Prof. Ms. Erikson Custódio Alcântara [email_address]
Introdução <ul><li>Exercícios respiratórios : nome genérico para descrever diversos exercícios que otimize a ventilação pu...
Objetivo dos Exercícios Respiratórios <ul><li>Restaurar o padrão respiratório </li></ul><ul><li>Controlar a respiração </l...
EXERCÍCIO RESPIRATÓRIO COM FRENO LABIAL <ul><li>Exercício respiratório com os lábios franzidos. </li></ul><ul><li>Consiste...
EXERCÍCIO RESPIRATÓRIO COM FRENO LABIAL <ul><li>Por meio deste exercício obtém-se melhora do padrão respiratório, com redu...
EXERCÍCIO RESPIRATÓRIO DIAFRAGMÁTICO <ul><li>Utilizados em processos agudos e crônicos que provocam redução de volumes pul...
<ul><li>O exercício diafragmático é realizado aplicando estímulo manual a região abdominal, com leve compressão, solicitan...
Cautela no Exercício Respiratório Diafragmático <ul><li>Pacientes que apresentam hiperinsuflação pulmonar já apresentam  a...
A experiência do grupo do Dr. Ambrosino – Jornal Europeu de Respiratória, 1998 <ul><li>Em seu grupo de DPOC grave e com hi...
 
EXPANSÃO TORÁCICA INFERIOR UNILATERAL <ul><li>É o exercício realizado com aplicação do estímulo manual na região inferior ...
<ul><li>A inspiração é nasal e profunda, atingindo CPT, e as mãos exercem suave compressão no início do movimento. A expir...
EXERCÍCIOS RESPIRATÓRIOS SUSPIROS <ul><li>Objetivos dos SUSPIROS </li></ul><ul><li>Melhorar a força dos músculos inspirató...
<ul><li>Consiste em inspirações nasais breves, sucessivas e rápidas até atingir a capacidade inspiratório máxima </li></ul...
<ul><li>A inspiração é nasal, suave e curta, fracionando o tempo inspiratório total com pausas intermediárias. </li></ul><...
Pausa 2 seg Pausa 2 seg Pausa 2 seg Pausa 2 seg Pausa 2 seg
EXERCÍCIO RESPIRATÓRIO COM EXPIRAÇÃO ABREVIADA <ul><li>Objetivos da Expiração Abreviada </li></ul><ul><li>Aumentar o volum...
<ul><li>Inicialmente , faz uma inspiração nasal de pequeno volume de ar seguida de expiração breve com freno labial (sem e...
Expiração breve Expiração prolongada e suave Expiração breve
EXERCÍCIO RESPIRATÓRIO DESDE O VOLUME RESIDUAL
 
Objetivos <ul><li>Minimizar os efeitos provocados pelo aumento da resistência ao fluxo de ar, a turbulência causada pela i...
<ul><li>Vantagens alcançadas com a validação da técnica por Cuello com inalação de Xe em pacientes com broncoespasmo </li>...
 
EXERCÍCIO RESPIRATÓRIO INTERCOSTAL <ul><li>Deve ser feito na posição sentada ou semi-sentada </li></ul><ul><li>A inspiraçã...
EXERCÍCIO RESPIRATÓRIO INSPIRAÇÃO MÁXIMA
EXERCÍCIO RESPIRATÓRIO COM INSPIRAÇÃO MÁXIMA SUSTENTADA A inspiração sustentada máxima é realizada com esforço máximo, de ...
 
 
 
Obrigado... [email_address]
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Aula ExercíCios Respiratorios Terapeuticos

127,314

Published on

Aula de exercícios respiratórios terapêuticos

Published in: Education, Health & Medicine
7 Comments
38 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
127,314
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
1,473
Comments
7
Likes
38
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aula ExercíCios Respiratorios Terapeuticos

  1. 1. Prof. Ms. Erikson Custódio Alcântara [email_address]
  2. 2. Introdução <ul><li>Exercícios respiratórios : nome genérico para descrever diversos exercícios que otimize a ventilação pulmonar </li></ul><ul><li>Inicio em 1934 no Brompton Hospital em pacientes submetidos a cirurgia torácica </li></ul><ul><li>Em 1980 Cuello, Argentina, apresentou um conjunto de exercícios respirtórios/cinesioterapia respiratória, com objetivo de melhorar a função do aparelho respiratório </li></ul>
  3. 3. Objetivo dos Exercícios Respiratórios <ul><li>Restaurar o padrão respiratório </li></ul><ul><li>Controlar a respiração </li></ul><ul><li>Potencializar a mobilização de secreções </li></ul><ul><li>Expansão pulmonar </li></ul><ul><li>Melhorar força e endurance </li></ul><ul><li>Aumentar volume corrente </li></ul><ul><li>Promover relaxamento </li></ul>
  4. 4. EXERCÍCIO RESPIRATÓRIO COM FRENO LABIAL <ul><li>Exercício respiratório com os lábios franzidos. </li></ul><ul><li>Consiste em realizar expirações suaves contra uma resistência imposta pelos lábios ou dentes semi-fechados, podendo o tempo expiratório ser curto ou longo </li></ul>
  5. 5. EXERCÍCIO RESPIRATÓRIO COM FRENO LABIAL <ul><li>Por meio deste exercício obtém-se melhora do padrão respiratório, com redução da FR se o tempo expiratório for prolongado </li></ul><ul><li>Aumento do volume corrente com menor trabalho respiratório </li></ul><ul><li>A expiração lenta e prolongada contra uma resistência permite manter a pressão intrabrônquica </li></ul>
  6. 6. EXERCÍCIO RESPIRATÓRIO DIAFRAGMÁTICO <ul><li>Utilizados em processos agudos e crônicos que provocam redução de volumes pulmonares – podendo alcançar até 2 litros </li></ul><ul><li>Tem como objetivo melhorar a ventilação pulmonar, principalmente nas regiões basais por maior excursão do músculo diafragma </li></ul>
  7. 7. <ul><li>O exercício diafragmático é realizado aplicando estímulo manual a região abdominal, com leve compressão, solicitando-se inspiração nasal de forma suave e profunda com deslocamento anterior da região abdominal </li></ul><ul><li>Em pacientes acometidos por DPOC, que apresentam rebaixamento da cúpula diafragmática, os exercícios respiratórios não são suficientes para alterar a distribuição da ventilação </li></ul>EXERCÍCIO RESPIRATÓRIO DIAFRAGMÁTICO
  8. 8. Cautela no Exercício Respiratório Diafragmático <ul><li>Pacientes que apresentam hiperinsuflação pulmonar já apresentam aumento da atividade dos músculos torácicos </li></ul><ul><li>Nesse caso a realização de exercícios diafragmáticos pode diminuir a eficiência muscular respiratória e tornar o movimento toraco abdominal mais descoordenado, com tendência a piorar a sensação de dispnéia </li></ul>
  9. 9. A experiência do grupo do Dr. Ambrosino – Jornal Europeu de Respiratória, 1998 <ul><li>Em seu grupo de DPOC grave e com hipercapnia, foi realizado exercício diafragmático. Houve aumento do VC, diminuição da FR, o que resultou em significante aumento do volume minuto. Apesar da melhora nos gases sanguíneos arteriais, houve PIORA na sensação de DISPNÉIA , atribuído ao aumento no esforço muscular inspiratório </li></ul>
  10. 11. EXPANSÃO TORÁCICA INFERIOR UNILATERAL <ul><li>É o exercício realizado com aplicação do estímulo manual na região inferior de um dos hemitórax. O paciente coloca a mão próximo a oitava costela </li></ul><ul><li>Orientação ao paciente : inspiração profunda nasal, expandindo a região na qual está posicionada a mão, que deve exercer uma leve compressão no início da fase </li></ul><ul><li>A fase expiratória pode ser associada ao freno-labial e leve compressão da mão, na área apoiada contribuindo para a depressão das costelas </li></ul>
  11. 12. <ul><li>A inspiração é nasal e profunda, atingindo CPT, e as mãos exercem suave compressão no início do movimento. A expiração pode estar associada a freno labial com compressão sobre o tórax no sentido de desinsuflação </li></ul><ul><li>Durante a realização desse exercício pode ser alcançado altos volumes pulmonares, de 2 a 3 L </li></ul>EXPANSÃO TORÁCICA INFERIOR BILATERAL
  12. 13. EXERCÍCIOS RESPIRATÓRIOS SUSPIROS <ul><li>Objetivos dos SUSPIROS </li></ul><ul><li>Melhorar a força dos músculos inspiratórios </li></ul><ul><li>Melhorar o endurance </li></ul><ul><li>Aumentar a saturação de oxigênio </li></ul><ul><li>Aumentar volumes pulmonares </li></ul><ul><li>Melhorar a distribuição da ventilação pulmonar de forma homogênea </li></ul><ul><li>Recrutamento alveolar </li></ul><ul><li>Aumento de complacência pulmonar </li></ul>
  13. 14. <ul><li>Consiste em inspirações nasais breves, sucessivas e rápidas até atingir a capacidade inspiratório máxima </li></ul><ul><li>A expiração deve ser realizada com freno labial </li></ul><ul><li>Nesta técnica o tempo inspiratório é prolongado </li></ul>EXERCÍCIOS RESPIRATÓRIOS SUSPIROS
  14. 15. <ul><li>A inspiração é nasal, suave e curta, fracionando o tempo inspiratório total com pausas intermediárias. </li></ul><ul><li>Expiração é lenta e suave com freno labial </li></ul>EXERCÍCIO RESPIRATÓRIO INSPIRAÇÃO EM TEMPOS “inspiração fracionada”
  15. 16. Pausa 2 seg Pausa 2 seg Pausa 2 seg Pausa 2 seg Pausa 2 seg
  16. 17. EXERCÍCIO RESPIRATÓRIO COM EXPIRAÇÃO ABREVIADA <ul><li>Objetivos da Expiração Abreviada </li></ul><ul><li>Aumentar o volume inspiratório </li></ul><ul><li>Expansão de áreas colapsadas </li></ul><ul><li>Prevenção de atelectasias </li></ul><ul><li>Melhora da relação ventilação/perfusão (V/Q) </li></ul><ul><li>Melhorar a hipoxemia </li></ul>
  17. 18. <ul><li>Inicialmente , faz uma inspiração nasal de pequeno volume de ar seguida de expiração breve com freno labial (sem expirar todo volume inspirado). </li></ul><ul><li>Em seguida , realiza outra inspiração de médio volume pulmonar e nova expiração, também breve com freno labial (sem expirar todo volume inspirado). </li></ul><ul><li>Por último , realiza-se uma inspiração até a CPT e expira prolongadamente e de forma suave, com freno labial. </li></ul>EXERCÍCIO RESPIRATÓRIO COM EXPIRAÇÃO ABREVIADA
  18. 19. Expiração breve Expiração prolongada e suave Expiração breve
  19. 20. EXERCÍCIO RESPIRATÓRIO DESDE O VOLUME RESIDUAL
  20. 22. Objetivos <ul><li>Minimizar os efeitos provocados pelo aumento da resistência ao fluxo de ar, a turbulência causada pela irregularidade das paredes brônquicas </li></ul><ul><li>Evitar o colapso precoce das pequenas e médias vias aéreas </li></ul><ul><li>Diminuir o trabalho muscular excessivo </li></ul>
  21. 23. <ul><li>Vantagens alcançadas com a validação da técnica por Cuello com inalação de Xe em pacientes com broncoespasmo </li></ul><ul><li>Cuello observou aumento considerável da distribuição da ventilação, principalmente para as zonas pulmonares de maior obstrução </li></ul><ul><li>Neste estudo, Cuello também demonstrou: aumento de SpO2, diminuição dos sibilos, aumento do VC, diminuição da hipersonoridade torácica e menor sensação de dispnéia </li></ul>
  22. 25. EXERCÍCIO RESPIRATÓRIO INTERCOSTAL <ul><li>Deve ser feito na posição sentada ou semi-sentada </li></ul><ul><li>A inspiração e a expiração são feitas via nasal </li></ul><ul><li>Este exercício tem a finalidade de aumentar a atividade da musculatura torácica, favorecendo melhor ventilação das regiões laterais pulmonares </li></ul>
  23. 26. EXERCÍCIO RESPIRATÓRIO INSPIRAÇÃO MÁXIMA
  24. 27. EXERCÍCIO RESPIRATÓRIO COM INSPIRAÇÃO MÁXIMA SUSTENTADA A inspiração sustentada máxima é realizada com esforço máximo, de forma lenta, pela via nasal, até atingir a máxima capacidade inspiratória com manutenção de 3 seg, seguida de expiração sem esforço com freno labial
  25. 31. Obrigado... [email_address]
  1. Gostou de algum slide específico?

    Recortar slides é uma maneira fácil de colecionar informações para acessar mais tarde.

×