1ª Edição
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

1ª Edição

on

  • 1,439 views

Jornal Escolar "Catavento" (Agrupamento de Escolas de Aguada de Cima)

Jornal Escolar "Catavento" (Agrupamento de Escolas de Aguada de Cima)

Statistics

Views

Total Views
1,439
Views on SlideShare
1,237
Embed Views
202

Actions

Likes
0
Downloads
9
Comments
0

2 Embeds 202

http://www.eps-aguada-cima.rcts.pt 201
http://www.slideshare.net 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

1ª Edição Document Transcript

  • 1. Nº 1 Edição Trimestral Janeiro de 2011 Jornal escolar De novo a Girar! Equipa Técnica: Carla Esmerado Fernando Cordeiro «O projecto não é uma simples Luciana Henriques representação do futuro, mas um Rosário Agra futuro para fazer, um futuro a construir, uma ideia a transfor- mar em acto.» Jean Marie Barbier Editorial O Jornal Escolar “Catavento” tem como propósito veicular a informação de e para a comunidade edu- cativa, estando aberta a todos os seus intervenientes. Trata-se de um projecto que assenta na verten- te informativa/formativa e que visa a divulgação das boas práticas do Agrupamento. Esta publicação pretende ser porta-voz dos interesses, aspirações e preocupações dos alunos, profes- sores, funcionários, pais e encarregados de educação, enquanto agentes de uma realidade cultural que é o Agrupamento. Assume-se, desta forma, como veículo de aproximação dos diferentes elemen- tos da comunidade educativa, estimulando a partilha e o espírito colaborativo, reforçando o espírito de pertença. Pretende, também, estimular a leitura e a escrita, bem como o interesse pela prática do jornalismo, enquanto veiculo de comunicação de massas e de divulgação da cultura e do saber. O jornal está receptivo à publicação de qualquer tipologia textual e sobre qualquer assunto, que se revele pertinente e de interesse para a comunidade. Desta forma, disponibiliza espaço para os géne- ros jornalísticos, como o texto de opinião, a crónica, a reportagem ou a entrevista, bem como para a poesia, o texto de carácter narrativo ou científico. N O TA S S O L TA S A presente edição tem como irão seguir e que se espera que notícias dos alunos. O jornal será principal objectivo “fazer renas- sejam muitos… mais um meio de divulgação da cer“ o Catavento, como Jornal do A equipa responsável pelo Jornal vida deste Agrupamento. Agrupamento de Escolas de Agua- agradece e solicita a colaboração Pretendemos que seja um Jornal da de Cima. de toda a comunidade escolar de e para os nossos alunos. Como primeiro número pretende para a próxima edição, dando ser um impulso para os que se especial atenção a trabalhos / A equipa técnica
  • 2. Pá g in a 2 E di ç ã o T r i m e s tr a l RECEPÇÃO AOS ALUNOS O nosso primeiro dia de aulas foi muito divertido. Nesse dia fizemos várias actividades. Cada turma passou por vários clu- bes: Clube do Teatro, Clube do Cinema, Clube de Música, Clube de Desenho e Pintura, Clube de Jogos e Clube de Desporto. Aqui fica a nossa galeria de fotos… No Clube do Teatro cada um escolheu uma roupa para fazer uma personagem. Nesse Clube havia muita roupa, muito calça- do, muitas malas, alguns chapéus e outros acessórios. No Clube do Cinema, estivemos a ver um filme do Mr. Bean. O filme foi muito engraçado. No Clube de Música, estivemos a ouvir uma canção do José Cid, cantamo -la e depois acompanhamos a canção com instrumentos musicais: reco- reco, triângulo, clavas, tambor, maracas e pandeiretas. No Clube de Desenho e Pintura, pintamos um cartaz utilizando tintas e pincéis. No Clube de Jogos, estivemos a jogar diferentes jogos: cartas, lotos, puzzles, jogos de encaixe, tangran, geo- plano,… No Clube do Desporto, fizemos vários jogos: macaca, saltar à corda, saltar arcos e futebol. No final do dia os professores prepara- ram uma surpresa: distribuíram copos com gelatina a todos. Achamos os clubes muito divertidos, mas aquele que mais gostámos foi o Clu- be de Teatro. E. B. 1 DE AGUADA DE BAIXO
  • 3. Pá g in a 3 RECEPÇÃO AOS ALUNOS DO 5º ANO No dia 10 de Setembro, decor- No dia 13 de Setembro, logo reu a Recepção dos alunos do pelas 9.00 horas foram recebi- 5º ano. Após as “Boas vindas” dos os restantes alunos pelo do nosso Director, o Presidente Director de Turma e Secretário. da Associação de Pais, Dr. Her- Após a recepção, as aulas culano, sensibilizou os Encarre- seguiram o cumprimento inte- gados de Educação presentes gral dos horários das turmas. para uma participação activa na vida escolar dos seus edu- candos. Seguidamente, foram apresentados os Directores de Turma e Secretários das 4 tur- mas do 5º ano, dirigindo-se para a sala de aula, onde foram transmitidas informações importantes sobre o funciona- mento da nossa escola. O dia terminou com uma visita guia- da à mesma e com a oferta de um pequeno lanche. Consegues localizar esta sala na escola sede? Os alunos do nono ano de escolaridade do ano lectivo transacto participaram no clube “Pegada Amiga” dinami- zado pela professora Carla Neves. A actividade mais visí- vel foi a angariação de fundos destinados a suportar o funcionamento da componente pedagógica do Internato de Inharrime, em Moçambique. O internato acolhe crianças do sexo feminino e garante a sua educação e bem-estar. O apoio ao projecto foi um compromisso de mudança, promovendo o ensino primário universal, a igualdade entre os géneros e a formação das mulheres, que assu- mem, nas áreas menos desenvolvidas, um papel determi- nante na inversão do ciclo vicioso da pobreza. O empenho dos alunos, a incansável colaboração das Assistentes Operacionais, a generosa participação dos pais e professores permitiu reunir os dois mil euros neces- Podes usufruir dela sempre que sentires necessidade de sários. conversar sobre assuntos que te preocupem, sobre temas Em Dezembro último, chegou de Moçambique um dos- da saúde que gostarias de ver esclarecidos, …! Estará lá sier com material enviado de Inharrime. O referido dos- alguém para te receber e ajudar! E não te preocupes, sier vai ser digitalizado e colocado na página Web do tudo o que disseres é confidencial. Agrupamento. “Um sozinho faz qualquer coisa, muitos… fazem bem mais!”
