Your SlideShare is downloading. ×
0
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Alianças e Parcerias

3,743

Published on

Conteúdo sobre alianças e parcerias estratégicas

Conteúdo sobre alianças e parcerias estratégicas

Published in: Marketing
1 Comment
4 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
3,743
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
192
Comments
1
Likes
4
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível 26/11/13 1 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 2. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Desenvolveremos, inicialmente, os conceitos de • Terceiro nível parcerias –eQuarto nível estratégicas mais usadas na alianças área de administração e também as definições do » Quinto nível senso comum a esse respeito, para construímos um conceito geral de parceria e de aliança estratégica. 26/11/13 2 2 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 3. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias Alianças e Parcerias • texto mestre • AoClique para editar os estilos doimaginamos a falar em parceria, geralmente – de união, associação, proximidade. O idéia Segundo nível • é um nível parceiroTerceiro amigo, um aliado. – Quarto nível » Quinto nível • Aliança nos remete à idéia de casamento; ou seja, no senso mais comum, fazer uma aliança é estabelecer um pacto, uma parceria. Mas o que diz o Aurélio sobre parceria? 26/11/13 3 3 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 4. Clique para editar o estilo do título mestre Parcerias Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre • Reunião de pessoas para um fim – Segundo nívelde interesse comum, sociedade, • Terceiro nível companhia. – Quarto nível • Ainda de acordo com o Aurélio, » Quinto parceria pode ser também uma nível dupla de compositores da musica popular. • Seguem – se ainda outros conceitos de parcerias ligados à área comercial, significado sempre associação na qual os integrantes da parceria se reforçam mutuamente, revelando claramente que um mais um é, como já dissemos, mais que dois. 26/11/13 4 4 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 5. Clique para editar o estilo do título Conceito de Parcerias mestre Alianças e Parcerias • A concepção de parceria significa uma associação em • Clique para editar os estilos do texto mestre que a soma das partes representada mais que somatório – Segundo nível membros, pois, por meio da parceria, há individual de seus •um fortalecimento mútuo para atingir um determinado fim. Terceiro nível • 26/11/13 – Quarto nível » Quinto nível O parceiro define – se como aquele que é semelhante, igual, parelho, par. O que está de parceria, de sociedade, cúmplice. Estabelece, portanto, um significado de união profunda, usando inclusive a idéia de cumplicidade, que é literalmente, a co-autoria e algum fato normalmente associado ao Direito Penal e ao crime. 5 5 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 6. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças para editar os estilos do texto mestre • Clique Alianças e Parcerias – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível • Novamente, no Aurélio, ao buscarmos definições para » Quinto nível aliança encontramos: ato de aliar-se; ajuste, acordo, pacto; cada um dos pactos, que, segundo a Bíblia, Deus fez com os homens. Cita – a também no sentido de anel de noivado ou casamento (representando uma união indissolúvel). Aliança é união, associação, reunião, combinação, união por pacto. 26/11/13 6 6 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 7. Clique para editar o estilo do título mestre Estratégia Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre Segundo ainda • –Estratégia,nível segundo o Novo dicionário da • Terceiro nível língua Portuguesa, é “arte militar de planejar e – Quarto nível executar movimentos e operações de tropa, navios » Quinto nível e / ou aviões, visando alcançar ou manter posições relativas e potenciais bélicos favoráveis a futuras ações táticas sobre determinados objetivos”. É também a “arte militar de escolher onde, quando e com quem travar um combate ou uma batalha”. Alem disso, “arte de aplicar os meios disponíveis com vista á consecução de objetivos específicos”. 26/11/13 7 7 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 8. Clique para editar o estilo do título Conceito de Aliança Estratégicas mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre Uma–associação voltada para a Segundo nível conquista de objetivos • Terceiro nível empresariais, envolvendo a – Quarto nível cooperação de duas ou mais » Quinto empresas, onde todas asnível partes envolvidas se fortalecem através da cooperação mútua, compartilhando as competências e os riscos para atingir um fim comum. 26/11/13 8 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 9. Clique para editar o estilo do título Objetivos das Alianças mestre Alianças e Parcerias • • • • • • • • •Compartilhar Riscos os estilos do texto mestre Clique para editar – Segundo Sucesso Compartilhar nível Terceiro nível Obter•economia em escala – Quarto nível Acessar novas frentes de atuação » Quinto nível Acessar Tecnologia e Conhecimento Ampliar a Capilaridade (maior atuação geográfica) Resolver limitações Financeiras Alavancar habilidades (obter conhecimentos específicos que outra organização detém) 26/11/13 9 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 10. Clique para editar o estilo do título CARACTERISTICAS DAS ALIANÇAS ESTRATEGICAS mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre • Um compromisso de longo prazo. – Segundo nível • Um elo baseado em participação e compartilhamento de • Terceiro nível capacidade, recurso, bens. – Quarto nível • Uma relação recíproca com uma estratégia compartilhada como » ponto comum. Quinto nível • Um detalhamento das ações conjuntas e dos projetos comuns. • Cada parceiro preserva sua identidade e autonomia. • A disposição de compartilhar e alavanca as possibilidades de cada parceiro envolvido. 26/11/13 10 10 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 11. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível Estratégias Mais comuns de Expansão 26/11/13 11 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 12. Clique para editar o estilo do título Estratégias de Expansão mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre • • • • • • • • – Segundo prestador Relação cliente e nível de serviços Terceiro nível • Licenciamento restrito – Quarto nível Parceria de terceirização » Quinto nível Aliança de franquia Aliança estratégica Empreendimento conjunto Fusão Aquisição Ampliação da rede própria 26/11/13 Menor Investimento e Controle • Maior 12 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 13. Clique para editar o estilo do título Quando pensar em Alianças mestre Alianças e Parcerias • • • • • • • • Quando os riscos são elevados e não existem mais recursos ou oportunidades de Clique para editar os estilos do texto mestre investimento por parte da empresa; – Segundo nível Quando a empresa mantém altos custos fixos e precisa comprar em maior quantidade • Terceiro nível (economia de escala) para obter maiores vantagens em preços ou condições de pagamento; – Quarto nível Quando os funcionários da empresa não têm conhecimentos sobre o perfil do cliente » Quinto nível e concepção do produto, assim como a estrutura logística para distribuição destes; Quando a empresa não está tecnologicamente preparada para o mundo globalizado nem dispõe de tempo nem recursos para desenvolvê-la; Quando a empresa tem dificuldades de penetração em um mercado desconhecido, mas está segura de seu potencial neste; Quando os custos estão dificultando o resultado da empresa como um todo; Quando a empresa tem necessidade urgente de buscar habilidades ou capacidades em mão de obra a custos menores do que é possível com o desenvolvimento interno; 26/11/13 13 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 14. Clique para editar o estilo do título Estas etapas compreendem oito passos que devem ser seguidos mestre para facilitar a formação de parcerias e alianças: Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. – Segundo nível Definir estratégias e objetivos; • Terceiro nível Avaliar parceiros em potencial; – Quarto nível Avaliar as»possibilidades e o que se oferece em troca; Quinto nível Definir a oportunidade; Avaliar o impacto da ação conjunta; Avaliar o poder de “barganha”; Planejar a integração; Implementar a integração. 26/11/13 14 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 15. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível Co-Branding 26/11/13 15 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 16. Clique para editar o estilo do título • As marcas também namoram entre si. Algumas mestre Alianças e Parcerias até casam. Em os estilos promocionais, • Clique para editarestratégiasdo texto mestre por exemplo, compra-se dois quilos de Omo e leva– Segundo nível se junto dois litros de Comfort. • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível • Assim é o namoro, que pode amadurecer e virar casamento quando as características do amaciante são inseridas no sabão em pó e dão origem ao Omo com Toque de Comfort Aloe Vera. 26/11/13 16 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 17. Clique para editar o estilo do título • Mais conhecida no mundo do marketing como comestreduas marcas é cada vez branding, a estratégia que une Alianças e Parcerias • Clique para entre asos estilos do texto mestre mais comum editar grandes empresas. – Segundo nível • Sim, entre grandes marcas, porque a regra número um • assunto é que deste Terceiro nível apenas a união entre duas marcas – Quarto nível reconhecidas pelas suas qualidades é capaz de gerar um » Quinto nível produto hábil para se destacar em sua categoria. • Tudo isso porque a concorrência é grande, a fragmentação da mídia impõe dificuldades para falar com o consumidor e os custos com a promoção de um produto só aumentam 26/11/13 17 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 18. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível Joint - Venture 26/11/13 18 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 19. Clique para editar o estilo do título Joint Venture mestre ou Empreendimento Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre Conjunto – Segundo nível • É • associação de empresas, não definitiva e a Terceiro nível com – Quarto nível lucrativos, para explorar fins » Quinto negócio sem que nenhuma determinado nível delas perca sua personalidade jurídica. • É um projeto onde a associação é dissolvida automaticamente após o término do contrato. 26/11/13 19 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 20. Clique para editar o estilo do título Por exemplo... mestre Alianças e Parcerias • A Joint-Venture com um sócio local pode ser uma forma de • Clique para editar os estilos do texto mestre participar mais extensamente de mercados estrangeiros do que – Segundo nível exportar ou conceder licenças. Terceiro os sócios compartilham a posse. A vantagem é • Nessa•estratégia nível – Quarto nível que divide-se também os riscos e a capacidade de combinar » Quinto nível diferentes pontos fortes da cadeia de valor. • Pode ser a única forma de entrar em um país ou região, se as práticas governamentais de concessão de contratos geralmente favorecem empresas nacionais ou se as leis proíbem o controle acionário estrangeiro mas permitem joint ventures. • Pode ser usada como fonte de suprimento para mercados de mãode-obra barata. 26/11/13 20 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 21. Clique para editar o estilo do título Possíveis desvantagens... mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre • Os altos custos incorridos pela empresa com – Segundo controle e coordenação que surgem questões de nível • Terceiro nível quando se trabalha com um sócio. – Quarto nível • Restrições » Quinto nível específicas de determinados países podem limitar a participação de empresas estrangeiras no capital. • As diferenças culturais quanto às atitudes e estilos gerenciais também podem constituir um desafio de grandes proporções • Antigos sócios podem vir a se enfrentam como concorrentes . 26/11/13 21 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 22. Clique para editar o estilo do título Mecanismo Vantagens Desvantagens mestre Simples. Risco Pode ser menos Exportação Alianças e Parcerias financeiro mínimo lucrativa do que • Clique para editar os estilos do texto mestre as – Segundo nível Licenciamento Desembolso de capital • Terceiro nível é mínimo. Útil para – Quarto nível servir países com restrições. » Quinto nível outras estratégias Difícil de controlar licenciados. No fim do contrato pode-se ter um novo concorrente. Pode ter lucros menores. Joint Venture Risco limitado à quota de participação da empresa no contrato. Divide o controle com o parceiro, o que torna-o um grande futuro concorrente. Controle Acionário Controle máximo sobre operações. Possibilidade de estar perto dos clientes Alto custo inicial. Requer conhecimentos. 26/11/13 22 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 23. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível Objetivos das Alianças 26/11/13 23 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 24. Clique para editar o estilo do título Objetivos das Alianças mestre Alianças e Parcerias • • • • • • • • •Compartilhar Riscos os estilos do texto mestre Clique para editar – Segundo Sucesso Compartilhar nível Terceiro nível Obter•economia em escala – Quarto nível Acessar novas frentes de atuação » Quinto nível Acessar Tecnologia e Conhecimento Ampliar a Capilaridade (maior atuação geográfica) Resolver limitações Financeiras Alavancar habilidades (obter conhecimentos específicos que outra organização detém) 26/11/13 24 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 25. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível Características das Alianças 26/11/13 25 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 26. Clique para editar o estilo do título Característica das Alianças mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre • • • • • • Compromisso a longo prazo – Segundo nível • Terceiro nível Compartilhamento de recursos, bens e capacidades Quarto nível Relação–baseada em uma estratégia mútua » Quinto nível Ações conjuntas e projetos em comuns Identidade e autonomia individual preservada Alavancagem das potencialidades de cada parceiro 26/11/13 26 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 27. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível Globalização 26/11/13 27 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 28. Clique para editar o estilo do título mestre Leornardo Boff Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível Globalização: processo mundial de • Terceiro nível homogeneização do modo de produção – Quarto nível » Quinto globalização dos mercados e capitalista, denível das transações financeiras, do entrelaçamento das redes de comunicação e do controle mundial das imagens e das informações. A lógica que a preside é a competição de todos com todos (2002). 26/11/13 28 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 29. Clique para editar o estilo do título Contexto histórico mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível do assassinato do presidente "A notícia • Terceiro nível norte-americano Abraham Lincoln, em 1865, – Quarto nível levou 13 dias para cruzar o Atlântico e chegar » Quinto nível à Europa”. “A queda da Bolsa de Valores de Nova York (1929), levou mais de 7 dias para ser percebida nas maiores capitais do mundo“. 26/11/13 29 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 30. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível Contexto histórico 26/11/13 30 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 31. Clique para editar o estilo do título Contexto histórico mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível 1a Fase: Séculos XV e XVI. Grandes navegações, rotas comerciais, de comunicação, avanços • Terceiro rede nível tecnológicos na nível – Quarto navegação. » Quinto nível 2a Fase: Revolução Industrial, século XVIII. Advento da indústria, urbanização, aumento da produção. 3a fase: Fase atual, empresas multinacionais, produtos extremamente modernos e tecnologicamente avançados. 26/11/13 31 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 32. Clique para editar o estilo do título mestre Leornardo Boff Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível Globalização: processo mundial de • Terceiro nível homogeneização do modo de produção – Quarto nível » Quinto globalização dos mercados e capitalista, denível das transações financeiras, do entrelaçamento das redes de comunicação e do controle mundial das imagens e das informações. A lógica que a preside é a competição de todos com todos (2002). 26/11/13 32 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 33. Clique para editar o estilo do título Conceito mestre do Globalização Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre A globalização é um dos processos de aprofundamento da integração econômica, social, cultural, política. É um fenômeno gerado pela – Segundo nível necessidade da dinâmica do capitalismo de formar uma aldeia global que permita maiores mercados para os países centrais (ditos desenvolvidos) • Terceiro nível cujos mercados internos já estão saturados. – Quarto nível » Quinto nível O processo de Globalização diz respeito à forma como os países interagem e aproximam pessoas, ou seja, interliga o mundo, levando em consideração aspectos econômicos, sociais, culturais e políticos. Hoje é possível realizar transações financeiras, expandir negócios até então restritos ao seu mercado de atuação para mercados distantes e emergentes, sem necessariamente um investimento alto de capital financeiro, pois a comunicação no mundo globalizado permite tal expansão, porém, obtêm-se como conseqüência o aumento acirrado da concorrência. 26/11/13 www.mylius.com.br 33 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 34. Clique para editar o estilo do título Características da Globalização mestre • Clique para editar os estilos do texto mestre Alguns Fatores Econômicos Alianças e Parcerias – Segundo nível • Terceiro nível • A mundialização da própria produção. – Quarto nível » Quinto nível 26/11/13 34 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 35. Clique para editar o estilo do título Características da Globalização mestre Alguns Fatores Econômicos • Clique para editar os estilos do texto mestre Alianças e Parcerias – Segundo mundialização • A nível • Terceiro nível das marcas. – Quarto nível » Quinto nível 26/11/13 www.mylius.com.br 35 / 26 35 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 36. Clique para editar o estilo do título Características da Globalização mestre • Clique para editar os estilos do texto mestre Alguns Fatores Econômicos Alianças e Parcerias – Segundo nível • Terceiro nível •A universalização do padrão de produção – Quarto nível » Quinto nível 26/11/13 36 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 37. Clique para editar o estilo do título Características da Globalização mestre • Clique para editar os estilos do texto mestre Alguns Fatores Econômicos Alianças e Parcerias • – Segundo nível Um mercado único, sem fronteiras ou • Terceiro nível – Quarto nível protecionismos (capitalismo/neolibe-ralismo). » Quinto nível 26/11/13 37 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 38. Clique para editar o estilo do título mestre Características da Globalização • Clique para editar os estilos do texto mestre Alguns Fatores Sociais. Alianças e Parcerias – Segundo nível • Terceiro nível •A rápidaQuarto nível – circulação e adopção crescente, Quinto nível por grupos »sociais, de símbolos e signos. 26/11/13 38 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 39. Clique para editar o estilo do título Características da Globalização mestre • Clique Alguns Fatores do texto mestre para editar os estilos Sociais. Alianças e Parcerias – Segundo nível • • Terceiro nível A criação e – Quarto nível » Quinto nível expansão de instituições supranacionais. 26/11/13 39 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 40. Clique para editar o estilo do título Características da Globalização mestre • Clique Alguns Fatores do texto mestre para editar os estilos Sociais. Alianças e Parcerias • –Padronização das atitudes e comportamentos em Segundo nível • mundo, ameaçando a diversidade cultural da todo o Terceiro nível – Quarto humanidade. nível » Quinto nível 26/11/13 40 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 41. Clique para editar o estilo do título Características da Globalização mestre • Clique Alguns Fatores do texto mestre para editar os estilos Sociais. Alianças e Parcerias – Segundo nível • Comunicação integrada: Acesso à informação e • Terceiro nível comunicação de maneira imediata. – Quarto nível » Quinto nível 26/11/13 41 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 42. Clique para editar o estilo do título Contras da Globalização mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre O séc. XX conduziu nível – Segundo a humanidade a uma encruzilhada: - o processo de reestruturação económica levou o mundo em desenvolvimento • Terceiro nível à fome e grandes parcelas da população ao empobrecimento. – Quarto nível - a nova ordem financeira internacional alimenta-se da exclusão social e » Quinto nível degradação ambiental 26/11/13 42 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 43. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível Globalização: Blocos Econômicos 26/11/13 43 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 44. Clique para editar o estilo do título Blocos Econômicos mestre Alianças e Parcerias • Clique para associações de texto mestre que editar os estilos do países Definição: estabelecemnível – Segundo relações econômicas privilegiadas entre •si. Terceiro nível – Quarto nível » Quinto Classificação: nível  Zona de livre comércio;  União Aduaneira;  Mercado Comum;  União Econômica e Monetária. 26/11/13 44 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 45. Clique para editar o estilo do título Blocos Econômicos mestre Alianças e Parcerias • Clique para associações de texto mestre que editar os estilos do países Definição: estabelecemnível – Segundo relações econômicas privilegiadas entre •si. Terceiro nível – Quarto nível » Quinto Classificação: nível  Zona de livre comércio;  União Aduaneira;  Mercado Comum;  União Econômica e Monetária. 26/11/13 45 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 46. Clique para editar o estilo do título UNIÃO EUROPÉIA: mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre –  EmSegundo nível de Maastricht, (Tratado da 1991, tratado • Terceiro nível UE), entra em vigor em 1993; Livre – Quarto nível » Quinto de circulação nível bens,  União Política Econômica; e serviços e capital; União Monetária e  Após 2004: 25 países (leste europeu);  Moeda única: euro; 26/11/13 Não-membros: Noruega e Suíça. 46 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 47. Clique para editar o estilo do título  Países que não adotaram o euro: mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre Inglaterra, Suécia e Dinamarca; – Segundo nível  Países da UE que não assinaram a • Terceiro nível – Quarto nível constituição européia: França e » Quinto nível Holanda;  Países da UE com maior crescimento econômico e menor índice de desemprego: Inglaterra, Suécia e Dinamarca. 26/11/13 47 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 48. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível UNIÃO nível – Quarto » Quinto EUROPÉIA nível • Terceiro nível 26/11/13 48 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 49. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Terceiro Novos nível – Quarto nível Membros Quinto nível » da UE (2004) 26/11/13 49 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 50. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias NAFTA (acordo deos estilos do texto mestre • Clique para editar livre comércio da América do nível Norte) (North American Free – Segundo Trade• Agreement): Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível  EUA, Canadá e México;  Enfrentar a concorrência da UE;  Em vigor desde 1994;  Prazo de quinze anos para total eliminação de barreiras alfandegárias entre os 3 países. 26/11/13 50 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 51. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias Países que • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo compõe nível o • Terceiro NAFTA nível – Quarto nível » Quinto nível A Bandeira do NAFTA 26/11/13 51 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 52. Clique para editar o estilo do título MERCOSUL : mestre Alianças e Parcerias  Criado em do texto mestre • Clique para editar os estilos 1991, pelo tratado de – Segundo nível Assunção; • Terceiro nível  Objetivo: dinamizar a – Quarto nível economia regional, » Quinto nível movimentando entre si mercadorias, pessoas, força de trabalho e capitais.  Prevê livre circulação de bens, serviços e fatores produtivos; 26/11/13 52 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 53. Clique para editar o estilo do título MERCOSUL : mestre Alianças e Parcerias  Membros: Brasil, os estilos do texto mestre • Clique para editar Paraguai, Uruguai, – Segundo nível Argentina e nível • Terceiro Venezuela. – Quarto nível » Quinto  Associados: nível Bolívia, Chile, Equador, Peru e Colômbia.  Observador: México 26/11/13 53 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 54. Clique para editar o estilo do título mestre APEC (Asia-Pacific Economic Community) – Alianças e Parcerias Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Terceiro nível  Área deQuarto nível – cooperação econômica da Ásia e do Pacífico; » Quinto nível  Bloco asiático, Austrália, Nova Zelândia, EUA, Canadá, México e Chile;  Integração econômica em 25 anos, a partir de 1994;  Conferência de Seattle – 1993. 26/11/13 54 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 55. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível São 22 membros: Austrália; Brunei; Canadá; Chile; China; Hong Kong; Indonésia; Japão; Coréia do Sul; Malásia; México; Nova Zelândia; Papua Nova Guiné; Peru; Filipinas; Rússia; Cingapura; China Taipei (Formosa ou Taiwan); Tailândia; Estados Unidos; Vietnã. 26/11/13 55 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 56. CliqueAssociação de Nações do Sudeste Asiático para editar o estilo do título ASEAN – mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre  A Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) é uma – Segundo nível organização regional de estados do sudeste asiático que foi constituída em 8 de agosto de 1967. • Terceiro nível – Quarto  Os principais nível objetivos da ASEAN são acelerar o » Quinto nível crescimento econômico e fomentar a paz e a estabilidade regionais. A ASEAN estabeleceu um fórum conjunto com o Japão, e um acordo de cooperação com a união Européia). A sede e secretariado permanente encontram-se em Jakarta.  Membros: Mianmar, Camboja, Laos, Vietnã, Tailândia, Filipinas, Malásia, Brunei, Cingapura e Indonésia. 26/11/13 56 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 57. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível Países-membros da ASEAN 26/11/13 57 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 58. Clique para editar o estilo do título TIGRES ASIÁTICOS mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre A expressão Tigres asiáticos refere-se às economias denível – Segundo Hong Kong, Cingapura, Coréia do Sul, Malásia, Filipinas, Indonésia, Vietnã e Taiwan • Terceiro nível (Formosa); Quarto nível esses territórios e países apresentaram – grandes taxas nível crescimento e rápida » Quinto de industrialização entre as décadas de 1960 e 1990.  Investimentos em sistema universitário. educação e melhoria do  Abundância de mão-de-obra barata. 26/11/13 Reforma agrária; 58 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 59. Clique para editar o estilo do título Fatores de Desenvolvimento: mestre Alianças e Parcerias Clique para de capital externo (EUA e Japão – • Investimento editar os estilos do texto mestre luta – Segundo socialismo). contra o nível • Terceiro nível  Exploração da força de trabalho, relativamente – Quarto nível barata. » Quinto nível  Distribuição mais equilibrada de renda.  Estados centralizadores e ditatoriais.  Economias voltadas para o mercado externo.  Ética confucionista (equilíbrio social, hierarquia, disciplina, consciência de grupo, nacionalismo – 26/11/13 59 empresa vista como uma grande família). PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 60. Clique para editar o estilo do título Área de Influência dos Principais mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre Blocos Econômicos – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível 26/11/13 60 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 61. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível Declarações Institucionais 26/11/13 61 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 62. Clique para editar o estilo do título mestre Organização Definição do Negócio e da Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível O negócio é definido como sendo a aplicação de • Terceiro nível recursos – Quarto nível produtos e serviços para para criar satisfazer as necessidades do mercado em relação » Quinto nível aos competidores. A organização é definida como sendo a maneira pela qual são administrados os recursos do negócio. 26/11/13 62 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 63. Clique para editar o estilo do título Qual é o negócio da empresa? mestre Alianças e Parcerias • Clique paraDO NEGÓCIOestilos do texto mestre VISÃO ESTREITA editar os VISÃO AMPLIADA D0 NEGÓCIO – Segundo nível A empresa vende tinta • Terceiro nível – Quarto nível A empresa vende Quinto nível » impressos A empresa atua no mercado de revestimentos A empresa atua no mercado de comunicação A empresa vende roupas A empresa atua no mercado de moda A empresa vende passagens A empresa atua no mercado de turismo e lazer 26/11/13 63 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 64. Clique para editar o estilo do título mestre Negócio Restrito X Amplo Alianças e Parcerias • Clique para editar os DEFINIÇÃO do NEGÓCIO mestre estilos DO texto ORGANIZAÇÃO ESTREITA AMPLIADA PETROBRÁS Petróleo Energia XEROX Copiadoras Documentos Móveis Ambiência FIAT Automóveis Meios de transporte FORD TRATORES Tratores Produtividade agrícola PHILIPS Televisão Informação, lazer, cultura e entretenimento IBM Computadores Informação KODAK Fotos Imagens – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível TREVISAN » Quinto nível 26/11/13 64 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 65. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre Definição de Empresa – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível Negócio + Organização = 26/11/13 EMPRESA 65 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 66. Clique para editar o estilo do título MISSÃO mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível Missão: Terceiro nível • – Quarto da Expressão nívelnatureza do negócio da » Quinto nível organização, bem como de sua forma de atuação. É a razão de ser de uma organização. 26/11/13 66 índice PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 67. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias Fórmula básica de uma declaração de Missão • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • DE AÇÃO + VERBO Terceiro nível COMPLEMENTO – Quarto nível » Quinto nível O que fazemos? De que modo fazemos? e/ou Para quem fazemos? + DESAFIO Qual o nosso desafio? A Missão deve ser escrita após ampla discussão em todos os níveis da empresa. Ela servirá para que todos os integrantes tenham a mesma percepção do significado e da finalidade da empresa. 26/11/13 67 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 68. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto Missão Exemplo de declaração de Negócio & mestre – Segundo nível • Terceiro nível NEGÓCIO – Quarto nível » Quinto nível “Soluções educacionais para o desenvolvimento empresarial.” 26/11/13 MISSÃO “Contribuir para o desenvolvimento da sociedade através da educação e capacitação de executivos, empresários e empresas.” 68 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 69. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto Missão Exemplo de declaração de Negócio & mestre – Segundo nível • Terceiro nível NEGÓCIO – Quarto nível » Quinto nível “Informação para a gestão empresarial e para o desenvolvimento das pessoas” 26/11/13 MISSÃO “Prover informação para a tomada de decisão eficaz, através de soluções simples e objetivas, visando a melhoria dos resultados dos clientes” 69 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 70. Clique para editar o estilo do título VISÃO mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível Visão: • Terceiro nível – Quarto nível É a explicitação do que se visualiza para a » Quinto nível empresa. É um “sonho com data para acontecer”. 26/11/13 70 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 71. Clique para editar o estilo do título Visão de Futuro mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre • O que a empresa deseja se tornar? – Segundo nível • O que a empresa quer que as pessoas entendam como • Terceiro nível resultado do trabalho? – Quarto nível • De que modo a visão representa os interesses dos » Quinto nível clientes e os valores que a empresa deve preservar? • Qual o papel de cada pessoa na visão de futuro? 26/11/13 71 índice PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 72. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre DICAS PARA DEFINIR A VISÃO DE FUTURO – Segundo nível A visão de futuro deve ser estabelecida pelos líderes da empresa, em Terceiro nível consultas a•colaboradores, na busca de Informações. É importante – Quarto nível compartilhem a visão com seus seguidores, que os líderes formando a Comunidade de Visão. » Quinto nível A visão deve ser desafiadora e ambiciosa, de forma a inspirar as pessoas a criar algo que valha a pena. É preciso que a visão seja detalhada, para que não haja dúvida sobre o que se deseja alcançar. 26/11/13 72 índice PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 73. Identidade Organizacional: VISÃO Clique para editar o estilo do título mestrede Futuro Exemplos de Visão Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre • “Ser a empresa mais rentável do setor, possuindo elevado grau de comprometimento de seus colaboradores, e proporcionando aos – Segundo nível seus clientes, produtos e serviços com Qualidade Total, garantindo • Terceiro preferência e fidelidade.” a sua satisfação,nível – Quarto nível » Quinto nível • “Desejamos ser os líderes de desempenho e da qualidade no fornecimento de serviços em gestão, proporcionando aos clientes qualidade & produtividade de padrão internacional, através de um trabalho de equipe de nosso pessoal.” • “Ser referência na região sul do Brasil em informação para gestão.” 26/11/13 73 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 74. Clique para editar o estilo do título VALORES mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre Valores: –Convicções claras e fundamentais que a organização Segundo nível • Terceiro nível defende e adota como guias para a gestão do seu – Quarto nível negócio (crenças e posturas éticas: certo e errado, bom » Quinto nível e ruim, importante e não importante). Em síntese, são as regras de conduta a serem seguidas pela organização no cumprimento de sua missão, devendo ser explícitos, éticos e compartilhados por todos os seus membros. 26/11/13 74 índice PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 75. Clique para editar o estilo do título mestre Exemplo de Valores Organizacionais Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível  Excelência no ATENDIMENTO; • Terceiro nível –  Valorização Quarto nível e qualificação dos RECURSOS HUMANOS; » Quinto nível  ÉTICA com transparência e responsabilidade;  AUSTERIDADE, simplicidade e humildade;  CRECIMENTO e aprimoramento contínuo. 26/11/13 75 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 76. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias Exemplo de os estilos do texto • Clique para editar Valores Organizacionais mestre – Segundo nível Confiança e Respeito - propiciando relações abertas, francas e • Terceiro nível saudáveis. – Quarto nível » Quinto nível Cooperação - fortalecendo e valorizando a troca de conhecimentos e experiências no trabalho em equipe. Objetividade e Simplicidade - na maneira de sermos e no modo como realizamos nossas tarefas. Reciprocidade - como base vital de nossos valores, atitudes e comportamentos. 26/11/13 76 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 77. Clique para editar o estilo do título RESUMO mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível 26/11/13 77 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 78. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível Brokers e Clusters 26/11/13 78 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 79. Clique para editar o estilo do título AMBIENTEmestreCLUSTERS DOS Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre • A formação de novas parcerias baseadas na colaboração entre empresas é – Segundo alternativa para aquelas organizações que se sentem considerada uma nível isoladas e incapazes de acompanhar a dinâmica concorrencial. • Terceiro nível • • – Quarto nível Grandes empresas optaram por alternativas como alianças estratégicas, » Quinto nível joint-ventures, franquias, fusões e incorporações, muitas vezes levando à negociação companhias rivais que não viam outra opção a não ser colaborar para competir. Entre os pequenos empreendimentos, esses arranjos surgiram sob a forma de parcerias, centrais de compras, formação de redes de cooperação e em alguns casos, no desenvolvimento de clusters de empresas onde a cooperação e a competição acontecem simultaneamente. 26/11/13 79 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 80. Clique para editar o estilo do título O QUE SÃO CLUSTERS mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre • Cluster é definido como uma concentração geográfica e setorial de empresas, – Segundo nível gerando benefícios como o surgimento de fornecedores que providenciam materiais e componentes, existência de máquinas novas e de segunda mão para • Terceiro nível as empresas, surgimento de um grupo de trabalhadores com habilidades específicas –eQuarto nível especializados em vendas, serviços técnicos e de agentes » Quinto nível financeiros. • Refere-se ao cluster como uma variedade de empresas individualmente especializadas que trabalham num contexto de complementaridade. 26/11/13 80 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 81. Clique para editar o estilo do título O QUE SÃO CLUSTERS mestre Alianças e Parcerias • • Em resumo, para editar osexistência de clusters é que no atual cenário Clique a justificativa para a estilos do texto mestre • de–negócios a competição não se dá mais entre empresas individuais Segundomundo, mas entre grupos de empresas e regiões competindo nível espalhadas pelo • Terceiro umas com as outras.nível – Quarto nível » Quinto nível Nesse sentido, a eficiência do cluster está em que a concentração de empresas de um mesmo ramo de atuação estimula a inovação, a melhoria dos processos e produtos e oportuniza o surgimento de fornecedores especializados para aquelas empresas. Assim, o cluster oferece um ambiente propício para a coexistência da cooperação e da competição, estimulando a competitividade dos participantes. • São exemplos de clusters famosos o Vale do Silício, nos Estados Unidos, o cluster da moda e design, no norte da Itália e, no Brasil, o cluster dos calçados em Franca. 26/11/13 81 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 82. Clique para editar o estilo do título O QUE SÃO OS BROKERS mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre • Um agente externo às empresas que atuam para fomentar a – Segundo nível colaboração entre as empresas, formando assim grupos aliados • Terceiro nível que visam garantir melhores resultados. – Quarto nível » Quinto nível • Esse agente externo, chamado de broker, é um intermediário ou integrador que serve de apoio para a formação e desenvolvimento da rede de empresas, cujo papel normalmente é desempenhado por uma agência pública, uma associação ou uma organização não-governamental. 26/11/13 82 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 83. Clique para editar o estilo do título ATUAÇÃO DOS BROKERS mestre Alianças e Parcerias • • Responsável pelaeditar os estilos do texto mestre de Clique para criação de redes de empresas, dependem grandes esforços de consultores e associações locais, que – Segundo nível identificaram grupos de empresas com similaridades e • Terceiro obter possibilidades denível benefícios através da cooperação. – Quarto nível » Quinto nível • As redes formadas passam a ser responsáveis pela remuneração dos brokers, demonstrando a necessidade de que aos poucos as próprias redes conseguissem atuar sem ajuda de algum agente externo. 26/11/13 83 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 84. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias CLUSTERSpara • Clique editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível BROKERS 26/11/13 84 / 26 84 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 85. Clique para editar o estilo do título DESAFIOS NA ATUAÇÃO DOS BROKERS mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre • O papel do brokers na formação de redes organizacionais é o de iniciar o processo de construção da rede através da superação dos entraves iniciais: – Segundo nível - • Terceiroredes potenciais: o agente externo deve realizar um Identificar nível exercício de diagnóstico para identificar e avaliar possibilidades de – Quarto nível desenvolvimento de redes de empresas em segmentos nos quais haja » para todos os benefícios mútuosQuinto nível participantes; - Superar o ceticismo das empresas participantes: para que isso seja possível, é importante oferecer benefícios aos participantes, como por exemplo, servindo de ligação entre as empresas da rede e as instituições externas que podem apoiá-las na obtenção de benefícios como treinamentos e cursos de capacitação; - Criar o comprometimento entre os participantes: é provável que as empresas participantes tenham dúvidas quanto às capacidades do próprio agente externo, dúvidas acerca da dedicação das outras empresas e dos benefícios que a rede pode gerar. 26/11/13 85 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 86. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível Benchmarking 26/11/13 86 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 87. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível Cultura Empresarial. Liderança e Diferenças 26/11/13 87 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 88. Clique para editar o estilo do título Diferenças entre Equipe e time mestre Alianças e Parcerias • • Clique para editar os estilos do texto mestre Uma Equipe de Trabalho é fundamentada na existência de um conjunto ou grupo de pessoas que se aplica no desenvolvimento de uma tarefa ou trabalho. Os membros de uma equipe possuem envolvimento e compromisso com a filosofia e resultado final da tarefa desenvolvida. São indivíduos, liderados por um responsável que retém e transmite informações das etapas do trabalho, envolvidos com o desenvolvimento de determinadas tarefas, que somando completam o • Terceiro nível todo do trabalho. – Segundo nível • – Quarto nível Um Time de Trabalho é fundamentado em um conjunto de indivíduos, que associados buscam » Quinto nível uma ação comum, com determinado fim. Os membros de um time têm conhecimento de todas as informações, etapas e filosofia do trabalho a ser realizado. São indivíduos liderados por um responsável, que procura integrar o grupo às tarefas a serem desenvolvidas, buscando motivar, empreender e envolver o senso de responsabilidade e emocional de cada indivíduo no trabalho. • As Diferenças entre uma Equipe e um Time de Trabalho talvez estejam na apresentação dos conceitos e de empreender um trabalho ou atividade profissional. 26/11/13 88 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 89. Clique para editar o estilo do título Diferenças entre Equipe e time mestre Alianças e Parcerias • • Clique para editar os estilos do texto mestre A atividade para uma equipe de trabalho é a busca por um resultado, geralmente setorial, ou departamental. Enquanto em um time é a busca do resultado globalizado, com comprometimento e visualização da atividade total de todos os membros do grupo. – Segundo nível • A liderança de uma equipe é designada pelo conhecimento e empenho no desenvolvimento da • Terceiro nível atividade. No time há o papel de responsável pela atividade, podendo ser a liderança exercida por – Quarto nível todos os membros do grupo demonstrando grau de interação, motivação e envolvimento com a atividade. Gerando uma liderança motivada, informada e equilibrada tem e mantém ações que » Quinto nível interagem indivíduos e resultados. • O conceito de equipe é mais antigo enquanto o de time é mais recente. Entre os dois conceitos, o segundo, por ser mais moderno e envolver a capacidade de adaptação do ser humano à visão empresarial e social, consegue satisfazer melhor a necessidade de papéis dentro de um grupo e atividade. 26/11/13 89 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 90. Clique para editar o estilo do título Preparando um Time de trabalho mestre Alianças e Parcerias • • Clique para editar os estilos do texto mestre Obter um comprometimento maior por parte de todos os membros para melhorar o modo de realização do trabalho e o relacionamento interpessoal. Assim, se obtem melhores resultados, obtidos e atingidos, e maior qualidade entregue. – Segundo nível • • Mecanismos de trabalho – conduzindo discussões para chegar a um acordo sobre como serão • Terceiro nível organizadas e realizadas tarefas específicas; – Quarto nível » Quinto nível . Liderança efetiva – usando o senso de propósito e atitudes assegurando os objetivos, e se compartilhada entre os membros, todos estarão comprometidos com o resultado final; • . Relacionamento interpessoal – usando princípios primordiais e básicos (confiança; cooperação e participação no processo de troca de informações, sentimentos e opiniões) para um grupo se estará pactuando, informalmente e abertamente por todos, a manutenção permanente do bom relacionamento interpessoal, • Relacionamento com a empresa – usando a visão macro organizacional (conhecimento geral da atividade da empresa), fundamental e necessária para qualquer time, é que procurará conhecer como e onde suas tarefas específicas comprometem e cooperam com objetivos de outros times e com a organização. 