• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Apresentação defesa Mestrado - Roberto Fabiano Fernandes
 

Apresentação defesa Mestrado - Roberto Fabiano Fernandes

on

  • 1,796 views

Defesa de mestrado sobre o tema: "Identificação de oportunidades de negócio".

Defesa de mestrado sobre o tema: "Identificação de oportunidades de negócio".

Statistics

Views

Total Views
1,796
Views on SlideShare
1,796
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Apresentação defesa Mestrado - Roberto Fabiano Fernandes Apresentação defesa Mestrado - Roberto Fabiano Fernandes Presentation Transcript

    • DEFESA DE MESTRADO UMA PROPOSTA DE MODELO DE AQUISIÇÃO DE CONHECIMENTO PARA IDENTIFICAÇÃO DEOPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS NAS REDES SOCIAIS Roberto Fabiano Fernandes (Orientadores) Aline França de Abreu, PhD e João Artur de Souza, Dr.
    • Estrutura da apresentação 1. Introdução; 2. Referencial teórico; 3. Procedimentos metodológicos; 4. Modelo proposto e o Estudo de Caso ; 5. Considerações finais; 6. Referências Bibliográficas.
    • 1. Introdução A evolução da WebDos sistemas técnicos para os sistemas sociotécnicos.
    • Evolução da Web Transformada Novas maneiras de conectar à Internet através de uma variedade de dispositivos capazes de pesquisar, Agentes Inteligentes combinar e analisar os dados. Web 3.0 Geração Z Semântica Semantic Databases Sparql Web 2.0 OWL SaaS Busca Distribuída Participativa Geração Y Engajamento social, conteúdo, Vídeos geo localização, social game, Design redes sociais, wikis, apps, Websites Flash opinião franca. Java Mudança na lei dos direitos autorais XML Geração X Web 1.0 Estática Databases Sites pessoais PC Mp3 Aplicativos fechados Sem interatividade IrcBaby Boomers Bulletin Board System FTP Soluções eram proprietárias e as plataformas não-abertas E-mail 1957/1972 – 700 sistemas no Brasil 1980-1990 1990-2000 2000-2010 2010-2020 Fonte: http://thepaisano.wordpress.com/2008/03/08/web-20-vs-web-30/ Tecnologias nascem/morrem, cognição muda, sistemas técnicos/sociotécnicos, mudanças atropelam área consolidadas como o direito, leis obsoletas
    • Web 2.0 - Mudanças e maior liberdade de expressão A ênfase não está mais no objeto programa, mas no projeto, isto é, no ambiente cognitivo construído. (Lèvy, 2008) “Não se trata de uma era de máquinas inteligentes, mas de seres humanos que, por meio das redes, podem combinar a sua inteligência.” (Tapscott, 1996).Mudanças Inesperadas e globalizadas, as organizações mudam o entendimento sobre essa mídia, RS em todas as áreas, separar indivíduos da estrutura de interatividade,
    • Na política Rede social para cientistas tem mais de 1 milhão de usuários Nos esportes Nas manifestações populares Nos relacionamentos Líbia, Egito, Tunísia Nos desastres naturais No crime Nos protestos contra S.O.P.A e P.I.P.AProdução de informações: 2011 1,8 ZB, compartilhamento/vídeos, crescimento usuários facebook, usuário hoje 845 milhões, lucro liq. 2011: 668 milhões, bolsa: pretende negociar 5 bilhões U$
    • Problema de Pesquisa:Como identificar oportunidades de negócio nas redes sociais?
