Portais e Websites Institucionais
O termo “portal” seria exatamente uma porta de entrada ao abrangente e diversificado conteúdo da internet, “acolhido” por ...
O acelerado crescimento do setor provocou um  também intenso desenvolvimento dos primeiros “portais” de internet. Atualmen...
Mas o portal, além de reunir conteúdo de interesse aos usuários, fornece também diversos serviços, como salas de bate-papo...
Existem os: Portais Horizontais  – voltados a toda e qualquer pessoa que busque informações de interesse geral; Portais ve...
Convencionou-se chamar simplesmente de “portal” aquele grande e aparente infinito Website que agrega conteúdo diversificad...
 
Websites Institucionais
Conveicionou-se segundo o livro Webdesign Teoria e Prática de Anielle Damasceno a denominação “Website Institucional” a to...
Websites institucionais podem ser definidos com uma transição entre o portal horizontal e vertical. Apesar de possuírem am...
A organização e diagramação visual de um Website institucional são idênticas à de um grande portal comercial obviamente, q...
Design Geral de um Portal
Design Geral de um Portal
O layout de um Portal
Quando visitamos portais na Web percebemos claramente que eles seguem um padrão característico. Não é segredo que portais ...
Copiar Modelos? Jamais!!! Sou um Webdesigner criativo, não me prendo a moldes, dirá você, profissional mais crítico.
Obviamente nenhum designer deve prender-se a moldes (esse é um dos mandamentos do bom design). Mas o profissional precisa ...
A home page de um portal possui, realmente, os mesmos princípios básicos de disposição da primeira página de um jornal.
Os primeiros Webdesigners que idealizaram este formato não estavam criando, mas sim reproduzindo algo já consagrado, com a...
Existe uma diferença fundamental entre uma página de jornal e a home page de um portal. E não estamos falando das diferenç...
Enquanto um jornal é feito para ser “degustado”, um Website, mesmo que possua milhares de dados, deve ser otimizado para l...
Em alguns Websites com design maravilhoso, cuidado extremo quanto à escolha de fontes e imagens mas não satisfazem o usuár...
O design de um portal, deve, fundamentalmente, ser criado de modo a transmitir a informação à primeira vista, de forma a f...
Por que seguir um Padrão para os Portais?
A resposta é muito simples: os usuários já estão acostumados ao padrão vigente na Internet. Impor a eles outro modelo com ...
Observe que, quando falamos em “padrão”, não estamos excluindo completamente as possibilidades de você inovar e incluir um...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Portais E Websites

1,129

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,129
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
25
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Portais E Websites

