OMS UnB 02_2012 - Aula 04
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

OMS UnB 02_2012 - Aula 04

on

  • 2,309 views

A atualização do conteúdo é realizada semestralmente! Procure pelo conteúdo do mais atual em: www.slideshare.net/eullerbarros/ ...

A atualização do conteúdo é realizada semestralmente! Procure pelo conteúdo do mais atual em: www.slideshare.net/eullerbarros/

Aula 04 da Disciplina Organização, Métodos e Sistemas ministrada pelo Professor Euller Barros na Universidade de Brasília - UnB.

Conteúdo da Aula: Organograma, Funcionograma, Tipos de Estrutura e Departamentalização.

Statistics

Views

Total Views
2,309
Views on SlideShare
2,309
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
125
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

OMS UnB 02_2012 - Aula 04 OMS UnB 02_2012 - Aula 04 Presentation Transcript

  • ORGANIZAÇÃO, MÉTODOS ESISTEMAS – 02/2012AULA 04Professor Euller Barros
  • Cumbuca!• O Sorteado deverá apresentar, de forma resumida, o conteúdo ministrado na aula anterior;• Caso o sorteado não esteja presente, será realizado novo sorteio até que algum aluno presente seja sorteado;
  • REVISÃO – AULA 03• Organizações e Estrutura • Conceito • Organização Formal x Organização Informal • Evolução das Organizações • Níveis de Desempenho
  • Estrutura Organizacional “Estrutura Organizacional é o instrumento administrativo resultante da identificação, análise, ordenação e agrupamento das atividades e dos recursos das empresas, incluindo o estabelecimento dos níveis de alçada e dos processos decisórios, visando o alcance dos objetivos estabelecidos pelos planejamentos das empresa.” (OLIVEIRA, 2007)Fonte: OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de. Sistemas, organização e métodos: uma abordagem gerencial. 17ª Ed. São Paulo:Atlas, 2007.
  • Organização Formal x Organização Informal •Estrutura Formal “É aquela deliberadamente planejada e formalmente representada, em alguns de seus aspectos, pelo organograma.” •Estrutura Informal “É a rede de relações sociais e pessoais que não é estabelecida ou requerida pela estrutura formal. Surge da interação social das pessoas, o que significa que se desenvolve, espontaneamente, quando as pessoas se reúnem. Portanto, apresenta relações que, usualmente, não aparecem no organograma.”Fonte: OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças de. Sistemas, organização e métodos: uma abordagem gerencial. 17ª Ed. São Paulo:Atlas, 2007.
  • Evolução das Organizações• Em busca de uma maior efetividade, as organizações tem evoluído e possuem as seguintes modelagens: • Tradicional • Moderna • Contemporânea / Pós-Moderna Fonte: CURY, Antonio. Organização e métodos: uma visão holística. 8ª Ed. São Paulo: Atlas, 2012
  • Os Três Níveis De Desempenho 1. Nível da Organização 2. Nível do Processo 3. Nível do Trabalho
  • AGENDA – AULA 04• Representações Gráficas • Organograma • Funcionograma• Departamentalização e Descentralização • Tipos de Estrutura
  • AGENDA – AULA 04• Representações Gráficas • Organograma • Funcionograma• Departamentalização e Descentralização • Tipos de Estrutura
  • OrganogramaConceito:• “Representação gráfica e abreviada da estrutura da organização” (CURY, 2012)O organograma visa representar:• os órgãos componentes da empresa;• as relações de interdependência entre os órgãos;• os níveis administrativos que compões a organização ;• a via hierárquica. Fonte: CURY, Antonio. Organização e métodos: uma visão holística. 8ª Ed. São Paulo: Atlas, 2012
  • Organograma – Tradicional/Clássico
  • Significado dos componentes Linhas de comunicaçãoAutoridade e hierarquia (cadeia de comando) Unidades de trabalho (cargos e departamentos) Divisão horizontal do trabalho
  • Organograma - Circular ou Radial
  • Organograma Circular – Características• Pouco utilizado• Suaviza a apresentação da estrutura• Economiza espaço• A autoridade é representada do centro para a periferia• As linhas de autoridade ficam difíceis de serem identificadas – Reduz conflitos entre superiores e subordinados – Exemplos de organizações: hospitais, universidades (área acadêmica)• Representação de estruturas mais complexas torna-se difícil• Representação de muitos níveis hierárquicos torna-se difícil – Pode utilizar letras e números para simplificar – Necessita de legendas
  • Organograma - Em Barras 15São representados por intermédio de longos retângulos a partir de uma basevertical, onde o tamanho do retângulo é diretamente proporcional àimportância da Autoridade que o representa.
  • Organograma - Radial• Radial (Solar ou Circular) 16 O seu objetivo é mostrar o macro sistema das empresas componentes de um grande grupo empresarial.
  • FuncionogramaConceito:• “Gráfico de Organização tendo como finalidade principal o detalhamento das atividades/tarefas que compõem uma função, da qual se originou um órgão no organograma.” (CURY, 2012) Fonte: CURY, Antonio. Organização e métodos: uma visão holística. 8ª Ed. São Paulo: Atlas, 2012
  • Funcionograma - Exemplo
  • AGENDA – AULA 04• Representações Gráficas • Organograma • Funcionograma• Departamentalização e Descentralização • Tipos de Estrutura
  • Fatores Externos (Ambiente)• Devem ser levados em consideração durante a escolha e definição da estrutura que será adotada pela organização
  • TIPOS BÁSICOS DE ESTRUTURASORGANIZACIONAISPor função Estruturada em função dos trabalhos especializados a serem executados.Divisional Estruturada em função dos resultados finais a serem obtidos, tais como: produto, mercado a servir, geografia, classe de cliente, tipo de projeto.Especial Estruturas matriciais, estruturas em rede e estrutura celular.
  • ESTRUTURA POR FUNÇÃO Presidência Assessoria Diretoria de Diretoria Diretoria de Diretoria de Marketing Financeira Produção Administração
  • ESTRUTURA POR FUNÇÃOQuando Utilizar: • Quando a empresa está começando ou é de pequeno porte • Quando o mercado para o produto é pequeno • Quando há poucos locais de produção e existe um padrão simples de marketing • Quando os principais concorrentes permanecem com Estrutura FuncionalVantagens: • Permite a hierarquia das habilidades • Facilita a especialização / Simplifica a coordenaçãoDesvantagens: • Incentiva a centralização • Atrasa a tomada de decisões • Contribui para a perda nas comunicações
  • ESTRUTURA POR FUNÇÃOEstruturada em função dos resultados finais a serem obtidos, tais como:produto, mercado a servir, geografia, classe de cliente, tipo de projeto. Principais Tipos: Geográfica: É aquela que leva em conta as condições econômicas, sociais e políticas diferentes, em cada uma das áreas operadas pela organização. Por Produto: É aquela em que agrupamento da organização é feito de acordo com as atividades relativas a cada um dos produtos e serviços da mesma. Por Cliente: É aquela em que a estrutura da organização é definida e orientada em função das características e necessidades de cada grupo de clientes (segmentos).
  • ESTRUTURA DIVISIONAL GEOGRÁFICA Presidência Assessores Diretoria do Diretoria do Diretoria do Diretoria Norte Sul Interior Administração Vendas Marketing Pessoal Operações
  • ESTRUTURA DIVISIONALGEOGRÁFICAQuando Utilizar: • Onde pode-se auferir economia de transporte (cimento, areia, etc.) • Onde existe um tipo especial de mercadoVantagens: • Permite a companhia considerar diferentes condições econômicas, sociais e políticas, em todas as áreas geográficas atendidas e ainda combinar com as vantagens encontradas na divisionalização por produtosDesvantagens: • Custos maiores • Carência de gerentes habilitados
  • Exemplo – Divisional Geográfica
  • ESTRUTURA DIVISIONAL POR PRODUTO Presidência Assessores Diretoria de Diretoria de Produtos Operações Gerencia do Gerencia do Gerencia do Produto A Produto B Produto C Vendas Marketing Propaganda
  • ESTRUTURA DIVISIONAL PORPRODUTOQuando Utilizar: • Utilizada em empresas que possuem um número maior de produtos e serviços com características diversas.Vantagens: • Facilita a coordenação dos resultados esperados dos produtos, pois transforma cada grupo de produtos numa unidade estratégica de negócios; • Apresenta maior flexibilidade, uma vez que o enfoque da empresa é predominantemente sobre os produtos e não sobre sua estrutura; • Propicia condições favoráveis à inovação e criatividade.Desvantagens: • Pode apresentar custos mais elevados em função da existência de duplicidade de atividades nas diversas linhas de produtos; • Pode gerar instabilidade organizacional caso haja constante variação nos produtos e serviços da organização.
  • Exemplo – Divisional por Produto
  • ESTRUTURA DIVISIONAL POR CLIENTE Presidência Assessores Diretoria Diretoria Diretoria Diretoria Varejo Atacado Indústrias Administração Vendas Marketing Pessoal Operações
  • ESTRUTURA ESPECIAL MATRICIALQuando Utilizar: • Utilizada em organizações que apresentam grande número de clientes com características diversas entre si, mas agrupáveis em seu conjunto.Vantagens: • Propicia maior agilidade no atendimento das demandas dos clientes; • É flexível uma vez que se orienta em função de seus clientes e não de sua estrutura.Desvantagens: • A exemplo da estruturação por produto, pode apresentar custos mais elevados em função da duplicação de atividades nas unidades que atendem a cada segmento; • Maior dificuldade no estabelecimento de políticas e padrões corporativos; • Pode gerar instabilidade na organização caso haja variação freqüente nos segmentos de clientes.
  • ESTRUTURA ESPECIAL MATRICIAL Presidência Assessores Diretoria de Diretoria de Diretoria de Engenharia Operações Contratos Gerencia do Engenheiro A Operador A Especialista A Projeto A Gerencia do Engenheiro B Operador B Especialista B Projeto B Engenheiro A Gerencia do Engenheiro C Operador C Especialista C Projeto C
  • ESTRUTURA ESPECIAL MATRICIALQuando Utilizar: • Quando for necessário compatibilizar agilidade com especialização. Corresponde à forma de organização que funde dois ou mais tipos de departamentalização.Vantagens: • Permite melhor cumprimento dos prazos e orçamentos; Permite a coordenação de equipes de forma mais adequada e coerente; • Possibilita maior aprimoramento técnico das equipes de trabalho.Desvantagens: • A exemplo da estruturação por produto, pode apresentar custos mais elevados em função da duplicação de atividades nas unidades que atendem a cada segmento; • Maior dificuldade no estabelecimento de políticas e padrões corporativos; • Pode gerar instabilidade na organização caso haja variação freqüente nos segmentos de clientes.
  • ESTRUTURA ESPECIAL EM REDE
  • ESTRUTURA ESPECIAL EM REDE• Quando Utilizar: • Quando não há o conceito de processos, e pouca ou nenhuma repetibilidade naquilo que é praticado. São empresas cujo produto principal são projetos (desenvolvimento de softwares, consultoria, etc...) Vantagens: • Profissionais agrupados sob demanda e de acordo com suas especialidades; • Hierarquia dada pelo contexto; • Poucas variações de cargos; • Evolução profissional em todas as direções, não necessariamente configurando-se uma disputa.• Desvantagens: • Caso a empresa não esteja preparada para minimizar os conflitos ou administrá-los de forma eficiente, poderá gerar atrasos no desenvolvimento das atividades da empresa.
  • Próxima Aula• Departamentalização e Descentralização • Autoridade x Responsabilidade • Linha x Assessoria • Amplitude de Comando• Configurações das Organizações de Mintzberg