Orientacao a Objetos

3,254 views
3,125 views

Published on

Published in: Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,254
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
20
Actions
Shares
0
Downloads
79
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Orientacao a Objetos

  1. 1. Orientação a objetos - Wikipédia http://pt.wikipedia.org/wiki/Programa%C3%A7%C3%A3o_orientada... Orientação a objetos Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. (Redirecionado de Programação orientada a objectos) Orientação a objetos A orientação a objetos, também conhecida como Programação Orientada a Objeto Objetos (POO) ou ainda em inglês Object-Oriented Programming (OOP) é um paradigma de análise, projeto e programação de sistemas de software baseado na Classe composição e interação entre diversas unidades de software chamadas de objetos. Instância Em alguns contextos, prefere-se usar modelagem orientada ao objeto, em vez de projeto. Abstração Métodos A análise e projeto orientados a objetos têm como meta identificar o melhor conjunto Atributo de objetos para descrever um sistema de software. O funcionamento deste sistema se Encapsulamento dá através do relacionamento e troca de mensagens entre estes objetos. Herança Na programação orientada a objetos, implementa-se um conjunto de classes que definem os objetos presentes no sistema de software. Cada classe determina o Herança múltipla comportamento (definidos nos métodos) e estados possíveis (atributos) de seus objetos, assim como o relacionamento com outros objetos. Polimorfismo Outras referências Smalltalk, Python, Ruby, C++, Object Pascal, Java e C# são exemplos de linguagens Padrões de projeto de programação orientadas a objetos. UML Perl (a partir do 5), PHP (a partir do 4.0), ColdFusion, Javascript, ActionScript e Engenharia OO VB.NET são exemplos de linguagens de programação com suporte a orientação a objetos. Índice Conceitos fundamentais Classe representa um conjunto de objetos com características afins. Uma classe define o comportamento dos objetos, através de métodos, e quais estados ele é capaz de manter, através de atributos. Exemplo de classe: Os seres humanos. Objeto é uma instância de uma classe. Um objeto é capaz de armazenar estados através de seus atributos e reagir a mensagens enviadas a ele, assim como se relacionar e enviar mensagens a outros objetos. Exemplo de objetos da classe Humanos: João, José, Maria. Atributos são características de um objeto. Basicamente a estrutura de dados que vai representar a classe. Exemplos: Funcionário: nome, endereço,telefone, CPF, ....; Carro: nome, marca, ano, cor, ...; Livro: autor, editora, ano. Por sua vez, os atributos possuem valores. Por exemplo, o atributo cor pode conter o valor azul. Métodos definem as habilidades dos objetos. Bidu é uma instância da classe Cachorro, portanto tem habilidade para latir, implementada através do método deUmLatido(). Um método em uma classe é apenas uma definição. A ação só ocorre quando o método é invocado através do objeto, no caso Bidu. Dentro do programa, a utilização de um método deve afetar apenas um objeto em particular; Todos os 1 of 3 8/3/2008 04:23
  2. 2. Orientação a objetos - Wikipédia http://pt.wikipedia.org/wiki/Programa%C3%A7%C3%A3o_orientada... cachorros podem latir, mas você quer que apenas Bidu dê o latido. Normalmente, uma classe possui diversos métodos, que no caso da classe Cachorro poderiam ser sente(), coma() e morda(). Mensagem é uma chamada a um objeto para invocar um de seus métodos, ativando um comportamento descrito por sua classe. Também pode ser direcionada diretamente a uma classe (através de uma invocação a um método estático). Sobrecarga é a utilização do mesmo nome para símbolos ou métodos com operações ou funcionalidades distintas. Geralmente diferencia-se os métodos pela sua assinatura. Herança (ou generalização) é