  • 4. Pá g in a 4 E di ç ã o T r i m e s tr a l A E S C A R P EL A DA No dia 1 de Outubro os alu- Sala de Apoio da Lomba, Esco- nos, professores, assistentes la de Belazaima do Chão e operacionais das escolas que Jardim de Infância da Lomba, compõem o Núcleo A do bem como pais e familiares Agrupamento de Escolas de que colaboraram, deram cum- Aguada de Cima – Escola do primento à actividade da 1º Ciclo de Aguada de Cima, Escarpelada no Parque do Sabugueiro, tradição usual na nossa região. Os alunos pude- ram participar activamente na gia da água, uma energia escarpelada ao som das músi- renovável. cas e cantares dinamizadas Por fim, saborearam a broa pelos professores de Música feita dessa farinha, que algu- da LAAC. mas mães amassaram e coze- Viram o moinho, que trans- ram ali no local. Foi uma forma o milho em farinha e manhã bastante educativa, puderam verificar uma das onde todos se divertiram com formas da utilização da ener- grande satisfação. D IA MUNDIAL DA MÚSICA No dia um de Outubro, comemorou-se o “Dia Mundial da Música”, e na nossa escola não passou despercebido. Assim, na escola do primeiro ciclo de Aguada de Baixo, os alunos e professores das AEC, em parceria com a Secção Cultural da LAAC, proporcionaram um espectáculo Musical. Na Esco- la Sede do Agrupamento, para assinalar este dia, foi colocada música ambiente no refeitório da escola durante a hora de almoço e exibido na Biblioteca Escolar o filme High School Musical “O Con- “A Música é a certo”. Já no hall de entrada, foram projectados e divulgados alguns vídeos de “Meninos Prodígio” a nível musical. expressão de um sentimento através de sons” C U R I O SI DA D E S M US I C A I S  Rory Blackwell tocou 108 instrumentos simultaneamente numa única apresentação.  O Maior contrabaixo foi fabricado nos EUA e mede 4,26 metros de comprimento e pesa 590Kg.  O maior instrumento de corda é o pantaleão, composto por 270 cordas esticadas em 4,6 metros quadrados. A Concertista mais idosa foi a pianista Romena Cella Delavrancea, que apresentou o seu último
  • 5. Pá g in a 5 D I A DA A L I M E N TA Ç Ã O No dia 18 de Outubro, para comemorar o Dia da Alimen- tação, as crianças do Jardim de Infância de Aguada de Baixo, fizeram saladas de frutas e compotas: Depois criaram frutos em barro, pintaram e colocaram em cestinhos de papel: “Diz-me e eu esquecerei. Ensina-me e eu J A R D I M D E I N F Â N C I A D E A G UA DA D E B A I XO lembrar-me-ei. Envolve-me e eu aprenderei.” CONSTRUÇÃO DO MOINHO DE VENTO Provérbio chinês JARDIM DE INFÂNCIA DE BARRÔ—SALA 1
  • 6. Pá g in a 6 E di ç ã o T r i m e s tr a l DIA DA ESCOLA BÁSICA Nº2 A G UA D A DE CIMA No dia 19 de Outubro, a nossa esco- não ficou atrás, com a “2ª Prova de Pela noite dentro, decorreu na sala de la comemorou mais um aniversário: Sopas e Frutos” que os professores de alunos um Sarau com a entrega de pré- as suas 21 Primaveras. Para assina- Ciências da Natureza e Ciências Natu- mios aos melhores alunos do ano lecti- lar a data, as actividades lectivas rais prepararam. vo anterior, actuação dos professores deram lugar a acções de âmbito No período da tarde, a festa continuou da Escola de Música da Secção Cultural cultural e recreativo, com um vasto com a Fanfarra a anunciar mais uma da LAAC e ainda observação dos astros programa. Assim, logo pela manhã, tarde repleta de alegria, seguindo-se (CN/CFQ). Damos os parabéns aos alu- a Fanfarra anunciou a abertura das uma sessão de Karaoke (Educação nos premiados, fazendo votos que actividades, seguindo-se o hastear Musical) e Jogos Tradicionais no exte- sejam exemplo a seguir por todos os da bandeira nacional e da bandeira rior (EVT, EV, ET, CEF e Educação Físi- seus colegas e desejos de um brilhante da nossa escola ao som da ca). percurso escolar. Agradece-se ainda o “Portuguesa” e de acalorados dis- Pelas 17.30, na Biblioteca tivemos mais Lanche/Beberete oferecido pela Asso- cursos com aclamações à República uma acção de sensibilização de Segu- ciação de Pais, bem como a actuação (recriando o 5 de Outubro de 1910. rança e Prevenção Rodoviária com um dos professores de Música da LAAC. Pelas dez horas, decorreram as belo testemunho de vida, dado pelo Assim vamos construindo o amanhã, “Ortografíadas” promovidas pelo Eng. Nelson, vítima de acidente de baseado num crescimento sustentado, Departamento de Línguas/BE. Na viação. Esta foi promovida pela Comis- perspectivando um futuro sorridente nossa Biblioteca decorreu a entrega são de Educação para a Saúde. para a nossa escola. dos livros do Plano Nacional de Lei- tura aos alunos do quinto ano, e, mesmo ao lado, na sala 24, decorre- ram os “Jogos Matemáticos” pro- movidos pelos professores de Mate- mática (2º e 3º Ciclos). Ao meio dia procedeu-se à assinatura dos Proto- colos entre a nossa escola e algumas entidades do meio envolvente que se disponibilizaram a colaborar na integração de alguns alunos com Currículo Específico Individual (Educação Especial). Com o aproximar da hora de almo- ço, pudemos desfrutar de algumas iguarias e guloseimas que o “Cantinho das Línguas” nos propor- cionou. Já no Átrio Norte, o repasto
  • 7. Pá g in a 7 FORMALIZAÇÃO DOS PROTOCOLOS COM AS EMPRESAS Foi no Dia 19 de Outubro, na biblioteca da Escola E.B. nº2 de Aguada de Cima, que aconte- ceu esta sessão. Estiveram presentes: os professores de Educação Especial, alguns dos representantes das empresas e instituições, Directores de Tur- ma, alunos e Encarregados de Educação. A professora Manuela Estima apresentou e dirigiu a sessão. Foram chamados um a um, os alunos para se proceder à apresentação e formalização dos Protocolos necessários Os alunos do Projecto “Viver dos que se encontram com para que estes possam dar Actividades de início ao estágio nas diversas um Projecto, Construir uma um Plano Individual de Transi- empresas e instituições. Vida” estiveram numa sessão para assinarem os Protocolos, ção. Comemoração Sandro Costa 8ºB Do Dia da Escola Sede ASTRONOMIA NA ESCOLA No dia 19 de Outubro (Dia da Escola) realizou-se na Escola Básica nº 2 de Aguada de Cima uma observação nocturna dos astros que contou com a presen- ça do Astrónomo José Matos, dinamizada pelos grupos discipli- nares de Ciências Físico- Químicas e Ciências Naturais e da Natureza. A actividade teve a adesão de um número considerável de elementos da Comunidade Edu- cativa, sendo de realçar a partici- pação bastante entusiástica dos alunos. Curiosidades  Se o Sol morresse de morte súbita, nós só saberíamos que ele se apagou 8 minutos e 15 segundos depois. Isso porque a luz leva esse tempo para chegar até nós.  As estrelas não piscam. Nós vemos as estrelas a piscar por causa da turbulência da atmosfera terrestre, que interfere na luz emitida por elas.
