Mapeamento cultural no brasil

1,196 views
1,026 views

Published on

Estudo realizado em torno das plataformas de mapeamento e/ou georreferênciamento de Pontos de Cultura e afins de 2005 até o presente (2012).

Published in: Education
1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
  • 13-Título = Jogando.net/mu Venha se divertir de verdade !!!
    [b]Ola,sou o Pr1nceMG,Divulgador oficial do Servidor de Mu online Season 6 do Brasil
    ESTÁ ON HÁ MAIS DE 5 ANOS,Produzindo sua Diversão com qualidade.
    TODOS OS SERVERS ficam ON 24 horas por dia, Sempre Buscamos o Melhor para os Gamers.
    São varios Server esperando por você :
    * MuWar' 1000x/1500x
    * Super - 10.000x ** Pvp 15.000x
    * Very Easy - 5.000x
    * Hard 100 x
    * Extreme 10x
    * Novo servidor Phoenix: Free 3000x | Vip: 4000x Phoenix
    SÓ NO http://www.jogando.net/mu VOCÊ ENCONTRA
    Os Melhores itens e kits mais tops de um server De MU Online:
    * Novas asas level 4
    * Novos Kits DEVASTADOR
    * Novos Kits DIAMOND v2 + Kit Mystical (a combinação da super força)
    * Novos Sets especiais de TIME.
    *CASTLE SIEGE AOS SÁBADOS e DOMINGOS.
    Site http://www.jogando.net/mu/
    Esperamos pela sua visita.Sejam todos muito benvindos ao nosso Servidor.
    *Um mês de grandes eventos e Promoções do dia das Crianças e Sorteio de 1 iPad e 2.000.000 de Golds!
    E obrigado pela atençao de todos voces !!!
    Conheça também animes cloud http://animescloud.com/ São mais de 20.000 mil videos online.
    By:Pr1nceMG divulgador oficial do jogando.net/mu
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
1,196
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
26
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Mapeamento cultural no brasil

