Isc   aula 7
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Isc aula 7

on

  • 328 views

 

Statistics

Views

Total Views
328
Views on SlideShare
328
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
5
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Isc aula 7 Presentation Transcript

  • 1. Aula 07Linguagens de Programação Parte 2 Prof. Acauan Ribeiro acauan.ribeiro@gmail.com
  • 2. ObjetivosEntender: As principais linguagens existentes no mundo da computação; Como elas sugiram; Onde são utilizadas atualmente; Os paradigmas de programação; Diferença de interpretador e compilador; Como funciona um compilador;
  • 3. Introdução  Linguagens: Homem: natural + notações (como a matemática); Máquina: nível muito atômico (dígitos, binários, registradores, memória etc.);  Solução proposta: Uso de Linguagens de Alto Nível Linguagem de programação ou fonte, usadas para produzir o programa fonte (seqüência de caracteres que corresponde a uma frase, elaborada de acordo com as regras da linguagem fonte); Uso de Processadores de Linguagens: Interpretador e/ou Compilador.
  • 4. Linguagens de ProgramaçãoPara começar, existe uma linguagem "básica"para quem quer aprender aprogramar, ensinada nos cursos de lógica daprogramação, o pseudocódigo. Ele não e umalinguagem "de verdade", mas e uma maneiramais simples para aprender os fundamentosusados em todas as linguagens deprogramação.
  • 5. Exemplo simples:escreva: "Qual é a nota do aluno?"leia notase nota maior ou igual a seteentão:escreva "Ele passou"senão:escreva: "Ele foi reprovado"fim do sefim do programaEste programinha perguntaria a nota e com base nonumero que for digitado avisaria se o aluno passou ounão.
  • 6. Programação Estruturada Ainda bastante utilizada no mundo do desenvolvimento. Baseada no conceito da modularização: o programa é quebrado em pequenos procedimentos, também conhecidos como funções.
  • 7. Programação Orientada aObjetosA programação orientada a objetos traz omundo real para dentro do desenvolvimento.Simular o mundo real dentro do computadornão é uma tarefa difícil utilizando essa “nova”técnica. Se considerarmos que tudo ao nossoredor é um objeto (um produto, um carro, umapessoa, um banco, uma conta corrente) épossível fazer com que esses objetos interajamentre si.
  • 8. Princípios da Orientação aObjetos Qualquer coisa é um objeto; Objetos realizam tarefas através de requisição de serviços de outros objetos; Cada objeto pertence a uma determinada classe. Uma classe agrupa objetos similares; A classe é um repositório para o comportamento associado ao objeto; Classes são organizadas em hierarquias.
  • 9. Resposta de um Fórum O que diferencia a Estruturada da OO?? Uma linguagem estruturada permite que vc aglomere os trechos de maior uso e transforme em uma subrotina ou função. Normalmente vc consegue parametrizar estas funções. Um bom exemplo é criar uma função que escreve em um dado arquivo. OO permite que vc abstraia este tipo de programação. Vc possui entidades que podem possuir atributos e métodos, num análogo às variaveis e funções, como se fossem programas independentes. Programar orientado à objeto é diferente na modelagem dos dados. Por exemplo, ao invez de vc ter centenas de funções no mesmo contexto para atividades diferentes, vc agrupa em objetos com comportamentos semelhantes. Ficará mais claro quando vc fizer alguns programas.
  • 10. Resposta de um Fórum.. > o q seriam esses obejtos q ñ há na Estruturada? Como eu disse, são abstrações que possuem propriedades interessantes. Normalmente eles aglomeram informações e à forma como vc vai tratar estar informações. Vc pode ter um objeto Arquivo com os metodos de escrever, apagar, reescrever, virar-do-avesso. Se vc quer usar um arquivo, basta usar um objeto do tipo arquivo. O Foco é o arquivo, ou seja, o objeto. > quais outras linguagens além do Java q são 100% OO? Smaltalk, Ada, Python e Ruby são 100% OO
  • 11. Assembly  Surgiu na década de 50;  Usa um comando em substituição a cada instrução de máquina;  A linguagem de máquina de cada processador é acompanhada de uma versão “legível” da linguagem de máquina que é a chamada linguagem simbólica AssemblyMOV AX,B ; //registro AX recebe o valor de memória contida navariável BADD AX,C ; //AX recebe a soma de AX (valor de B) com o valorde CMOV A,AX ; //variável A recebe valor de AX
