Your SlideShare is downloading. ×
Projeto africanidades  pronto
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Projeto africanidades pronto

17,752
views

Published on

Creditos :ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR VICTÓRIO AMÉRICO FONTANA

Creditos :ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR VICTÓRIO AMÉRICO FONTANA

Published in: Technology

1 Comment
7 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
17,752
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
304
Comments
1
Likes
7
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. PROJETO: VALORIZAÇÃO DA CULTURA NEGRA NA FORMAÇÃO DA CULTURA BRASILEIRA ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR VICTÓRIO AMÉRICO FONTANA SÃO PAULO 2007
  • 2. SUMÁRIO: Introdução................................................................................................ 3 Apresentação............................................................................................ 4 Objetivo geral......................................................................................... 4 Objetivos específicos.............................................................................. 5 Justificativa................................................................................................ 6 Tempo de duração .................................................................................... 7 Metodologia................................................................................................ 7 Integração das disciplinas................................................................. 8 Recursos materiais................................................................................... 8 Recursos humanos .................................................................................. 8 Público alvo................................................................................................ 9 Produto final.............................................................................................. 9 Avaliação................................................................................................... 9
  • 3. “VALORIZAÇÃO DA CULTURA NEGRA NA FORMAÇÃO DA CULTURA.BRASILEIRA” : Introdução. A despeito das dificuldades seculares e estruturais que afetam o grupo negro- descendente, no Brasil, a resistência tem sido uma das características que singularizam essa parcela da população. Em raros espaços da Diáspora Negra isso se dá com a exuberância ostentada aqui. Entretanto, essa capacidade de resistir não viabilizou aos afro-descendentes a devida inclusão. Ou seja, apesar da cultura brasileira ser imensamente negra, o mesmo não se pode dizer da cidadania. A cultura do desenvolvimento aqui não é lastreada pela eqüidade e igualdade - aliás, isso se dá precisamente face aos três séculos e meio de escravismo cravados no cerne da alma brasileira. O país se especializou com zelo ibérico em praticar um elaborado sofisma: deve-se tratar a todos igualmente, inclusive os desiguais, secularmente excluídos. Evidentemente que por esse caminho não se alcançará à igualdade efetiva. Como a pobreza brasileira não é como foram um dia a da Inglaterra e do Japão - a daqui tem cor e procedência - há que desenvolver uma tecnologia específica e eficiente visando a inclusão. Essa necessidade é revelada por inúmeros estudos que quantificam o custo étnico-racial pago pela população afro-descendente no Brasil.
  • 4. Apresentação A ausência da História Africana é uma das lacunas de grande importância nos sistemas educacionais brasileiros. Esta ausência traz conseqüências sobre a população brasileira. Tomando o ambiente brasileiro como de exclusões étnicas, o qual denomina de racismos, existe um processo de criação de credos sobre a inferioridade do negro, do africano e dos afros-descendentes. Desta forma a ausência de uma história Africana, retira a oportunidade dos afros descendentes em construírem uma identidade positiva sobre as nossas origens; essa ausência abre espaço para hipóteses preconceituosas, desinformadas ou racistas sobre as nossas origens, criando assim terreno fértil para produção e difusão de idéias erradas e racistas sobre as origens da população negra. Alimenta um universo do Africano e afro-descendente como ignorante, inculto, incivilizado. A ausência da história Africana coloca a apresentação dos continentes e das diversas culturas a nível mundial, em desigualdade de informação sobre os conteúdos