  • 8. E di ç ã o T r i m e s tr a l Pá g in a 8 DIA DA ESCOLA S E D E — M O M E N T O S E E S PA Ç O S Gastronomia variada … Para alimentar o corpo e mantê-lo saudável e feliz... Para alimentar a mente... Para alimentar a alma...
  • 9. Pá g in a 9 DIA DE S. MARTINHO Comemorou-se, na nossa escola, no dia 11 de Novem- bro, o dia de S. Martinho, das 15.50h às 17.20h. As activida- des lectivas deram lugar ao tradicional magusto. Acendeu -se a fogueira com as agulhas de pinheiro, assaram-se as castanhas e tocou-se e can- tou-se a canção “Castanhas, Castanhas”. Representou-se, ainda, a lenda de S. Martinho “Pelo S. Martinho e a Associação de Estudantes castanhas assadas, pão organizou o concurso “Procura-se a carinha laroca e vinho ”. mais enfarruscada”. As Assis- tentes Operacionais confec- cionaram filhoses e papas de abóbora. Não faltou nada na nossa festa. CONFECÇÃO DE C O M P O TA S Para a confecção das compotas cada turma trouxe uma peça de fruta diferente: maçã, pêra, tange- rina, uva, abóbora, figo, dióspiro e banana. Todas as peças de fruta foram gostaram de fazer. bem lavadas e, depois de Provamos o doce e era … uma descascadas, cada aluno, por delícia! Depois de estarem sua vez, cortou-as em cima de todos os frascos cheios, foram uma tábua de madeira e colo- decorados com tecido e ráfia. cou-as dentro de uma bacia. Cada frasco levou um rótulo Ingredientes: Depois de todas as peças de para identificar o produto. fruta estarem cortadas, foram Todos gostaram desta tarefa. pesadas e colocadas dentro - 1 kg de fruta; de uma panela. Para cada No fim os frascos com o doce quilo de fruta adicionaram-se ficaram com este aspecto… - 750 gr de açúcar; setecentas e cinquenta gra- Estes frascos foram depois mas de açúcar e um pau de entregues à Associação de canela. Depois esteve a cozer - 1 pau de canela. Pais para serem vendidos na em lume brando cerca de Feira de Aromas. Esta Feira duas horas. realizou-se no dia 11 de Quando arrefeceu, foi neces- Novembro de 2010. sário colocar o doce em fras- cos com a ajuda de uma colher. Tivemos que ter mui- to cuidado para não entornar, mas foi uma tarefa que todos E. B. 1 de Aguada de Baixo
  • 10. E di ç ã o T r i m e s tr a l Pá g in a 10 2 5 D E N O V E M B R O - D I A M U N D I A L PA R A A ELIMINAÇÃO DA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES No dia 25 de Novembro, como todos os alunos presen- tes devem ter visto, houve uma turma a apresentar uma canção e um PowerPoint sobre a violência no namoro. Antes disso, tinham sido afixa- dos uns cartazes feitos na Canção “Pára turma. A apresentação ao e Pensa” público foi bem sucedida, tinha bastantes alunos a assis- tir ao espectáculo, professo- res e até alguns membros da inspecção escolar. O 8ºB, com a ajuda da Professora Maria do Céu, na disciplina de Área ram o tema “Pára e Pensa” e uma sociedade melhor e sem de Projecto e também com a o trabalho sobre a violência violência? ajuda do Professor de Música no namoro. Foram bastante Luís Amaral trabalhou unido, elogiados mas será que con- em pequenos grupos que, no seguiram o principal objecti- Carolina Castro - 8ºB fim, se uniram e apresenta- vo? Sensibilizar o público para CONCURSO DE CHAPÉUS No dia 29 de Novembro, três lugares e nem todos numa quinta-feira, a Escola podiam ganhar. nº2 de Aguada de Cima feste- Quando foi a eleição dos cha- jou o Dia das Bruxas. péus, os alunos do CEI não Nesse dia os alunos participa- ficaram muito contentes pois ram em vários concursos: de o chapéu deles não tinha dança com a maçã; da bruxa ganho. No entanto não foi mais bonita; e o concurso dos assim tão mal, pois o seu chapéus. chapéu tinha ganho uma Os alunos do CEI também menção honrosa. participaram no concurso dos Os alunos dos CEI ficaram chapéus, com ajuda de todos satisfeitos. os professores. Eram muitos alunos a partici- Patrícia Santos – 6º D par no concurso, mas só havia
  • 11. Pá g in a 11 V I S I TA À F Á B R I C A DA CIÊNCIA V I VA EM AVEIRO No dia 3 de Dezembro, o Quando chegaram À Fábrica, O que mais gostaram foi de Jardim de Infância deslocou- a Marta contou-lhes a histó- visitar o Sítio dos Robôs: o se à Fábrica da Ciência Viva, ria “Espiritromba, Borbole- que dá cambalhotas, o dinos- em Aveiro. Primeiro os meni- ta”, e aprenderam as meta- sauro, o aspirador, o que nos do Jardim de Infância de morfoses das borboletas e desenha…Lamentaram muito Aveiro foram lanchar e brin- viram o seu corpo no micros- não ter visto um robô que car no exterior. cópio. funciona a energia solar… porque sabem que exis- tem!... VIOLÊNCIA NO NAMORO... No âmbito do “Dia Mundial que todos os alunos contribuí- aluna, em representação da para a eliminação da violência ram com as suas opiniões. mulheres. contra as mulheres levamos a Esta actividade culminou com cabo uma actividade que a entrega de uma rosa bran- 6º Ano - Turma F consistiu numa conversa na ca, por um aluno, em repre- turma acerca do tema, em sentação dos homens, a uma
  • 12. E di ç ã o T r i m e s tr a l Pá g in a 12 C O R TA M A T O E S C O L A R O Corta Mato Escolar da Escola EB tis A Fem (26); Infantis A Masc (21); n.º2 de Aguada de Cima, actividade Infantis B Fem (28); Infantis B Masc integrante do Programa Anual de (49); Iniciados Fem (16); Iniciados Actividades da Escola e do Programa Masc (35); Juvenis Fem (3); Juvenis de Actividades do Clube do Desporto Masc (17). Escolar, realizou-se no dia 3 de Os alunos cumpriram e participaram Dezembro de 2010. activamente nesta actividade, tendo Esta actividade teve como principais apreciado a mesma, existindo bastan- objectivos preparar os alunos para a te competição saudável, fair-play. prática desportiva e para situações Os primeiros seis classificados de cada de competição, actividade física e Escalão/Sexo irão representar a Escola desporto; dinamizar a actividade no Corta-Mato Fase Equipa de Apoio desportiva da Escola e proporcionar às Escolas, no dia 16 de Fevereiro de aos alunos a possibilidade de condi- 2011, em Vagos. A classificação pode ções de convívio com outras escolas ver-se ao lado. através da participação em provas regionais/nacionais. A actividade contou com a presença de 195 participantes do 1º, 2º e 3º CEB, de ambos os sexos, assim distri- buídos pelos diversos escalões: Infan-
