ambiente com sustentabilidade e responsabilidade social. VALORES: •Responsabilidade Social e ambiental ( com colaboradores, fornecedores, clientes, comunidade); •Simplicidade, Integridade, Ética e transparência ( nos relacionamentos comerciais, com fornecedores, clientes, colaboradores e comunidade); •Diversidade ( respeitando as comunidades nas quais está inserida, suas raças, credos e tipicidade); •Excelência ( postura de Vanguarda Tecnológica, contínua inovação e atualização do capital humano). VISÃO: Ser uma empresa reconhecida no mercado pela qualidade de seus produtos, com visão inovadora em soluções, ênfase na qualidade, equipe comprometida com resultado e com a preservação do meio ambiente. 4
  5. 5. BioClean Energy Brasil S.A. BioClean - Diferenciais Foco em Tecnologia Qualidade do Biodiesel Planta Altamente Eficiente Inovação no processo produtivo  Alta qualidade comprovada  Entrando no mercado com um Utilização racional de espaço e através de testes em laboratórios baixo custo operacional capital credenciadas pela ANP  Usina de biodiesel dedicada Otimização na produtividade  Flexibilidade na utilização de  Tecnologia (patentes pendentes) matérias-primas que permite baixo custo de instalação Estratégia Operacional Localizações favoráveis Baixo custo Tecnologias Desenvolvimento de novas das plantas operacional modernas matérias-primas 5
  6. 6. Estratégia Operacional: Plantas Localização Favorável das Plantas Araraquara – SP (MATRIZ) Luis Eduardo Magalhães – BA (Futura Filial) » Início de produção: agosto/2010 » Início de produção: 2014 » Distância de São Paulo: 280 km » Distância de Brasília: 500 km » Porto mais próximo: Porto de Santos, 352 km » Porto mais próximo: Porto de Aratu, 950 km » Paulínia – SP: 180 km (Entrega Biodiesel Petrobras) » Propriedade: 100 hectares » Localização estratégica para Matéria Prima » Capacidade: 140 milhões de litros a.a. de biodiesel em 2014, expansão potencial a 280 milhões de litros. » Capacidade: 70 milhões de litros a.a. de biodiesel em 2010, expansão potencial a 140 milhões de litros de » Geração de 140 empregos diretos e 500 indiretos biodiesel a.a. » Geração de 80 empregos diretos e 300 indiretos Bahia São Paulo LEM Araraquara 950 Km Porto de Aratu 280 Km 500 Km Ferrovia São Brasília Paulo 352 Km Porto de Santos 6
  7. 7. Mercado de Biodiesel - Global  Mercado global deve dobrar desde 2009 ate 2015 para 37,8 bilhões de litros de biodiesel ao ano.  Várias fontes de crescimento  Foco na redução da emissão global de carbono.  Iniciativas e incentivos governamentais.  Geração de diversidades para o países. Fontes: EBB, EIA, ANP, Cader Fonte: Global Biofuels Center 7
  8. 8. Mercado de Biodiesel - Global Demanda Mundial por Biodiesel (bb litros) 45 40 35 30 25 20 15 10 5 8
  9. 9. Mercado de Biodiesel - Global 5 MAIORES PAISES PRODUTORES DE BIODIESEL (2010) LEILÃO VS LIVRE NEGOCIAÇÃO 3,5 3,0 2,5 2,0 1,5 2,55 1,0 2,30 2,05 1,82 1,65 0,5 0,0 Alemanha França Brasil Argentina EUA 9
  10. 10. Desenvolvimento do Programa - Governo BIODIESEL UM PROGRAMA DE SUCESSO! As primeiras ações do Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel (PNPB) foram bastante impressionantes: Esforços desempenhados pelas partes envolvidas, principalmente do governo levou o país a sair do nível de produção praticamente nulo em 2008 para o atual suprimento do mercado obrigatório. Antecipação do mercado em frente a três anos, conforme marco regulatório. Empregabilidades de políticas para sustentação e robustez inicial do programa. 10
  11. 11. O Sucesso do Biodiesel com sistema atual Com empenho empregado pelas partes envolvidas no setor fortaleceu o mercado, trazendo novas empresas investidores no setor. Este fator ocasionou ao PNPB a ser o terceiro maior produtor do mundo com expectativas reais de assumir a liderança deste ranking já para o próximo ano. Com o crescente aumento de produção faz se necessário uma revisão do atual sistema praticado no país, que até então fora satisfatoriamente empregado para garantir o sucesso do mesmo. 11
