Projeto Empreendedorismo Juvenil e Mercado de Trabalho

5,946 views

Published on

Integrando a Escola ao Mercado: Como o empreendedorismo auxiliou na gestão escolar da E.E.Gabriel Odorico de Machado - MG

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
5,946
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
82
Actions
Shares
0
Downloads
71
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Projeto Empreendedorismo Juvenil e Mercado de Trabalho

  1. 1. EE Gabriel Odorico de Ensino Fundamental e Médio Av. Santa Cruz, 315 – Centro – 35-3295-1349 - escola.173045@educacao.mg.gov.br Projeto: Empreendedorismo juvenil na EEGO Autora: Eliana Mara Manso - marapmg@hotmail.com PROJETO EMPREENDEDORISMO1INTRODUÇÃO A Escola Estadual Gabriel Odorico (EEGO), localizada no município de Machado-MG,atendendo atualmente 1170 (hum mil, cento e setenta) alunos. Oferece Anos Finais e Ensino Médio,distribuídos em três turnos, contando com 35 (trinta e cinco) turmas: 21(vinte e um) EnsinoFundamental, 09(nove) Ensino Médio e 08(oito) EJA. Conta com um quadro de 82(oitenta e dois)profissionais. Em 2012 a escola iniciou o Projeto de Empreendedorismo – um projeto pedagógicocomplementar integrado com finalidade de oferecer conteúdo prático e dinâmico aos discentes e aomesmo tempo propiciar uma oportunidade de recuperação aos alunos que se encontravam comdesempenho não satisfatório, segundo dados da avaliação do SIMAVE de 2010. Nos anos anteriores já havia outros projetos com a mesma finalidade. Todavia, eram muitosprojetos para alcançar o mesmo objetivo, tornava difícil seu gerenciamento e acompanhamento dosresultados. Assim, foi decidido por um projeto único e amplo que pudesse trazer mais resultadospedagógicos positivos. Foi uma decisão difícil, pois o projeto escolhido deveria propiciar atividadespara as diferentes disciplinas e que pudesse contribuir com todas áreas do conhecimento. Para resolvereste problema, foi decidido que, em vez de um projeto de cunho meramente cultural, seriadesenvolvido um projeto de cunho profissional. Assim, surgiu a ideia de desenvolver junto aos alunos o projeto de empreendedorismo atravésde criação de empresas. Para que isso fosse possível, o aluno deveria ter conhecimento mesmo queelementares, sobre Administração da Produção, Administração Mercadológica, AdministraçãoFinanceira e Administração de Recursos Humanos. Após consultar a Faculdade de Administração do Instituto Machadense de Ensino Superior(IMES), mantido pela Fundação Machadense de Ensino Superior e Comunicação (FUMESC), foidefinido quais itens poderiam ser desenvolvidos pelos alunos de Ensino Fundamental e Médio e que jáestivessem previstos direta ou indiretamente nos Conteúdos Básicos Curriculares (CBC). Para o gerenciamento de cada uma destas áreas empresariais, eram necessários conhecimentos 1 MAGISTRA - Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores - SEE/MG Congresso de Práticas Educacionais: Gestão Escolar e Projetos Especiais
  2. 2. EE Gabriel Odorico de Ensino Fundamental e Médio Av. Santa Cruz, 315 – Centro – 35-3295-1349 - escola.173045@educacao.mg.gov.br Projeto: Empreendedorismo juvenil na EEGO Autora: Eliana Mara Manso - marapmg@hotmail.com que envolvessem desde a leitura e interpretação de dados (Português e Inglês) a cálculosde diversas complexidades (Matemática), conhecimentos históricos (História), econômicos(Geografia), sociais (Sociologia e Filosofia), produtivos (Química e Física), segurança do trabalho equalidade de vida (Educação Física e Biologia), entre outros. Assim, após definir quais os conteúdos administrativos que seriam estudados, o ColegiadoEscolar opinou como se relacionariam com cada disciplina de acordo com o nível de dificuldade (anosde escolaridade) e como este estudo complementar poderia integrar a disciplina, respeitando o definidona Lei de Diretrizes de Base (LDB). Após análise e discussão junto a Faculdade de Administração, parceira do projeto, foi definidoos setores empresariais que poderiam ser