Your SlideShare is downloading. ×
Bases da investigação científica
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Bases da investigação científica

2,057
views

Published on

Monitoria de Bases da Iniciação Científica para alunos ingressantes do curso de Medicina da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).

Monitoria de Bases da Iniciação Científica para alunos ingressantes do curso de Medicina da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).

Published in: Education

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,057
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
157
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Bases da Investigação Científica Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina Monitoras: Esther Botelho – 4º Período Mariana Santos – 5º Período
  • 2. Pra que serve a Iniciação Científica? Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina Ementa da disciplina de IC I: “Fornecer os conhecimentos básicos da metodologia científica mediante o aprendizado de modelos de pesquisa médica e de informática, como instrumento de processamento e busca de informações”.
  • 3. Conceitos Importantes Pensamento logico: Comprovação de observações de fenômenos com intuito de identificar relações de causa e efeito com objetividade em seu pensamento; Trabalho cientifico: Demonstra, através de argumentos, uma tese que é solução para um problema. A apresentação dos fatos é o principal mecanismo de argumentação científica. Hipótese: “ A hipótese é uma proposição antecipatória à comprovação de uma realidade existencial. É uma espécie de pressuposição que antecede a constatação dos fatos. Por isso se diz também que as hipóteses de trabalho são formulações provisórias do que se procura conhecer e, em conseqüência, são supostas respostas para o problema ou assunto da pesquisa.” (Trujillo). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina
  • 4. Conceitos Importantes Importância das Hipóteses: • São instrumentos de trabalho da teoria, pois novas hipóteses podem dela ser deduzidas. • Podem ser testadas e julgadas como provavelmente verdadeiras ou falsas. • Dirigem a investigação indicando ao investigado o que procurar ou pesquisar Tese: Caracteriza-se como um estudo teórico que aborda um único tema, o qual exige pesquisa própria da área científica em que se situa, com os instrumentos metodológicos específicos. Procura colocar e solucionar um problema (questão que foi investigada), fundamentado na evidência dos fatos e na coerência da análise dos dados observados. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina
  • 5. Conceitos Importantes Teoria: É o nome das verdades científicas, obtidas através do processo operacional denominado método científico. “Teorias Científicas são capazes de gerar inferências que são, em princípio, refutáveis por referência ao mundo real.” (K. Popper) Ciência: “Caracteriza-se pelo conhecimento racional, sistemático, exato, verificável e por conseguinte, falível”. (Lakatos, 1991) “A Ciência é todo um conjunto de atitudes e atividades racionais, dirigidas ao sistemático conhecimento com objeto limitado, capaz de ser submetido à verificação”. (Trujillo, 1974) Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina
  • 6. Conceitos Importantes Ciências formais: estudam as idéias. Ex: Lógica, matemática Ciências factuais: Tratam de objetos e processo. -Naturais: Biologia, Química, Física -Sociais: Sociologia, Direito, Economia Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina
  • 7. Elementos Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina Sujeito – Investigador Objeto – Tema Meio – Metodologia adequada (técnicas e meios) Fim – Solução, conclusão
  • 8. Características Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina 1. Necessidade de método de trabalho (metodologia) 2. Compara as observações 3. Evidencia as diferenças e semelhanças 4. As observações são limitadas (devido à tecnologia disponível, ao tamanho da amostra, etc) 5. As conclusões científicas são inevitavelmente probabilidades, jamais certezas
  • 9. Características Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina 1. Necessidade de método de trabalho (metodologia) 2. Compara as observações 3. Evidencia as diferenças e semelhanças 4. As observações são limitadas (devido à tecnologia disponível, ao tamanho da amostra, etc) 5. As conclusões científicas são inevitavelmente probabilidades, jamais certezas
  • 10. Tipos de Conhecimento Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina Científico Racional, objetivo, factual, claro e preciso, comunicável, verificável, mutável, falível, depende da investigação metódica e é aproximadamente exato. Foi verificado por meio do método Científico. Vulgar ou Intuitivo Ametódico, assistemático, superficial, valorativo (baseado em valores), falível e inexato. Filosófico Baseado em perguntas, inverificável, busca a lógica e a objetividade, infalível e exato.
