e-mail: eyt.master@gmail.com website: www.eyt.50webs.com
Sumário
Governança Corporativa......................................
e-mail: eyt.master@gmail.com website: www.eyt.50webs.com
Governança Corporativa
Definição e Contextualização
Definição
Gov...
e-mail: eyt.master@gmail.com website: www.eyt.50webs.com
Contextualização
Direcionamento
Lembrando que o Planejamento Estr...
e-mail: eyt.master@gmail.com website: www.eyt.50webs.com
Motivo. Os motivos tem como base a percepção de cada componente d...
e-mail: eyt.master@gmail.com website: www.eyt.50webs.com
Comportamento
Comportamento
Escolha
Motivação
Percepção
o que inc...
e-mail: eyt.master@gmail.com website: www.eyt.50webs.com
Ética & Moral na Governança Corporativa
Agora vamos a pratica...
...
e-mail: eyt.master@gmail.com website: www.eyt.50webs.com
Código de Conduta
Definição
Código de conduta é um conjunto de re...
e-mail: eyt.master@gmail.com website: www.eyt.50webs.com
E apresentou como resultado:
Um livro interessante:
Fonte: http:/...
e-mail: eyt.master@gmail.com website: www.eyt.50webs.com
BNDES
http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/bndes/bndes_pt/Institucio...
e-mail: eyt.master@gmail.com website: www.eyt.50webs.com
e-mail: eyt.master@gmail.com website: www.eyt.50webs.com
.
e-mail: eyt.master@gmail.com website: www.eyt.50webs.com
A EY&T oferece orientações estratégicas aos negócios em grandes e...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

◥ EY&T Governança Corporativa

535 views
441 views

Published on

◥ EY&T Governança Corporativa

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
535
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

◥ EY&T Governança Corporativa

  1. 1. e-mail: eyt.master@gmail.com website: www.eyt.50webs.com Sumário Governança Corporativa................................................................................................................2 Definição e Contextualização ....................................................................................................2 Definição................................................................................................................................2 Contextualização ...................................................................................................................3 Ética & Moral na Governança Corporativa....................................................................................6 Agora vamos a pratica...............................................................................................................6 Fraude....................................................................................................................................6 Código de Conduta ................................................................................................................7
  2. 2. e-mail: eyt.master@gmail.com website: www.eyt.50webs.com Governança Corporativa Definição e Contextualização Definição Governança Corporativa é um conjunto de práticas aprovadas pelo Conselho Administrativo e que visa manter padrões de conduta na relação entre seus acionistas atendendo a princípios de: Transparência e comunicação com os mercados financeiros e acionistas; Disposição de reconhecer igualmente o direito de cada acionista; Prestação de contas ou responsabilidade perante todos os acionistas. O Conselho Administrativo além de representar os interesses dos acionistas tem como missão também protegê-los, buscando agregar e manter o valor da empresa. Além disso, os objetivos principais do Conselho de Administração são o de contribuir com a direção dos negócios e avaliar a eficiência geral da empresa para que proporcione aos principais acionistas as condições de atuação e participação no direcionamento das empresas. A estrutura e o funcionamento de uma Governança Corporativa devem ser periodicamente avaliados para que possa atender aos Valores Humanos além das realidades internas, externas, locais, regionais, nacionais e globais enfrentadas pela organização. Texto Integral - Lei Ordinária nº 6.404- Lei das Sociedades por Ações https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L6404consol.htm
  3. 3. e-mail: eyt.master@gmail.com website: www.eyt.50webs.com Contextualização Direcionamento Lembrando que o Planejamento Estratégico é feito por um grupo de indivíduos e as ações decorrentes do mesmo terão impacto sobre outros indivíduos e por eles serão julgadas. A Posição no Mercado que uma empresa ocupa, seja ela qual for, é decorrência ou reflexo do julgamento dos indivíduos que consomem ou utilizam o Produto ou Serviço oferecido pela empresa. Portanto resultados não podem ser antecipados, só podem ser previstos, e previsão não implica em garantia. Planejamento não é previsão e sim direcionamento. Intenção (objetivo não declarado). A intenção de alguém só pode ser determinada pela percepção e análise de suas ações em um dado contexto. Analogamente a "intenção" de uma organização se deve as ações de seus participantes em um dado contexto. Percepção. É a somatória das percepções dos cinco sentidos humanos complementados e interpretados e afetadas por emoções e sentimentos, razão e imaginação. Usando os cinco sentidos, as dimensões que a percepção humana é capaz de distinguir são comprimento, largura, profundidade e tempo - sendo este último uma ilusão sequencial, pois tudo ocorre simultaneamente no universo, ainda que você pense que não seja assim. Portanto não há uma ordem predeterminada compreensível para a percepção e os fatos ocorrerem. Entretanto o ser humano instituiu algumas sequencias para poder manipular aquilo que ele acha já ter compreendido.