    • Objetivo Geral: Propor um modelo de aquisição do conhecimentoque auxilie, sistematicamente, na identificação de oportunidades denegócio nas redes sociais. 1) Identificar e analisar modelos de identificação de oportunidades existentes 2) Identificar e analisar ferramentas, técnicas, métodos e metodologias com enfoque em Engenharia do Conhecimento, e que atendam ao processo de aquisição do conhecimento para aObjetivos específicos identificação de oportunidades; 3) Propor uma sistemática para uso das ferramentas, técnicas, métodos e metodologias escolhidos e empregá-los na aquisição e elicitação do conhecimento; 4) Propor um modelo de aquisição de conhecimento para identificação de oportunidades de negócios aplicada às redes sociais; 5) Verificar a aplicabilidade do modelo proposto em um estudo de caso.
    • Aderência ao EGCA interdisciplinaridade adota uma espécie de colaboração deliberadados saberes disciplinares sobre temas previamente definidos,estabelecendo nexos e vínculos entre os assuntos envolvidos,diversificando e unificando para alcançar um conhecimento maisabrangente. (Teixeira, 2007) Engenhar o conhecimento , aderente à proposta
    • 2. Referencial Teórico• Aquisição;• Inovação;• Oportunidade e• Identificação de oportunidade.
    • Pirâmide Pesquisa Pesquisa Base para os Metodológica do Bibliográfica Bibliográfica pressupostos Commonkads descritiva integrativa de construção do modelo Visão de mundo Inovação, Redes Modelos de Verificação (paradigma), processo, Sociais, Conhecimento, Inovação com os procedimentos Gestão do enfoque nas redes sistemáticos Conhecimento, sociais e (linguagens), os Engenharia do identificação de Processo de qualidade instrumentos Conhecimento, oportunidades que verifica se os disponíveis para Oportunidades conhecimentosaplicação da metodologia elicitados estão(ferramentas) e, por fim, a adequados e utilização. completosP1: Identificar na Gestão do conhecimento assuntos para compor a solução da pergunta de pesquisa;P2: Identificar na engenharia do conhecimento a fundamentação e suporte em um de seus processos;P3: Utilizar métodos, metodologias, técnicas e ferramentas adequadas à engenharia do conhecimento para a solução do problema.
    • Aquisição do conhecimento como processo 1. A aquisição de conhecimento consiste em extrair o conhecimento necessário a partir de 2. A abrangência do fontes (estruturadas ou processo de aquisição do não) de modo a poder conhecimento, inclui a codificá-lo e reutilizá-lo. identificação, a coleta e análise até a modelagem e validação do conhecimento. (Schreiber, 2000) (Hua, 2008)aquisição, modelagem, projeto, implementação e validação, cap. 8 Commonkads ampla gama de técnicas, análise de protocolo
    • Inovação como um processo baseado no conhecimento 1. A inovação é um processo 2. A inovação é um processo e baseado no conhecimento, também o resultado do processo.pois cria novas possibilidades por meio da combinação de diferentes conjuntos de conhecimentos. (Tidd, Bessant e Pavitt, 2008) (Morris, 2011)
    • Representação do processo de inovação Fonte: Adaptado de Clark e Wheelwright (1993) e Morris (2008).Viabilizam a coleta e análise, auxiliando a geração de conhecimento
    • O que é oportunidade? As oportunidades não surgem por acaso, mas são resultado concreto da movimentação de conhecimento das organizações, mercados ou segmentos. Oportunidade é uma ideia para uma inovação que pode ter valor após investimentos. (Bautzer, 2009) (Kornish, 2011) Desta forma, para o presente trabalho entende-se oportunidade como: “as inúmeras possibilidades que possuem alto grau de aceitabilidade, que apontam grande potencial econômico e que quando percebidas podem ser exploradas, gerando vantagem competitiva”.Varias definições com as seguintes características: Potencial valor econômico, novidade e a oportunidade percebida
