Your SlideShare is downloading. ×
0
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Amisha   ap sebrae-endeavor
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Amisha ap sebrae-endeavor

268

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
268
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Pesquisa e Políticas Públicas
  • 2. Endeavor MundialPromove empreendedorismo de alto impacto e o desenvolvimento econômico de países emergentes 14 PAÍSES 6 ESTADOS NO BR
  • 3. No BrasilATRAVES DE PARA MILHARES DEEXEMPLOS EMPREENDEDORES
  • 4. Empreendedores EndeavorCOMPANIES EMPRESAS CRESCIMENTO 40 % ANO EMPREGOS
  • 5. SELECIONAR POTENCIALIZAR MULTIPLICAR
  • 6. Usando exemplos
  • 7. O que vamos ver? “Estatísticas deEmpreendedorismo Pesquisas Empreendedorismo no Brasil Endeavor 2010” 7
  • 8. O que vamos ver? “Estatísticas deEmpreendedorismo Pesquisas Empreendedorismo no Brasil Endeavor 2010” 8
  • 9. Empreendedorismo no Brasil: o que nós já sabemos Empreendedorismo Empreendedores de no Brasil está num alto crescimento tem período de mais impacto! crescimento Falta sonho grande para os Falta inovação nos empreendedores negócios brasileiros brasileiros Os brasileiros não O ecossistema de tem as capacidades apoio existe mas é para criar e gerenciar desarticulado um negócio saudável 9
  • 10. O Empreendedorismo no Brasil está em período de crescimento 4 MM de 26% dos adultos empresas pretendem abrir um negócio IBGE (Media GEM 2000-2010) 14% dos 12º país adultos estão(em 54) no ranking começando um do GEM negócio Brasil é um (TEA do GEM 2011) país empreendedor 10
  • 11. O Empreendedorismo no Brasil está em período de crescimentoEu gostaria de me ver como um 60,0%empreendedorMuitas vezes penso em me tornar um 47,6%empreendedor Fonte: Empreendedorismo nas Universidades Brasileiras, Endeavor Empreender é o maior sonho da vida de 4% dos jovens! (mais do que qualquer outra profissão, como ser médico, advogado, etc.) 11
  • 12. Empreendedores de alto crescimento tem mais impacto, mas são raros EMPREGOS RENDA EAC / Total EAC / Total 18,3% 17,9% 57,4% 16,7% 1,7% 1,7% % geração de % valor adicionado % de negocios % empresas % p.o.a. % pessoal ocupado % geracao de % % empresas de negocios % de receita % receita % de V.A. novos postos de (relação com PIB) assalariados ocupacao trabalho Fonte: Estatísticas de Empreendedorismo, Endeavor e IBGE30.954 empresas (1,7% do total) crescem mais de 20% ao ano por 3 anos consecutivos. Juntas, elas geram 57% dos novos postos de trabalho – 2,7 milhões de empregos!
  • 13. Falta sonho grande para os empreendedores brasileiros Fonte: Global Entrepreneurship MonitorComparando o Brasil com BRICS, México, Chile e Argentina, nossos empreendedores tem a segunda pior expectativa de alto crescimento - GEM 13
  • 14. Falta inovação nos negócios brasileiros Fonte: Global Entrepreneurship Monitor Fonte: Pesquisa EndeavorNa pesquisa quali de Cultura (Endeavor), empreendedores não citam inovação como uma das coisas mais importantes para o negócio dar certo 14
  • 15. Os brasileiros não tem as capacidades para criar e gerenciar um negócio saudávelAs 3 principais razões para uma empresa fechar estão relacionadas à falta de habilidades de planejamento de negócios, competências de gestão e comportamento GEM Educação 2010 Fonte: Global Entrepreneurship Monitor, Special Report on Education Fonte: Pesquisa Endeavor “As publicações que tentam falar de empreendedorismo deixam a desejar, de uma forma geral” 15
  • 16. O Ecossistema de apoio existe mas é desarticulado “Eu me sinto o pequeno empresário muito abandonado, semincentivo. É, você parece estar ali sozinha (no teu negócio)” 16
  • 17. O que vamos ver? “Estatísticas deEmpreendedorismo Pesquisas Empreendedorismo no Brasil Endeavor 2010” 17
  • 18. O que vamos ver? “Estatísticas deEmpreendedorismo Pesquisas Empreendedorismo no Brasil Endeavor 2010” 18
  • 19. Pesquisa e Políticas Públicas – objetivo Empreendedores têm um impacto social e econômico? Como o Brasil se RESPONDER Cultura empreendedoracompara ao resto do mundo? ÀS está mudando no Brasil? PERGUNTAS Brasileiros têm as habilidades necessárias para ser um empreendedor de sucesso? 19