  • 11. Tipos de Conhecimento Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina
  • 12. Classificações Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina 1. Pela Natureza: a) Original: assunto inédito ou foco inédito; gera novas descobertas b) Revisão: fundamenta-se em outros trabalhos para tirar conclusões; c) Atualização: busca os trabalhos mais recentes na área para unificar as últimas descobertas. 2. Pelo Objeto de Estudo: a) Bibliográfica: trabalha-se com documentos, artigos, etc. Pode ser independente ou a fase inicial de um estudo b) Laboratorial: pesquisador possui ambiente controlado para os experimentos. c) De campo: não se reproduz ou produz fenômenos. Usado para coletar dados. 3. Pelos Objetivos: a) Exploratória: independente da pesquisa é sempre o primeiro passo. Visa basicamente buscar conhecimentos pré-existentes e analisá-los ou verificá-los. b) Descritiva: observa-se os dados, registra-os e analisa-os sem interferir com a pesquisa. c) Explicativa: não só analisa dados e os registra como também busca identificar e explicar suas causas.
  • 13. Classificações Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina 4. Procedimentos Técnicos: a) Bibliográfica: usa material escrito. b) Documental: Relaciona se com a bibliográfica porém aqui são usados documentos oficiais e pessoais (ex: certidões de nascimento, fotos, correspondência, etc) c) Experimental: envolve a tentativa de reproduzir um fato ou fenômeno em ambiente controlado. a) Pesquisa ex post fato: literalmente “a partir de depois do fato”. Após o fato ou fenômeno ter ocorrido, tenta-se explicá-lo ou entendê-lo. d) Levantamento (Survey): busca se dados com a população de interesse. Ex: pesquisa de opinião, de motivação, etc. Os dados então são tabulados e analisados estatisticamente. (FONTE) e) Estudo de Caso: estuda-se detalhadamente um caso especifico de determinado objeto. f) Pesquisa (observação) participante: o pesquisador se envolve diretamente no fato observado para obter informações sobre a realidades dos participantes em seus próprios contextos.
  • 14. Tipos de Investigação (Métodos de Abordagem) Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina Dedutivo Tira a partir de (do maior para o menor/do geral para o particular) (premissa maior) (premissa menor) (conclusão) (Racionalista: Descartes, Spinoza, Leibniz) Indutivo Parte de e chega a (do menor para o maior/do particular para o geral) (Empiristas: Bacon, Hobbes, Locke, Hume) Dialético Tenta chegar a uma solução por meio de .
  • 15. Tipos de Investigação (Métodos de Abordagem) Dedutivos  Se todas as premissas são verdadeiras, a conclusão deve ser verdadeira;  Toda a informação ou conteúdo factual da conclusão já estava, pelo menos implicitamente, nas premissas. Indutivos  Se todas as premissas são verdadeiras, a conclusão é provavelmente verdadeira, mas não necessariamente verdadeira.  A conclusão encerra informação que não estava, nem implicitamente nas premissas. Salmon (1978:30-31) Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina
  • 16. Exemplos: Método Dedutivo Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina • Objetos de madeira pegam fogo. • O lápis é de madeira. • Logo, o lápis pega fogo. • Pessoas que tiram nota menor que 6 são reprovadas. • Lucas tirou nota inferior a 6. • Lucas será reprovado.
  • 17. Método Indutivo Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina • O cavalo, o burro e a mula são quadrúpedes. • O cavalo, o burro e a mula são mamíferos. • Logo, todo mamífero é quadrúpede. • Cobre conduz energia. • Zinco conduz energia. • Cobalto conduz energia. • Ora, cobre, zindo e cobalto são metais. • Logo, (todo) metal conduz energia.
  • 18. Método Hipotético Dedutivo Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina Expectativas ou Conhecimento Prévio Problema Conjecturas Falseamento >> Tentativa de equilíbrio entre os métodos indutivo e dedutivo. >> Edward Jenner: vacina para varíola Conflitos entre expectativas e teorias existentes Nova teoria: proposições testáveis levam a novas deduções Refutação pela observação e experimentação
  • 19. Método Hipotético Dedutivo Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina Fonte:http://www.projetoockham.org/ferramentas_metodo_4.html
  • 20. Método Científico Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina “Método científico é o conjunto de processos ou operações mentais que se devem empregar na investigação. É a linha de raciocínio adotada no processo de pesquisa.” (GIL, 1999; LAKATOS;MARCONI, 1993).