  4. 4. e-mail: eyt.master@gmail.com website: www.eyt.50webs.com Motivo. Os motivos tem como base a percepção de cada componente do grupo. As escolhas são baseadas em motivos que justificam (ou não) um "comportamento humano" a ser adotado pelos indivíduos da empresa. A percepção será tanto melhor quanto mais verdadeira for, permitindo escolher o que é mais adequado. Comportamento Humano. "Não conheço nada mais estimulante do que a inquestionável capacidade do ser humano em elevar sua vida pelo comportamento consciente." Henry David Thoreau O ser humano pode se expressar de inúmeras formas. Entretanto, quando se expressa através da fala, coloca "carga sentimental" nas palavras. São os 'sentimentos ocultos' que transparecem no tom de voz. As mágoas guardadas que se revelam, os dissabores vividos e não resolvidos no íntimo de cada um. Independentemente do conteúdo pronunciado, os sentimentos transparecem. É por este caminho 'tortuoso' que muitos praticam a "agressividade dissimulada", expressando sentimentos negativos mascarados por argumentos racionais. É aqui que inicia a ruina de qualquer processo construtivo ou reconstrutivo. Seja estratégia, projeto, uma boa ideia, o lançamento de um produto ou qualquer outra atividade humana. Já vi isso ocorrer inúmeras vezes e provavelmente vou ver outras tantas. Projetos maravilhosos ruindo porque os participantes têm sentimentos mal resolvidos. Participar é diferente de concordar. Diplomacia não é sinônimo de veracidade. Agradecer nem sempre significa reconhecer. Solução não é sinônimo de resultado. Crença não é sinônimo de conhecimento. Teoria não é fato. Coerência nem sempre é sinônimo de consistência. Comportamento não se padroniza, se “flexibiliza”. Não existe comportamento humano padrão para o ser humano. Existe comportamento. Cada um se comporta como quer e colhe os resultados disso. Diversas ciências observam e tentam classificar o comportamento humano. Ao fazer isso criam estereótipos manipuláveis. O ser humano é livre para se desenvolver como quiser e se quiser. Comportamento Humano é o conjunto de atitudes - ações e reações - do indivíduo em face ao ambiente e a ele próprio. Mas nem por isso o "ambiente" é causador de uma atitude incoerente. Ambiente não tem atitude, só os indivíduos. As escolhas das atitudes são baseadas em motivos pessoais que justificam (ou não) um "comportamento humano" a ser adotado pelos indivíduos. A percepção de si mesmo será tanto melhor quanto mais verdadeira for, permitindo escolher o que é mais adequado ao momento. Ou seja, quanto mais você conhecer de si mesmo, seus sentimentos, ou se perceber (o que é uma raridade!), mais adequadas ao ambiente, ao contexto e às situações serão suas atitudes, facilitando o convívio com todos.