desenvolvidos, privilegiando a realidade econômica da região.Isto foi de grande importância, pois de nada valeria os alunos aprenderem sobre empresas e áreas deatuação empresarial que estão distantes de sua realidade. A expectativa quanto o projeto não é só o desenvolvimento do potencial dos alunos para omundo dos negócios, mas também ligá-los com o mundo do Ensino Superior onde continuarão seusestudos. Além disso, tal vínculo propiciará que os alunos da Faculdade de Administração estejamajudando a preparar aqueles que serão seus futuros colaboradores e parceiros. A EEGO definiu como missão o trabalho através de uma aprendizagem significativa e inclusivalevando o aluno a saber fazer, aprender, ser e conviver, além de estimular os mesmos a utilizar-se doconhecimento adquirido para atuar com autonomia e perspectiva empreendedora. Ao desenvolver o projeto, a escola elegeu como objetivos: o desenvolvimento da capacidadecrítica dos alunos em relação ao conhecimento de modo que deixem de ser meros espectadores e setornem produtores; a interação com o grupo; a melhoria da oralidade; a visão empreendedora; aintegração Escola X Faculdades X Empresas; a automotivação dos alunos com relação ainterdisciplinaridade entre os conteúdos estudados; o aumento do potencial dos alunos a fim de quesuperem as expectativas do próximo SIMAVE; maior praticidade nas disciplinas ministradas;ampliação das possibilidades de criação artística e cultural de maneira que o aluno possa desenvolver-se com autonomia. 2 MAGISTRA - Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores - SEE/MG Congresso de Práticas Educacionais: Gestão Escolar e Projetos Especiais
  3. 3. EE Gabriel Odorico de Ensino Fundamental e Médio Av. Santa Cruz, 315 – Centro – 35-3295-1349 - escola.173045@educacao.mg.gov.br Projeto: Empreendedorismo juvenil na EEGO Autora: Eliana Mara Manso - marapmg@hotmail.com2. DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA Foi estabelecida uma parceria com a Faculdade de Administração do Instituto Machadense deEnsino Superior (IMES) de maneira que os alunos da área de Administração dessem suporte aos alunosda EEGO na elaboração de um Plano de Negócios em que eles sintetizariam o conhecimento aprendidono período. A comunicação e acompanhamento se daria através de representantes da EEGO queencaminhariam a apresentação dos trabalhos para a Faculdade.Assim, percebeu-se a necessidade dedividir os alunos da EEGO em grupos com líderes em cada ano de escolaridade, de modo que fossemresponsáveis pela organização do projeto. Como função destes líderes está o contato permanente com aCoordenação da EEGO para acompanhamento do projeto e coordenação das atividades desenvolvidaspelo seu grupo. A escola procurou-se também o Diretor de Extensão e Assuntos Comunitários da Unifenas, Sr.Rogério Ramos do Prado, que prontamente se dispôs a participar do projeto, vindo a nossa escola comespecialistas e apresentando um mini curso sobre Plano de Negócios. Foram ministradas palestras para os professores sobre empreendedorismo para teremconhecimento sobre Administração da Produção, Mercadológica, Financeira e Administração deRecursos Humanos como suporte para o desenvolvimento do presente projeto. Também foi trabalhadoem todos os anos de escolaridade o artigo "Como abrir um negócio". Toda a escola foi dividida em 6 (seis) grupos e cada grupo escolheu o um comércio adesenvolver e um líder. Assim delinearam ideias, traçaram objetivos e determinaram metas de comocriar uma empresa fictícia baseando nos comércios da Avenida Santa Cruz (Avenida comercial domunicípio de Machado): Academia (prestação de serviços), Farmácia (comércio), Supermercado(comércio), Auto-escola (prestação de serviços), Ótica (comércio) e Lojas de roupas/bijouterias(comércio). Todas as áreas de conhecimento, dentro de cada ano de escolaridade desenvolveu o projetoatrelado ao Currículo Básico Comum (CBC) a fim de que o aluno pudesse ter uma aprendizagemsignificativa. No decorrer do projeto foram ministradas palestras, debates e discussões pelos professores eestagiários da FUMESC para os líderes das salas de aula, que foram multiplicadores para os demaiscomponentes do grupo. Professores e estagiários da Unifenas forneceram um curso básico de plano denegócios, plano jurídico e financeiro com o objetivo de esclarecer as competências empreendedoras, 3 MAGISTRA - Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores - SEE/MG Congresso de Práticas Educacionais: Gestão Escolar e Projetos Especiais