  • 13. Pá g in a 13 V I S I TA DE ESTUDO AO PORTO No passado dia 10 de Dezembro, as turmas do 6.º ano da Escola Básica Nº 2 de Aguada de Cima embarcaram em dois autocarros, acompanhados pelos professores de História e Geografia de Portugal e de Ciências da Natureza, para se dirigirem à cidade do Porto onde iriam visitar o centro histórico da cidade, nomeadamente a igreja de S. Francisco, e a exposição presente na alfândega do Porto denominada “O corpo humano como nunca o viu”. Esta visita foi possível devido à articula- ção feita entre os departamentos de Matemática e Ciências Experimentais e de Ciências Sociais e Humanas da nossa Escola, permitindo uma abordagem diferente e motivadora de conteúdos de ambas as disciplinas, derivada de um contacto directo com as realidades abor- dadas, a arquitectura gótica e a decora- ção barroca, por um lado, e um conjunto de espécimes humanas reais que permi- tem compreender melhor o funciona- mento do corpo humano, por outro. debaixo de terra foram os ossários, que Ao fim da tarde, deu-se o regresso à Não esquecendo que estavamos em os alunos puderam observar com Escola depois do lanche e de muitas Dezembro, a temperatura manteve-se espanto através de uma pequena janela fotografias tiradas, como as que ilus- agradavelmente suave ao longo do dia e no chão. Centenas de ossos, senão tivemos direito a um céu limpo. Apenas milhares, cobrem essa sala oculta na tram este texto, testemunhas da ale- se encolheram um bocadinho com o catacumba. gria e do contentamento que todos vento frio que se fazia sentir quando O almoço decorreu de forma alegre manifestaram com este dia bem passa- chegaram à igreja de S. Francisco. Os junto à ponte D. Luís, na companhia de do. alunos admiraram a construção em esti- gaivotas curiosas que se aproximaram lo gótico e a decoração interior, nomea- mais do que seria de esperar. damente o revestimento em talha barro- Na parte da tarde, dirigiram-se à Alfân- ca dourada e rococó. Todos escutaram dega do Porto caminhado à beira rio. A com atenção e interesse as explicações exposição sobre o corpo humano, usan- da simpática guia, que contou, de forma do espécimes reais preservados através muito viva a curiosa história da igreja, de um processo inovador, chamou a desde a sua construção, entre os anos atenção dos jovens visitantes para a de 1382 e 1410, passando pelas altera- importância de manter hábitos e estilos ções introduzidas no seu interior nos de vida saudáveis. As professoras de séculos XVII e XVIII, pela sua ocupação Ciências da Natureza guiaram entusias- pelas tropas francesas quando das inva- ticamente os alunos pelas nove galerias, sões napoleónicas e pelo seu uso como onde puderam abordar, entre outros, armazém da Alfândega, até à sua situa- temas como o esqueleto, o sistema ção actual como monumento nacional. muscular, o sistema nervoso, o sistema Em seguida, visitaram as catacumbas respiratório e o sistema circulatório, e junto à igreja, que até meados do século ainda o desenvolvimento embrionário XIX foi um cemitério particular. O que da espécie humana. mais impressionou neste cemitério
  • 14. Pá g in a 14 E di ç ã o T r i m e s tr a l F E S TA DE N A TA L No dia 17 de Dezembro os alunos, professores e auxilia- res da E.B. 1 de Aguada de Cima fizeram o encerramen- to do 1º Período deste ano lectivo com uma Festa de Natal, à qual puderam assis- tir pais e restante comunida- de educativa. Esta festa realizou-se à tarde no salão da Junta de Freguesia. Todas as turmas apresentaram uma canção ou uma peça de teatro ensaiada pelos profes- sores titulares ou pelos pro- fessores das Actividades Extra-Curriculares. Houve até uma turma que apresentou a canção “Moinho de Vento”, de acordo com o tema em ram e veio o Pai Natal que, regresso à escola, todos os estudo este ano lectivo: com a ajuda da Associação alunos tiveram direito a um Energias Renováveis. de Pais, ofereceu umas pren- lanche oferecido pela Caixa No final houve o sorteio das dinhas a todos os meninos, de Crédito Agrícola. rifas que os alunos vende- professores e auxiliares. De E. B. 1 de Aguada de Baixo P A I NA TA L Pai Natal Presentes de Natal vou receber. Amizade e amor. Irei Partilhar. Nevará no meu jardim. As renas ajudam o Pai Natal. Trenó do Pai Natal a voar. Árvore de Natal. Luzes a piscar. Ana Sofia Vieira Nº2 / 5ºA Cátia Nunes Nº2/ 8ºA
  • 15. Pá g in a 15 UMA ESCOLA COM PROJECTOS ESCOLA ELECTRÃO A Escola Básica Nº 2 de Agua- Esta iniciativa inclui uma Educativa, em prol da Nature- da de Cima aderiu, mais uma acção de recolha dos referi- za. vez, ao Projecto “Escola Elec- dos equipamentos, que terá trão”, que tem por objectivos lugar entre os dias 8 e 28 de sensibilizar e envolver os alu- Fevereiro de 2011. No dia 25 nos, bem como toda a Comu- de Fevereiro ocorrerá a visita nidade Educativa, no esforço do Ponto Electrão à Escola. global da reciclagem e valori- A equipa responsável por esta zação de Equipamentos Eléc- tricos e Electrónicos em fim actividade apela à participa- de vida. ção de toda a Comunidade SEGURANET A Escola está a participar nes- A segurança na internet é um Está atento às actividades te Projecto, pelo segundo ano assunto para o qual os pais e que poderão ir surgindo ao consecutivo. professores devem estar mui- longo do ano, tanto para Estão inscritos alunos de to atentos; os perigos são alunos como para encarrega- todas as turmas, ao quais muitos, muitas vezes facilita- dos de educação. participam, em grupo, nos mos sem prever as conse- desafios mensais. quências. Atenção ao Dia Europeu da Além destes desafios, estão No site da seguranet, há mui- Segurança na Internet… está abertos desafios trimestrais a ta informação, há desafios, próximo... equipas de pais e encarrega- há jogos, onde podes apren- Visita o site e diverte-te: dos de educação . der e divertir-te. www.seguranet.pt ECO-ESCOLAS Já estão a decorrer as seguin- O AEAC, aderiu, pela primeira tes actividades: electrónicos e RX. vez no ano lectivo 2010/11, ao Programa Eco-Escolas, que - Auditoria ambiental; pretende encorajar acções e - Campanha Green Kork II – O Conselho Eco-Escolas agrade- reconhecer o trabalho de recolha de rolhas de cortiça; ce a colaboração de todos. qualidade desenvolvido pelas escolas no âmbito da Educa- - Recolha de pilhas; ção Ambiental. - Campanha da Ersuc Realizou-se o primeiro eco- “”Tampinha só com garrafi- conselho no dia 2 de Novem- nha”; bro, tendo sido planificadas - Colaboração com a AMI na algumas das actividades a protecção do ambiente atra- desenvolver vés da recolha de consumíveis
  • 16. Pá g in a 16 E di ç ã o T r i m e s tr a l E C O - E S C O L A S — C A M PA N H A S A ERSUC lançou uma nova entregar 200 euros em ajudas campanha de solidariedade técnicas. social com o nome “Tampinha Colabora com esta acção, e só com garrafinha” que tem contribui para a recolha de como objectivo recolher o «tampinhas só com garrafi- maior número de garrafas de nha». Quantas mais recolher- plástico com tampa. mos, mais ajudas poderemos Por cada tonelada de garrafas dar e o planeta preservar! de plástico espalmadas, a ERSUC compromete-se a Apesar da aparência inocente e pequeno porte, as pilhas depois de usadas, são hoje um problema ambiental. Classificadas como resíduos perigosos, as pilhas são compostas por metais pesados altamente tóxicos e não- biodegradáveis, como cádmio, chumbo, mer- cúrio, níquel e zinco. Se não tiverem um ade- quado destino final, estes compostos podem ser libertados na natureza, poluindo os solos e as águas e pondo em risco a saúde públi- ca. PROTEJA O AMBIENTE O Agrupamento de Escolas de Aguada de Cima protege ! A escola proporcionou aos alunos mais uma forma de Conselhos: contactar com situações em . Coloque as pilhas no pilhão mais próximo; que o “ambiente é rei”: as . Se puder use pilhas recarregáveis. olimpíadas do ambiente. V A M O S P L A N TA R P O R T U G A L No Ano Internacional da Bio- conservação da natureza, alunos do 8º ano, na disciplina diversidade, a Escola n.º 2 de biodiversidade e uso racional de Ciências Naturais. Na Prima- Aguada de Cima associou-se dos recursos naturais. vera, estas serão utilizadas para ao Movimento de Cidadãos embelezar os jardins exteriores Precisamos urgentemente de Plantar Portugal e à Câmara da nossa Escola. restituir à natureza as árvores Municipal de Águeda, com o que dela fomos retirando e objectivo de contribuir para a dar um contributo no comba- te urgente contra o aqueci- mento global e as alterações climáticas. Neste âmbito, a Câmara Municipal de Águeda disponi- bilizou 25 árvores à Escola, as quais foram envasadas pelos
  • 17. Pá g in a 17 E C O - E S C O L A S — C A M PA N H A S Mais uma campanha, mais um contributo que damos para a preservação ambiental: O Programa Green Cork foi concebido pela Quercus e desenvolvido em parceria com a Corticei- ra Amorim, a Biological e o Continente. É um programa pioneiro de reciclagem de rolhas de cortiça, através do qual as rolhas serão trituradas e têm muitas outras aplicações, que vão desde a indústria automóvel, à construção civil ou aeroespacial. Ao mesmo tempo, financia-se o Programa “Criar Bosques, Conservar a Biodiversidade”, destinado à plantação e conservação de árvores que fazem parte da nossa floresta autóctone, nomeadamente o sobreiro. Contribua para este projecto que a todos beneficia. “Nós não herdamos a terra de nossos ances- Cada rolha que separa é um contributo seguro para a plantação de mais uma árvore, para um trais. Nós temo-la ar mais limpo, para um ambiente melhor emprestada dos nossos filhos”. Vão ser colocados em vários espaços comerciais do concelho, recipientes para Provérbio de povos nati- a recolha de rolhas. vos americanos Esteja atento à sua zona de residência! Guarde as rolhas e deposite-as. O Ambiente agradece e a Escola tam- bém! Campanha de Reciclagem de Radiografias Há 15 anos que a AMI reco- mundo em que aconteçam lhe radiografias que recicla catástrofes naturais ou onde para uma dupla boa acção: a ajuda humanitária seja ajudar quem precisa com o premente, e a melhorar ain- dinheiro obtido com a prata da mais a assistência que recolhida das radiografias e prestamos aos mais desfavo- reciclar um material que, se recidos em Portugal. atirado para o lixo, pode ser poluente. Colabora, com Agrupamento, nesta campanha e deixa as Cada tonelada de radiogra- tuas radiografias (e as dos fias dá origem a cerca de teus familiares), com mais 10Kg de prata. A venda da de 5 anos ou aquelas que já prata ajuda a AMI a partir não têm valor de diagnósti- para aqueles pontos do co, na caixa disponível para o efeito na Escola nº 2 de Aguada de Cima. O relatório, envelopes ou folhas de papel, deita-os no papelão!
  • 18. Pá g in a 18 E di ç ã o T r i m e s tr a l P R O J E C T O D E E D U C A Ç Ã O PA R A A …e a D. Alice do bar escreveu S A Ú D E E E D U C A Ç Ã O S E X UA L assim um recado para enviar aos Encarregados de “Em contexto escolar, Educar para a Saúde consiste em dotar as crianças e os jovens de conhecimen- Educação sobre o “Dia da tos, atitudes e valores que os ajudem a fazer opções e a tomar decisões adequadas à sua saúde.” Alimentação”… Educação para a saúde … e assim vai a Saúde na Escola Básica nº 2! “Por apenas 1 € Sopa, fruta e doces Podes comer Tudo isto te dá Saúde e energia Para poderes crescer”. Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra a Mulher ...a frase que os 5º e 6º anos leram e reflectiram na aula... “O pai do pai do meu pai contou ao meu pai e o meu pai contou-me a mim, que em numa mulher não se deve bater, pois o homem, mais tarde vem a sofrer !!!” (autor anónimo) ...a frase que os 7º e 8º anos leram e reflectiram na aula... “Nos olhares castigados, não há lágrimas nem sorrisos. Só um silencioso pedido de socorro entre sonhos adormecidos.” Andréa Motta 30/11/2004 ...a frase que o 9º ano leu e sobre a qual reflectiu na aula foi... "Gostar é provavelmente a melhor maneira de ter, ter deve ser a pior maneira de gostar". José Saramago in O Conto da Ilha Desconhecida
  • 19. Pá g in a 19 E S C O L A A L E R TA O “Concurso Escola Alerta! barreiras urbanísticas, arqui- CONCURSO ESCOLA ALERTA! acessibilidade a todos”, tem tectónicas, de informação e 2010/2011: como objectivo sensibilizar de comunicação que dificul- ACESSIBILIDADE A TODOS as crianças e os jovens do tam ou impedem a sua auto- Ensino Básico e Secundário nomia, participação e pleno para as questões da deficiên- gozo da cidadania. Sensibilizar a escola e a cia, mobilizando-os para o juventude A Escola nº 2 de Aguada de combate à discriminação de interiorizar e exercitar a cida- Cima desafia todos os alunos que são alvo as pessoas com dania a participarem neste projec- deficiências ou incapacidade, to… através da eliminação das PROJECTO DAS ENERGIAS RENOVÁVEIS Pretende-se desenvolver este de Infância. Um dos objecti- dos recursos humanos do projecto em todas as escolas vos é promover a educação planeta. do 1º ciclo do Agrupamento ambiental numa lógica de de Escolas de Aguada de Cima preservação da natureza e em articulação com os Jardins VIVER UM PROJECTO, CONSTRUIR UMA VIDA Este Projecto destina-se a alunos, que de alguma forma, necessitam de atenção e cui- dados especiais, devido às suas características e especifi- cidades. Tratando-se de uma escola inclusiva, pretende-se minimizar as diferenças que estas crianças têm e, sobretu- do, fazer com que elas não se sintam diferentes, mas que se sintam alunos deste Agrupa- mento e cidadãos com os mesmos direitos e deveres dos demais. Algumas destas crianças têm um currículo específico indivi- dualizado, construído e/ou adaptado a cada uma. A este Projecto dedicam-se muitos dos professores e funcionários deste Agrupa- mento, trabalhando em prol destes meninos que, indepen- dentemente de tudo, são crianças…
  • 20. Pá g in a 20 E di ç ã o T r i m e s tr a l CURSOS DE EDUCAÇÃO FORMAÇÃO Na Escola funcionam dois No caso dos alunos de Serra- aplicarem os conhecimentos Cursos de Educação e Forma- lharia Mecânica, desenvolvem numa realidade muito sua, ção, no seu segundo ano: actividades da sua área como activam a parte prática dos Serralharia Mecânica e Insta- demonstram as imagens abai- cursos e preparam-se para o lação e Operação de Sistemas xo. As actividades dos alunos estágio (formação em contexto Informáticos. de Instalação e Operação de de trabalho) a realizar na fase Nas disciplinas da componen- Sistemas Informáticos, pren- final do curso. te tecnológica, os alunos têm dem-se com a reparação e oportunidade de trabalhar em manutenção de computado- situações reais e concretas. res. Esta é, uma oportunida- de para estes alunos, pois Segundo B Segundo B em grande Vidas novas a começar Amizades nasceram Nada os vai separar! Últimos dias ou meses Por entre lutas e brincadeiras, As saudades que todos terão… Entre mimos e tareias. Somos família unida Professores e alunos Entre sonhos e desejos Mas estamos sempre unidos Este poema vos dedico Segundo B for ever, Obrigada professores No coração vos irei ter… Dedicado `à turma CEF IOSI Tatiana Silva 2ºB Nº15
