Your SlideShare is downloading. ×
0
Resposta complemento tabela-estudiosos
Resposta complemento tabela-estudiosos
Resposta complemento tabela-estudiosos
Resposta complemento tabela-estudiosos
Resposta complemento tabela-estudiosos
Resposta complemento tabela-estudiosos
Resposta complemento tabela-estudiosos
Resposta complemento tabela-estudiosos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Resposta complemento tabela-estudiosos

246

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
246
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  1. Tabela matriz - Realização da 1ª parte da tarefa - Sessão n.º2 Domínio : Competências do professor bibliotecário Estudos mostraram evidências claras desta conexão entre o desempenho do aluno e da presença na escola de bibliotecas com suportes qualificados e especialistas em biblioteca escolar. Conhecimento na área Biblioteca escolar Pontos Desafios. Aspectos críticos que a Literatura identifica Fraquezas Oportunidades Ameaças Acções a fortes implementar Permite o contacto e “ Necessário assumirem o papel como especialistas em aprendizagem, especialistas biblioteca de mídia, por causa de troca de saberes esua experiência profunda de conteúdo sobre a natureza da investigação e da construção do conhecimento, são A aparente Formação experiências com oadequados para o desenvolvimento do estudante do século 21-aprendizagem” falta de valor, especilaizada na Grupo de trabalho Compreender a Allison Zmuda e Violet H. Harada importância e área das concelhio. principal valorização. Pouca bibliotecas contribuição dasShaw consideraba que era imprescindível una nova "especie" de bibliotecario que combinara el conocimiento sobre los valorizaçãlibros con un entrenamiento en instrucción y habilidades para enseñar.” Possibilita a bibliotecas na As percepções o da Colaborar com realização de escola para negativas da carreira do“quando os bibliotecários escolares têm um papel claramente definido como um especialista em literacia da informação, sala de aula . actividades obter resultados imagem do professor-as suas oportunidades de aprendizagem são reforçadas. Este é um papel muito activo(…) para capacitar os alunos a conjuntas: de professor- bibliotecáritransformar informação em conhecimento pessoal “(Todd, 2006). Representação - actividades de aprendizagem. bibliotecário o (verDec- no Conselho formação de“... bibliotecários escolares credenciados desempenham papéis-chave na promoção da literacia da informação, tanto para por outros Lei que Pedagógico utilizadores Participação emleitura e informação e inspiração. Quando composta por profissionais qualificados treinados para colaborar com regulamen acções deprofessores e envolver os alunos de forma significativa com a informação que importa no mundo real, as bibliotecas Falta de apoio ta o Capacidade Promove o Formação, ouescolares se tornam sofisticados de aprendizagem do século 21 ambientes que oferecem oportunidades iguais para a para o papel concurso arealização de todos os alunos. Schuckett, Sandy. (2004). para a inovação desenvolvimento cursos de professor- professor e criatividade profissional através especializados. bibliotecário titular) "El bibliotecario tiene una doble función en la promoción del cambio (educativo). Por una parte, como especialista en el de: acções detratamiento, la organización, la recuperación y la difusión de la información y como conocedor de los recursos de Disponibilização formações Defesa da Rotinas Resistênciainformación destinados a los alumnos, tiene la oportunidad de crear mejores condiciones de acceso a dichos recursos y de tempo e conferências, posição e dode facilitar su utilización entre la comunidad educativa, en función de las distintas necesidades. Por otra parte, como instaladas. à mudança motivação seminários papel de prof-docente, enseña a utilizar correctamente estos recursos, tanto a los alumnos como a los profesores, para hacer posible la face à nova bibliot.introducción de nuevos métodos de aprendizaje." Mónica Baró Ideias missão da Capacidade de Reuniões do SABE preconcebidas BE. adaptação enriquecer oFalta de apoio para o papel (Ross Todd,2001)” Vemos muitas escola excelentes com pessoal frustrado porque o trabalho .que eles fazem não é suportada ou apreciado, a energia da batalha não vale a pena o pouco apoio que ganhamos. arece Impacto da currículo Falta deque temos que gastar muito tempo lutando por todo o apoio que temos e o apoio parece ser dado de má vontade, muitas tecnologia da conteúdo, que Escasso compreensvezes para me calar.” Operacionalizar informação na ajudam a criar número de ão da uma politica de biblioteca e papel do aprendizagem horas atribuído natureza e "as bibliotecas escolares, muitas vezes servem como uma segunda sala de aula e crianças estão a perder profissionais gestão dos professor- mais autêntica qualificados, treinados para colaborar com professores e envolver os alunos de forma significativa com a informação que ao as recursos da bibliotecário experiências. lhes interessa tanto em sala de aula e o mundo real.” Fitzsimmons 2007 coordenador dimensões informação,“as bibliotecas escolares dotada de biblioteca certificada especialistas em meios de comunicação fazem uma diferença Prof Promotor da do papel da para amensurável no desempenho escolar.” bibliotecário articulação de BE. promoção e Levar a atingir Congresso pela Comissão Nacional de Bibliotecas e Ciência da Informação, em Junho de 2007 devido são actividades da BE integração nas a missão da facto de com os objectivos“ bibliotecas têm mais impacto significativo sobre resultados da aprendizagem quando são supervisionadas por um práticas de escola. abranger dos PE e PCT’sespecialista bibliotecário de mídia, que trabalha em colaboração com professores, para ajudar a todos os alunos a professores e várias BE.desenvolver um amor da leitura, tornam-se usuários qualificados de ideias e informações, e explorar o mundo da alunosimpressão e mídia electrónica recursos.” C. Beth Fitzsimmons 2006
  2. Domínio : Organização e Gestão da BE Conhecimento na área Biblioteca escolar Aspectos críticos que a Literatura Desafios. Acções a Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças identifica implementar Divulgação do Guia do Utilizador Não referência à missão e objectivos da BE/CRE.Gestão da BE Integração no Inexistência de Plano de Acção da Inexxistência de Biblioteca. Regulamento Interno da Regimento da Escola- Afectação de um professor Integração do Plano Colocação na equipa da Biblioteca anual de actividades da Inexistência de Plano Anual debibliotecário qualificado e de uma Actividades orçamentado. BE de professores Redefinir contextos de BE/CRE no Plano Ausência de motivados para a trabalho e de prestação Anual de Actividades daequipa que assegure as rotinas função que vão orçamento para a BE de serviços. Escola Avaliação da qualidade dos serviços desempenharinerentes à gestão, que articule e não era efectuada. Acessível à Inexistência de Manual de A composição da Inexistência de Introdução no programatrabalhe com a escola, professores e comunidade escolar procedimentos. equipa composta por Porbase do fundo orçamento anual da docentes Documentalalunos; Oferece horários A utilização da BE/CRE é reduzida. especializados Escola/BE flexíveis assegurada pelo Definição de uma política A Formação de alunos para utilização concurso de professor documental formalizada- Liderança do professor bibliotecário e Relações interpessoais da BE/CRE não é fomentada. bibliotecário. Funções dos elementosda equipa; positivas : funcionários/ alunos; equipa/alunos e da equipa mal definidas Manual de Inexistência de guiões de auto- Orçamento eventual da procedimentos entre os elementos da formação para os utilizadores- Desenvolvimento de estratégias de Escola/BE através de equipa.gestão e de integração da BE na escola outras fontes de Integração no Projecto Não são definidos no Número de elementos da Equipa financiamento Educativoe no desenvolvimento curricular. reduzido tendo em conta a quantidade Projecto Educativo, os de escolas a abranger. Aferir o impacto e objectivos estratégicosDesenvolvimento de estratégias de eficácia da forma degestão baseadas na recolha Falta de formação dos elementos da e operacionais da BE funcionamento.sistemática de evidências – evidence equipa com excepção do prof. bibliotecário e dos funcionários embased practice geral. Inexistência de funcionário para assegurar o devido funcionamento.
  3. Domínio : Gestão Conhecimento na área Biblioteca escolar Pontos Desafios. Acções a Aspectos críticos que a Literatura identifica Fraquezas Oportunidades Ameaças fortes implementar Tratamento documental não é efectuado: registo, classificação Não existência de Livre acesso CDU, cotação,...por falta de Adquirir colocação de funcionário e à colecção inexistência de professor controlo eficaz um número suficiente por todos os bibliotecário. de (exemplo: tipo alunos. novos livros por aluno, As perdas não são contabilizadas Bibliobase). e fazer um através de sistemas de Aborda um monitoramento eficaz. esforço concentrado amplo leque para de níveis de Oferece uma reduzida gama de Número reduzido de substituir materiais materiais de referência, ficção, e não-Estudos defendem “espaço apetrechado com um conjunto leitura. velhos ficção obras parasignificativo de recursos e de equipamentos (as condições Integração no para cada sala deexternas, as condições físicas e a qualidade da colecção são A colecção é Financiamento inexistente. RBE e PNL Empréstimo de aula e /oufundamentais) ” rentável, Falta de Relatório de execução biblioteca da escola fundo documental School Libraries Count! porque a financeira. numa colecção é Ausência de uma política de Partilha do base anual.Condições de Acesso. Qualidade da Colecção usado por aquisição e selecção de materiais fundo Dificuldades de- Organização e equipamento de acordo com os standards muitos documental das Não apresentação de orçamento quedefinidos, facultando condições de acesso e de trabalho alunos. possibilite avaliar os custos várias partilha e integração Fornecer colecções deindividual ou em grupo; bibliotecas do qualidade, em versão de catálogos devido- Disponibilização de um conjunto de recursos de informação, Fundo Dimensão inadequada. Agrupamento impressa e online, deem diferentes ambientes e suportes, actualizada e em extensão documental Difusão da informação não é à utilização de apoio ao currículoe qualidade adequadas às necessidades dos utilizadores. actualizado, implementada e a uma variedade de bases de dados diiversificado necessidades de Inexistência do documento de nos suportes Política de Gestão Documental diferentes. aprendizagem e nas áreas Número reduzido de assinaturas de temáticas. periódicos Ausência de política de desenvolvimento Empréstimo Arrumação/sinaléctica da colecção domiciliário. Empréstimo para sala de aula formalizada. Catálogo automatizado
  4. A BE como espaço de conhecimento e aprendizagem. Trabalho colaborativo e articulado com Departamentos e docentes. Conhecimento na área Biblioteca escolar Desafios. Pontos Oportunidade Aspectos críticos que a Literatura identifica Fraquezas s Ameaças Acções a fortes implementarGerir para o sucesso educativo; para a melhoria das aprendizagens e do trabalho escolar; criar mais-valias comportamentais, formativas e deaprendizagem junto dos nossos alunos. Gerir no sentido da optimização dos processos que produzam resultados e impacto na qualidade da BE e .dos serviços que prestamos. (Ross Todd) A planificação de“A marca de uma biblioteca escolar no século 21 não é suas coleções, seus sistemas, sua tecnologia, seu pessoal, seus edifícios, mas as suas actividades nãoacções e evidências que demonstram que faz uma diferença real para o aprendizado do aluno, que contribua, tangíveis e forma significativa para contempla ao desenvolvimento da compreensão humana, ou seja, fazendo e construindo conhecimento. “(Ross Todd) articulação com a Ausência de BE. cultura deSegundo Allison G. Zmuda e Violet H. Harada cooperação.Bom negócio é o trabalho (actividades de ensino e avaliação) que se desenvolve a aprendizagem dos alunos em torno dos objectivos que são Inexistência demais importantes (mais uma vez, tal como definido pela missão). Participaçã parcerias com os o em professores de Imagem quenormas para o aluno do século 21 exige que os alunos constroem o conhecimento através da exploração e análise de idéias, informações e actividades Estudopontos de vista, e para comunicar a sua aprendizagem através da fé, a transferência de tarefas orientadas (AASL 2007). da BE. Acompanhado e os O Prof bibliotecário serGuide Inquiry-Integração na escola e no processo de ensino/ aprendizagem Integração institucional e programática, de acordo com os objectivos Área de projecto. parceiro na educação professoreseducacionais e programáticos da Promoção dos alunos,escola; Desenvolvimento de competências de leitura e de um programa de Literacia da Informação, integrado no desenvolvimento curricular; da Leitura. Não existe um Possibilitar a têm da BE desenvolvimento de sentimento de posse igualdade de currículos, e integraçãoArticulação com departamentos, professores e alunos na planificação e desenvolvimento de actividades educativas e de aprendizagem. Criação de do espaço oportunidades de recursos para ensino Permanência oportunida compartilhado por a todos os e aprendizagem. de práticas de“Bibliotecas Escolares devem oferecer igualdade de oportunidades para a aprendizagem ea realização de todos os estudantes” des de ler toda a alunos, ensino-Schuckett, Sandy. (2004). histórias e comunidade escolar nomeadament aprendizagem explorar pois . ainda não foi e a que Rever o portfólio de centradas na“garantir que os estudantes aprender a ler e são utilizadores efectivos da informações e ideias é a exigência de que cada escola tem um biblioteca informaçõe apropriado o possam competências exigíveis transmissãoda escola” s qu envolvimento de buscar e ao uso da informação. teórica de Beth Fitzsimmons, NCLIS presidente Comissão Nacional de Bibliotecas e Ciência daInformação, em Junho de 2007. e lhes forma gratificante. A alcançar o conhecimento interessam, participação e sucesso. Envolver a participação s várias colaboração dos dos docentes dos vários“as bibliotecas escolares têm as ferramentas para inspirar alfabetização em alunos de todas as idades” formas de professores limita-se departamentos; - Comissão Nacional de Bibliotecas e Ciência da Informação, EUA Junho de 2007. Envolvimento dos literacia. a uma pequena Departamento na minoria. planificação deHoje bibliotecas escolares devem ser lugares de encontro para pessoas de todas as idades e todos os interesse de explorar e debater ideias actividades em Formação deComissão Nacional de Bibliotecas e Ciência da Informação, EUA Junho de 2007 parceria com a professores para a"Escola profissionais de mídia credenciados biblioteca promover, inspirar e orientar os estudantes em direção BE reduzido a utilização daa um amor da leitura, uma busca de conhecimento, e uma sede para a aprendizagem ao longo da vida. " comemorações BE/CRE não seComissão Nacional de Bibliotecas e Ciência da Informação, EUA Junho de 2007. de datas festivas. promove.Para a construção de uma biblioteca escolar de qualidade:- Integração na escola e no processo de ensino/ aprendizagem -Integração institucional e programática, de acordo com os objectivos educacionais e programáticos da escola; -Articulação com departamentos, professores e alunos na planificação e desenvolvimento de actividades educativas e de aprendizagem. (RossTodd)
  5. Formação para a leitura e para as literacias Conhecimento na área Biblioteca escolar Oportunidade Desafios. Acções a Aspectos críticos que a Literatura identifica Pontos fortes Fraquezas Ameaças s implementar Possibilita a realização de actividades conjuntas:“Bibliotecas escolares desempenham um papel - actividadesfundamental por proporcionando às crianças com Não se tem de promoçãolivros e recursos para que podem melhorar suas implementado uma da leiturahabilidades de leitura e atingir níveis elevados. " política de adquirir obras Inexistência de Margaret Spelling, Secretário de Educação EUA. /novos recursos de cultura de forma regular e Plano participaçãoMelhorar Achievement através de Bibliotecas sistemática. dos Contemplar Verifica-se a Nacional deEscolares Encarregados colecções colaboração com Leitura. Julho de 2006. “a biblioteca eficaz...apoia a Desenvolvimento de de Educação informar, educar, professores emaprender a ler e ler para aprender com os actividades de forma no plano de entreter e actividades de ensino/informativos e texto imaginativo e literatura não sistemática no desenvolviment enriquecer os alunos aprendizagem que Organização(...)Adiciona novos recursos ao longo do ano lectivo âmbito da promoção da o da Biblioteca de todos os níveis. incluam a utilização de de sessões depara manter colecções dinâmicas.” leitura Escolar recursos da BE/CRE. animação de Roscello, Frances e Patricia Webster (2002). Desinteresse por falta leitura entre Preocupação nível de divulgação de ciclos e em de alfabetização novidades parceria com entre os estudantes instituições. de baixo -atrito dos alunos desempenho desfavorecidos nas Aproximar os escolas urbanas autores dos leitores ( encontros com escriores)
  6. BE e os novos ambientes digitais. Conhecimento na área Biblioteca escolar Desafios. Pontos Oportuni Ameaça Aspectos críticos que a Literatura identifica Fraquezas Acções a fortes dades s implementar“Vivemos na era da informação, e porque fazemos, literacia da informação tem tornar-se moeda universal, o únicodenominador comum exigido para o sucesso em qualquer fase da vida.” Escassez de recursos Comissão Nacional de Bibliotecas e Ciência da Informação “–EUA 2007 •Procuram seleccionar, materiais. avaliar e utilizar os“pessoal treinado apoio não a utilização de recursos de informação electrónica apenas em o centro, mas ajudar a integrar estes recursos nas recursos electrónicos e Falta de meios salas de aula e todo o currículo. “ Comissão Nacional de Bibliotecas e Ciência da Informação “–EUA 2007 ferramentas e instruir técnicos.“Quando os alunos são capazes para explorar as informações ... que seja significativo para eles, não somente para aprender mais rápido, professores e alunos de Material inadequadomas a sua literacia habilidades de crescer rapidamente, pois eles aprender a aprender ". como usá-los. ou avariado. -C. Beth Fitzsimmons, Ph.D., Presidente, NCLIS. Extraído de um carta ao presidente George W. Bush, 13 de fevereiro de 2006 Organizar acções deMarkuson(1999), fez esta declaração: "Preparar nossos alunos para o mundo de hoje e desconhecido de amanhã, ser capaz de prever um Habilidade formação para docentes Ligação à Internet “La sociedad e pessoal não docentefuturo incerto, e movendo-se para ele com confiança” de usar as com del ferramenta fragilidades:rarament aprendizaje se e funciona e quando Robinson (1880), por ejemplo, consideraba que el principal objetivo de estas clases era convertir a los estudiantes en investigadores reales, tiene entre sus recursos funciona, é com Garantir que oscapaces de autoeducarse y realizar sus investigaciones sin la ayuda de profesores o bibliotecarios, una idea que constituye un antecedente paradigmas para a lentidão e acesso a estudantes econceptual de la hoy denominada alfabetización informacional. fundamentales aprendizag alguns sítios funcionários são la formación em dentro bloqueados. usuários eficazes de Association of Teacher-Libarianship of Canada y la Australian School Library Association, afirman que los programas de alfabetización continua o e fora da informações e idéiasinformacional tienen un impacto positivo en los resultados académicos de los estudiantes cuando los teacher-librarian tienen experiencia educación era da Fundo documental dedocente, estudios de bibliotecología y gestión de documentos para el aprendizaje, y trabajan en cooperación con los profesores e n para toda la informação cd-roms e jogosprogramas flexibles que integran estrategias y habilidades informativas para la resolución de problemas. vida, en como eles interactivos reduzido, consideración estão não abrangendo aPara lograr este liderazgo y una participación más activa en este proceso, los profesionales de la información deben: al ritmo en aprendend proporção de número ajudar os alunos a • Estrechar los vínculos y contactos de cooperación entre la dirección, el profesorado y el resto del personal del centro de oo de alunos. que se genera desenvolver a estudios. nueva conteúdo competência de información: • Participar en los equipos de desarrollo del currículo, las estrategias educativas y las TIC. do Compreender que as los investigação e objecto • Identificar indicadores de resultados (learning outcomes) desde la perspectiva bibliotecaria. currículo e Bibliotecas Escolares de conhecimento, bem conocimientos do são muito mais que os como promover a • Desarrollar segmentos curriculares mediante los cuales la biblioteca pueda alcanzar estos resultados. cumprimen livros! de hoy motivação, a pueden ser • Ofrecer un entorno favorable para el aprendizaje mediante la gestión de contenidos para el aprendizaje, que incluya el diseño de to das obsoletos en compreensão de leitura, materiales educativos, impresos o electrónicos, así como su evaluación. normas desenvolvimento da O apoio aos alunos na 15 ó 20 años.”En qué consistiría la colaboración entre profesionales de la información y profesores? Por ejemplo en: disciplinare linguagem, habilidade realização de trabalhos Lic. Nancy • La selección y evaluación de recursos: impresos, electrónicos (gratuitos o no), softwares, etcétera. s do escrita, aprendizagem e na pesquisa de Sánchez currículo cooperativa e • La valoración de las bibliografías recomendadas por los profesores para cada asignatura. área. informação, Tarragó habilidades sociais. • La realización de guías temáticas -selecciones de recursos impresos y virtuales- a diversos niveles: para los alumnos, para los independentemente do Todos os que foram docentes, para los investigadores. suporte encontra-se identificados como comprometido tendo • La formación de usuarios, según los distintos tipos de usuarios y necesidades concretas em conta a falta de essenciais para a aprendizagem ao longo • El diseño de materiales docentes. recursos humanos que da vida bem-sucedida. • El apoyo y ayuda a los investigadores en el archivo y difusión con acceso abierto de sus resultados de investigación. o assegurem. • El soporte a cualquier proyecto docente o de investigación que necesite utilizar recursos de información. (Lic. Nancy Sánchez Tarragó)