o mecanismo pelo qual uma classe (sub-classe) pode estender outra classe (super-classe), aproveitando seus comportamentos (métodos) e estados possíveis (atributos). Há Herança múltipla quando uma sub-classe possui mais de uma super-classe. Essa relação é normalmente chamada de relação quot;é umquot;. Um exemplo de herança: Mamífero é super-classe de Humano. Ou seja, um Humano é um mamífero. Associação é o mecanismo pelo qual um objeto utiliza os recursos de outro. Pode tratar-se de uma associação simples quot;usa umquot; ou de um acoplamento quot;parte dequot;. Por exemplo: Um humano usa um telefone. A tecla quot;1quot; é parte de um telefone. Encapsulamento consiste na separação de aspectos internos e externos de um objeto. Este mecanismo é utilizado amplamente para impedir o acesso direto ao estado de um objeto (seus atributos), disponibilizando externamente apenas os métodos que alteram estes estados. Exemplo: você não precisa conhecer os detalhes dos circuitos de um telefone para utilizá-lo. A carcaça do telefone encapsula esses detalhes, provendo a você uma interface mais amigável (os botões, o monofone e os sinais de tom). Abstração é a habilidade de concentrar nos aspectos essenciais de um contexto qualquer, ignorando características menos importantes ou acidentais. Em modelagem orientada a objetos, uma classe é uma abstração de entidades existentes no domínio do sistema de software. Polimorfismo é o princípio pelo qual duas ou mais classes derivadas de uma mesma superclasse podem invocar métodos que têm a mesma assinatura (lista de parâmetros e retorno) mas comportamentos distintos, especializados para cada classe derivada, usando para tanto uma referência a um objeto do tipo da superclasse. A decisão sobre qual o método que deve ser selecionado, de acordo com o tipo da classe derivada, é tomada em tempo de execução, através do mecanismo de ligação tardia. No caso de polimorfismo, é necessário que os métodos tenham exatamente a mesma identificação, sendo utilizado o mecanismo de redefinição de métodos. Esse mecanismo de redefinição não deve ser confundido com o mecanismo de sobrecarga de métodos. Interface é um contrato entre a classe e o mundo externo. Quando uma classe implementa uma interface, ela está comprometida a fornecer o comportamento publicado pela interface [1]. Pacotes são referências para organização lógica de classes e interfaces [1]. Referências 1. ↑ 1,0 1,1 http://java.sun.com/docs/books/tutorial/java/concepts/ Ver também Padrões de projeto de software Framework 2 of 3 8/3/2008 04:23
  3. 3. Orientação a objetos - Wikipédia http://pt.wikipedia.org/wiki/Programa%C3%A7%C3%A3o_orientada... Classes Ligações externas Página oficial da UML (http://www.uml.org/) (em inglês) cfoop.org OOP para ColdFusion (http://www.cfoop.org/) (em inglês) Referências Bibliográficas Carlos Sica. PHP Orientado a Objetos - Fale a Linguagem da Internet. 1.ed. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, 2006. Pablo Dall'Oglio. PHP Programando com Orientação a Objetos (http://www.adianti.com.br/phpoo) : Inclui Design Patterns. 1.ed. São Paulo: Novatec, 2007. 576 p. ISBN 978-85-7522-137-2 Alexandre Altair de Melo e Mauricio G. F. Nascimento. PHP Profissional (http://www.novatec.com.br/livros/phppro) : Aprenda a desenvolver sistemas profissionais orientados a objetos com padrões de projeto. 1.ed. São Paulo: Novatec, 2007. 464 p. ISBN 978-85-7522-141-9 Obtido em quot;http://pt.wikipedia.org/wiki/Orienta%C3%A7%C3%A3o_a_objetosquot; Categorias: Engenharia de software | Programação orientada a objetos Esta página foi modificada pela última vez a 22h25min, 7 de Março de 2008. O texto desta página está sob a GNU Free Documentation License. Os direitos autorais de todas as contribuições para a Wikipédia pertencem aos seus respectivos autores (mais informações em direitos autorais). 3 of 3 8/3/2008 04:23

×