  • 21. Pá g in a 21 Os Clubes são um espaço privilegiado onde os alunos podem desenvolver vários tipos de activi- dades lúdicas, didácticas, educativas … os clubes trabalham competências específicas, depen- dendo da área em que se integram. Na próxima edição daremos mais notícias sobre os clubes, nomeadamente as actividades aí desenvolvidas. TESTES INTERMÉDIOS Calendarização Ao lado está a calendarização dos testes intermédios que os alunos do Agrupamento (2º ano, 8º ano e 9º ano) irão realizar este ano lectivo
  • 22. E di ç ã o T r i m e s tr a l Pá g in a 22 BIBLIOTECA ESCOLAR A Biblioteca Escolar (BE) é um Formação de Utilizadores funcionamento e tudo o que esta espaço de todos e para todos que lhes pode oferecer! procura afirmar-se cada vez mais No início do ano lectivo, os novos como um recurso fundamental no frequentadores da BE da escola - processo de ensino aprendiza- sede, os alunos do 5ºano, usufruí- gem. Para que esta seja uma realidade, precisamos da contri- ram de uma visita guiada pela buição de todos os elementos da professora bibliotecária. Nas aulas comunidade educativa, sobretu- de Formação Cívica ou Estudo do nas actividades que a BE vai Acompanhado, foram convidados propondo e dinamizando. As nossas actividades ao longo do a visitaram a BE e ficaram a conhe- 1º período: cer as normas essenciais do seu O MÊS DE OUTUBRO... Outubro: Mês das Bibliotecas foram presenteadas com o poema Escolares “Os livros” de José Jorge Letria, antes de se deixarem envolver A comemoração do mês das pelo mistério criado à volta de um Bibliotecas Escolares teve início baú…. no dia 19 de Outubro, com a ofer- ta dos livros do PNL aos alunos do ... de onde foram retirados os 5º ano. As turmas foram convida- livros que cada aluno recebeu! das a comparecer na Biblioteca e A BE assinalou o Dia das Bibliote- Ao longo do mês, outras activida- OS VENCEDORES: cas Escolares em Portugal (26 de des foram dinamizadas. Uma das 1º CICLO - E.B. 1 DE Aguada de Outubro) com a exposição de mais participadas foi o Concurso Cima mensagens elaboradas pelos “Halloween Hats” que contou com alunos que tiveram que comple- a participação de alunos do 1º ao 2º CICLO - Ana Fernandes, Inês tar a frase “LER + PARA…”. O con- 3º ciclo. Os chapéus estiveram Oliveira e Dara Amaral (5ºB) tributo dos alunos, mais uma vez, expostos na BE e foram votados resultou em frases bastante cria- por toda a comunidade. tivas que foram afixadas na BE. 3º CICLO - Beatriz Abrantes (7ºB) MENÇÕES HONROSAS: Alunos do Projecto “VIVER UM PROJECTO, CONSTRUIR UMA VIDA” Amilcar Veiga – 5ºA Daniel – 5ºA
  • 23. Pá g in a 23 O MÊS DE DEZEMBRO Dezembro: Acção de sensibilização para pais: “Como ajudar os seus filhos a fazerem-se leitores” dinamizada pela Dra. Maria da Conceição Vicente Os alunos dos 1º e 2º anos rece- Para mais informações sobre as nossas actividades, visite: beram a visita da escritora Maria da Conceição Vicente com http://www.be- o seu “Bichos faz-de-conta” aguadadecima.blogspot.com/ CONCURSO DE POS- TAIS DE NATAL “Por um ambiente e saúde melhores”
  • 24. Pá g in a 24 E di ç ã o T r i m e s tr a l VAI ACONTECER NA ESCOLA... REDEMAT E DIZ3 A Escola Básica n.º2 de Agua- um dia diferente e divertido. bém esta competição na da de Cima vai, pelo segundo Este ano, relativamente ao 1º Escola sede, de modo a possi- ano consecutivo, ser uma das ciclo, a prova é diferente, vai bilitar mais uma experiências escolas dinamizadoras desta chamar-se Diz3 e envolve as aos alunos do 1º ciclo do competição em rede. áreas de Matemática, Língua nosso Agrupamento. Vamos convidar alunos de Portuguesa e Estudo do Meio. outras escolas para passarem Vamos tentar dinamizar tam- CAMPEONATO DE JOGOS MATEMÁTICOS Este ano, a final do Campeo- Os alunos interessados têm nato de Jogos Matemáticos possibilidades de ir treinando realiza-se em Lisboa, no Insti- para se prepararem. tuto Superior de Engenharia, O treino é essencial, nada se no dia 18 de Março. consegue sem esforço. Para apurar os finalistas, irão Boa sorte a todos os partici- realizar-se provas de selecção pantes. nas Escolas do Agrupamento. P R O G R A M A D A F R U TA E S C O L A R São várias as iniciativas sobre Vamos aguardar com expecta- esta temática nos três núcleos tiva as notícias sobre essas do 1º ciclo deste Agrupamen- actividades to de Escolas.