  12. 12. LEILÃO VS LIVRE NEGOCIAÇÃO LEILÃO Principais Vantagens:  SOLIDIFICAÇÃO DO MERCADO. São conhecidos todos os volumes transacionados e seus respectivos fornecedores, assim como a condição de preço.  CRIAÇÃO DE CANAIS PARA RECEBIMENTO DO PRODUTO. Preparação estrutural para recebimento, misturas (adição ao diesel) e distribuição do produto. 12
  13. 13. LEILÃO VS LIVRE NEGOCIAÇÃO LEILÃO Principais Vantagens:  DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA LOGÍSTICA DE ENTREGAS. O leilão não discrimina o porte do produtor de biodiesel e sua localização.  MANUTENÇÃO DO PROGRAMA SELO SOCIAL. Pelo menos 80% do volume negociado nos leilões deve ser oriundo de produtores detentores do selo “Combustível Social” 13
  14. 14. LEILÃO VS LIVRE NEGOCIAÇÃO LEILÃO Desvantagens: PREÇO MÉDIO ESTABELECIDO DURANTE 3 MESES.O custo de produção do biodiesel segue as oscilações de preço dematérias-primas no mercado doméstico e internacional. Contudo, obiodiesel é ofertado no leilão a um preço fixo até o final do período deentrega. Trata-se, assim, de um risco para o ofertante, que tende arepassar esse risco, no leilão, à sua oferta, na forma de um preço mais elevado. 14
  15. 15. LEILÃO VS LIVRE NEGOCIAÇÃO LEILÃO Desvantagens:  MAIOR CUSTO TRANSACIONAL. A presença de um elo intermediário nos leilões pode gerar maior custo transacional (tempo e recursos humanos e financeiros). Os adquirentes nos leilões são os produtores de diesel, e não as distribuidoras de combustível. Uma das formas de promover a transição é introduzir a participação das distribuidoras nos leilões. Leilão de produtor (reverso) Leilão para o distribuidores Não tem preço mínimo Não tem preço máximo 15
  16. 16. LEILÃO VS LIVRE NEGOCIAÇÃO Desvantagens:  DESIGUALDADE NA COMPETIÇÃO ENTRE OS PRODUTORES. A sistemática atual indica estar esgotada no sentido de promover maior concorrência. O preço no leilão precisa ser mais aderente ao custo de produção, caso contrário será difícil evoluir para percentuais maiores de mistura e a exportação não acontecerá.  MODELO DO LEILÃO ELETRÔNICO, MENOS TRANSPARENTE. O pregão eletrônico pode ser considerado mais competitivo, porém o leilão presencial torna-se mais transparente. (Exemplo: no leilão eletrônico só após o término do mesmo sabe-se quem são os ofertantes) 16
  17. 17. LEILÃO VS LIVRE NEGOCIAÇÃO LEILÃO Desvantagens:  BENEFÍCIOS MAIORES PARA EMPRESAS DE GRANDE PORTE. As grandes empresas normalmente são verticalizada e tem o Selo Social participando do 1º lote, onde tem os maiores volumes e com esse privilégio as mesmas ainda participam do 2º lote onde os volumes são menores e a concorrência são maiores, dificultando para as pequenas usinas que não tem o Selo Social.  Para o senador Jayme Campos as pequenas e médias usinas estão sendo vítima de uma “grande injustiça” por que estão sofrendo com que ele caracterizou como “cartelização” do mercado pelo grandes produtores de biodiesel. “O governo tem que tomar rápidas providências para voltar a regular o setor, para não deixar inviabilizar esse setor importante, que gera muito emprego”, afirmou. 17
  18. 18. LEILÃO VS LIVRE NEGOCIAÇÃO Representação em Unidades Produtoras Acima 360 m3/dia 28% 200 m3/dia 53% 360 m3/dia 16% 300 m3/dia 3% 18
  19. 19. LEILÃO VS LIVRE NEGOCIAÇÃO OBS:. ACHATAMENTO ENTRE CAPACIDADE REPRESENTATIVA E VENDA USINAS ATÉ 200 m3/dia: Representam Venderam Achatamento 11,74% 7,25% -4,49% SENDO QUE DAS 44 PLANTAS ELENCADAS 17 FICARAM SEM COMERCIALIZAR NOS ÚLTIMOS 6 MESES e 36% das plantas de Biodiesel até 200m³/dia ESTÃO SEM VENDER. 19