  1. 1. Mapeamento Cultural no Brasil: Georreferenciamento dos Pontos de Cultura“A s práticas de um cartógrafodizem respeito, fundamentalmente,às estratégias dasformações dodesej no campo osocial”S u e l y R o l n ik ,C a r t o g r a f ia s d oDe s e j o
  2. 2. ÍndiceIntrodução: Por que mapear? O que mapear?Pontos de Cultura: eixos, territórios, redes e ferramentas; Gts e territórios Ação Cultura Digital: Estúdio Livre, Conversê e Mapas da RedeEncontros e desencontros Teias e FórumHistórico de plataformasCenário atual
  3. 3. Vídeo sobre a campanha e projeto de Cadastramento http://vimeo.com/14023400
  4. 4. IntroduçãoO que mapear? Quantas iniciativas (pontos) temos (dados históricos e atuais); Onde estão localizadas; Com que trabalham; Que produtos, serviços, ferramentas e espaços dispõem; Em que áreas sociais atuam;Por que mapear? Para ter feedback sobre o fluxo de investimento que o poder público tem feito ao longo dos anos; Para obter dados que ajudem a traçar novas metas para as políticas públicas de fomento cultural no Brasil; Para promover controle social e fomento de ações em rede;
  5. 5. IntroduçãoO que fundamenta a necessidade de ferramentas e plataformas que georreferenciem e promovam rede? Sendo o programa Cultura Viva um repertório disposto de sujeitos de fazer cultural e artístico pautados nos termos do Empoderamento, Protagonismo e Autonomia, a Cultura Digital aparece como tema transversal, para promover na prática manifestações que permitem ao atores do programa experimentar- se por si mesmos, mostrando-se por si mesmos, protagonizando seus próprios enredos. Nós Cultura digital Blogs Redes Sociais Acervos Gravações vídeo livre Nós Transmissões Acervos Gravações vídeo livre Fotos Cultura digital Blogs Coexistimos existimos Redes Sociais Transmissões Acervos Cultura digital Blogs Redes Sociais Streaming vídeo livre Fotos Cultura digital Redes Sociais Redes Sociais Transmissões Acervos Redes Sociais Transmissões Acervos Cultura digital Redes Sociais Blogs Redes Sociais Streaming Nós nos protagonizamos vídeo livre Fotos Cultura digital Blogs Redes Sociais Redes Sociais Transmissões Acervos Transmissões Acervos Cultura digital Blogs Redes Sociais Streaming Cultura digital Blogs Redes Sociais Redes Sociais Transmissões
  6. 6. Pontos de Cultura: eixos, redes e ferramentasE i x o s : Todo tecido de pontos de cultura espalhado pelo Brasil se aproxima de eixos temáticos. Um ponto pode trabalhar com um ou mais eixos temáticos. Ao todo foram criados e reconhecidos 25 eixos que se converteram em GTs
  7. 7. Pontos de Cultura: eixos, redes e ferramentasTe r r i t ó r i o s e R e d e s : a medida que o Cultura Viva avançou ampliando seu número de editais e de pontos conveniados, um novo panorama começou a surgir apresentando aos membros do programa a possibilidade de reconhecimento pela territorialidade. Surgiram representantes estaduais e municipais e vieram à tona as redes municipais.
  8. 8. Pontos de Cultura: eixos, redes e ferramentasF e r r a m e n t a s : Para dar conta da demanda digital que se apresentava, logo no inicio do programa foi criada a A ç ã o C u l t u r a D i g i t a l e por meio dela as ferramentas digitais livres passaram a ser difundidas ao mesmo tempo que laços de rede iam sendo constituídos. Foto do Encontro de Conhecimentos Livres de Osasco. 2005
  9. 9. Ação Cultura Digital: Estúdio Livre, Conversê e Mapas da Rede 1° Acervo Livre 1° Rede Social para Pontos de Cultura 1° Mapa georreferenciado com dados de Pontos de Cultura
  10. 10. Encontros e desencontros: Teias e fórunsDurante as Teias e Fóruns houve intensos debates sobre a necessidade de um sistema de mapeamento e georreferenciamento dos Pontos de Cultura. Na Teia 2010 foi construído um sistema de cadastro e um fórum virtual para todos que estiveram no evento.
  11. 11. Encontros e desencontros: Teias e fórunsTela do Fórum Virtual: Este fórum foi desenvolvido pelo Ponto de Cultura Casa dos meninos em 2010, mas não está mais no ar.
  12. 12. Encontros e desencontros: Pontões Houve também, durante o Encontro de Pontões de 2010 a criação de 6 Gts entre os Pontões ligados a Cultura Digital. Cada Gt ficava responsável por uma área e a ideia central era a de criar um sistema de informação e um sistema de formação para Pontos de Cultura.Gts:- Comunicação- Desenvolvimento- Suporte- Comunidade Tradicionais- Formação- SustentabilidadeVer mais em: http://cdcp2010.wikispaces.com e http://cozinha.pontaodaeco.org
