Your SlideShare is downloading. ×
0
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Lentes   noite
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Lentes noite

1,464

Published on

Published in: Technology, Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,464
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
56
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. LENTES ESFÉRICAS Fisicarildo.blogspot.com
  • 2. Bordas finas Possuem a parte central mais grossa que a borda. biconvexa plano-convexa côncavo-convexa (menisco convergente) Símbolo
  • 3. Tipos de lentes Bordas grossas: Possuem a parte central mais fina que a borda. bicôncava plano-côncava convexo-côncava (menisco divergente) Símbolo
  • 4. Tipos de Lentes <ul><li>Lente Convergente </li></ul><ul><li>Lente Divergente </li></ul>
  • 5. Elementos das Lentes: <ul><li>Convergentes </li></ul>F F’ A’ A A – ponto antiprincipal F - foco O O – centro óptico
  • 6. Elementos das Lentes: <ul><li>Divergentes </li></ul>A – ponto antiprincipal F’ F A A’ F - foco O O – centro óptico
  • 7. Raios Notáveis: <ul><li>Convergentes </li></ul>F F’ A’ A O
  • 8. Raios Notáveis: <ul><li>Divergentes </li></ul>F’ F A A’ O
  • 9. Construções Gráficas F F’ A’ A Imagem real, invertida e menor MÁQUINA FOTOGRÁFICA
  • 10. Construções Gráficas F F’ A’ A Imagem real, invertida e igual
  • 11. Construções Gráficas F F’ A’ A Imagem real, invertida e maior PROJETOR DE SLIDES
  • 12. Natureza: Imprópria HOLOFOTES Objeto O F’ F A A’
  • 13. Imagem virtual, direita e maior LUPA F F’ A’ A
  • 14. F’ F A A’ Imagem virtual, direita e menor Lentes para MIOPIA
  • 15. EQUAÇÃO DAS LENTES O I P P’ f A F F A
  • 16. Equação dos pontos conjugados: (Equação de Gauss) Equação do aumento linear transversal (A):
  • 17. ANÁLISE DE SINAIS
  • 18. Vergência da Lente F F
  • 19. Unidade no SI: 1/m=dioptria(DI)
  • 20. Equação dos fabricantes de lentes É usada para determinar a distância focal de uma lente, conhecidos os raios de curvatura da faces e os índices de refração da lente(n 2 ) e do meio(n 1 ). Face convexa -&gt; R + Face côncava-&gt; R – Face Plana -&gt; R = 0
  • 21. <ul><li>O Globo Ocular é uma esfera com cerca de 2,5cm de diâmetro e 7g de massa que se localiza em uma cavidade. </li></ul>O Olho Humano: <ul><li>1º Córnea </li></ul><ul><li>2º Íris </li></ul><ul><li>3º Pupila </li></ul><ul><li>4º Cristalino </li></ul><ul><li>5º Retina </li></ul><ul><li>6º Cones e Bastonetes </li></ul><ul><li>7º Nervo Ótico </li></ul><ul><li>8º Cérebro </li></ul>Fisiologia Ocular:
  • 22. &nbsp;
  • 23. <ul><li>CÓRNEA = É a parte da frente do olho, onde vemos o branco do olho e a íris. A córnea normal é transparente e esférica. </li></ul><ul><li>ÍRIS = É aquela parte circular que dá a cor do olho. </li></ul><ul><li>PUPILA = abertura central ,por onde entra a luz, seu diâmetro varia automaticamente com a intensidade da luz ambiente: no claro ela é estreita e no escuro se dilata. </li></ul>
  • 24. <ul><li>CRISTALINO = É uma lente gelatinosa, elástica e convergente que focaliza a luz que entra no olho, formando imagens na retina. </li></ul><ul><li>RETINA = É nela que se formam as imagens das coisas que vemos. A retina é composta de células sensíveis à luz, os cones e os bastonetes. </li></ul><ul><li>NERVO ÓTICO = Canal que leva ao cérebro as informações transmitidas pelos bastonetes e cones. </li></ul><ul><li>ESCLERA = Camada externa do globo ocular. É a parte branca do olho. Semi-rígida, ela dá ao globo ocular seu formato e protege as camadas internas mais delicadas. </li></ul>
  • 25. &nbsp;
  • 26. Olho Perfeito:
  • 27. <ul><li>A imagem se localiza antes da retina; </li></ul><ul><li>O míope vê mal de longe mas bem de perto; </li></ul><ul><li>Para o míope, a distância para uma visão nítida é tanto mais curta, quanto mais forte for a miopia. </li></ul>Defeitos da Visão: Miopia:
  • 28. <ul><li>Franze os olhos para ver com nitidez de longe; </li></ul><ul><li>Cruza-se com os seus amigos na rua sem os reconhecer; </li></ul><ul><li>Conseguir ver bem de longe, será à custa de esforço e fadiga; </li></ul><ul><li>A miopia corrige-se com uma lente divergente (côncava), que recoloca a imagem sobre a retina, e restitui uma boa visão até ao infinito; </li></ul><ul><li>Quanto mais forte for a miopia, mais espessas são as lentes nos bordos e mais pesados. </li></ul>Primeiros Sinais e Correção:
  • 29. <ul><li>A imagem se localiza atrás da retina; </li></ul><ul><li>O hipermétrope vê mal de perto e bem de longe; </li></ul><ul><li>Escrever com o nariz colado ao caderno; </li></ul><ul><li>A hipermetropia corrige-se com uma lente convergente (convexa), que recoloca a imagem sobre a retina. </li></ul>Hipermetropia:
  • 30. &nbsp;
  • 31. <ul><li>Visão imperfeita, tanto de perto como de longe; </li></ul><ul><li>Não tem a percepção nítida dos contrastes entre as linhas horizontais, verticais e oblíquas; </li></ul><ul><li>Curvatura da córnea, com uma forma mais ovulada que redonda. </li></ul><ul><li>Corrige-se com uma lente Tórica (Cilíndricas) cujas curvas compensem as da córnea; </li></ul><ul><li>A espessura da lente não é a mesma em toda a superfície. </li></ul>Astigmatismo:
  • 32. &nbsp;
  • 33. &nbsp;
  • 34. <ul><li>Evolução natural da visão, que se manifesta em todas as pessoas a partir dos quarenta anos; </li></ul><ul><li>O cristalino perde a elasticidade encurva-se de forma insuficiente e perde a capacidade de acomodação, donde resulta uma crescente dificuldade em ver bem de perto e de longe; </li></ul><ul><li>Por insuficiência de acomodação, a imagem forma-se atrás da retina. </li></ul>Presbiopia:
  • 35. <ul><li>Os seus braços já não são suficientemente compridos para poder ler o jornal; </li></ul><ul><li>Os seus filhos implicam consigo, ao vê-la enfiar linha numa agulha; </li></ul><ul><li>Aproxima-se mais da luz; </li></ul><ul><li>Correção com lentes Bifocais. </li></ul>Primeiros Sinais e Correção:
  • 36. <ul><li>Alteração da visão que faz com que a pessoa tenha dificuldades – em menor ou maior grau – de fazer a distinção entre cores, principalmente o verde e o vermelho; </li></ul><ul><li>Existem os que não têm a percepção de todas as cores, enxergando apenas em preto e branco ou tons de cinza, mas esses casos são minoria; </li></ul><ul><li>Defeito na retina, a parede do fundo do olho. Esse defeito afeta as células responsáveis pela percepção das cores (os cones). </li></ul>Daltonismo:
  • 37. &nbsp;
  • 38. Ilusões de Óptica:
  • 39. &nbsp;
  • 40. &nbsp;
  • 41. &nbsp;
  • 42. &nbsp;
  • 43. &nbsp;
  • 44. &nbsp;
  • 45. &nbsp;

×