  • 20. Principais PesquisasPesquisa Estatísticas de Empreendedorismo 2010 ( Endeavor + IBGE – 2ºrelatório): entender se empresas de alto crescimento têm impactosignificativo na economia assim como o que ocorre nos países da OCDE. 1Pesquisa Cultura Empreendedora: analisar opiniões da população sobreempreendedorismo e definir perfil do empreendedor brasileiro 2Pesquisa Empreendedorismo nas Universidades: estudar impacto do ensinoempreendedor para os estudantes e nas instituições de ensino 3Relatório Empreendedores inovadores: sobre diferencias entre gênero,atitudes, capacidades dos empreendedores e inovação e performance dosnegócios (Endeavor – UNCTAD) 4 20
  • 21. Pesquisa e Políticas Públicas – Indicadores/objetivos 3 2 1 Ambiente Mercado Performance Inovação Educação Regulatório Índice de Acesso à Gastos das empresas Percepção sobre o Atividade obrigações empréstimos Proporção da empreendedorismo empreendedora em pesquisa e para exportar FEM população com (como carreira) - total desenvolvimento - e importar - ensino superior GEM (TEA) - GEM FEM BM completo - OCDE Possibilidade Gastos do ensino % da população % da população Proporção de Entrada de de obter superior em que fez cursos de com intenção de empresas de trabalhadores Venture pesquisa e abertura de um empreender - alto estrangeiros - Capital - FEM desenvolvimento negócio – GEM GEM crescimento - FEM - FEM 2008 OCDE Índice de Rating % da população Número de regulações Índice de Número de Ética internacional de que vê novasexigidas pelo colaboração entre programas de corporativa - crédito oportunidades empresas - governo - (Institutional Investor universidades e empreendedorismo MTE para empreender - OCDE FEM Ranking Magazine) empresas - FEM em escolas GEM secundárias – Junior Achievement Índice de Universidades e Primeiro e de novas Número Proteção à Riscos de dificuldade estudantes Pesquisa nacional empresas SGEUNDO investidores - Qualidade empreenderem contratar brasileiros e sobre cultura relatórios menos com pelo BM das consideradosmão de obra - empreendedorismo empreendedora no um empregado - nacionaisl sobre escolas de pela BM (Endeavor, The Brasil (IBOPE, - OCDE empresas de alto negócios - população Entrepreneuship Harvard, Endeavor) WVS crescimento (IBGE- FEM Education Project) Endeavor) Índice de direitos de 4 propriedade Relatório sobre empreendedores inovadores e diferencias entre gênero em atitudes, capacidades, inovação eintelectuais - performance dos negócios (Endeavor – UNCTAD) WEF Empreendedores Endeavor – como casos e fonte de micro dados 21
  • 22. O que vamos ver? “Estatísticas deEmpreendedorismo Pesquisas Empreendedorismo no Brasil Endeavor 2010” 22
  • 23. O que vamos ver? “Estatísticas deEmpreendedorismo Pesquisas Empreendedorismo no Brasil Endeavor 2010” 23
  • 24. Evolução da publicação • Número de EACs: setor, região e porte • Pessoal ocupado assalariadoLançamento:20 • Produtividade do pessoal 11 • Receita líquida ( 2008) • Valor adicionado bruto • Análise por setor O que há de novo: Lançamento • O que aconteceu com as EAC 2008 2012 • EAC total contínuo (2009- (2009-2010) • Ex EAC total • EAC orgânico • Detalhamento por idade • Gênero e nível de escolaridade do pessoal ocupado assalariado 24
  • 25. Metodologia - Conceitos Indivíduo que tenciona gerar valor através da criação ou expansão da Empreendedor atividade econômica, pela identificação e exploração de novos produtos, processos ou mercados* Ação humana de empreender em Atividade busca da geração de valor através da criação ou expansão da atividade econômica, pela identificação eEmpreendedora exploração de novos processos e mercados* produtos, Fenômeno associado à atividadeEmpreendedorismo empreendedora* * Fonte: OCDE 25
  • 26. Metodologia - Mensuração Empreendedorismo Empreendedor Atividade Empreendedora • Empresa• Indivíduo • Cadastros• Pesquisas domiciliares • Pesquisas econômicas• Esforço para empreender • Capacidade de modificar a economia 26
  • 27. Metodologia - Mensuração Empreendedorismo Empreendedor Atividade Empreendedora • Empresa• Indivíduo • Cadastros• Pesquisas domiciliares • Pesquisas econômicas• Esforço para empreender • Capacidade de modificar a economia 27
