Your SlideShare is downloading. ×
0
TV Analógica
Transmissão dos jogos olímpicos de 1936 na Alemanha
História da comunicação eletrônica de imagens. <ul><li>1939 – Serviço regular de televisão em preto e branco nos Estados U...
Visão panorâmica Informação Visual (LUZ) Receptor Processamento do Sinal Meio de Transmissão Sinal Elétrico Informação Vis...
Câmera Microfone Saída do Sinal de Áudio Saída do Sinal deVídeo Entrada do Sinal deVídeo Tubo de Imagem Saída de LUZ Saída...
62 ANOS -1953 -  TV COLORIDA -1984 -  Som Estéreo -1945-  TV Preto & Branco Histórico da Transmissão de TV
Difusão     &quot; envio em todas as direções&quot;. Antena transmissora irradia ondas eletromagnéticas que podem ser cap...
Componentes do Sistema de Radiodifusão cabos de banda larga Satélite microondas Redes Nacionais
TV Digital
Necessidade de Compressão: grande quantidade de bits/s. <ul><li>Sinal de SDTV: </li></ul><ul><ul><ul><li>Resolução 720x576...
Padrões de Compressão de Vídeo <ul><li>MPEG – Moving Pictures Experts Group </li></ul><ul><li>MPEG 1 (1991) – 1,5 Mbit/s; ...
Compressão de vídeo: MPEG-2 <ul><li>Codificação intraframe e interframe. </li></ul><ul><li>Compressão intraframe (espacial...
Compressão Intraframe: Transformada Discreta de Co-senos - DCT
Compressão intraframe – redundância espacial
Exemplo: Lena - 8bits/pixel (E) e 0,51 bits/pixel(D) - compactada .
Exemplo: Imagem interpolada a partir dos vetores de deslocamento .
Um sistema completo de televisão é composto por três componentes, representados na figura a seguir   Antena e o receptor (...
O que é tv digital ? <ul><li>A digitalização da televisão representa muito mais que uma melhoria de imagem, a alta definiç...
Vantagens da TV Digital <ul><li>A TV Digital tem melhor qualidade de imagem e de som.  </li></ul><ul><li>A imagem poderá s...
Vantagens da TV Digital <ul><li>A TV Digital poderá viabilizar a interatividade, possibilitando a obtenção de informações ...
O QUE ESPERAR DA TV DIGITAL <ul><li>Melhor Qualidade de Imagem e Som </li></ul><ul><li>Otimização do espectro </li></ul><u...
Evolução da digitalização em TV Analógico Analógico Meio de transmissão Analógico Estúdio Analógico Passado Analógico
Evolução da digitalização em TV Analógico Meio de transmissão Analógico Atual Analógico Analógico Analógico Digital Analóg...
Analógico Analógico Digital Meios de transmissão Transição Set-top-box: unidade receptora decodificadora — URD  Evolução d...
Evolução da digitalização em TV O que é a TV Digital? Digital Analógico Meio de transmissão Analógico Digital Estúdio Set-...
Tv Interativa Evolução da digitalização em TV Digital Analógico Meio de transmissão Analógico Digital Estúdio CANAL DE RET...
Convergência de Serviços
Fases do projeto para o Sistema Brasileiro de TV Digital <ul><li>REQUISITOS: </li></ul><ul><li>Universalização;  </li></ul...
Objetivos da Fase I <ul><li>Uma missão determinada pelo  Decreto 4.901 / 2003 </li></ul><ul><li>Modelo de Referência para ...
Objetivos do Modelo de Referência <ul><li>Modelos de exploração de serviços e de   tecnologias   que darão suporte à plata...
Aspectos a considerar no Modelo de Referência <ul><li>Aspectos   Tecnológicos  :  Especificações Técnicas do Sistema de TV...
<ul><li>digitalização do vídeo e do áudio. </li></ul><ul><li>middleware responsável pela implementação de interatividade e...
Sistema Japonês: ISDB (Integrated Services Digital Broadcasting )
TV Digital: Padrão Brasileiro <ul><li>O Sistema de TV Digital Brasileiro deve ter seus requisitos e condições definidas de...