apresentados pela educação. A ausência da história africana nos currículos induz a idéia de que ela não existe. Que ela não faz parte do conhecimento a ser transmitido. Objetivo. Geral: Com este projeto pretende-se identificar, analisar e desmistificar as relações raciais no ambiente escolar, assim como, as práticas e representações do racismo no cotidiano multirracial e multicultural da escola, focalizando a constituição do estigma racial a partir da visibilidade que o indivíduo (a criança/jovem negra) tem de si mesmo e as exterioriza. Objetivos específicos: • Observar como a escola media as relações de diferenças e até que ponto busca proporcionar uma educação democrática. • Levantar a visibilidade do negro com a análise das representações presentes, na fala e na ação de brancos e dos negros em interação;
  • 5. • Construir um espaço na escola para o estudo sobre da cultura afro-brasileira. • Divulgar a contribuição da cultura africana na formação da cultura brasileira. • Valorizar a identidade cultural do grupo étnico Afro - Brasil. • Resgatar a auto-estima da etnia negra. • Levar os envolvidos a refletir sobre os conceitos de raça, etnia, estereótipo, racismo, preconceito, a fim de desconstruir pré-conceitos. • Refletir sobre o preconceito nos rótulos atribuídos aos negros que resulta na construção do sentimento de submissão de um grupo étnico. • Conduzir os alunos à reflexão sobre a cultura afra descendente - importância, valor histórico e cultural. • Estimular o contato com elementos de socialização como capoeira, danças narrativas e cantos afro-brasileiros. • Desenvolver trabalhos objetivando a inclusão cultural e a cidadania ativa – movimentos culturais negros - para que os jovens possam conhecer seus direitos e no futuro seja um agente social capaz de intervir na sociedade transformando- a; • Incentivar o trabalho de construção da identidade nacional, resgatando o valor da contribuição da cultura africana na formação étnico-racial brasileira. Justificativa: Baseia-se na constituição de um panorama histórico cultural relacionando-o com as questões sócio-econômicas, buscando analisar a formação do preconceito racial no Brasil, sua legitimidade perante uma cultura construída por padrões europeus de valorização e constante estigmatização da cultura negra e seus participantes; das teorias
  • 6. de branqueamento que aparentemente proclamam a oportunidade democrática de miscigenação, mas induzem ao reducionismo dos caracteres negróides e principalmente a questão de nosso interesse centrada na visibilidade do negro no contexto educacional. A necessidade de proporcionar uma possível conscientização e reflexão acerca das práticas e representações que configuram o racismo no contexto escolar, especialmente as mensagens subliminares que se constituem na maior contribuição para a consolidação de uma sociedade em seus diversos segmentos racista e excludente, visando analisar como atuam na percepção da criança negra sobre si mesma e seu lugar no mundo. Apesar de a população negra constituir grande parte da sociedade brasileira, o negro ainda é excluído do processo sócio-econômico-cultural. De um lado estão os brancos que compõem em grande parte a elite e de outro estão os negros donos dos menores índices de alfabetismo, expectativa de vida e numero de universitários, pois neste grupo, o numero de evasão escolar é superior. Nesse contexto, o sistema político - econômico no Brasil é falho porque não investe em uma educação que possa mostrar ao povo brasileiro a importância do negro no processo de civilização do país, sua história, seus valores e manifestações culturais. Justifica-se este projeto na medida em que ele objetiva valorizar a cultura negra como elemento construtor da sociedade brasileira e com isso buscar o resgate da auto-estima dessa população excluída. Tempo de duração O trabalho será desenvolvido no transcorrer do ano letivo de 2007, norteado por um cronograma de ações didáticas mensais a serem definidas no planejamento escolar e acompanhadas pelo corpo docente no horário trabalho pedagógico Coletivo (HTPC). Vista a amplitude da proposta, esta passará a fazer parte do Projeto Político Pedagógico da escola, portanto, por ter um caráter processual a cada ano estaremos promovendo reformulação e inovações necessárias para atender os objetivos estabelecidos. Metodologia:
  • 7. A metodologia se fundamentará dentro de um contexto progressista de educação, onde se proporcionará situações didáticas centradas na ação/reflexão/ação, no estímulo a criticidade e na resolução de problemas que possibilitem os alunos a pensarem na questão de forma ética. Para tanto, os materiais de trabalho serão escolhidos a partir da realidade dos alunos para que possam tecer relações entre os conteúdos abordados e o seu cotidiano. O desenvolvimento das atividades enfatizará a leitura e a discussão de textos, o debate de idéias e a produção final de outros textos utilizando linguagens variadas, incorporando novas idéias e valores étnicos, bem como a utilização correta dos códigos lingüísticos. O estudo da literatura afro-brasileira, da religiosidade afro, da história do neocolonialismo na África e da luta de seu povo permearão o projeto, procurando mostrar aos alunos a inter-relação entre os conteúdos e a realidade, para que possam compreender a relevância do despertar de consciência cultural, reafirmando a exaltação dos aspectos étnicos, sociais e culturais como agentes formadores da cultura brasileira. Integração das disciplinas: História: pesquisar sobre fatos históricos do povo africano, sobre a cultura e a influência dela na cultura brasileira. Arte: Fazer dramatização de textos e construir um espaço para a produção de cartazes e grafites. Educação Física: fazer um estudo sobre a capoeira. Dança ou luta? Qual a sua origem. Apresentação. Português: mediar o estudo da literatura afro-brasileira, promover a interpretação e produção dos textos; pesquisar letras de musicas que aborde a temática e auxiliar na elaboração de textos que evidenciem a importância da cultura afro-brasileira. Recursos Materiais: • Biblioteca; • Leitura de vários tipos de textos: textos jornalísticos, literários, poéticos; • Música;
  • 8. • Vídeos; • Equipamento de som; Recursos. Humanos: Coordenação Pedagógica: ficará incumbida de planejar junto com os professores as ações didáticas do Projeto, assim como, acompanhar o desenvolvimento dos trabalhos, dando todo suporte necessário. Corpo Docente: Ficarão responsáveis pela implantação das ações didáticas estabelecidas no projeto, assim como, fazer com que a comunidade escolar tome consciência dos objetivos do trabalho e, desta forma, propagará idéias objetivando romper os muros escolares e, conseqüentemente, servir de modelo para outras instituições educacionais. Público Alvo: Na primeira etapa, todos os alunos do Fundamental I, já na segunda etapa, toda comunidade escolar. Produto Final: Mostra Cultural da Valorização da Cultura Negra Avaliação: A avaliação será processual e formativa. A observação do desenvolvimento dos alunos e a análise das produções permitirão o desenvolvimento de novas atividades que procurem atingir as dificuldades que irão surgindo no decorrer do processo (produção de cartazes, pesquisas e exposições dos trabalhos).
  • 9. Procedimentos de avaliação do trabalho: • Observação da participação ativa dos alunos, mostrando-nos interesse e disposição no.desenvolvimento..das..atividades. • Análise dos relatórios orais e escritos ao final de cada tema trabalhado; • Acompanhamento e análise dos exercícios e atividades em sala de aula; • Observação de leitura e..discussão..de..textos; • Apresentação de seminários; • Dramatização de textos; • Exposição dos trabalhos.em..murais. Considerações Finais Acreditamos que uma escola de qualidade deve formar seus alunos de forma igualitária, sem que haja exclusão em função de raça, credo ou situação econômica. Para que isso aconteça é necessário romper com os padrões tradicionais que não valorizam a cultura africana que permeia toda a nossa sociedade. Negar que o afro- descendente é importante e fundamental na composição de nossa cultura é o mesmo que negar a existência de uma cultura brasileira, pois está se estruturou sob os pilares das tradições africanas vinda com os escravos, nos primórdios da colonização. Faz-se necessário estruturar o projeto pedagógico das escolas voltado para o estudo da história da África: como os negros foram perseguidos e escravizados; como posteriormente a África foi retalhada, explorada e deixada sem uma direção, sem um rumo que a levasse aos tempos áureos em que sua história era uma história de crescimento e vitórias.
  • 10. Em suma, para nós, uma escola moderna e de qualidade deve voltar seus olhos para os excluídos, para a parcela da sociedade que sofre por não conhecer suas raízes, por não saber que a África, mão primeira de grande parte dos brasileiros afro- descendentes, já brilhou cheia de glória.