Modelo de Entidades e Relacionamentos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Modelo de Entidades e Relacionamentos

on

  • 11,742 views

 

Statistics

Views

Total Views
11,742
Views on SlideShare
11,687
Embed Views
55

Actions

Likes
1
Downloads
81
Comments
0

2 Embeds 55

http://www.slideshare.net 53
http://www.techgig.com 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

CC Attribution-NonCommercial LicenseCC Attribution-NonCommercial License

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Modelo de Entidades e Relacionamentos Modelo de Entidades e Relacionamentos Presentation Transcript

  • Modelo de Entidades e Relacionamentos - Wikipédia http://pt.wikipedia.org/wiki/Modelo_de_Entidades_e_Relacionamentos Modelo de Entidades e Relacionamentos Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. O Modelo de Entidades e Relacionamentos é um modelo abstrato cuja finalidade é descrever, de maneira conceitual, os dados a serem utilizados em um Sistema de Informações ou que pertencem a um domínio. A principal ferramenta do modelo é sua representação gráfica, o Diagrama Entidade Relacionamento. Normalmente o modelo e o diagrama são conhecidos por suas siglas: MER e DER. Índice Introdução ao MER O Modelo de Entidades Relacionamentos, segundo Paulo Cougo, descreve o mundo como: “...cheio de coisas que possuem características próprias e que se relacionam entre si”. Essas coisas podem ser pessoas, objetos, conceitos, eventos, etc. Elas são as entidades. A priori, só exigimos de uma entidade que ela possa ser identificada distintamente, isso é, tenha identidade própria. Cada coisa distintamente identificada é uma instância. Por exemplo, o funcionário José é uma instância da entidade funcionário, a aluna Maria é uma instância da entidade aluna. As entidades, ou melhor, suas instâncias, são classificadas em tipos (ou classes). No nosso caso, funcionário e aluno são os tipos de entidade. Estamos usando nesse momento a abstração de classificação: resumir uma quantidade de características comuns por meio da criação de uma classe. Assim sabemos que o funcionário José e o funcionário Joaquim, por serem instâncias de um mesmo tipo, possuem características comuns (como trabalhar na empresa, ter um salário, etc.). No diagrama de entidade e relacionamentos cada tipo de entidade é representado por um retângulo identificado pelo nome do tipo. Normalmente confundimos o termo entidade com o tipo da entidade, deixando o termo instância (e algumas vezes registro) para falar de uma entidade identificada. Apenas algumas entidades do mundo real (ou imaginário) são de interesse para o sistema. Durante a modelagem conceitual nos preocupamos com as “coisas” que o sistema deve lembrar e colocamos essas “coisas” no modelo de entidade e relacionamentos. Uma entidade deve ser relevante para o objetivo do negócio e necessária para a sua operação. Cada entidade tem dois tipos de características importantes: seus atributos e seus relacionamentos. Os atributos são características que toda a instância de um tipo possui, mas que podem variar entre as instâncias. Uma instância do tipo “aluno” tem os atributos “nome” e “ano de matrícula”, por exemplo. Atributos caracterizam a informação que deve ser guardada sobre uma entidade. Só devemos colocar como atributos aquelas informações que o sistema precisa lembrar em algum momento. Assim, uma instância de “aluno” não precisa ter o atributo “nome do animal de estimação” em um sistema acadêmico, pois apesar de ser algo importante para o “aluno” propriamente dito, não tem importância alguma para o sistema. Cada característica deve possuir um domínio. O domínio indica o conjunto de valores válidos para a característica. No caso de “nome”, geralmente aceitamos qualquer seqüência de caracteres, enquanto no caso de “altura” podemos aceitar apenas valores reais positivos menores que 2,5. Atributos eram originalmente descritos por círculos no modelo E-R. As notações mais modernas anotam os atributos dentro dos retângulos da entidade a que pertencem. Finalmente, como indica o nome do modelo, entidades podem se relacionar entre si. Essa característica é a principal 1 of 2 8/3/2008 03:52
  • Modelo de Entidades e Relacionamentos - Wikipédia http://pt.wikipedia.org/wiki/Modelo_de_Entidades_e_Relacionamentos força do modelo de entidades e relacionamentos, pois permite que, de certa forma, “naveguemos” no modelo. Podemos indicar relacionamentos apenas pelas entidades envolvidas, como “cliente-pedido”, ou usar um termo que descreva o relacionamento “cliente solicita pedido”. Modelos de Entidades e Relacionamentos para serem completos exigem também um conjunto de restrições. Algumas dessas restrições, como a cardinalidade dos relacionamentos que veremos a seguir, podem ser descritas em algumas (ou todas) notações. Porém, a maioria das descrições é muito complexa para ser descrita em um diagrama. Nesse caso são necessárias anotações ao diagrama descrevendo as descrições. Isso pode ser feito em linguagem natural ou em alguma notação formal específica, dependendo de escolhas da equipe de projeto ou do método utilizado. Vários Diagramas Existem muitas notações para Diagrama de Entidades e Relacionamentos. A notação original foi proposta por Chen e é composta de entidades (retângulos), relacionamentos (losangos), atributos (círculos) e linhas de conexão (linhas) que indicam a cardinalidade de uma entidade em um relacionamento. Chen ainda propõe símbolos para entidades fracas e entidades associativas. As notações modernas abandonaram o uso de símbolos especiais para atributos, incluindo a lista de atributo, de alguma forma, no símbolo da entidade. Consideramos as notações como as mais interessantes na atualidade: IDEF1X, utilizada pela ferramenta ERWIN, bastante difundida no mercado Engenharia de Informação, bastante difundida e também presente como notação alternativa no ERWIN. Notação de Setzer, difundida no Brasil por seu autor. Notação de Ceri, Bertini e Navathe [B32], pouco difundida, mas com aspectos teóricos interessantes. Uso da UML para representar modelos de dados não-orientados a objetos. Toda a notação moderna tem como característica importante definir a cardinalidade mínima e máxima em uma relação, não utilizar um símbolo especial para relacionamentos, mas sim a linha, e descrever atributos dentro do símbolo de entidades.. Ver também Diagrama Entidade Relacionamento Banco de dados relacional Referências Barbieri, Carlos. Modelagem de Dados. IBPI Press Rio de Janeiro 1994. Bertini, C., Ceri, S., e Navathe, S. B. Conceptual Database Design. The Benjamin/Cummings Publishing Company redwood City, California 1992. Cougo, Paulo. Modelagem Conceitual e Projeto de Banco de Dados. Campus Rio de Janeiro 1999. Obtido em quot;http://pt.wikipedia.org/wiki/Modelo_de_Entidades_e_Relacionamentosquot; Categoria: Engenharia de software Esta página foi modificada pela última vez a 00h39min, 16 de Agosto de 2007. O texto desta página está sob a GNU Free Documentation License. Os direitos autorais de todas as contribuições para a Wikipédia pertencem aos seus respectivos autores (mais informações em direitos autorais). 2 of 2 8/3/2008 03:52