Estes atributos estão mapeados na proposta de Sistema de TV Digital Brasileiro apresentada na figura a seguir
TV Digital: Considerações finais Acesso à Internet Ensino à Distância Inclusão Digital Interatividade Mobilidade Portabili...
Os benefícios esperados do Programa Brasileiro de TVD são: <ul><li>Redução da dependência tecnológica  </li></ul><ul><li>I...
Para tanto, alguns pontos necessitam ainda ser definidos: <ul><li>Legislação e Regulamentação (concessões, serviços de tra...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

TV Analógica e Digital

10,781

Published on

Transcript of "TV Analógica e Digital"

  1. 1. TV Analógica
  2. 2. Transmissão dos jogos olímpicos de 1936 na Alemanha
  3. 3. História da comunicação eletrônica de imagens. <ul><li>1939 – Serviço regular de televisão em preto e branco nos Estados Unidos. </li></ul><ul><li>1952 – Serviço regular de televisão na Alemanha. </li></ul><ul><li>1954 – Introdução do sistema colorido de televisão NTSC nos Estados Unidos. </li></ul><ul><li>1967 – Introdução do sistema PAL de televisão colorida na Alemanha. </li></ul><ul><li>Década de 70 – Aparecimento do videocassete . </li></ul>
  4. 4. Visão panorâmica Informação Visual (LUZ) Receptor Processamento do Sinal Meio de Transmissão Sinal Elétrico Informação Visual Televisão  &quot;ver a distância&quot;.
  5. 5. Câmera Microfone Saída do Sinal de Áudio Saída do Sinal deVídeo Entrada do Sinal deVídeo Tubo de Imagem Saída de LUZ Saída de Som Saída do Sinal de Áudio Auto-falante Sinais de Vídeo e Áudio em Banda Base Pode ser injetada diretamente em alto-falante ou tubo de imagem, 20 Hz a 20 kHz DC a 4 MHz . <ul><li>Faixa de freqüências das variações dos sinais de vídeo e áudio </li></ul><ul><li>Não inclui a modulação </li></ul>
  6. 6. 62 ANOS -1953 - TV COLORIDA -1984 - Som Estéreo -1945- TV Preto & Branco Histórico da Transmissão de TV
  7. 7. Difusão  &quot; envio em todas as direções&quot;. Antena transmissora irradia ondas eletromagnéticas que podem ser captadas por antenas receptoras. Princípio de Transmissão Radiodifusão de Televisão Entrada de Som Microfone Amplificador de Aúdio Transmissor Sinal de Som Modulação FM Entrada de Luz Amplificador de Vídeo Transmissor Sinal deImagem Modulação AM Câmera Sinal de Som Circuitos de Som e Imagem Saída de Som Auto-falante Sinal de Vídeo para a Imagem Tubo de Imagem Saída de LUZ
  8. 8. Componentes do Sistema de Radiodifusão cabos de banda larga Satélite microondas Redes Nacionais
  9. 9. TV Digital
  10. 10. Necessidade de Compressão: grande quantidade de bits/s. <ul><li>Sinal de SDTV: </li></ul><ul><ul><ul><li>Resolução 720x576 pixels </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Mais de 400.000 pixels por quadro </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>30 quadros por segundo </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>24 bits por pixel </li></ul></ul></ul><ul><li>Aproximadamente  300 Mbps </li></ul><ul><li>Em um canal de TV (6 MHz)  20 Mbps </li></ul>
  11. 11. Padrões de Compressão de Vídeo <ul><li>MPEG – Moving Pictures Experts Group </li></ul><ul><li>MPEG 1 (1991) – 1,5 Mbit/s; 24-30 fps; armazenamento de vídeo em multimídia (CD-ROM). </li></ul><ul><li>MPEG 2 (1994) – otimizado para resolução de TV (704x480 pixels): NTSC, PAL, SECAM 4-8 Mbit/s; HDTV – 20 Mbit/s. </li></ul>
  12. 12. Compressão de vídeo: MPEG-2 <ul><li>Codificação intraframe e interframe. </li></ul><ul><li>Compressão intraframe (espacial): DCT (Discrete Cossine Transform)/Quantização/ Codificação de entropia; </li></ul><ul><li>Compressão interframe (temporal): Estimação/Compensação de movimento. </li></ul>
  13. 13. Compressão Intraframe: Transformada Discreta de Co-senos - DCT
  14. 14. Compressão intraframe – redundância espacial
  15. 15. Exemplo: Lena - 8bits/pixel (E) e 0,51 bits/pixel(D) - compactada .