    • Identificação de Oportunidades como atividade COGNITIVA As oportunidades empreendedoras referem-se a visão empreendedora que constituem possibilidades para se obter lucros, bem como da percepção de oportunidades de negócio para criar valor. Dois fatores influenciam a descoberta de oportunidades: (a) Conhecimento prévio do indivíduo; (b) Capacidade cognitiva para a descoberta de oportunidade; Exige um conhecimento específico, uma atividade criativa, e capacidade de compreender decisões feitas pelo usuário ou cliente e da sabedoria com base na prática. (NONAKA E (SHANE E TOYAMA, 2007) VENKATARAMAN, 2009) Conhecimento que precisa ser explicitado
    • Modelos de identificação de oportunidades Ferramenta/técnica Autores / Ano Sistemática Entendimento Fatores envolvidos envolvida Identificação de oportunidades, design do produto, testes de Captação das necessidades do cliente, Captação das necessidades do usuário, diagnóstico do Define critérios para seleção alternativas (propaganda), introdução (planejamento do definição dos mercados para chegar a um mercado.Urban e Hauser (1993) de mercados e geração de lançamento), gerenciamento do ciclo de vida. portfólio de oportunidades. ideias Identificação de oportunidades, análise das oportunidades, Abordagem voltada para a previsão de Análise de tendências tecnológicas e do consumidor, geração e aperfeiçoamento de ideias, seleção de ideias e oportunidades. pesquisa de mercado, identificação e análise de Koen (2001) Roadmapping desenvolvimento do conceito e da tecnologia oportunidades. Percepção, descoberta e criação. As fases são compostas pelo Identificação das oportunidades é uma das Alerta empresarial formado pelo conhecimento desenvolvimento e avaliação da ideia. O alerta empresarial é habilidades de um empreendedor de prévio, redes sociais e perfil do empreendedor.Ardichvili, Cardozo e formado pelos fatores perfil do empreendedor, redes sociais e sucesso. Não definido. Raye (2003) conhecimento prévio para formar o alerta empresarial. Descoberta, avaliação e exploração. Relacionadas como o conhecimento prévio Conhecimento prévio, redes sociais, mudançasHo, Wen e Wu (2003) Não definido. dos empresários. tecnológicas e modelos de negócios. Alsos e Kaikkonen Descoberta, pesquisa, criação e ocorrência de oportunidades. Identificação de oportunidades é uma Descoberta, pesquisa, criação e a ocorrência dividida capacidade cognitiva. em dois eixos: ativo-passivo, e subjetivo-objetivo. Não definido. (2004) Estado de alerta, redes sociais e conhecimento prévio geram uma Uma aspiração empreendedora. Matriz chamada de pensamento bissociativo que nada Ko (2004) matriz chamada de pensamento bissociativo. mais é do que uma matriz de significados. Não definido. Experiência prévia (conhecimento específico e pelo conhecimento Conhecimento prévio e o estado de alerta Experiência prévia composta pelo conhecimento Não definido. geral), seleção e especificação de canais de informação, busca de originar a descoberta de novos específico e pelo conhecimento geral, seleção eFiet, Clouse e Norton sinais, avaliação dos sinais, descoberta, aquisição de conhecimentos por meio da busca em especificação de canais de informação. (2004) competências, levantamento de recursos, exploração da ideia e canais de informação. canais de riqueza Segue o modelo de análise SWOT, propondo a aplicação de uma Considera até mesmo as opções propostas Contexto (problemas, escolha, valor e missão variação da letra “O” da sigla SWOT para “opções”. para a solução de um problema como organizacional) e elementos (restrição do tempo, Morris (2005) Análise SWOT. oportunidades. sacrifício, riscos, catalisador possibilidade de arrependimento). Oportunidades: Tácito e explícito. Sua tipologia sugere que diferentes tipos Conhecimento prévio, Processo: com ou sem conhecimento prévio. de oportunidades serão identificados oportunidade tácita ou codificada. Smith, Matthews e através de diferentes tipos de processos de Não definido.Schenkel (2005, 2009) identificação de oportunidades. Dividido em duas etapas: potencial e cognitivo. Visão interna e externa que o -Potenciais (Mudança nas condições de empreendedor deve possuir sobre o conhecimentos, de tecnologias, de mercados, deBaron e Shane (2007) Não definido. negócio. Construindo desta forma uma políticas e sociais); ampla e rica base de conhecimento. - Cognitivas – informações externas. Encontrar problemas não resolvidos; Entender o perfil dos Descoberta de necessidades - evidentes ou - criação de ressonadores uma espécie de captador do clientes ou compradores; Quantificar o impacto da necessidade não - dos clientes por meia da construção desejo das pessoas. Stull, Myers e Scott identificada; Criar experiências inovadoras; Articular ideias de conexões reais e profundas. Metodologias composta por (2008) poderosas; Estabelecer conexões autênticas; e Criar o ressonador. seis passos. Composto pela busca, seleção, implementação e aprendizado. Busca por sinais relevantes (ameaças e - Formas de busca por sinais relevantes.Tidd, Bessant e Pavitt oportunidades) nos cenários externos à (2008) Não definido. organização. Consideram-se os seguintes recursos: monitoramento (scan), É resultado do planejamento estratégico da - As oportunidades vêm de dentro da organização ouCoral, Abreu e Ogliari focalização (focus), alocação de recursos (resource), inovação. da exploração e monitoramento do ambiente externo. Não definido (2009) implementação (implement) e aprendizado (learn).
    • Considerações sobre os Modelos de identificação de oportunidades Há entendimento variado sobre identificação de oportunidades; Está ligada às habilidades cognitivas do empreendedor; Há necessidade de alinhamento do processo de inovação com o planejamento estratégico da organização; Envolve o emprego de uma sistemática; Envolve o emprego de ferramentas;
    • 3. Procedimentos Metodológicos• Classificação da Pesquisa;• Busca Sistemática.
    • Quanto à Natureza: Aplicada, pois gera Quanto à Abordagem: qualitativa, pois conhecimentos para aplicação prática, envolve compreensão de um evento em dirigidos à solução de problemas seu ambiente natural; trabalho de campo específicos, envolvendo verdades e e resulta em um produto descritivo. interesses locais. (SILVA, 2005) (Merrian, 1998) Classificação da Pesquisa Quanto aos objetivos Pesquisa Descritiva: envolve pesquisas Pesquisa exploratória: envolve estudo bibliográficas. (GIL, 2010) de caso. (GIL, 2010)Tecnológica, fomentar a inovação
    • Como identificar oportunidade de negócios nas redes sociais? 1. Definir pergunta de pesquisa Base de Dados: Scopus e Google Acadêmico – journals, dissertações, 2. Identificar a teses; 7. Apresentar base de dados, uma conclusão Palavras-Chaves: identificação de palavras -chaves sobre o e estratégias de oportunidades e redes sociais; levantamento busca Estratégia: Considerar somente as realizado pesquisas empíricas, qualitativa, quantitativa ou mista Busca por palavras-chave: 1) Busca opportunities identification, 2) social networks; Sistemática Seleção de artigos que contenham ou no título, ou no resumo, ou nas 6. Sintetizar as 3. Estabelecer informações palavras-chave do artigo, as critérios para envolvidas nos palavras-chave de busca. seleção artigos Busca por tipo de documento article. Seleção de artigos disponíveis e que contenham texto na íntegra. Realização de nova triagem, conforme os critérios de inclusão. 5. Analisar e avaliar os 4. Aplicar critérios estudos na seleção e envolvidos nos justificar exclusões artigos Artigos entre os anos de 1989 até 2011, língua inglesa e espanholaA busca sistemática é um meio de identificar, avaliar e interpretar toda pesquisa disponível e relevante sobre umaquestão de pesquisa, um tópico ou um fenômeno de interesse. (KITCHENHAM,2004)
    • Seleção das obras obtidas pela busca sistemática Autores Ano Tipo Título da Obra Shane , S 2000 A Prior Knowledge and the discovery of entrepreneurial opportunities Palmberg, C. 2004 A The sources of innovations – looking Beyond technological opportunities Butler, J. E. 2004 L Opportunity identification and Entrepreneurial Behavior Robert A. Baron, Michael D. Opportunity Recognition as the Detection of Meaningful Patterns: Evidence from 2006 A Ensley Comparisons of Novice and Experienced Entrepreneurs Hou, S.T, Wen, C.T, Wu, S. H. 2007 A Social networks, Prior Knowledge, and Entrepreneurial Opportunity Identification Holmén, M., Magnusson, M., 2007 A What are innovative opportunities? Mckelvey, M. Stull, Myers, Scott 2008 A Tuned in Sistemática para Identificação de oportunidades inexploradas de desenvolvimento Kampa, J. 2009 D de novos produtos. Proposta de um modelo para geração e análise das oportunidades de mercado e Silva, N. T. 2009 D tecnológica para o desenvolvimento de produtos farmacêuticos veterinários.Smith, B. R., Matthews, C. H., Differences in Entrepreneurial Opportunities: The Role of Tacitness and Codification 2009 ASchenkel, M. T. in Opportunity Identification Pentel, M. 2010 A Social Media and the Voice of the Customer Are opportunities recognized or constructed? An information perspective on Vaghely, I. P., Julien, P.A. 2010 A entrepreneurial opportunity identification Prior knowledge and social networks in the exploitation of entrepreneurial Fuentes, M. M., Arroyo, M. R. 2010 A opportunities Tang, L., Liu, H. 2010 A Leveraging social media networks for classification Fonte: Autor. Legenda: A (Artigo) , L (Livro), D (Dissertação) 9051 publicações opportunities identification, social network 49.524, inter-relacionando os assuntos – 51publicações
    • 4. Modelo Proposto
    • 4. Modelo Proposto 1 7 6(Modelo de Smith, Matthews e Schenkel ) 5 (Modelo de Stull, Myers e Scott ) 2 4 3 (Bunge) (Schreiber) (Bardin)– conhecimento prévio, Stull, Meyes e Scott - visão empreendedora com atenção às necessidades do cliente, referência para direcionar a entrevista
    • Estudo de Caso
    • Características da organização1. Organização bancária da grande Florianópolis;2. Atua há mais de 100 anos em Santa Catarina;3. Possui mais de um milhão e meio de clientes.4. O quadro de funcionários da dependência participante é composto por aproximadamente 80 colaboradores, sendo que destes, 14 fazem parte do setor de rede logística da unidade;5. Dos 14 profissionais deste setor foram escolhidos 2, pelo fato deles tratarem diretamente com a questão do atendimento ao público das agências.
    • Passo 3.1 – Modelo CESM Pessoas: Empreendedor, engenheiro do conhecimento;Componente para Bunge (2003) é a Agentes artificiais: ferramenta de busca, ferramenta de visualização, Componentescoleção de todas as partes do sistema. entrevista, técnica de análise de conteúdo, modelo CESM, CommonKads;Uhlmann (2002) para se entender algumacoisa faz-se necessário entendê-la numcontexto maior, ou seja, como Ambiente Organização, redes sociais, web, ferramentas de redes sociais;componente de um sistema maior, isto é,seu sistema;Bunge (2003) considera a estrutura como o Postagens, inter-relação, links, publicação, tweets, retweets, influência,conjunto de relações, em particular, Estrutura feedback, reputação, ranking, frequência, repositórios, infraestruturavínculos entre os componentes ou entre de TIC;esses e os elementos do entorno;Bunge (2003) entende que todo modeloteórico deve, cedo ou tarde, definirmecanismos que deem sustentação àsrelações nele existentes. Kilov e Sack Elicitação, análise de requisitos, verificação, Interações, geração de(2009) complementa o pensamento de Mecanismos novos conhecimentos, oportunidades, tendências, análise dasBunge, afirmando que mecanismo é um informações textuais e gráficas.conjunto de processos que é peculiar aum sistema e que pode levar a umdeterminado comportamento sistêmico.