  4. 4. EE Gabriel Odorico de Ensino Fundamental e Médio Av. Santa Cruz, 315 – Centro – 35-3295-1349 - escola.173045@educacao.mg.gov.br Projeto: Empreendedorismo juvenil na EEGO Autora: Eliana Mara Manso - marapmg@hotmail.com sanar dúvidas e ter um suporte teórico ao projeto. Os professores desenvolveram atividades em suas disciplinas com o foco empreendedor queatendeu o nível de maturidade do ano de escolaridade, conscientizando-os do uso social da leitura e daescrita, desenvolvendo suas práticas leitoras nas diferentes situações de comunicação. As aulas foramplanejadas em torno de textos, priorizando o uso da diversidade de gêneros textuais e tipologiasenvolvendo temas relacionados ao marketing da empresa, documentos necessários ao comércio,elaboração de formulários para aplicação de questionários e entrevistas, normas para preenchimento decheques, dentre outros. O projeto abordou o passo a passo do setor financeiro na abertura de uma empresa. Realizou olevantamento de custos para o capital inicial e do capital de giro. Trabalhou-se controle de caixa daempresa; impostos e encargos trabalhistas; serviço de contador; lucros e prejuízos; planejamento demetas de lucratividade. Localização, leitura e interpretação de informação matemática contida emdiferentes setores da empresa. Levantamentos estatísticos. Outra estratégia utilizada foi a pesquisa:como abrir uma empresa ou comércio em todos os setores. O plano de trabalho abordou todos os aspectos necessários: dados pessoais de uma empresa;guia de contratação de funcionários; cadastros gerais; seleção de empregados; logotipo e logomarca;contratos empresariais; ficha padrão de gastos da empresa; tributos; teste vocacional; currículo;entrevista de emprego; guia para contração de empregados. No decorrer destes estudos os alunos foramorientados a providenciar documentações necessárias para entrevistas de emprego. Buscando a localização do comércio no espaço geográfico fez-se a sondagem do local, paraidentificar o local mais apropriado para se montar um comércio (ótica, supermercado, academia, loja deroupas, farmácia, auto-escola), comprovando que cada tipo de comércio necessita de um lugaradequado/estratégico para dar certo. Pesquisou-se o perfil de clientes, elaboraram cadastro de clientes ede possíveis fornecedores, fichas de levantamento de estoque; além dos direitos do cliente, Código dedefesa do Consumidor; garantia dos produtos e garantia estendida; regras para um bom atendimento aocliente. A questão da sustentabilidade foi abordada com o enfoque prioritário em adquirir produtos eserviços de empresas corretas, que usam em sua política de gestão a visão sustentável. Alertou-se queum bom empreendedor atende a necessidade do consumidor consciente que deixa de adquirir produtose serviços de empresas que só priorizam o lucro. A tendência é que estas empresas percam seus 4 MAGISTRA - Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores - SEE/MG Congresso de Práticas Educacionais: Gestão Escolar e Projetos Especiais