  13. 13. Encontros e desencontros: PontõesOs pontões registraram suas ações e seus trabalhos de mapeamento e desenvolvimento em uma wiki e em um ambiente de gerenciamento coletivo proposto pelo Pontão da ECO.
  14. 14. Encontros e desencontros: PontõesOs pontões registraram suas ações e seus trabalhos de mapeamento e desenvolvimento em uma wiki e em um ambiente de gerenciamento coletivo proposto pelo Pontão da ECO.Ver mais em: http://cdcp2010.wikispaces.com e http://cozinha.pontaodaeco.org
  15. 15. Histórico de plataformasExistiram diversas plataforma de mapeamento e georreferenciamento de pontos de cultura, seja em âmbito nacional, estadual e municipal.Listamos em ordem cronológica algumas de destaque: Mapysys; Mapas da Rede; Wiki dos Pontões; Cadastre seu Ponto; Conferência permanente dos Direitos da Criança e do Adolescente (interface de georreferenciamento entre escolas municipais de São Paulo e Pontos de Cultura); SIPCult – Sistema de informações dos Pontos de Cultura; MapaCult; Plataforma de Economia Criativa do Lab Macambira Mapa dos Pontos do Estado de São Paulo; Mapa dos Pontos do Estado de Santa Catarina;
  16. 16. Histórico de plataformas: MapsysMapysys
  17. 17. Histórico de plataformas: Conferência Permanente
  18. 18. Sistema de Informações de Pontos de CulturaReferência: http://wiki.nosdigitais.teia.org.br/Sistema_de_Informações_dos_Pontos_de_Cultura
  19. 19. Mapacult foi uma proposta independente de criação de um sistema de informações, gerreferrenciamento e ofertas de produtos e serviços, construído em Ruby onrails.https://github.com/f3li pecabral/mapacult.g it Sem recursos para desenvolvimento o sistema não chegou a ser terminado e/ou implementado.
  20. 20. Histórico de plataformas: Pontos de Santa Catarina
  21. 21. Cenário atualNenhum sistema de georreferenciamento proposto aos Pontos de Cultura, com exceção de algumas iniciativas estaduais, que tenha minimamente atingido seu objeto final proposto está atualmente no ar;Existe bastante documentação e pessoas envolvidas nesse processo ao logo dos anos, o que constitui um corpus intelectual em torno da temática com bastaste acumulo e experiência no que funcionou e no que não funcionou. Muitas dessas pessoas estão atualmente numa lista de discussão, mas sem encontros presenciais e/ou ações de fomento de rede, a lista tem servido mais a informes e a troca de informações do que trabalho em rede;O Ministério da Cultura tem investido na criação de um Sistema Nacional de Informações Culturais – SNIC, que pretende ser o maior e mais robusto sistema de informações de viés cultural do Brasil. (mais em
  22. 22. Novas plataformasOutras plataformas de mapeamento e georreferenciamento, não necessariamente com foco em Ações Culturais ou Pontos de Cultura vem surgindo. Listamos aqui algumas delas: Cultura Santo Amaro PontoAlegre.cc Arte Fora do Museu Mapa da Cultura de Fortaleza Mapa da Participação Cidadã Rede Brasil Rural
  23. 23. Novas plataformas: Cultura Santo AmaroMais em http://santoamaroemrede.wordpress.com e http://www.mostrasescdeartes.com.br/stoamaroemrede/agenda/agendaCultural.html
  24. 24. Novas plataformas: PontoAlegre.cc
  25. 25. Novas plataformas: Arte Fora do Museu
  26. 26. Novas plataformas: Arte Fora do Museu
  27. 27. Novas plataformas: Mapa da Cultura de Fortaleza
  28. 28. Novas plataformas: Mapa da Participação Cidadã
  29. 29. Novas plataformas: Mapa da Participação Cidadã
  30. 30. Novas plataformas: Rede Brasil RuralReferência: http://wiki.nosdigitais.teia.org.br/Rede_Brasil_Rural
  31. 31. Novas plataformas: Rede Brasil Rural
  32. 32. Novas plataformas: Rede Brasil Rural
  33. 33. Considerações a cerca do mapeamento e georreferenciamento em rede
  34. 34. AgradecimentosAline CarvalhoCleodon Silva (in memorian);Comissão Nacional dos Pontos de CulturaComissão Paulista de Pontos de CulturaDalton MartinsDaniel Marostegan e Carneiro;Emerson ViníciusInae BastistoniIpso - Mapas da RedeLaboratório MacambiraMariana Di Stella PiazzolaPedro JatobáPonto de Cultura Casa dos Meninos e EquipeRafael CabralRenato FabbriThiago SkarnioUirá Porã
  35. 35. ContatoFelipe Cabral NovaesFone: 011 9588-6130Email: felipe@teia.org.brBlog: http://culturadigital.br/movimento http://www.coletivodigital.org.br http://nosdigitais.teia.org.br

×