“A Importância da Afetividade na
Organização Funcional do Cérebro para
a Construção da Aprendizagem
Humana”
AFETIVIDADE
No dicionário Aurélio (1994),
afetividade está definido da seguinte
forma: “Psicol. Conjunto de fenômenos
psíquicos que se...
Afeto é o componente essencial e
dinâmico da afetividade, é o sentir do
indivíduo sobre determinado objeto.
É a manifestaç...
A afetividade é um tema central na obra de
Henri Wallon.
Na sua opinião, ela tem papel imprescindível
no processo de desen...
Afetividade e inteligência constituem
um par inseparável na evolução psíquica,
pois, embora tenham funções bem
definidas e...
Ao penetrar todos os aspectos da vida
psíquica a afetividade influencia e é
influenciada pela percepção, memória,
pensamen...
A afetividade é a base da vida. Se o ser humano
não está bem afetivamente,sua ação como ser
social estará comprometida. Is...
Toda a aprendizagem envolve
afetividade, porque ocorre a partir de
interações sociais, numa construção
vincular.
Pensando ...
O QUE É EDUCAR?
• Educar vai muito além
do ato de transmitir
conhecimento, educar é
estimular o raciocínio, é
aprimorar o ...
Considerando que o processo de
aprendizagem ocorre em decorrência
de interações sucessivas entre
pessoas, a partir de uma ...
O lugar da afetividade no cotidiano escolar
• “A escola deve considerar que os anos que nela
passamos são momentos de cons...
A AFETIVIDADE COMO PRINCÍPIO
PEDAGÓGICO
"(...) como professor (...) preciso estar aberto ao gosto de querer bem aos educan...
Amor na Educação
O Amor Transforma vidas?
AMOR sentimento profundo,
Que pode transformar,
Todo o Mundo,
Basta só querer am...
Ser Educador
Ser educador é ir além do ato de transmitir conhecimento
é doar um pouco cada dia de si, para colaborar com o...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

A importância da afetividade na organização funcional do cérebro para a construção da aprendizagem humana.

1,797 views
1,627 views

Published on

Palestrante - Psicóloga: Geuza Moraes.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,797
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
960
Actions
Shares
0
Downloads
38
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A importância da afetividade na organização funcional do cérebro para a construção da aprendizagem humana.

  1. 1. “A Importância da Afetividade na Organização Funcional do Cérebro para a Construção da Aprendizagem Humana”
  2. 2. AFETIVIDADE
  3. 3. No dicionário Aurélio (1994), afetividade está definido da seguinte forma: “Psicol. Conjunto de fenômenos psíquicos que se manifestam sob forma de emoções, sentimentos e paixões, acompanhado sempre da impressão de dor ou prazer, de satisfação ou insatisfação, de agrado ou desagrado, de alegria ou tristeza”
  4. 4. Afeto é o componente essencial e dinâmico da afetividade, é o sentir do indivíduo sobre determinado objeto. É a manifestação de ligação do ser humano com o meio e maneira como o indivíduo reage a tudo o que o cerca. A Afetividade é a capacidade humana de sentir e expressar as emoções e sentimentos e conseqüentes interesses em relação a vida.
  5. 5. A afetividade é um tema central na obra de Henri Wallon. Na sua opinião, ela tem papel imprescindível no processo de desenvolvimento da personalidade. A afetividade está sempre relacionada aos estados de bem-estar e mal-estar do indivíduo
  6. 6. Afetividade e inteligência constituem um par inseparável na evolução psíquica, pois, embora tenham funções bem definidas e diferenciadas entre si, são interdependentes em seu desenvolvimento, permitindo à criança atingir níveis de evolução cada vez mais elevados.
  7. 7. Ao penetrar todos os aspectos da vida psíquica a afetividade influencia e é influenciada pela percepção, memória, pensamento, vontade e inteligência, sendo na verdade o componente essencial de equilíbrio e harmonia da personalidade.
  8. 8. A afetividade é a base da vida. Se o ser humano não está bem afetivamente,sua ação como ser social estará comprometida. Isto vale independentemente de sexo, idade,cultura.
  9. 9. Toda a aprendizagem envolve afetividade, porque ocorre a partir de interações sociais, numa construção vincular. Pensando na aprendizagem escolar, a trama que se tece entre alunos, professores, conteúdo escolar, livros, escrita; não acontece puramente no campo cognitivo. Existe uma base afetiva permeando estas relações.
  10. 10. O QUE É EDUCAR? • Educar vai muito além do ato de transmitir conhecimento, educar é estimular o raciocínio, é aprimorar o senso crítico, as faculdades intelectuais, físicas e morais.
  11. 11. Considerando que o processo de aprendizagem ocorre em decorrência de interações sucessivas entre pessoas, a partir de uma relação vincular, é, portanto através do outro que o indivíduo adquire novas formas de pensar e agir e, desta forma apropria-se (ou constrói) novos conhecimentos
  12. 12. O lugar da afetividade no cotidiano escolar • “A escola deve considerar que os anos que nela passamos são momentos de construção de conhecimentos para a vida. A quantidade de informações que a sociedade contemporânea nos fornece, são oriundos dos mais diferentes lugares e a escola não tem conseguido acompanhar essa evolução, aumentando de forma singular à distância entre o saber e o ser”. Marli Mendes Dias http://www.psicologia.com.pt/artigos/ver_opiniao.php?codigo=AOP0117&area=d6&subarea
  13. 13. A AFETIVIDADE COMO PRINCÍPIO PEDAGÓGICO "(...) como professor (...) preciso estar aberto ao gosto de querer bem aos educandos e à própria prática educativa de que participo. Esta abertura de querer bem não significa, na verdade que, porque professor, me obrigo a querer bem todos meus alunos de maneira igual. Significa, de fato, que a afetividade não me assusta que tenho de automáticamente selar o meu compromisso com os educandos, numa prática especifica do ser humano. Na verdade, preciso descartar como falsa a separação radical entre "seriedade docente" e "afetividade". Não é certo, sobretudo do ponto de vista democrático, que serei tão melhor professor quanto mais severo, mais frio, mais distante e "cinzento", no trato dos objetos cogniscíveis que devo ensinar." (Freire, 1996, p. 159)
  14. 14. Amor na Educação O Amor Transforma vidas? AMOR sentimento profundo, Que pode transformar, Todo o Mundo, Basta só querer amar. O AMOR transforma: A mão que tortura, Na que acaricia com ternura, A palavra maldosa, Numa meiga,carinhosa, Dita com toda brandura. O desejo de vingança, Num resnascer de esperança. A voz dura,fria, Num sussurro suave, Transparecendo alegria. A frieza manifesta do coração, Num caloroso e sincero aperto de mão. Rosamaro
  15. 15. Ser Educador Ser educador é ir além do ato de transmitir conhecimento é doar um pouco cada dia de si, para colaborar com o outro. É envolver-se com todos sem comprometer seus sentimentos, é dar um pouco ou muito de si mesmo todo dia. Ser educador é vivenciar a cada dia um novo desafio, o desafio de ensinar, de aprender. Ser educador é construir a cada dia uma parte de um mundo novo ideal, na maioria das vezes irreal, mas, o que importa é a sensação de construção de novos ideais, novos objetivos. Ser professor é ser construtor de um novo mundo. Regina Lucia Gomes Arraes

×