    • Passo 3.2 – Metodologia CommonKadsNC fornece visão e representação para aquisição do do conhecimento - processo de entrevista e análise de conteúdo
    • Passo 3.3 – Explicitação da Análise de Conteúdo Ilustração 45 – Modelagem de processo da técnica de análise de conteúdo Fonte: o Autor
    • Descrevem o campo semântico desse conceito Dimensão de maior abrangência que dásignificação central às mensagens
    • Passo 4 - Definição dos parâmetros da busca Foram seguidos os critérios do ciclo de pesquisa de Jonassen e Colaric (2007), acrescentando algumas particularidades: Focalização da Identificação pesquisa ou dos Termos recomeço apropriados 1) Criar monitoramentos utilizando para isto o nome da subcategoria; 2) utilizar na busca a associação do nome Satisfação /Insatisfação face Construção de da subcategoria com uma das unidades,aos resultados da pesquisa expressões booleanas seguindo o seguinte formato: nome da subcategoria + unidade, podendo alterar a ordem. Identificação de Avaliação da ferramentas relevância disponíveis Figura 7 – Ciclo de pesquisa. Fonte: adaptado de Jonassen e Colaric (2007).
    • Passo 5 – Busca nas redes sociais Possui as seguinte etapas do monitoramento:
    • Passo 6 – Resultados e análises das buscas
    • Passo 7 – Visualização da Informação
    • Oportunidade identificada pelo especialista no domínio Qual oportunidade percebida? Identificação de nicho de mercado, possibilidade de investir e inovar nesta linha de crédito. Obs.: Crédito é um dos produtos mais rentáveis para as instituições financeiras.Qual oportunidade percebida? Risco baixo, devido a avaliação do órgãomáximo das Instituições Financeiras, informação segura e confiável.Significa que o crescimento é sustentável, baseado em fatores comoaumento da renda e poder aquisitivo e não em especulação. A evoluçãomostra que esta linha de crédito tem mercado e procura.
    • 5. Considerações Finais
    •  Sobre os assuntos elencados é importante ressaltar que: - a inovação é cada vez mais fator decisivo para tornar a organização competitiva; - o conhecimento é o motor que alimenta e impulsiona o processo de inovação; - o ser humano é o agente necessário em todas as fases do processo de inovação. Quando se estabelece uma relação entre os fatores citados, gerenciando-os deforma sistemática, os resultados proporcionam diferencial competitivo àsorganizações, permitindo-lhes novos entendimentos e soluções jamaispensadas pelos seus concorrentes. Sobre o trabalho ressalta-se que:Em função de todas as atividades de pesquisa e análises realizadas, conclui-seque os objetivos geral e específicos foram alcançados devido: ao arcabouço conceitual adequado; às ferramentas conhecidas e as sugeridas; pela proposta de uma sistemática para o processo de aquisição.
    • Contribuições Além disso, esta dissertação contribui com:a) O Núcleo de estudo em Inovação Gestão e Tecnologia da Inovação – IGTI, com uma extensa revisão da literatura sobre o assunto identificação de oportunidade, redes sociais e inovação, bem como proporciona aos demais pesquisadores da área a continuação dos estudos sobre inovação;b) À academia, propondo e descrevendo detalhes de uma sistemática envolvendo a análise e a modelagem de assuntos interdisciplinares existentes no processo de inovação;c) O Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento ampliando ainda mais a aplicação de ferramentas, técnicas, métodos e metodologias nos processos da Engenharia do Conhecimento, especialmente na aquisição do conhecimento e integrando diversos conceitos num diálogo compreensível.d) Às organizações, apresentando de forma sistemática os agentes, as tarefas e o contexto envolvido no processo de inovação, servindo de base para implantação de um plano de ação para inovação.