  5. 5. EE Gabriel Odorico de Ensino Fundamental e Médio Av. Santa Cruz, 315 – Centro – 35-3295-1349 - escola.173045@educacao.mg.gov.br Projeto: Empreendedorismo juvenil na EEGO Autora: Eliana Mara Manso - marapmg@hotmail.com negócios, pois a mídia vem atacando pesadamente estas atitudes consumistas e incorretas. A partir deste projeto, os alunos pensaram o desenvolvimento sustentável pelo viés econômico,onde somente as empresas que priorizam a utilização de energia limpa, que conscientizamfuncionários , os familiares destes, a escola do bairro e comunidade em geral quanto a importância deum meio ambiente limpo e sustentável terá respeito da comunidade, pois agregará valor aos seusprodutos e/ou serviços, fidelizando seu consumidor. Na Sociologia aprofundou-se as competências do empreendedorismo, despertando edesenvolvendo o aluno para o papel importante de ser um grande empreendedor com perspectivas parao futuro. Para Justus (2007, p. 81), qualquer pessoa pode se destacar como empreendedor, seja na suaprópria empresa, seja trabalhando para os outros, desde que a empresa lhe dê espaço para crescer e eletrabalhe como se fosse dono da empresa. Segundo Peter Drucker “o empreendedorismo é um ato deinovação que envolve desenvolver em recursos já existentes uma capacidade de produzir riquezanova.” (CASTALDI, 2008, p. 2). A Educação Física abordou a Ginástica Laboral como objetivo estimular a prática de exercíciosfísicos realizados coletivamente no ambiente de trabalho, visando a prevenção de doenças ocupacionaise melhoria na qualidade de vida do corpo funcional. Procurou-se conscientizar sobre a necessidade dobem estar físico, psíquico e mental, a descontração, o relaxamento e socialização entre oscolaboradores do projeto, bem com incentivá-los a uma rotina profissional e pessoal de atividadesfísicas, o que pode melhorar a sua qualidade de vida. Através da reflexão, compreensão, assimilação e fixação, trabalhou-se os conceitos naperspectiva da espiritualidade, buscando valorizar a presença do homem como papel fundamental nafamília, na sociedade, na empresa, como participação moral, ética e cidadã. A Filosofia propôs-se trabalhar o conceito Empreendedorismo e as adjetivações que deledecorrem ou a ele ligados, sob a ótica humanista. Procurou-se proporcionar aos educandos aoportunidade de vivenciar toda a educação escolar de modo existencial: despertar o espírito deinvestigação e pesquisa; a reflexão do aspecto humano afetivo; promover o espírito questionador;aguçar a percepção de distintas realidades e formas de pensamentos; e, promover o espírito de partilha,sociabilização e capacidade de apresentação em público. A EEGO também envolveu a Educação de jovens e adultos (EJA) pensando na inserção deste 5 MAGISTRA - Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores - SEE/MG Congresso de Práticas Educacionais: Gestão Escolar e Projetos Especiais
  6. 6. EE Gabriel Odorico de Ensino Fundamental e Médio Av. Santa Cruz, 315 – Centro – 35-3295-1349 - escola.173045@educacao.mg.gov.br Projeto: Empreendedorismo juvenil na EEGO Autora: Eliana Mara Manso - marapmg@hotmail.com aluno no mundo empreendedor incluindo no currículo a disciplina empreendedorismo.Com o Empreja (Empreendedorismo EJA), tem-se o objetivo de formar alunos autônomos e compossibilidade de abrir e administrar uma empresa ou negócio. Procurou-se por intermédio da montagem de um supermercado fictício, compreender ofuncionamento de um supermercado e sua montagem; aprender a planejar; compreender como funcionao mercado de trabalho; formar líderes; traçar metas; desenvolver parcerias e a trabalhar o pedagógicode forma interdisciplinar. Trabalhou-se respeitando um cronograma onde todos os períodos eprofessores tiveram oportunidade de passar pelo supermercado e trabalhar o projeto no concreto. Os professores apresentaram mensalmente os trabalhos desenvolvidos e no final do projeto umportifólio por cada área de conhecimento. Como culminância, no dia 04 de outubro de 2012, serãoministradas palestras por Empreendedores de sucesso e professores para os líderes e vice-líderes noanfiteatro do IMES/FUMESC. No dia 05/12, será montada uma exposição com todos os trabalhosdesenvolvidos, mostrando que a prática aliada a teoria torna o aluno capaz de atuar com autonomiatendo uma perspectiva de vida e valorizar a educação e a necessidade de formação continuada.3 REFLEXÕES SOBRE O TRABALHO APRESENTADO E CONSIDERAÇÕES Desde os primórdios da humanidade é evidente que a sabedoria e o conhecimento