Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Princípios da ergonomia
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Princípios da ergonomia

  • 49,973 views
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
49,973
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3

Actions

Shares
Downloads
925
Comments
4
Likes
7

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Princípios da Ergonomia Erika Cristina Diniz Terapeuta Ocupacional Rede de Reabilitação Lucy Montoro Unidade Jaú.
  • 2. Origem Ergonomia é uma  Engenharia palavra grega.  desenho industrial  Informática ERGO = que significa  Administração trabalho  Psicologia  Antropometria NOMOS = que significa regrasÉ uma ciência que envolve: anatomia, Fisiologia Biomecânica
  • 3. “Estudo entre o homem e o seu trabalhos, equipamentos e meio ambiente”A ergonomia surgiu junto com o homem primitivo,com a necessidade de se proteger e sobreviver.O homem primitivo, começou a aplicar osprincípios da ergonomia, ao fazer seus utensíliosde barro para tirar água de cacimbas e cozinharalimentos, fazer tacapes para se defender ouabater animais.
  • 4. Foi na revolução industrial que a ergonomiacomeçou a surgir.Nas grandes guerras ela teve uma importânciafundamental no desenvolvimento de armas eequipamentos que deveriam ser precisos ehabilitados a serem usados por soldados devários países com alturas diferentes.
  • 5. A ergonomia surgiu em função da necessidade doser humano, cada vez mais querer aplicar menosesforço físico e mental, nas atividades diárias.O Computador, a calculadora, são dois exemplosde produtos ergonômicos diminuindo o esforçomental.Podemos aplicar estudos ergonômicos no lar, notransporte, no lazer, na escola e, principalmenteno trabalho.
  • 6. Tríade básica da Ergonomia:ConfortoSegurançaEficiênciaA perfeita integração entre as condições detrabalho e a tríade:Conforto – Segurança - Eficiência do Trabalhador
  • 7. Tipos PrincipaisErgonomia de Correção Atua de maneira restrita, modificando os elementos parciais do posto de trabalho, como:Dimensões, Iluminação, Ruído, Temperatura, etc.Ergonomia de Concepção Interfere amplamente no projeto do posto de trabalho, do instrumento, da máquina ou do sistema de produção, organização do trabalho e formação de pessoal.
  • 8. Ergonomia de ConscientizaçãoEnsina o trabalhador a usufruir os benefícios de seuposto de trabalho:•Boa postura, uso adequado de mobiliários eequipamentos,•Implantação de pausas, ginástica laboral(antes, durante e depois da atividade),•Como conscientizar as pessoas da limitação de seucorpo.•Como treinar as pessoas a serem mais eficientescom seu corpo.
  • 9. Ergonomia ParticipativaEstimulada pela presença de um Comitê Internode Ergonomia (CIE):CIE – comissão que engloba representantes daempresa e dos funcionários, utiliza as ferramentasda ergonomia de conscientização para que haja opleno usufruto do projeto ergonômico, seja esseimplementado pela ergonomia de concepção oude correção.Um CIE só funciona quando é simples, de baixocusto.
  • 10. Princípios da ErgonomiaPrincípio 1Posição verticalO corpo humano deve trabalhar na vertical ou posiçãoneutra onde encontra seu melhor ponto deequilíbrio,com baixo nível de tensão dos músculos emgeral.Para que seja possível esta postura o posto de trabalhodeve proporcionar:• Altura adequada das bancadas: trabalho pesado,moderado ou leve.
  • 11. • para trabalhos de escrita a bancada ou mesa naaltura da linha epigástrica(parte superior doestômago).•Quando o trabalho envolver mais de um tipo detarefa, analisar a tarefa de maior tempo e assimutilizar a altura da bancada adequada.• Na medida do possível dotar o posto comregulagem de altura;
  • 12. Principio 2Boa situação mesa – cadeira:•Manter o tronco apoiado ajuda a aliviar a tensãomuscular,•durante a escrita manter a inclinação anterior doassento permitindo assim que utilize corretamenteo assento e não posicionar-se na extremidade domesmo.
  • 13. •Utilizar cadeira com rodízios a fim de evitar torcero corpo e sim girar a cadeira,• Quando possível inclinar a superfície de trabalho
  • 14. Princípio 3Auxílio mecânico• Diminuição do peso dos objetos deve ser umaprioridade constante em qualquer trabalho deergonomia.• Utilizar carrinhos com elevação manual lenta.
  • 15. Princípio 4Eliminar esforço estático:1 - Eliminar tronco encurvado corrigindo com alturaadequada de bancada;2. Sustentação de cargas pesadas atravésprincipalmente de suportes e correntes;3. Evitar apertar pedais estando de pé se afreqüência deste esforço for maior que 3 vezes porminuto, colocar o trabalhador sentado ou colocar atarefa para ser feita através de botões manuais;
  • 16. 4. Evitar braços acima do nível dos ombros;5. Eliminar o manuseio ,movimentação ecarregamento de cargas muito pesadas;6. Instituir a flexibilidade postural, pois é atravésdesta que se consegue um bom revezamento dosesforços, sem sobrecarga.
  • 17. Principio 5Melhorar a alavanca do movimento:1 .Melhoria de projeto de ferramentas manuais; motosserras, cortadeiras, etc...2. Aumento do cabo de ferramentas, especialmente quando envolver esforço de distorcer uma porca;3. Substituir o levantar por puxar; melhor ainda é empurrar.
  • 18. Princípio 6Os instrumentos de controle devem estar dentroda área de alcance das mãos. Todos os objetos, ferramentas e controles aserem pegos /operados freqüentemente devemestar dentro da área de alcance normal.Todos os objetos, ferramentas e controles a serempegos/operados ocasionalmente devem estardentro da área de alcance máximo.
  • 19. Alcance normal: entende-se por braços esticadosna linha do ombro.Alcance Maximo: entende-se por braços esticadosna linha do ombro e giro do tronco.
  • 20. Princípio 7Evitar torcer e fletir o tronco ao mesmo tempo• Para evitar esforços deste tipo:• orientação ao trabalhador,• eliminar obstáculos das cargas que tenham queser manuseadas;• reposicionar locais de armazenamento;•peças pesadas devem ser colocadas sobrecaixas rasas, e estas sobre bancada.
  • 21. Princípio 8Criar facilidades mecânicas no trabalho•Para evitar esforços desnecessários utilizar:carrinhos; talhas com corrente;• gancho com corrente;• talhas mecânicas;• talhas com ventosas ou com prendedoreslaterais e dispositivos auxiliares para transportartambores.
  • 22. Princípio 9Utilizar o princípio PEPLOSP para manusear peças.PEPLOSP quer dizer:P- perto do corpoE- elevada na altura de 75 cm do pisoP-pequena distância vertical entre a origem e odestinoL- levesO- ocasionalmenteS- simetricamente, sem ângulo de rotação do troncoP- pega adequada para as mãos
  • 23. Princípio 10Usar análises biomecânicas para avaliar o riscodas tarefas.Duas formas de análises são muito úteis:•Modelo biomecânico bidimensional daUniversidade de Michigan,• Critério de NIOSH para avaliar o risco dolevantamento manual de cargas .
  • 24. A aplicação destes princípios visa prevenir osriscos de lombalgias nas empresas em até 80%.A Ergonomia é a ciência do conforto, e éatravés dela que procuramosassegurar uma boa adaptabilidadeentre o homem e seu trabalho, seusequipamentos, seu ambiente físico, suasferramentas e muitos fatores quecercam seu sistema de trabalho.
  • 25. OBRIGADA!!!!