óPtica 01
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

óPtica 01

on

  • 659 views

 

Statistics

Views

Total Views
659
Views on SlideShare
659
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
4
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

óPtica 01 óPtica 01 Presentation Transcript

  • Introdução à Óptica Geométrica.www.fisicarildo.blogspot.com
  • •Luz•Raio de luz•Feixe de luz•Fontes de luz•Meios de propagação da luz•Princípios da Óptica Geométrica•Fenômenos Luminosos•Decomposição da luz branca
  • 1.Luz - Sensações visuais.
  • 2.Raio de luz - Orientação da luz.
  • 3.Feixe de luz - Conjunto de raios de luz. •Cilíndrico paralelo •Cônico convergente •Cônico divergente
  • A.CILÍNDRICO PARALELOHOLOFOTE
  • B.CÔNICO CONVERGENTE LUPA
  • C.CÔNICO DIVERGENTE LANTERNA
  • 4.TIPOS DE FONTES DE LUZA.PRIMÁRIAS (CORPOS LUMINOSOS) •FLUORESCENTES(agente•LUMINESCENTES físico) T < 500ºC •FOSFORESCENTES(agente químico)•INCANDESCENTES T > 500ºCB.SECUNDÁRIAS (CORPOS ILUMINADOS)
  • 5.Meios de Propagação da Luz •TRANSPARENTES •TRANSLÚCIDOS •OPACOS
  • A.MEIOS TRANSPARENTES - A luz conseguepassar integralmente
  • B.MEIOS TRANLÚCIDOS - Somente parte da luzconsegue passar.
  • C.MEIOS OPACOS - A luz não conseguepassar.
  • 6.PRINCÍPIOS DA ÓPTICA GEOMÉTRICA •PROPAGAÇÃO RETILÍNEA DA LUZ •INDEPENDÊNCIA DOS RAIOS DE LUZ •REVERSIBILIDADE DOS RAIOS DE LUZ
  • A.PROPAGAÇÃO RETILÍNEA - Num meiohomogêneo, transparente e isótropo, a luz se propaga em linha reta.
  • A.SOMBRA E PENUMBRA PENUMBRAFonte extensa SOMBRA
  • B.FORMAÇÃO DE SOMBRA H D = h d h H FONTEPUNTIFORME d D
  • As fases da Lua Lua min guante Lua cheia Lua nova Lua crescente
  • Eclipse Solar Eclipse Eclipse total parcial
  • Eclipse Lunar Eclipse Eclipse total parcial
  • M Câmara Escura M o N N P P’MN = o => tamanho do objetoM’N’ = i => tamanho da imagem i = pP => distância do objeto ao orifícioP’ => distância da imagem ao orifício o p
  • B.Princípio da independência dos raios luminosos.Dois raios de luz, ao se cruzarem, seguem independentemente,cada um, a sua trajetória.
  • C.Princípio da reversibilidade dos raios luminosos.•A trajetória seguida pelo raio de luz, num sentido, é a mesmaquando o raio troca o sentido de percurso.
  • 7.FENÔMENOSLUMINOSOS•Reflexão da luz•Absorção da luz•Refração da luz
  • A.REFLEXÃO DA LUZ - É o retorno da luz aopróprio meio de origem. Regular (espectral) Tipos de Reflexão Irregular (difusa)
  • REFLEXÃO REGULAR - Ocorre em superfícieslisas e polidas.
  • REFLEXÃO IRREGULAR - Ocorre emsuperfícies ásperas e sem brilho.
  • B.ABSORÇÃO - Ocorre em superfícies de cor escura.
  • C.REFRAÇÃO - Ocorre em superfíciestransparentes.
  • DECOMPOSIÇÃO DA LUZ BRANCA Vermelho Alaranjado Amarelo Verde Azul Anil Violeta
  • Cor dos objetos:Iluminado por Luz Policromática:a) Corpo azul → absorve as b) Corpo branco → refleteoutras cores de luz e reflete difusamente todas as cores dedifusamente a luz azul. luz.c) Corpo preto → Absorve todas as cores de luz. Quando um objeto não emite luz aosObservação: nossos olhos temos a sensação de “cor preta”.
  • Iluminado por Luz Monocromática:a) Corpo da Cor da Luz → Aparecerá na cor da luzEx.: Corpo Amarelo na presença de luz amarela, permanecerá amarelo.b) Corpo Branco → Aparecerá na cor da luzEx.: Corpo Branco na presença de luz amarela, ficará amarelo.c) Corpo Preto → Na presença de qualquer luz permanece preto.
  • Sistemas Ópticos - São superfícies ou corpos que estãosujeitos aos fenômenos luminosos. Ponto objeto Classificação dos pontos Ponto imagem Associação de Sistemas Ópticos
  • Ponto Objeto - É a intersecção dos raios incidentes em um sistema óptico. SO SO SOPOR POV PO ∞ REAL VIRTUAL IMPRÓPRIO
  • Ponto Imagem - É a intersecção dos raios emergentes de um sistema óptico. SO SO SO PIR PIV PI∞REAL VIRTUAL IMPRÓPRIO
  • Associação de Sistemas Ópticos S1 S2P2 P3 P1 P1(S1) - POR P2(S2) - POR P2(S1) - PIV P3(S2) - PI∞