  5. 5. e-mail: eyt.master@gmail.com website: www.eyt.50webs.com Comportamento Comportamento Escolha Motivação Percepção o que incomoda: preconceitos e tendências individuais. o que não incomoda: o que você já aprecia ou conhece. Sob este aspecto o Planejamento Estratégico cria ações baseadas na "realidade" percebida pelo grupo de indivíduos num determinado momento. Surge daqui a necessidade de se trabalhar com diversas variáveis, para que a "realidade" percebida seja a mais consistente e coerente dentro das potencialidades de cada componente do grupo. Além disso, tanto a "realidade" bem como a percepção dos indivíduos (as da empresa e do mercado) se altera constantemente. Daí resulta que o Planejamento deverá ser revisto periodicamente para se ajustar a nova "realidade" resultando numa atividade dinâmica e contínua. Sobre a Realidade. "A realidade não vai se modificar só porque queremos ou achamos ou presumimos que ela deva ser do modo que desejamos. Ela sempre será “maior” do que nós." A realidade é atômica e subatômica, (e os cientistas continuam a pesquisar...), portanto está sempre se modificando, pois as partículas e a energia não ficam paradas, ainda que possamos pensar que seja diferente, mas não é. Além disso, só percebemos a parcela agregada mais grosseira que estimula nossos 5 sentidos, sendo esta a percepção da realidade para o ser humano. Qualquer dispositivo criado para aumentar ou amplificar algum fenômeno só serve para torná-lo perceptível aos cinco sentidos humanos. Um exemplo disso são os telescópios que já estão na sexta geração desde Newton. Ou seja, mesmo com os dispositivos mais avançados não conseguimos perceber a realidade em sua totalidade. Conseguimos percebê-la melhor, mas não totalmente. Na verdade, ninguém percebe a realidade diretamente. Todo o nosso conhecimento baseia- se na interpretação da nossa percepção em algum nível de profundidade. É sempre saudável questionar os pontos de vista ou referências de vez em quando - seus e dos outros - para desafiar os preconceitos que estruturam nossa compreensão e consequentemente nosso modo de viver. Quanto mais variáveis ou referenciais usarmos melhor será nossa percepção e assim nos tornamos menos susceptíveis a crenças infundadas. No Planejamento Estratégico reside grande parcela da Capacidade Diretiva, ou seja, aquela capaz de indicar a direção a ser seguida pela empresa. Dirigir é tomar decisões com bases numa percepção aguçada e atualizada da "realidade" e controlar as ações e atitudes ao longo do caminho. Decidir não é sinônimo de mandar. Obs.: Ao colocarmos a palavra realidade entre aspas reconhecemos a dificuldade que o ser humano tem em apreendê-la em todos os seus aspectos.
  6. 6. e-mail: eyt.master@gmail.com website: www.eyt.50webs.com Ética & Moral na Governança Corporativa Agora vamos a pratica... Tema. Fraude e Código de Conduta. Fraude “Conforme a Normas de Auditoria Independente das Demonstrações Contábeis (NBCT) 11, de 2003, do Conselho Federal de Contabilidade, o termo fraude refere-se ao ato intencional de omissão ou manipulação de transações, adulteração de documentos, registros e demonstrações contábeis. O termo erro diz respeito ao ato não intencional na elaboração de registros e demonstrações contábeis, que resulte em incorreções.” “A detecção de uma fraude ou erro é uma das principais tarefas da governança corporativa, que neste contexto deve abranger a controladoria e as auditorias, tanto a interna quanto a externa; portanto, detecção de fraudes e erros é responsabilidade dos acionistas, pois são eles que escolhem o conselho fiscal, os executivos e os auditores externos.” Fonte: http://www.conjur.com.br/2009-fev-06/controle-interno-sao-principal-arma-evitar-fraudes-erros Consideração: Portanto os registros contábeis são a fonte das fraudes, e registros contábeis nada mais são que lançamentos a crédito e débito de valores monetários que agregados fornecem informações financeiras para tomada de decisão por quem não participou de sua confecção. Há aqui então um elemento de confiança e credibilidade entre a figura do Contador e a figura do Executivo qual seja o Executivo acredita e confia no Contador ou não. Entretanto: Fonte: Matarazzo, Dante Carmine, 1947- Análise Financeira de Balanços: abordagem básica e gerencial / Dante Carmine Matarazzo – 5ª Edição – São Paulo : Atlas, 1998. Ou seja: seres humanos com habilidades técnicas relativas à contabilidade usam termos técnicos que permitem fraude. Logo: a fonte da fraude é o ser humano. Será? Ou é sua falta de atenção? Ou uma necessidade qualquer? Ou as regras já não condizem com a realidade percebida? E os interesses como ficam? Se fosse tão simples assim tudo isso já estaria resolvido, mas o fato é que não está. Sob o ponto de vista da ética e moral, a fraude fere a confiança cujo ato concreto ou operacional é acreditar que algo seja verdade ou mentira. Daí em diante, o Executivo pode tanto tomar uma decisão acertada quanto ser induzido a cometer um grande equívoco. Na prática: contabilidade é uma atividade operacional (serviço “sujo”) e interpretar demonstrações financeiras que o vassalo preparou é atividade gerencial (serviço “nobre”).