  • 21. Método Científico Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina MétodoCientífico Observação Primeira etapa do método científico, consiste em definir de maneira minuciosa o problema ou fenômeno que se vai investigar Formulação de Hipóteses Tentativa de explicação para o conjunto de observações. Experimentação Série de experimentos desenhados para comprovar ou desacreditar as hipóteses planejadas. Nessa etapa devem ser elaboradas inferências detalhadas e registrar a informação e os fatos. Formulação de Teorias Uma teoria é um principio unificado que explica um conjunto de fatos ou as leis baseadas nesses fatos. Se uma teoria é refutada em um experimento, deve se descartar ou modificá-la para fazê-la compatível com as observações experimentais. Pronunciamento de Leis Uma lei é um enunciado conciso, verbal ou matemático, de uma relação entre fenômenos que sempre são os mesmos em qualquer condição.
  • 22. Método Científico Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina
  • 23. Assunto X Tema X Problema Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina Assunto: Estigma relacionado ao doente mental. Tema: Preconceito psiquiátrico Problema: Qual a porcentagem de pacientes que deixam de buscar atendimento por terem medo de sofrer preconceito? Por Thiago Bannach Assunto: Síndrome do Túnel do Carpo Tema: Tratamento cirúrgico de Síndrome Túnel do Carpo Problema: Qual a técnica operatória traria melhor prognóstico ao paciente?
  • 24. Assunto X Tema X Problema Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina Assunto: Toxoplasmose Tema: Toxoplasmose na gravidez Problema: Quais os riscos para o feto e para a gestante quando a infecção pelo T. Gondii não é tratada durante o pré-natal. Por Marcel Netto Assunto: Pesquisas Tema: Corrupção nos dados para pesquisa Problema: Qual a credibilidade de uma pesquisa com dados que podem ser manipulados para que o resultado seja o esperado, como saber quando é honesto? Por Victor Cury
  • 25. Assunto X Tema X Problema Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina Assunto: Fisiologia renal Tema: Interferência da dieta no funcionamento dos rins Problema: Até que ponto uma dieta rica em proteínas pode afetar a saúde renal? Por Caroline Gieler Assunto: Síndrome Metabólica Tema: Síndrome Metabólica X Lipoaspiração Problema: A lipoaspiração aumenta ou não as chances de desenvolver SM?
  • 26. A Pesquisa Científica Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina Planejamento da pesquisa: Pré projeto e Projeto Execução: Coleta de dados, análise e redação Apresentação Gráfica: Digitação
  • 27. A Pesquisa Científica Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina Planejamento da pesquisa: Pré projeto  Escolha do tema  Revisão da Literatura  Problematização  Delimitação do Assunto  Construção da Hipótese
  • 28. A Pesquisa Científica Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina Planejamento da pesquisa: Projeto  Tema específico (dará origem ao título ou será a base dele)  Objetivos (gerais e específicos)  Justificativa  Recursos/Material  Procedimentos/Metodologia  Cronograma  Orçamento
  • 29. A Pesquisa Científica Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina Execução: Coleta de dados, análise e redação Apresentação Gráfica: Digitação
  • 30. Esther Botelho esther_bss@hotmail.com Mariana Santos mariana.santos@mail.com Obrigada!  GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 4. ed. São Paulo: Atlas, 1994. 207p.LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade.  FONTE, Nilce Nazareno da. Pesquisa Científica: O que é e como se faz. Acesso em 20/09/2013. Disponível em: < people.ufpr.br/~nilce/metodolog.%20pesquisa%20cientifica.doc>  Fundamentos de metodologia científica. 3. ed. rev.ampl. São Paulo : Atlas,1991. 270p.  REIS, Taiuan. Metodologia Científica: métodos de abordagem. Acesso em 22/09/2013, disponível em <http://pt.scribd.com/doc/23225906/METODOS-de- ABORDAGEM-Indutivo-Dedutivo-Hipotetico-Dedutivo>  REA-NETO, A.. Raciocínio clínico -- o processo de decisão diagnóstica e terapêutica.Rev. Assoc. Med. Bras., São Paulo , v. 44, n. 4, Dec. 1998 . Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104- 42301998000400009&lng=en&nrm=iso>. Acesso em 22/09/2013.  SILVA, Genilson. Introdução à metodologia da pesquisa. Acesso em 20/09/2013. Disponível em <http://www.slideshare.net/genilsongatoacreano/investigacao- cientifica1?from_search=1>  OLIVERIA, Eugênio. Metodologias da Investigação Científica. Acesso em 20/09/2013. Disponível em: <http://www.slideshare.net/genilsongatoacreano/investigacao- cientifica1?from_search=1>  Todas as imagens foram retiradas do Google Imagens.  José Eduardo Gomides. A DEFINIÇÃO DO PROBLEMA DE PESQUISA A CHAVE PARA O SUCESSO DO PROJETO DE PESQUISA. Disponível em: <http://wwwp.fc.unesp.br/~verinha/ADEFINICAODOPROBLEMA. pdf>. Acesso em: 22/09/2013  Cleber Cristiano Prodanov, Ernani Cesar de Freitas. Metodologia do trabalho Científico: Métodos e Técnicas da Pesquisa e do Trabalho Acadêmico. 2ª edição. Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil 2013. Disponível em: <http://tconline.feevale.br/tc/files/06mqxzjogqh/E- book%20Metodologia%20do%20Trabalho%20Cientifico.pdf>. Acesso em: 22/09/2013 Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) - Medicina Referências: