Poluição
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Poluição

on

  • 514 views

 

Statistics

Views

Total Views
514
Views on SlideShare
514
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Poluição Document Transcript

  • 1. Universidade Federal Fluminense – UFFInstituto de GeociênciasDepartamento de GeografiaProfessor: José VilhenaDisciplina: Poluição AmbientalAluna: Erika de Carvalho Dias Questionário1) O objetivo central da Cúpula Mundial de Desenvolvimento Sustentável era fazer comque fosse colocado em prática aquilo que foi acordado no Rio-92. foi um momento deanálise de tu do o que havia sido firmado pelos Governos na Conferência do Rio, etambém o fórum adequado para se discutirem metas e prazos de implementação dosacordos ainda não cumpridos.2) A principal constatação sobre a Conferência as práticas políticas e/ou governamentaisdos países participantes, segundo a opinião de Washington Novaes, é que as mudançasclimáticas não são proposições, mas uma realidade das mais dramáticas. O conceito decivilização moderna é baseado em um modo de vida insustentável, assim sendo, casonão haja uma mudança em uma escala global, o problema nunca poderá ser totalmentesanado. O mundo possui os recursos, o problema é a distribuição de renda.3) O atual modelo de consumo, que teve o seu início desde a Revolução Industrial, hojedemonstra sua total fragilidade e insustentabilidade. Isto porque o homem na suaganância de gerar cada vez mais lucro teve que buscar matrizes energéticas que lhegarantissem isso mais rapidamente e a qualquer custo. Vemos hoje o meio ambientepedido socorro e as temperaturas se elevando cada vez mais. Para que algumamodificação possa ser realizada há de se alterar as matrizes energéticas (petróleo e gás)e ir em busca de fontes menos impactantes para a natureza (energia eólica, solar,biodiesel). Sendo assim, verficamos uma relação intrínseca e correlacional entre essesaspectos, porque se os padrões de vida da nossa sociedade não forem sucumbidos, todoo resto não poderá ser transformado.
  • 2. 4) Um dos principais problemas correlacionados às mudanças climáticas devido aoefeito estufa advém de gases como o CO2,SO2, NO2, CFC’S dentre outros. Isso temfeito com que fosse registrado o aumento da temperatura e o derretimento das calotaspolares. Assim, ilhas estão suscetíveis de serem extirpadas do mapa (Tuvalu, IlhasMaurício e Holanda são uma das mais ameaçadas) e que mais fenômenos naturais,como furacões, tornados e tsunames aconteçam mais freqüentemente.5) O maior emissor de gases poluentes do Mundo é os Estados Unidos. A maior fonteemissiva é realizada pela queima de combustíveis fósseis.6) Sabemos que o mundo dispõe de muita água, porém apenas uma quantia irrisória deágua doce (3%), mas para o consumo humano apenas 0,3%. Muitos países encontram-seem situação alarmante pelo recurso ser escasso e para terem acesso precisam despensarvalores altos, o que deixa uma grande parcela das populações sem o seu beneficiamentoadequado. Já o Brasil contém cerca de 12% da água do nosso planeta, porém os índicesde desperdício são muito elevados, chegando a faixa dos 40%. Isto porque não seinveste em manutenção de tubulações e em outras alternativas de irrigação.7) Por stress hídrico se entende como uma situação em que a necessidade de água porhabitante, ou seja, a demanda de água acaba sendo maior que a capacidade de ofertadisponível de água. A escassez hídrica é a situação na qual o recurso é menos de1.000m3 por ano por pessoa, na atualidade são 26 países se encontram em escassezcrônica, entretanto em 30 anos o número irá dobrar, sendo assim uma grandepreocupação em nosso planeta.8) A terceira Conferência das Partes (COP 3) que deu origem ao Protocolo deKyoto, realizado em 1997 no Japão, objetivando o combate às mudanças climáticas.Este Protocolo define que países industrializados deveriam reduzir em no mínimo 5,2%suas emissões de gases de efeito estufa tendo como base os níveis de 1990. Para queeste Protocolo de Kyoto entrasse em atividade (o que só aconteceu em 2005), necessárioseria a ratificação de no mínimo 55 países que juntos correspondessem a 55% dasemissões globais.
  • 3. 9) Para Washington Novaes, o aquecimento global seria capaz de abalar os rumos dapolítica ambiental mundial, porque isso gera mudanças em toda as esferas e estruturasda população, como os recursos hídricos, alimentação, a geração de energia,etc. Adrástica alteração climática seria um verdadeiro caos para as indústrias, assim como osque dependem da terra para obterem seu sustento.10) a crise do padrão civilizatório é o resultado do impasse entre os paísesdesenvolvidos e subdesenvolvidos. Onde os desenvolvidos sempre com seu histórico depoluição intensa com a queima de carvão e os desenvolvidos, e por isso ossubdesenvolvidos dizem não à redução de gases estufa na atmosfera, porque alegam queo estado do nosso planeta se deve à ação dos países desenvolvidos. Isso gera umdesacordo entre ambos, fazendo com que ambos saiam no prejuízo.11) No Brasil o discurso ambiental que prevalece é ainda bem tradicional e antiquado,porém querem passar a imagem de que o desenvolvimento sustentável é predominante,porém isso não pode ser dito como verdade. Principalmente porque o Brasil aindainveste pouco em políticas ambientais, energias limpas, e porque ainda demonstra serum país que ainda apresenta um certo descaso com o futuro.12) Essa relação vem interligada com o fato das questões ambientais estarem sendoinseridas através de novos conceitos e processos na produção, comercialização. O que trazreflexo na própria legislação com a finalidade do ajustamento da produção (visandomelhores padrões ambientais).13) A exportação virtual ocorre muito porque alguns recursos naturais já se encontramescassos em outros países. Ele é um valor agregado, mas que não entra no valor doproduto final. Por exemplo: a cultura de soja que consome uma quantidade imensa daágua de nosso território, mas na verdade quase toda a produção é destinada à outrospaíses. Ou seja: a água foi utilizada em abundância, mas o valor real não foi cobrado.14) Os serviços ambientais: são serviços úteis oferecidos pelos ecossistemas para ohomem, como a regulação de gases (produção de oxigênio e seqüestro de carbono),belezas cênicas, conservação da biodiversidade, proteção de solos e regulação dasfunções hídricas. A floresta Amazônica fornece serviços fundamentais para a
  • 4. humanidade, como a regulação do clima e a conservação da biodiversidade. A produçãode oxigênio pelas plantas também pode ser considerado um serviço ambiental, como acapacidade de produção de água e o equilíbrio do ciclo hidrológico.15) OGM é a sigla de Organismos Geneticamente Modificados. São organismosmanipulados geneticamente, de modo a favorecer características desejadas peloHomem. OGMs possuem alteração em trecho(s) do genoma realizadas através datecnologia do DNA recombinante ou Engenharia genética.Transgênicos são organismos geneticamente modificados. Na maior parte das vezes quese fala em OGM, estes são organismos transgênicos. Os produtos transgênicos podemestar em praticamente qualquer produto alimentar - bolachas, salsichas, chocolate,pizzas, hamburgers ou cereais - isto porque os animais que comem as plantas e que maistarde dão origem à carne alimentaram-se de produtos transgênicos. Por isso, pode,quando ingerir um hamburger, estar a alimentar-se de transgênicos - apesar deindiretamente.16) Para Washington Novaes é preciso primeiro que se comprove cientificamente se hámais malefícios do que benefícios a produção de transgênicos, e saber se convémproduzir de modo seguro.17) O Estudo de Impacto Ambiental e seu respectivo Relatório de Impacto ao MeioAmbiente (EIA/RIMA) são necessários aos empreendimentos e atividades consideradosefetivos ou potenciais causadores de degradação significativa do meio ambiente. EIA éum estudo quantitativo e técnico desenvolvido por diversos especialistas avaliandotodas as alterações que a instalação pode causar à região. RIMA é uma versão reduzida e simplificada do EIA, voltada ao público em geral,visando explicar as alterações e as medidas mitigadoras e servindo também de base paraa Audiência Pública. O EIA/RIMA, conforme a Resolução CONAMA N° 001/86, deveser desenvolvido por uma equipe consultora independente da empresa empreendedora eé instrumento obrigatório para expedição da Licença Prévia (LP). O EIA/RIMA deveráestabelecer as condições necessárias à viabilidade ambiental do empreendimento, logo,o EIA/RIMA deve ser elaborado de forma estratégica, consistente e abrangente. Aofinal dos estudos são definidos as compensações e programas ambientais mitigadorescompatíveis, permitindo a implantação do empreendimento no local desejado.
  • 5. 18) A soja sem estar geneticamente modificada se mostra competitiva devido à falta dedados sobre alimentos transgênicos, muitos países não aderiram a esse tipo dealimentação. Além disso, as sementes geneticamente modificadas requerem custosassim como os herbicidas (para grãos não-transgênicos). Uma desvantagem crítica paraos agricultores é a dependência para com o mercado de sementes.19) Os problemas ambientais ocorrem pelo intenso desmatamento que ocorre no estadoe a desigual repartição de terras, que, além disso, são mal utilizadas, com fins dos maisdiversos, que servem para tirar cada vez mais a riqueza natural que lá existe.20) A terra da Amazônia não é própria pra o plantio e nem para a criação de gado, poiso solo não favorece as condições. A ação das mineradoras e a extração de madeirastambém é um problema bastante freqüente na Amazônia, que muitas vezesdesestruturam toda uma cadeia ecológica e fazem com que ocorra um desequilíbrio emtodo um lugar.21) Sabemos que 20 % dos lixos vão parar nos rios, córregos e aterrros. Não há lugarpara armazenar todo esse montante de lixo que consumimos e ainda por cima os lixostóxicos, como o hospitalar e as baterias são um perigo à vida humana. Há o lixo nucleartambém que é um outro grande problema que ainda não tem solução.22) A taxa de natalidade brasileira vem caindo e está perto de chegar a um nível de paísdesenvolvido (taxa de reposição). A taxa de natalidade mundial também vem caindocada vez mais. Há estimativas que em 2030/2040 o Brasil chegue em uma estabilidadepopulacional. O mundo também segue essa tendência, é claro que ainda tem países quepossuem taxas elevadíssimas de natalidade, mas essa transformação se mostraráevidente.23) Um dos problemas decorrentes do envelhecimento da população é que faltará mãode obra jovem para serviços que necessitam somente desse perfil de trabalhadores. Aprevidência social não terá como pagar aos aposentados os seus salários e haverá maiorespecialização médica voltado para os idosos e outras áreas serão mais esquecidas,
  • 6. como por exemplo a pediatria. Além disso os hospitais não apresentarão estrutura paraatender uma demanda tão grande.24) O papel da engenharia é importante e fundamental, pois executa funções e obras quesão de extrema valia para o dia a dia dos homens. Suas feitorias são de caráter bemprático, e por isso mesmo, às vezes se esquecem de coisas que poderão acarretarproblemas no futuro ou com a sua instalação. É preciso que o olhar do engenheirotambém se volte para as questões ambientais e que se comprometa com temas de quenão são somente do caráter da engenharia. Uma integração entre aéreas seria a soluçãopara que vários problemas fossem discutidos, e assim, quem sabe uma outra visãopoderá ser estabelecida por vários profissionais. O tempo de hoje não permite que secometam mais crimes contra a natureza, e a ação da engenharia deve seguir essatendência e deixar mais em segundo plano o pragmatismo e ações que levem somentecomo princípio a praticidade e o lucro.
  • 7. UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS ERIKA DE CARVALHO DIASTRABALHO DE POLUIÇÃO AMBIENTAL NITERÓI 2009