só seatualizam quando proliferam as relações entre pessoas que ensinam, debatem, experimentam,pesquisam e dialogam. O projeto se baseou nisso e foi um desafio para todos os participantes, poistodos tiveram que pesquisar e buscar informações de como montar uma empresa. Inicialmente os alunos não tinham noção de como montar uma microempresa e hoje, com oprojeto, embasados em pesquisas e estudos, eles adquiriram uma noção de como investir e abrir seupróprio negócio, até mesmo a incentivar e modificar o meio familiar. Com o projeto Empreendedorismo obtemos ótimos resultados, percebemos nos gruposenvolvidos a melhoria do relacionamento interpessoal. Foi muito significativo ver a preocupação dosenvolvidos com o resultado final de cada trabalho, a satisfação pessoal do seu trabalho reconhecido eapreciado por outros. Um destaque para os alunos foi o trabalho harmonioso em equipe. No decorrer do projeto surgiram dificuldades, como a questão do tempo: "muita coisa parapouco tempo". Foi resolvido com ajustes no cronograma e planejamento. Com a continuidade doprojeto, observa-se a necessidade de outros temas e adaptações específicas para cada disciplina. Relatos 6 MAGISTRA - Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores - SEE/MG Congresso de Práticas Educacionais: Gestão Escolar e Projetos Especiais
  7. 7. EE Gabriel Odorico de Ensino Fundamental e Médio Av. Santa Cruz, 315 – Centro – 35-3295-1349 - escola.173045@educacao.mg.gov.br Projeto: Empreendedorismo juvenil na EEGO Autora: Eliana Mara Manso - marapmg@hotmail.com nos impulsionam a aprimorar e continuar , como o de uma professora: “Me deliciei com obrilho de muitos alunos que mostraram saber mais que eu sobre determinados assuntos". O Projeto Empreendedorismo comprovou para todos que antes de se angustiar com asprofissões é preciso estar atento a si mesmo, é preciso cultivar a própria formação. Efundamentalmente, estar consciente que o processo de aprendizado é o que está por trás do currículo.REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASCASTALDI, José Geraldo. Posicionamento competitivo como processo mental: um estudo comempreendedores de pequenas empresas industriais paranaenses. In XXXII ENCONTRO NACIONALDA ANPAD. 32, 2008. Rio de Janeiro. Anais. Rio de Janeiro: ANPAD, 2008, p. 1-16.JUSTUS, Roberto. O empreendedor: como se tornar um líder de sucesso. São Paulo: Larousse, 2007. ANEXOSFotos da culminância do projetoRelatos de participantes e equipeRelatórios 7 MAGISTRA - Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores - SEE/MG Congresso de Práticas Educacionais: Gestão Escolar e Projetos Especiais
  8. 8. EE Gabriel Odorico de Ensino Fundamental e MédioAv. Santa Cruz, 315 – Centro – 35-3295-1349 - escola.173045@educacao.mg.gov.br Projeto: Empreendedorismo juvenil na EEGO Autora: Eliana Mara Manso - marapmg@hotmail.com FOTOS DO PROJETO – CULMINÂNCIA SUPERMERCADO EMPREENDEDORISMO 8 MAGISTRA - Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores - SEE/MG Congresso de Práticas Educacionais: Gestão Escolar e Projetos Especiais
  9. 9. EE Gabriel Odorico de Ensino Fundamental e MédioAv. Santa Cruz, 315 – Centro – 35-3295-1349 - escola.173045@educacao.mg.gov.br Projeto: Empreendedorismo juvenil na EEGO Autora: Eliana Mara Manso - marapmg@hotmail.com 9 MAGISTRA - Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores - SEE/MG Congresso de Práticas Educacionais: Gestão Escolar e Projetos Especiais
  10. 10. EE Gabriel Odorico de Ensino Fundamental e MédioAv. Santa Cruz, 315 – Centro – 35-3295-1349 - escola.173045@educacao.mg.gov.br Projeto: Empreendedorismo juvenil na EEGO Autora: Eliana Mara Manso - marapmg@hotmail.com 10 MAGISTRA - Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores - SEE/MG Congresso de Práticas Educacionais: Gestão Escolar e Projetos Especiais
  11. 11. EE Gabriel Odorico de Ensino Fundamental e MédioAv. Santa Cruz, 315 – Centro – 35-3295-1349 - escola.173045@educacao.mg.gov.br Projeto: Empreendedorismo juvenil na EEGO Autora: Eliana Mara Manso - marapmg@hotmail.com 11 MAGISTRA - Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores - SEE/MG Congresso de Práticas Educacionais: Gestão Escolar e Projetos Especiais