  16. 16. Exemplo: Imagem interpolada a partir dos vetores de deslocamento .
  17. 17. Um sistema completo de televisão é composto por três componentes, representados na figura a seguir Antena e o receptor (Televisor) Sistema de recepção Transmissão das informações para o usuário final Radiodifusão (broadcast) Envolve entre outras, as atividades de produção (gravação de cenas), pós produção (edição e acabamento), transmissão de sinais entre diferentes setores da emissora ou entre um veículo e a base (reportagens externas) e armazenamento dos vídeos. Estúdio
  18. 18. O que é tv digital ? <ul><li>A digitalização da televisão representa muito mais que uma melhoria de imagem, a alta definição. Ela representa um novo meio de comunicação de massa, uma tecnologia que permite a convergência da TV com outras mídias. </li></ul>
  19. 19. Vantagens da TV Digital <ul><li>A TV Digital tem melhor qualidade de imagem e de som. </li></ul><ul><li>A imagem poderá ser mais larga que a atual (tela panorâmica), com maior grau de resolução (alta definição) e um som estéreo realisticamente envolvente (surround). </li></ul>
  20. 20. Vantagens da TV Digital <ul><li>A TV Digital poderá viabilizar a interatividade, possibilitando a obtenção de informações adicionais sobre a programação ou a participação em programas de auditório. </li></ul><ul><li>A TV Digital permite também uma melhor utilização do espectro de freqüências devido a maior imunidade dos sinais digitais a interferência, o que torna possível a utilização de canais adjacentes em uma mesma área geográfica. </li></ul>
  21. 21. O QUE ESPERAR DA TV DIGITAL <ul><li>Melhor Qualidade de Imagem e Som </li></ul><ul><li>Otimização do espectro </li></ul><ul><li>Interatividade  Novos Serviços </li></ul><ul><ul><li>Governo Eletrônico </li></ul></ul><ul><ul><li>Comércio Eletrônico </li></ul></ul><ul><ul><li>Educação </li></ul></ul><ul><ul><li>Saúde </li></ul></ul><ul><ul><li>Entretenimentos interativos (jogos, ...) </li></ul></ul><ul><li>Mobilidade e Portabilidade </li></ul><ul><li>Convergência de Mídias </li></ul><ul><li>Inclusão Social </li></ul>
  22. 22. Evolução da digitalização em TV Analógico Analógico Meio de transmissão Analógico Estúdio Analógico Passado Analógico
  23. 23. Evolução da digitalização em TV Analógico Meio de transmissão Analógico Atual Analógico Analógico Analógico Digital Analógico Digital Estúdio
  24. 24. Analógico Analógico Digital Meios de transmissão Transição Set-top-box: unidade receptora decodificadora — URD Evolução da digitalização em TV Analógico Analógico Digital Analógico Digital Analógico Estúdio
  25. 25. Evolução da digitalização em TV O que é a TV Digital? Digital Analógico Meio de transmissão Analógico Digital Estúdio Set-top-box: unidade receptora decodificadora — URD monitor integrado Digital Futuro
  26. 26. Tv Interativa Evolução da digitalização em TV Digital Analógico Meio de transmissão Analógico Digital Estúdio CANAL DE RETORNO (INTERATIVIDADE) Digital DESAFIO
  27. 27. Convergência de Serviços
  28. 28. Fases do projeto para o Sistema Brasileiro de TV Digital <ul><li>REQUISITOS: </li></ul><ul><li>Universalização; </li></ul><ul><li>Interoperabilidade; </li></ul><ul><li>Usabilidade; </li></ul><ul><li>Uso social: Inclusão Digital  Inclusão Social </li></ul><ul><li>Fase I: Apoio à Decisão </li></ul><ul><li>Fase II: Desenvolvimento </li></ul><ul><li>Fase III: Implantação </li></ul>
  29. 29. Objetivos da Fase I <ul><li>Uma missão determinada pelo Decreto 4.901 / 2003 </li></ul><ul><li>Modelo de Referência para a TV digital no Brasil </li></ul><ul><li>Estudos de viabilidade técnico-econômicas das tecnologias e soluções consideradas. </li></ul><ul><li>Subsidiar o Governo Federal na decisão sobre o modelo a ser adotado para a TVD terrestre. </li></ul><ul><li>Disponibilizar o conhecimento gerado para os diversos agentes envolvidos: Governo, emissoras, indústrias, empresas de software e de serviços. </li></ul>
  30. 30. Objetivos do Modelo de Referência <ul><li>Modelos de exploração de serviços e de tecnologias que darão suporte à plataforma de TV Digital no país. </li></ul><ul><li>Modelos de implantação , incluindo o plano de transição da TV Analógica para a Digital. </li></ul><ul><li>Apoio à decisão . </li></ul>
  31. 31. Aspectos a considerar no Modelo de Referência <ul><li>Aspectos Tecnológicos : Especificações Técnicas do Sistema de TVD Terrestre, Serviços e Aplicações </li></ul><ul><li>Aspectos Econômicos : Cadeia de Valor, Modelos de Negócio... </li></ul><ul><li>Aspectos Sociais : Cultura Digital, fruição dos serviços interativos, necessidades de formação de recursos... </li></ul><ul><li>Aspectos Regulatórios : Leis, Decretos, Política de outorgas e modelo de transição, regulamentos, canalização... </li></ul><ul><li>Aspectos Industriais : Custos, prazos, impactos, roteiros de implementação... </li></ul>
  32. 32. <ul><li>digitalização do vídeo e do áudio. </li></ul><ul><li>middleware responsável pela implementação de interatividade e novos serviços </li></ul><ul><li>multiplexação e transmissão de sinais (modulação). </li></ul>TV Digital: Padrões
  33. 33. Sistema Japonês: ISDB (Integrated Services Digital Broadcasting )
  34. 34. TV Digital: Padrão Brasileiro <ul><li>O Sistema de TV Digital Brasileiro deve ter seus requisitos e condições definidas de modo a que ele seja um meio para atender as necessidades específicas da nossa sociedade. Os atributos básicos deste sistema devem ser: </li></ul><ul><ul><ul><li>Baixo custo e robustez na recepção (classes C, D e E) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Flexibilidade e capacidade de evolução (classes A e B) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Interatividade e novos serviços (inclusão digital) </li></ul></ul></ul>
  35. 35. Estes atributos estão mapeados na proposta de Sistema de TV Digital Brasileiro apresentada na figura a seguir
  36. 36. TV Digital: Considerações finais Acesso à Internet Ensino à Distância Inclusão Digital Interatividade Mobilidade Portabilidade Novos serviços: SMS, T-commerce, T-banking, Jogos Novos Modelos de Negócios Novos atores, nova cadeia de valores Novos Negócios
  37. 37. Os benefícios esperados do Programa Brasileiro de TVD são: <ul><li>Redução da dependência tecnológica </li></ul><ul><li>Incentivo à produção de softwares e conteúdo regional e local, novas oportunidades de negócio </li></ul><ul><li>Promoção da Cultura Digital </li></ul><ul><li>Inserção mais efetiva da C&T brasileira nos consórcios Internacionais </li></ul><ul><li>Melhor capacidade de articulação e negociação </li></ul>
  38. 38. Para tanto, alguns pontos necessitam ainda ser definidos: <ul><li>Legislação e Regulamentação (concessões, serviços de transmissão de dados) </li></ul><ul><li>Modelo de Programação e de Serviços Associados (HDTV, SDTV, Governo Eletrônico, ...) </li></ul><ul><li>Modelo de Implantação/Transição (TV analógica: até quando? Custos) </li></ul><ul><li>Modelo Econômico Sustentável (propaganda, comércio pela TVD, transmissão de dados) </li></ul>
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×