  • 25. Pá g in a 25 PLANO DE A C T I VI DA D E S 2 0 1 0 / 201 1 A Associação de Pais e Encarre- 2011 gados de Educação da Escola 2010 Ciclo Turismo – 14 de Maio – Jor- Básica n.º2 de Aguada de Cima, nada de confraternização Pais/ Outubro – Dia da Escola – entre- colabora com a Escola em diver- alunos/professores/funcionários - ga/oferta de prémios aos melho- sas ocasiões. oferta de almoço a todos os parti- res alunos do Ano Lectivo Sempre que solicitados prontifi- 2009/2010 e oferta de lanche aos cipantes e convidados cam-se a estar presentes, apoiar alunos Junho – Final do Ano Lectivo – e participar em actividades e Participação na festa e oferta de Novembro – Dia de São Martinho momentos importantes para os almoço aos alunos do 9.º ano – oferta de castanhas e sumos alunos da Escola. para utilizar na comemoração do (finalistas) dia Junho – Convívio entre pais, alu- Esta Associação tem o seu Plano Dezembro – Natal – oferta de nos e professores / possibilidade de Actividades (apresentado ao lembranças a toda a Comunidade de passeio com destino a definir lado) que integra o Plano Anual Escolar e lanche partilhado Julho – Participação no Agitágue- de Actividades do Agrupamento da/2011 DURANTE O 1º PERÍODO... A entrega de prémios de valor e mérito é O Dia de S. Martinho foi mais uma activi- A Festa de Natal foi comemorada no últi- momento de grande importância para os dade que teve a colaboração da Associação mo dia de aulas….. alunos, uma vez que é o reconhecimento de Pais. O Magusto teve lugar no dia 11 de do seu empenho, trabalho e dedicação. Novembro à tarde. MENSAGEM DE B OA S F E S TA S O Natal é sempre uma data em que estejam quentinhos e irradiem amiza- Assim, aos pais e encarregados de proliferam as mensagens de boas de em todas as direcções. educação, aos funcionários, pelos festas, mais ou menos emotivas, com Também desejamos um ano de 2011 serviços que prestam e contribuem maior ou menor significado. sorridente e que, num momento em para o serviço educativo, aos profes- Esta não é diferente das demais, mas que apenas ouvimos falar de crise, sores, pelo empenho, dedicação e é a nossa mensagem e isso já lhe dá estejamos todos disponíveis para nos profissionalismo no trabalho desen- um valor acrescido. ajudarmos uns aos outros. volvido com os alunos, aos nossos filhos e a toda a comunidade em É em nome da Associação de Pais da A Escola só existe por causa dos nos- geral, desejamos um Feliz Natal e um Escola N.º 2 de Aguada de Cima que sos filhos e eles serão tanto melhores Próspero Ano Novo junto das suas vimos desejar a todos um Natal cheio quanto mais os ajudarmos a fortale- famílias. de alegria e que os nossos corações cer laços e conhecimentos.
  • 26. Pá g in a 26 E di ç ã o T r i m e s tr a l PASSATEMPOS Para os mais pequeninos…. Descobre CINCO diferenças “VIAJA” NOS LABIRINTOS... TREINA A TUA CONCENTRAÇÃO E O TEU RACIOCÍNIO Repara no quadrado abaixo, composto por 81 quadradinhos, cada um com o respectivo número. Partindo do número 19, colocado na fila mais acima, tenta chegar à fila de baixo, passando ape- nas pelos números primos. 4 30 68 63 49 27 9 19 87 18 22 14 89 97 2 15 37 81 17 44 66 53 4 11 79 73 9 29 12 77 5 24 49 77 33 57 71 23 36 7 25 59 31 83 23 16 45 18 71 67 23 62 15 61 2 61 19 14 8 18 44 12 79 11 10 83 59 29 47 13 17 97 43 62 99 21 32 33 46 75 55
  • 27. Pá g in a 27 A BELEZA DA MATEMÁTICA... Á RVO R E DE N A TA L — O R I G A M I
  • 28. E di ç ã o T r i m e s tr a l Pá g in a 28 HIEROGLIFOS... DESCOBRE AS 7 DIFERENÇAS
  • 29. Pá g in a 29 SÓLIDOS PLATÓNICOS Sabia que os sólidos platónicos são apenas 5 ? Porquê ? Os alunos do 5ºA investigaram este tema e a resposta está exposta na vitrina junto à sala 17 . Consulte o trabalho colectivo Vai ficar surpreendido !
  • 30. Agrupam ento de Escolas de Aguada de Cima Morada: Rua do Engenho Nº 509 3750—049 AGUADA DE CIMA E-mail: info@eps-aguada-cima.rcts.pt A escola é um lugar de aprendizagem, um espaço onde são facultados os meios para construir o Página Web: conhecimento, interiorizar as atitudes e valores universais e adquirir competências, formando cida- http://www.eps-aguada-cima.rcts.pt dãos críticos, conscientes, participativos, capazes de interagir e intervir na realidade e responder aos Tel: 234 666800 Fax: 234 667630 desafios emergentes da sociedade. O Agrupamento de Escolas de Aguada de Cima tem por missão satisfazer a procura social da educação pré-escolar e do ensino básico na comunidade por ele servida, conferindo iguais oportunidades de Endereços relacionados: acesso e sucesso escolares àqueles que usufruem da sua oferta educativa. Em termos de objectivos educativos, visa viabilizar uma educação integral, desenvolvendo pessoal e http://www.be- socialmente o aluno, potencializando a sua progressiva autonomia, incentivando o seu espírito crítico aguadadecima.blogspot.com e proporcionando-lhe aprendizagens significativas. social da educação pré-escolar e Ser reconhecido como organismo de excelência pela sua actuação eficiente e eficaz na prestação de http://www.EcoAEAC.blogspot.com serviço público de educação e ensino, assim como pela sua capacidade de promover e vivenciar os valores da cidadania e da inclusão escolar e social, aliados à sua abertura para a introdução e dinami- zação da inovação pedagógica e organizacional, pressupõe a aquisição e aplicação de novas compe- GIAE online tências de gestão pedagógica, administrativa e financeira e a aplicação de políticas educativas inova- Um Portal para Alunos, Enc. doras concordantes com as novas exigências sociais, económicas, culturais e tecnológicas. De Educação, Professores e Assim, de forma a nortear a sua actuação e alcançar a visão concebida, o Agrupamento procura refor- Funcionários. çar as práticas potenciadoras de uma cultura de qualidade pedagógica e organizacional assentes nos seguintes valores: - Igualdade de oportunidades na aquisição e formação do saber científico e social; - Educação para a cidadania, para a saúde e preservação Ambiental e cultural; - Tolerância e reconhecimento do direito à diferença; - Liberdade, responsabilidade e autonomia; - Cooperação e solidariedade activa; Acesso a partir da - Espírito crítico construtivo; Página Web do - Valorização do conhecimento. Agrupamento “Crescimento Sustentado: Eu, a minha Escola e o Mundo”