  • 28. Metodologia – Bases e Âmbitos Pesquisas Econômicas: CEMPRE: Indústria (PIA) Cadastro Central Construção (PAIC) Comércio (PAC) de Empresas Serviços (PAS)• Número de Empresas• Pessoal Ocupado Assalariado • Receita Líquida• Salário • Valor Adicionado• Maturidade • Produtividade• Unidades Locais 28
  • 29. Metodologia – ConceitosEmpresa de Alto Crescimento (EAC) - apresenta crescimento médio dopessoal ocupado assalariado de pelo menos 20% ao ano, por um período detrês anos, e têm pelo menos 10 pessoas ocupadas assalariadas no ano inicialde observaçãoEmpresa de Alto Crescimento Orgânico - tem seu aumento no número depessoal ocupado assalariado em função de novas contratações no período deobservaçãoEmpresa de Alto Crescimento Externo aumentaram o número de pessoal Externo-ocupado assalariado no período em decorrência de mudanças estruturais:cisão, fusão ou incorporação.Empresa de Alto Crescimento Total - soma do universo de EAC orgânico eEAC externoEmpresa de Alto Crescimento Total Contínuo - empresas que tiveramcrescimento do número de pessoal ocupado assalariado de pelo menos 20%ao ano por um período ininterrupto, desde o ano inicial de observação.Empresas Gazelas - que representam um subconjunto de alto crescimento,formado por empresas pelas mais jovens. 29
  • 30. Metodologia – Conceitos Gazelas Empresas de Alto Crescimento Orgânico Empresas de Alto Crescimento Continuo 30
  • 31. Principais ResultadosEACs criaram mais que 50% dos novos postos detrabalho assalariadosEmpresas jovens crescem mais depois do períodode start-upAlguns setores / regiões são muito importantesMuitas empresas não podem sustentar seu altocrescimentoEACs pagam salários abaixo da média do mercadoaos seus funcionários 31
  • 32. As EACs foram responsáveis por gerar mais da metade dos postos de trabalho assalariados do Brasil de 2007 a 2010* 5.444.943 58,4% 50,3% 3.181.752 2.740.601 2.125.099 1,6% 1,5% 33.320 32.863 Empresas ativas com 1 ou mais pessoas Empresas de Alto Crescimento Empresas de Alto Crescimento ocupadas assalariadas Total Orgânico Número de empresas Ocupações geradas de 2007 a 2010 *base: empresas ativas com uma ou mais pessoas ocupadas assalariadas 32
  • 33. Geração de Postos de Trabalho – Porte das EACs orgânico EAC total EAC orgânico 33.320 (1,6%) 32.863 (1,5%) 5,3% pequenas 15,2% médias 58,4% 3,2 mi 29,8% grandes 33
  • 34. Geração de Postos de Trabalho – Comparação internacional EAC total (1,6%) EAC total (1,5%) 33,1% 58,4% 34
  • 35. Empresas jovens crescem mais depois do período de start-up 35
  • 36. Setores e regiões de maior relevância:Valor adicionado EACs orgânicas: Representatividade: construção Valor Adicionado Bruto Médio: telecomunicaçõesReceita Líquida EACs orgânicas: Representatividade: construção Distribuição: comércioGeração de ocupações EACs orgânicas: Números absolutos: indústria de transformação Crescimento 2007-2010: Administração Pública, Defesa e Seguridade Social 36
  • 37. Setores e regiões de maior relevância:EACs crescimento contínuo ( dentro deste segmento): indústria de transformaçãoGazelas: atividades administrativas e serviços complementaresRegião: Pessoal ocupado: Nordeste Unidades Locais de EACs: Sul e Sudeste Pessoas ocupadas por unidade local: Sudeste 37
  • 38. Regiões – taxas de unidades locais e pessoal ocupado - EACs Gráfico 18 - Taxas de unidades locais e de pessoal ocupado assalariado das EAC orgânico segundo as Grandes Regiões - 201090,080,0 77 6970,0 64 5860,0 52,9 49,6 4850,040,030,0 19,7 20,320,0 16,7 14,9 8,2 7,310,0 5,2 5,2 0,0 Norte Nordeste Sudeste Sul Centro-Oeste Número de Unidades Locais das EAC orgânico Pessoal ocupado assalariado nas Unidades Locais das EAC orgânico Média de pessoal ocupado assalariado por Unidade Local das EAC orgânico 38
  • 39. Muitas empresas não podem sustentar seu alto crescimento Representatividade em 2008% 5.445 17,6% 25.509 82,4% EAC não total contínuo EAC total contínuo 2010 39
  • 40. Variação Pessoal Ocupado – “Ex EACs” Variação do pesso al o cupado assalariado nas empresas que deixaram de ser P o rte das empresas classificadas co mo alto crescimento em 201 (%) 0 2005/2006 2006/2007 2007/2008 2008/2009 2009/2010 T o tal 7 2 ,7 19 ,8 2 0 ,0 ( - ) 2 0 ,3 7 ,3P equenas 42,3 30,1 20,7 (-) 14,5 3,0M édias 58,6 42,3 20,7 (-) 14,0 0,6Grandes 60,4 44,6 22,3 (-) 9,6 (-) 0,2 40
  • 41. Pesquisa e Políticas Públicas

×