    • Recomendações para trabalhos futurosa) Aplicar o modelo em outras organizações para realizar a validação do modelo;b) Utilizar a metodologia CommonKads, bem como os diagramas de Engenharia de Software para realizar a análise nos níveis de conceito e de artefato, conseguindo desta forma, subsídios técnicos para o desenvolvimento de um artefato computacional;c) Desenvolver um artefato computacional que integre o processo de obtenção dos dados necessários para a modelagem do conhecimento, com o processo de busca e visualização de forma semiautomática.
    • 6. Referências BibliográficasABREU, A. F. de; DANDOLINI, G.; SOUZA, J. A. de; ABREU, P. F. de; CORNÉLIO, N. A. G.. Inteligência para inovação. nov. –dez. de 2010. Notas de Aula.BARDIN, L. Análise de conteúdo. 3. ed. Lisboa: Edições 70, 2004.BAUTZER, Deise. Inovação: repensando as organizações. São Paulo: Atlas, 2009.BUNGE, M. Emergence and Convergence: Qualitative Novelty and the Unity of Knowledge. University of Toronto Press, 330p.2003.GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5ª. Ed. São Paulo: Atlas, 2010.JONASSEN, D. H.; COLARIC, S. Ferramentas de pesquisa intencional de informação enquanto ferramentas cognitivas. In D. H.Jonassen, Computadores, Ferramentas Cognitivas - Desenvolver o pensamento crítico nas escolas (pp. 195-213). Porto Editora.2007.KITCHENHAM, B. Procedures for Performing Systematic Reviews. Joint Technical Report Software Engineering Group,Department of Computer Science Keele University, United King and Empirical Software Engineering, National ICT Australia Ltds,Australia. 2004.KORNISH, L. J., & Ulrich, K. T. Opportunity spaces in innovation: Empirical analysis of large samples of ideas. Management Science,57(1), 107-128.2011.MERRIAN, S. Qualitative research and case study application in educacion. San Francisco: Jossey-Bass, 1998.MORRIS, L. Permanent Innovation. The Definitive Guide to the principles, Strategies, and Methods of Successful Innovators.Innovation Academy. pag. 61. 2011NONAKA I, TOYAMA R. Strategic management as distributed practical wisdom (phronesis). Industrial and Corporate Change 16(3):371–394. 2007.PATRICK, K.; DOTSIKA, F. Knowledge sharing: developing from within. The Learning Organization, v. 14, n. 5, p. 395-406, 2007.SCHREIBER, G.; AKKERMANS, H.; ANJEWIERDEN, A.; HOOG, R; SHADBOLT, N.; VELDE, W. van de; and WIELINGA, B.Knowledge Engnineering and Management: the CommonKADS Methodology. MIT Press. Cambridge. Massachussets. 2002.SILVA, Naira Tainá Rodrigues. Proposta de um modelo para geração e análise das oportunidades de mercado e tecnológica para odesenvolvimento de produtos farmacêuticos veterinários. (Dissertação) Ribeirão Preto, 2009.SILVA, E. L. e MENEZES, E. M. Metodologia da pesquisa e elaboração de dissertação – 4ª. Ed. rev. Atual. – Florianópolis:Laboratório de Ensino à Distância, 2005.SMITH, B. R.; MATTHEWS, C. H.; SCHENKEL, M. T. Differences in entrepreneurial opportunities: the role of tacitness andcodification in opportunity identification. Journal of Small Business Management, v. 47, n. 1, p. 38-57, 2009.STULL, C.; MYERS, P.; SCOTT, D. M. Tuned in: uncover the extraordinary opportunities that lead to business breakthroughs.New Jersey: John Wiley & Sons, Inc., 2008.TIDD, J. ; BESSANT, J.; PAVITT, K. Gestão da Inovação. 3. Ed. – Porto Alegre: Bookman, 2008.
    • Agradeço a atenção de todos !Compreender como as redes funcionam na estruturação de mercados eno desenvolvimento de comportamentos de compra propicia grandesinsights para os negócios. (Barabási, 2009).