  20. 20. LEILÃO VS LIVRE NEGOCIAÇÃO LEILÃO Desvantagens:  BENEFÍCIOS AS EMPRESAS VERTICALIZADAS (NÃO TEM PREÇO MÍNIMO). Na indústria de combustíveis, derivados ou não de petróleo, seja no Brasil ou no exterior, observa-se a tendência de verticalização desde o fornecimento da matéria-prima até a venda do produto ao consumidor. É uma forma de reduzir custos e aumentar competitividade. A verticalização da empresas deixam de incentivar o cultivo de novas matérias- primas. 20
  21. 21. LEILÃO VS LIVRE NEGOCIAÇÃO LEILÃO Desvantagens:  FALTA DE DIVERSIDADE DE CONSUMIDORES. Atuante com único consumidor ( Petrobrás )  OCIOSIDADE NA DEMANDA OPERACIONAL DAS UNIDADES PRODUTORAS. Mistura obrigatória atual, menor que a capacidade de produção das unidades produtoras autorizadas. 21
  22. 22. Mercado Aberto Incentivos não adequados no atual sistema de leilão Desafio Solução O modelo atual não incentiva modelos de negócios diferenciados Mover-se para um mercado aberto e ou a qualidade estimular a diferenciação do modelo prêmio do produto de negócios ao invés de diferenciação em preços Os preços do leilão refletem os desafios do atual sistema 22
  23. 23. ABERTURA DO MERCADO Sugestões para Abertura de Mercado IMPLANTAR GRADUALMENTE MERCADO LIVRE. Para um mercado livre seja feita precisa de participação de atores envolvidos e com muito cuidado para que o processo de transição se dê da melhor forma possível, sem causar retrocessos e sobressalto ao PNPB. 23
  24. 24. ABERTURA DO MERCADO Quatro exemplos sugeridos por vários produtores:  Implantar venda direta para distribuidores através do site da ANP, como é feito em vendas de ações.  Implantação de preço fixo (como é feito com milho, gado, algodão e amendoim). 24
  25. 25. ABERTURA DO MERCADO Quatro exemplos sugeridos por vários produtores:  Elaborar projeto de venda de biodiesel copiando o sistema atual da energia elétrica.  Implantar regra de no máximo três lances de cada empresa para o sistema atual do leilão. 25
  26. 26. ABERTURA DO MERCADO Sugestões para Abertura de Mercado PLANO GOVERNAMENTAL PARA MAIOR APOIO AO SETOR DE BIODIESEL. Um dos planos seria criação Inclusão Social Incentivando outras matérias - primas oleaginosas e incentivos fiscais para UPP’s. Rever a questão do Convênio CONFAZ 136 que imputou ao biodiesel condição análoga ao etanol anidro que é o deferimento. 26
  27. 27. ABERTURA DO MERCADO Sugestões para Abertura de Mercado LEILÃO PARA MÍNIMO OBRIGATÓRIO. Durante um período, após aumento do marco regulatório, deixar % anterior com vendas através de leilões e a diferença deixar para negociação aberta entre usinas e distribuidores. CRIAÇÃO DE LEILÕES REGIONAIS. Implantar leilões de acordo com regiões do Brasil e caso haja excedente, poderá vender em outras regiões. 27
  28. 28. ABERTURA DO MERCADO Sugestões para Abertura de Mercado UNIFICAÇÃO TRIBUTARIA. Elaborar um tributo único nos Estados evitando a concorrência desleal entre as UPP’s INCENTIVOS TRIBUTÁRIOS PARA PROGRAMAS SOCIAS (SELO SOCIAL). Os únicos tributos federais incidentes no biodiesel são Pis/Pasep e Cofins. O princípio da não-cumulatividade dessas contribuições não tem contribuído para ser um mecanismo efetivo para estimular a agricultura familiar. A forte presença de usinas com Selo Social se deve basicamente pelo mercado preferencial nos leilões públicos, e não pela tributação. 28
  29. 29. ABERTURA DO MERCADO Sugestões Para Abertura de Mercado AUMENTO NA PORCENTAGEM OBRIGATORIO NA MISTURA. Para um aumento na porcentagem de mistura precisa de ampliar a fiscalização e o monitoramento tanto na qualidade como da dosagem do Biodiesel ao Diesel em todos os elos da cadeia. INCENTIVO NA DIVERSIFICAÇÃO DAS MATÉRIAS PRIMAS. Devido suas condições geoclimáticas, o Brasil tem condições de obter um mix equilibrado de matéria prima  CONSENSO ENTRE OS AGENTES ENVOLVIDOS. Atualmente, os principais elos da cadeia de produção e comercialização (produtores,distribuidores e revendedores) sinalizam a tendência do mercado livre. 29