  • 12. AssemblyA passagem de um programa escrito em Assembly para a linguagem de máquina é quase sempre direta; Essa passagem é chamada de Montagem; O programa que realiza esta operação é chamado de montador (Assembler ).
  • 13. Desvantagens do uso deAssembly Apresenta um número muito reduzido de instruções; Como o programador utiliza diretamente os recursos do processador e memória, ele deve conhecer muito bem a máquina onde ele está programando. Um programa em assembly não é muito portável;
  • 14. Vantagens do uso deAssemblyO programador pode gerar um programa mais compacto e eficiente que o código gerado pelo compilador Permite o controle total do hardware: programação de portas seriais e paralela de um PC.
  • 15. Fortran Uma da principais linguagens de alto nível da história; A primeira versão do Fortran foi criada no final da década de 50; Os programas podem ser escritos em qualquer editor de texto, desde que sejam salvos com as extensões *.for ou *.f90; program ola print*,"Olá Mundo!" end program ola
  • 16. Pascal Linguagem de alto nível; Criada durante a década de 60; Linguagem de programação estruturada; program EscreverNaTela; begin writeln(Isso será escrito na tela); end
  • 17. Cobol Significa"Common Business Oriented Language“; Foi desenvolvida no final da década de 50; Tinha como objetivo de ser uma plataforma de desenvolvimento para aplicações bancárias e financeiras em geral; linguagem bastante amigável, o que garantiu uma grande aceitação na época.
  • 18. C Desenvolvidodurante a década de 70; Linguagem de “Médio Nível”;  Curiosidade: A maior parte dos programas Linux e o Kernel quase todo foram escritos em C, o que explica o por que do sistema ser tão rápido em algumas tarefas.
  • 19. C++ Mantém os recursos do C, mas traz muitos recursos novos, como recursos orientados a objetos. Linguagem oficial do KDE (a interface gráfica usada por padrão no Kurumin) e da maioria dos programas para ele
  • 20. Python Linguagem de programação bastante amigável, contudo bastante poderosa. Lançada em 1991; Orientada a Objetos; Modelo de desenvolvimento aberto(sem fins lucrativos);
  • 21. Shell Script O shell script não é exatamente uma linguagem de programação, mas tem a vantagem de ser bem mais simples, o que permite desenvolver pequenos programas muito rapidamente, em questão de minutos.kdialog --msgbox "Olá, tudobem?" #!/bin/bash echo „Entre com o valor da variável„ read var echo $var
  • 22. Java Surgiu em 1992; Linguagem de programação orientada a objetos; Linguagem de Programação Multiplataforma;
  • 23. Curiosidade: JVM? JRE? JDK? JVM = apenas a virtual machine, esse download não existe, ela sempre vem acompanhada. JRE = Java Runtime Environment, ambiente de execução Java, formado pela JVM e bibliotecas, tudo que você precisa para executar uma aplicação Java. Mas nós precisamos de mais. JDK = Java Development Kit: Nós, desenvolvedores, faremos o download do JDK do Java SE (Standard Edition). Ele é formado pela JRE somado a ferramentas, como o compilador. http://netbeans.org/downloads/Tanto o JRE e o JDK podem ser baixados do sitehttp://java.sun.com, hoje gerenciado pela Oracle.
  • 24. PHP O PHP sucede de um produto mais antigo, chamado PHP/FI. PHP/FI foi criado por Rasmus Lerdorf em 1995, inicialmente como simples scripts Perl como estatísticas de acesso para seu currículo online. Ele nomeou esta série de script de Personal Home Page Tools. Como mais funcionalidades foram requeridas, Rasmus escreveu uma implementação C muito maior, que era capaz de comunicar-se com base de dados, e possibilitava à usuários desenvolver simples aplicativos dinâmicos para Web. Rasmus resolveu » disponibilzar o código fonte do PHP/FI para que todos pudessem ver, e também usá- lo, bem como fixar bugs e melhorar o código.
  • 25. Para Finalizar“A mente que se abre auma nova idéia jamaisvoltará ao seu tamanhooriginal.”Albert Einstein Acessem a nosso sala virtual, link abaixo: http://www.ava.ufrr.br