  7. 7. e-mail: eyt.master@gmail.com website: www.eyt.50webs.com Código de Conduta Definição Código de conduta é um conjunto de regras para orientar e disciplinar a conduta de um determinado grupo de pessoas de acordo com os seus princípios. É geralmente utilizado por empresas, organizações, classes profissionais ou grupos sociais. (Wikipédia) Deve haver outras definições, mas em geral é um conjunto de regras para quem desobedecer ao outro conjunto de regras. Na prática: A Bovespa desenvolveu um código de conduta. APRESENTAÇÃO Este é o Código de Conduta da BM&FBOVESPA S.A. BOLSA DE VALORES, MERCADORIAS E FUTUROS (“Código de Conduta BM&FBOVESPA”). Foi instituído pelo Conselho de Administração da BM&FBOVESPA S.A. e se aplica, ainda, às demais controladas da BM&FBOVESPA (“Grupo BM&FBOVESPA”, “empresas do Grupo” ou “Grupo”). O Código aborda, em linhas gerais, os valores que orientam as empresas do Grupo BM&FBOVESPA. Não tem a pretensão de ser completo nem detalhista. É, antes, uma ferramenta para orientar a conduta pessoal e profissional dos administradores, funcionários, estagiários e prestadores de serviços regulares da BM&FBOVESPA e de suas controladas (“Colaboradores”), devendo ser considerado como uma declaração formal do compromisso dos Colaboradores do Grupo BM&FBOVESPA com as regras de ética empresarial e social, bem como com princípios da transparência, respeito à igualdade de direitos, à diversidade e prestação de contas, devendo ser plenamente cumprido por tais pessoas, tanto interna, quanto externamente. Fonte: http://www.banifinvest.com.br/tr/bi/avisos/Codigo_Conduta_BMFBOVESPA.pdf O Governo Brasileiro também: Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS Nº 37, DE 18.8.2000 APROVADO EM 21.8.2000 Excelentíssimo Senhor Presidente da República, Submeto à elevada consideração de Vossa Excelência a anexa proposta de Código de Conduta da Alta Administração Federal, elaborado tendo em conta os trabalhos e a importante contribuição da Comissão de Ética Pública - CEP, criada pelo Decreto de 26 de maio de 1999, que, por seus ilustres membros, os Drs. João Geraldo Piquet Carneiro, que a preside, Célio Borja, Celina Vargas do Amaral Peixoto, Lourdes Sola, Miguel Reale Júnior e Roberto Teixeira da Costa, prestou os mais relevantes e inestimáveis serviços no desenvolvimento do tema. Este Código, antes de tudo, valerá como compromisso moral das autoridades integrantes da Alta Administração Federal com o Chefe de Governo, proporcionando elevado padrão de comportamento ético capaz de assegurar, em todos os casos, a lisura e a transparência dos atos praticados na condução da coisa pública. Fonte: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Codigos/codi_Conduta/Cod_conduta.htm
  8. 8. e-mail: eyt.master@gmail.com website: www.eyt.50webs.com E apresentou como resultado: Um livro interessante: Fonte: http://www.escandalodomensalao.com.br/ E diversas empresas desenvolveram seus próprios códigos de conduta: Aracruz Celulose http://www.aracruz.com/show_inv.do?act=stcNews&menu=true&orig=fin&lastRoot=30&id=59&la ng=1 Windows Live (Microsoft) http://explore.live.com/code-of-conduct Braskem http://www2.braskem.com.br/conduta/ Petrobrás http://www.petrobras.com.br/pt/quem-somos/estrategia-corporativa/downloads/pdf/codigo-de-etica- sistema-petrobras.pdf PricewaterhouseCoopers http://www.pwc.com/pt/pt/quem-somos/codigo-conduta.jhtml Inditex http://www.inditex.es/es/responsabilidad_corporativa/social/codigo_conducta (aquele do trabalho escravo no Brasil) Ação da Inditex, dona da Zara, cai 4% por trabalho escravo http://osamigosdobrasil.com.br/2011/08/19/acao-da-inditex-dona-da-zara-cai-4-por-trabalho-escravo/ Ação da Inditex, dona da Zara, cai 4% por trabalho escravo Sexta-feira 19, agosto 2011 As ações da espanhola Inditex, dona da Zara e de outras marcas de roupas, registravam desvalorização de cerca de 4% nesta sexta-feira, em meio a denúncias de utilização de mão de obra escrava, por um fornecedor da companhia, em oficinas clandestinas no Estado de São Paulo. Às 8h23 (horário de Brasília), as ações da Inditex recuavam 4,25% na bolsa de Madri.”A Inditex é uma ação defensiva, atraente para fundos americanos que buscam uma varejista com boa imagem social, e histórias como esta podem realmente afetar o papel”, disse um operador de mercado na Espanha.
  9. 9. e-mail: eyt.master@gmail.com website: www.eyt.50webs.com BNDES http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/bndes/bndes_pt/Institucional/O_BNDES/A_Empresa/etica.html Este é bem engraçadinho: Novo Pão de Açúcar: um negócio em que o BNDES não deveria estar http://veja.abril.com.br/noticia/economia/novo-pao-de-acucar-um-negocio-em-que-o-bndes-nao-deveria-estar E também códigos de Conduta Internacionais: Código de Conduta Europeu https://www.interbolsa.pt/Default.aspx?tabid=242 https://www.interbolsa.pt/Portals/0/Ficheiros/CodigoCondutaEuropeu.EN.pdf Conclusão: Como pudemos observar na prática nem sempre o código de conduta consegue obter resultados tangíveis, nem mesmo por parte dos governantes de uma nação.
  10. 10. e-mail: eyt.master@gmail.com website: www.eyt.50webs.com
  11. 11. e-mail: eyt.master@gmail.com website: www.eyt.50webs.com .
  12. 12. e-mail: eyt.master@gmail.com website: www.eyt.50webs.com A EY&T oferece orientações estratégicas aos negócios em grandes e médias empresas, nacionais e multinacionais. Atende os principais setores da Economia tais como Finanças, Indústria, Comércio, Serviços e Governo sendo os mais expressivos: • Banco Estadual • Banco de Varejo • Banco de Investimento • Comunicação • Corretora de Seguro • Distribuidor Internacional • Holding • Metalurgia • Móveis e Decoração • Núcleo Urbano • Papel • Petroquímica • Restaurante Industrial Fazemos o Diagnóstico Estratégico pelo Ciclo de Vida Empresarial. Identificamos questões e formulamos estratégias. Criamos Projetos Integrados para redirecionar os negócios das organizações. Colaboramos para revelar o potencial de inovação & renovação, automação & transformação das organizações. “O verdadeiro tesouro que toda alma procura se encontra na colaboração mutua.” A responsabilidade pelo conteúdo das fontes de referência cujos endereços estejam disponíveis nas páginas do presente trabalho e o conteúdo desses endereços é de seus editores. Além disso, nenhum tipo de vínculo é mantido com as fontes de referência citadas. As informações aqui contidas, e também em nossos e-mails, são fornecidas exclusivamente com propósito informativo. A responsabilidade por eventuais imprecisões ou omissões, ou problemas de transmissão de dados que gere interrupção, atraso, cessação da transmissão é dos provedores intermediários envolvidos. As informações aqui contidas tem objetivo exclusivamente informativo. ◥

×