  30. 30. ABERTURA DO MERCADO LOGÍSTICA INSTALAR UNIDADES PRODUTORAS EM LOCAIS PRÓXIMOS DA OFERTA DE MATÉRIA – PRIMA, DO MERCADO DE DIESEL E COM FACILIDADE LOGÍSTICA AUMENTAR A PRODUTIVIDADE E REDUZIR CUSTOS, O QUE PODE SER FEITA ATRAVÉS DA COMPRA DA MATÉRIA – PRIMA E A VENDA DO PRODUTO FINAL. 30
  31. 31. Metas Sociais Inclusão Social Momento do Programa de Inclusão Social Desafio Famílias da Agricultura Familiar (000s) 120 100 80 60 109 Solução 40 20 28 -  Necessidade de melhorias contínuas:  Programas de formação para os Famílias por Volume de Biodiesel Produzido agricultores familiares (milhões de litros de B100)  Estimular programas para diversificação 50 40 de matérias-primas 30 20 45  Equalizar e melhorar o programa do 10 24 selo social para o mercado aberto - 31
  32. 32. Metas Sociais Importante destacar que a aquisição preferencial feita pela ANP encontra fundamento no art. 2º, §4º da Lei 11.097/2005: Art. 2o Fica introduzido o biodiesel na matriz energética brasileira, sendo fixado em 5% (cinco por cento), em volume, o percentual mínimo obrigatório de adição de biodiesel ao óleo diesel comercializado ao consumidor final, em qualquer parte do território nacional. § 1o O prazo para aplicação do disposto no caput deste artigo é de 8 (oito) anos após a publicação desta Lei, sendo de 3 (três) anos o período, após essa publicação, para se utilizar um percentual mínimo obrigatório intermediário de 2% (dois por cento), em volume. (Regulamento) § 2o Os prazos para atendimento do percentual mínimo obrigatório de que trata este artigo podem ser reduzidos em razão de resolução do Conselho Nacional de Política Energética - CNPE, observados os seguintes critérios: I - a disponibilidade de oferta de matéria-prima e a capacidade industrial para produção de biodiesel; II - a participação da agricultura familiar na oferta de matérias-primas; III - a redução das desigualdades regionais; IV - o desempenho dos motores com a utilização do combustível; V - as políticas industriais e de inovação tecnológica. § 3o Caberá à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis - ANP definir os limites de variação admissíveis para efeito de medição e aferição dos percentuais de que trata este artigo. § 4o O biodiesel necessário ao atendimento dos percentuais mencionados no caput deste artigo terá que ser processado, preferencialmente, a partir de matérias-primas produzidas por agricultor familiar, inclusive as resultantes de atividade extrativista. (Incluído pela Lei nº 11.116, de 2005) 32
  33. 33. Controle de Qualidade e Fiscalização A ANP está Tomando a Liderança A intensificação da fiscalização, em conformidade com o crescimento do mercado é necessária. Tecnologias em desenvolvimento devem ajudar a ANP com os seus esforços. Desafio Solução A ANP coletando e analisando A qualidade do biodiesel amostras de biodiesel nos produtores Expansão do programa da ANP em andamento, para a identificação no campo do teor do biodiesel no diesel 33
  34. 34. CONCLUSÃO! A implantação do PNPB até o presente momento vem sendo uma surpresa gratificante pois, superou todas as expectativas as quais foram planejadas; É de fundamental importância para uma economia sustentável que essas diversificações da matriz energética sejam apoiadas e amparadas numa esfera governamental; O grande sucesso do PNPB nos fez acreditar em nossa capacidade de liderança mundial nesse âmbito e para continuidade desse crescimento se faz necessário a revisão do atual sistema de comercialização de biodiesel; O sistema atual foi fundamental para implantação e solidificação do mercado, mas com o crescimento do setor é imprescindível adequarmos nossa disponibilidade, afim de que, continuemos este crescimento interno. 34
  35. 35. Muito Obrigado!!! John Kaweske Diretor Presidente, Bio Clean Energy Brasil S.A. jk@biocleanenergy.com.br 35

×