  7. Gestão de evidências/ avaliação. Conhecimento na área Biblioteca escolar Pontos Desafios. Acções a Aspectos críticos que a Literatura identifica Fraquezas Oportunidades Ameaças fortes implementar“nossa mentalidade precisa mudar baseadas em evidências, aprática de aprendizagem centradas que tem como centro osconceitos centrais da construção do conhecimento e dacompreensão humana. Este deve ser o locus de nossapreocupação e o desafio fundamental que nos dirige.” (Ross CompreensãoTodd, Conf.IASL 2001) da necessidade Avaliar a de averiguar adequações e“A avaliação é um elemento fundamental no processo de gestão a influência deficiências daporque nos permite: de factores Aferição da eficácia dos biblioteca e recursos- Aferir a eficácia dos serviços que prestamos, identificando que serviços da BE/CRE não de informação esucessos e insucessos – gaps que condicionam a qualidade e condicionam/ era um hábito instituído. serviços, eeficiência do serviço. modificam o desenvolver planos- Aferir o impacto que temos nas atitudes, comportamento e resultado da globaiscompetências dos nossos utilizadores. (Ross Todd, 2001) avaliação e da própria gestão.A grande mudança reside no facto de desenvolvermos umaactividade sistemática de recolha de informação que nospermita ajuizar e decidir de forma fundamentada o rumo a dar ànossa acção. (Ross Todd, 2001)
  8. Gestão da mudançaSÍNTESE Factores de sucesso Obstáculos a vencer Acções prioritárias Fazer compreender o conceito que “A informação não é poder. É entendimento é humano e o conhecimento é que é poder, e Desenvolvimento de competências de leitura e de a informação é como podemos obtê-lo. “Literacia da Informação um programa de Literacia da Informação, (Todd, Ross. 2001) integrado no desenvolvimento curricular; As bibliotecas escolares passam, nesteKuhlthau, (1993:4) argumentou que a aprendizagem formação para as literacias e para o contexto, a ter um papel:baseada na investigação fornece tanto uma filosofia acompanhamento curricular e das aprendizagens • Informacional: Disponibilizam recursos decomo acção centrada num quadro construtivista para a dos alunos informação, apoiam a infra-estruturaconstrução de um ambiente adequado de tecnológica, contribuindo para o seu uso eaprendizagem numa escola de informação rica, que integração nas práticas lectivas; - criar aproximação e envolvimento das TICtem uma construção de sentido e compreensão nos nos processos das aprendizagens • Transformativo: Formam para asseus resultados, onde os estudantes são envolvidos - motivar os alunos a querer aprender mais diferentes literacias, contribuindo de formaem "um processo activo pessoal" informações dentro e criar formas de compartilhar o que colaborativa e articulada com os outrosdo que já se conhece e estender esse conhecimento aprenderam. docentes para o desenvolvimento depara criar novas perspectivas. competências que suportam as aprendizagens e a construção do Providenciar que os prof bibliotecários se tornem“Inquiry helps kids to think creatively. When you parceiros especialistas com os professores na sala conhecimento.capture their imagination they begin to think creatively de aula em projectos que ajudem os alunos a usar • Formativo: Transformam-se de espaçosand creativity solves problems for life.” Middle school uma variedade de recursos, promovam a pesquisa de disponibilização de recursos em espaçoslibrarian e a capacidade de apresentar em as suas de aprendizagem, de construção do conclusões. conhecimento. (Bogel, 2006)Ross Todd (2001)conseguiu, de forma sintética, - integração do plano tecnológicoobjectivar as transformações por que passa a O objectivo final é desenvolver alunos -resistência dos professoresbiblioteca escolar actualmente: independentes, que sabem como ampliar seus - integração nas dinâmicas de sala•Knowledge space, not information place conhecimentos e competências através do uso de aula•Connections, not collections hábil de uma variedade de fontes de informação - escassez de recursos materiais•Actions, not positions empregadas tanto dentro como fora da escola. - correcta rentabilização da equipaEvidence, not advocacy TIC - articulação conjunta equipa PTE e equipa BE

×