  1. 1. Portais e Websites Institucionais
  2. 2. O termo “portal” seria exatamente uma porta de entrada ao abrangente e diversificado conteúdo da internet, “acolhido” por esse grande Website de forma total e organizada. Essa definição vestia com louvor, há alguns anos, mecanismos de busca como o yahoo! E o Metaminer.
  3. 3. O acelerado crescimento do setor provocou um também intenso desenvolvimento dos primeiros “portais” de internet. Atualmente o termo “portal” designa um Website que agrega em si conteúdos produzidos dentro de seu próprio meio e também por terceiros, relacionados ao mais diversos assuntos: notícias, eventos esportivos, seções de humor etc.
  4. 4. Mas o portal, além de reunir conteúdo de interesse aos usuários, fornece também diversos serviços, como salas de bate-papo (chat), contas de e-mail, fóruns, mecanismos de buscas... Tudo com o único objetivo de gerar uma comunidade “fiel”.
  5. 5. Existem os: Portais Horizontais – voltados a toda e qualquer pessoa que busque informações de interesse geral; Portais verticais – geralmente destinados a um público preferido.
  6. 6. Convencionou-se chamar simplesmente de “portal” aquele grande e aparente infinito Website que agrega conteúdo diversificado (horizontais); já os portais verticais são denominados também “portais segmentados”, ou seja, voltados a um determinado segmento ou público específico. As duas denominações são válidas
  7. 8. Websites Institucionais
  8. 9. Conveicionou-se segundo o livro Webdesign Teoria e Prática de Anielle Damasceno a denominação “Website Institucional” a todo e qualquer grande Website não-comercial, governamental ou não. Por exemplo, são Websites Institucionais sites de Universidades, portais de órgãos públicos, portais de cidades mantidos pelo governo, Websites de ONGs, dentre outros.
  9. 10. Websites institucionais podem ser definidos com uma transição entre o portal horizontal e vertical. Apesar de possuírem amplo conteúdo, de interesse geral, eles terminam por voltar-se apenas a determinados usuários, que visitam rapidamente estas páginas em busca de informações, em sua maioria.
  10. 11. A organização e diagramação visual de um Website institucional são idênticas à de um grande portal comercial obviamente, quando apresenta conteúdo para tal.
  11. 12. Design Geral de um Portal
  12. 13. Design Geral de um Portal
  13. 14. O layout de um Portal
  14. 15. Quando visitamos portais na Web percebemos claramente que eles seguem um padrão característico. Não é segredo que portais mais novos “copiam” o modelo de outros mais populares... e estes mesmos quando resolvem variar o visual, não fogem muito à antiga disposição.
  15. 16. Copiar Modelos? Jamais!!! Sou um Webdesigner criativo, não me prendo a moldes, dirá você, profissional mais crítico.
  16. 17. Obviamente nenhum designer deve prender-se a moldes (esse é um dos mandamentos do bom design). Mas o profissional precisa conhecer e entender par que seu trabalho obtenha resultados satisfatórios: o padrão.
  17. 18. A home page de um portal possui, realmente, os mesmos princípios básicos de disposição da primeira página de um jornal.
  18. 19. Os primeiros Webdesigners que idealizaram este formato não estavam criando, mas sim reproduzindo algo já consagrado, com algumas adaptações, logicamente. Especialmente nos complementos gráficos.
  19. 20. Existe uma diferença fundamental entre uma página de jornal e a home page de um portal. E não estamos falando das diferenças mais aparentes.
  20. 21. Enquanto um jornal é feito para ser “degustado”, um Website, mesmo que possua milhares de dados, deve ser otimizado para leitura rápida. Por um motivo muito simples: os usuários geralmente não têm paciência de ler conteúdos muito extensos na tela, ou procurar por itens “escondidos”. Um fator muito importante a ser ressaltado, também é que nem sempre organização correta é sinônimo de leitura facilitada.
  21. 22. Em alguns Websites com design maravilhoso, cuidado extremo quanto à escolha de fontes e imagens mas não satisfazem o usuário, porque simplesmente “empurram” conteúdo excessivo, fazendo com que o visitante se perca no meio de tantas informações.
  22. 23. O design de um portal, deve, fundamentalmente, ser criado de modo a transmitir a informação à primeira vista, de forma a fazer com que o leitor ou visitante entenda tudo o que aquela chamada pretende informar ou destacar à primeira observação, sem precisar navegar muitos níveis para “compreender porque aquela imagem está alí, afinal”.
  23. 24. Por que seguir um Padrão para os Portais?
  24. 25. A resposta é muito simples: os usuários já estão acostumados ao padrão vigente na Internet. Impor a eles outro modelo com alterações drásticas pode afugentá-los de seu site. Ainda não descobriram melhor organização para tão grande quantidade de informações.
  25. 26. Observe que, quando falamos em “padrão”, não estamos excluindo completamente as possibilidades de você inovar e incluir um novo elemento, ou ainda, variar o posicionamento do quadro principal de notícias do seu portal. Aliás, tal procedimento é plausível e Caracteriza um Website quando bem aplicado. Entretanto Resolver variar e trocar simplesmente o logotipo de lado, ou posicioná-lo no rodapé da página, por exemplo, pode ser uma atitude original e “rebelde”... mas nem sempre bem sucedida.
  1. Gostou de algum slide específico?

    Recortar slides é uma maneira fácil de colecionar informações para acessar mais tarde.

×