  12. 12. EE Gabriel Odorico de Ensino Fundamental e Médio Av. Santa Cruz, 315 – Centro – 35-3295-1349 - escola.173045@educacao.mg.gov.br Projeto: Empreendedorismo juvenil na EEGO Autora: Eliana Mara Manso - marapmg@hotmail.com RELATOS“O Projeto Empreendedorismo foi realizado na EscolaEstadual Gabriel Odorico, visando fornecer aos alunosuma visão a respeito do mercado de trabalho. Foramrealizados projetos sobre técnicas de comércio, palestras edesign que subsidiaram o desempenho dos estudantes.As capacidades adquiridas incrementaram todo oconhecimento que até então revigorava nosso consciente.O trabalho foi dividido em diversas áreas, aprendendoassim, a convivência com colegas no setor administrativo.Em um futuro próximo, esse conhecimento poderá fazerum enorme diferencial, pois dispomos de uma capacidadeespecial apreendida durante um período de tempo em queo evento esteve em prática. “ (Cassiano Carlos Milani – 3ª 13) 12 MAGISTRA - Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores - SEE/MG Congresso de Práticas Educacionais: Gestão Escolar e Projetos Especiais
  13. 13. EE Gabriel Odorico de Ensino Fundamental e Médio Av. Santa Cruz, 315 – Centro – 35-3295-1349 - escola.173045@educacao.mg.gov.br Projeto: Empreendedorismo juvenil na EEGO Autora: Eliana Mara Manso - marapmg@hotmail.com“O projeto do empreendedorismo foi um alerta para nós, para nos ajudar como abrir uma empresa, a ter persistência, iniciativa, o empreendedorismo nos ajudou a saber trabalhar em grupo, a ter mais responsabilidade, a aceitar novas ideias, as opiniões de outras pessoas. Nós aprendemos com nosso trabalho, coisas que não sabíamos sobre “auto- escola”.( Alarcom Borati, Bruna Domingues, Evertin Felipe, Ingryd Gomes, Joyce Botazini, Thayná Botazini – 2º 11 )“O Projeto Empreendedorismo teve aspectos significativos na formação de todos os alunos” A capacidade de ver uma oportunidade e transformá-la em realidade foi um dos temasressaltados e, aprendemos que podemos trabalhar essas características em nós mesmos e evoluí-lacom o passar do tempo. Outro aspecto importante foi o trabalho em equipe. Aprender a compartilhar conhecimentosdiferentes e usar com o intuito de um bem único, fez com que o grupo se unisse e realizasse umótimo trabalho com um excelente desempenho. E para finalizar, o projeto incentivou os alunos a serem grandes empreendedores. Estimulou odesenvolvimento criativo e da persistência. Com certeza, esse projeto nos proporcionou uma série deconhecimentos. ( Thiago Cristiano Carvalho – 3º 14) 13 MAGISTRA - Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores - SEE/MG Congresso de Práticas Educacionais: Gestão Escolar e Projetos Especiais
  14. 14. EE Gabriel Odorico de Ensino Fundamental e Médio Av. Santa Cruz, 315 – Centro – 35-3295-1349 - escola.173045@educacao.mg.gov.br Projeto: Empreendedorismo juvenil na EEGO Autora: Eliana Mara Manso - marapmg@hotmail.comO Empreendedorismo nos ajudou no trabalho de equipe a ter idéiasinovadoras.Aprendemos as características e como funcionam as pequenas e grandesempresas.Este projeto nos ensinou que ser empreendedor e lutar por suas ideias enunca desistir diante de um problema e querer inovar cada vez mais.” ( Jaqueline e Letícia - 2° ano 11 Ensino Médio)“O projeto foi bom para que os alunos aprendessem a trabalhar em grupo, aceitando a opiniãodos colegas, adquirimos muitos conhecimentos de como funcionam asempresas, do que se precisa para que o seu comércio seja bem sucedido.A experiência foi ótima, mas o projeto necessita de mais espaço para evoluir.Os alunos tem que passar a ideia para todos de como foi bom,incentivando os próximos grupos.” (Emily N. Nogueira – 3º 13) 14 MAGISTRA - Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores - SEE/MG Congresso de Práticas Educacionais: Gestão Escolar e Projetos Especiais

×