26/11/13 90 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 91. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível Inovação e Mudanças 26/11/13 91 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 92. Clique para editar o estilo do título Inovação e Mudanças mestre as atividades técnicas, Inovação é o processo que inclui Alianças e Parcerias • •concepção, para editar os estilosgestão quemestre Clique desenvolvimento e do texto resulta na – Segundo de comercializaçãonível novos (ou melhorados) produtos, ou na criação de novos (ou melhorados) serviços. • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível pode ser também • Inovação definida como fazer mais com menos recursos, por permitir ganhos de eficiência em processos, quer produtivos, quer administrativos ou financeiros, quer na prestação de serviços. 26/11/13 92 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 93. Clique para editar o estilo do título Tipos de Inovação mestre tecnológica): introdução no Inovação do produto (mais amplo: inovação Alianças e Parcerias • •mercado de novos ou editar os estilos do texto mestre Clique para significativamente melhorados, produtos ou serviços. Inclui alterações significativas nas suas especificações técnicas, componentes, – Segundo incorporado, interface com o utilizador ou outras materiais, software nível características funcionais; • Terceiro nível – Quarto nível • Inovação do processo: implementação de novos ou melhorados, processos de » Quinto nível produção ou logística de bens ou serviços. Inclui alterações significativas de técnicas, equipamentos ou software; • Inovação organizacional: implementação de novos métodos organizacionais na prática do negócio, organização do trabalho e/ou relações externas; • Inovação de marketing: implementação de novos métodos de marketing, envolvendo melhorias significativas no design do produto ou embalagem, preço, distribuição e promoção. 26/11/13 93 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 94. Clique para editar o estilo do título Características da Inovação mestre é imprevisível com elevado Gestão da oportunidade, risco e mudança: a inovação Alianças e Parcerias • • • • •risco associado,para editargrandes custos associados, deve por isso haver um Clique pode também ter os estilos do texto mestre acompanhamento de perto da inovação quer de bens ou serviços, de forma a evitar – Segundo calculados; fracassos e riscos nãonível Interação com consumidor: procura de novos nichos de mercado faz com que seja • Terceiro nível necessário pesar bem custos, benefícios e timing para se envolver consumidores nos – Quarto nível processos de inovação, para dessa forma potenciar o sucesso da mesma ao levar-se em conta o interesse do consumidor; » Quinto nível Resistência cultural à mudança: havendo predisposição para a mudança o sucesso de inovações será superior. Deve haver pressão na gestão da inovação para prevenir rigidez na forma de pensar e haver atitudes permeáveis há existência de ambientes propícios à inovação e mudança; Desenvolvimento de novos negócios: inovação faz com que empresas se afastem da estabilidade e controlo, da sua zona de conforto, desviando-as dos seus processos normais. Recursos usados na inovação são usados na possível criação de novos produtos e possivelmente novas áreas de negócio, mas que tem risco associado e podem não ter no futuro não ter o retorno esperado. 26/11/13 94 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 95. Clique para editar o estilo do título mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível Construindo parcerias e alianças.“Fatores relevantes”. 26/11/13 95 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 96. Clique para editar o estilo do título Caminho para uma Aliança de Sucesso mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre 1. – Designação da equipe de planejamento e Segundo nível • Terceiro nível negociação – Quarto nível 2. Obtenção do nível consenso interno » Quinto 3. Aproximação com os parceiros em potencial 4. Avaliação do arranjo estratégico 5. Avaliação do arranjo de recursos 6. Seleção do parceiro em potencial 7. Negociação do acordo de aliança 26/11/13 www.mylius.com.br 96 / 26 96 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 97. Clique para editar o estilo do título Designação da equipe de mestre Alianças e Parcerias planejamento e negociação • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Terceiro nível • O planejamento de alianças – Quarto nível inicia com base na » Quinto nível estratégia empresarial traçada pela empresa. • Uma aliança é no momento o melhor caminho para uma expansão da sua empresa? 26/11/13 97 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 98. Clique para editar o estilo do título Designação da equipe de mestre Alianças e Parcerias planejamento e negociação • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Estrutura ideal da equipe: • Terceiro nível – Um sócioQuarto nível (visão empresarial) – da empresa » pelas nível – Responsável Quinto relações com o mercado (comercial) – Jurídico (para elaboração do acordo) – Profissional que irá gerenciar o acordo (gestor de alianças) 26/11/13 98 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 99. Clique para editar o estilo do título Obtenção do mestre Interno da Consenso Alianças e Parcerias Equipe da Empresa • Clique para editar os estilos do texto mestre • Quais são os nossos objetivos e – Segundo nível quais são os dos parceiros? • Terceiro nível • Qual será o nosso papel e o – Quarto nível papel do parceiro dentro da » Quinto nível aliança? • Quais serão os recursos – materiais, humanos e financeiros - que nós iremos disponibilizar e quais serão os recursos que os parceiros deverão oferecer dentro da aliança? 26/11/13 99 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 100. Clique para editar o estilo do título Obtenção do mestre Interno da Consenso Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre Equipe da Empresa – Segundo nível • Qual •éTerceiro nível da aliança o “escopo” – Quarto nível – o que e aonde?nível » Quinto • Qual é o modelo de mercado da aliança? • Qual é a diferenciação estratégica que a aliança apresenta? 26/11/13 100 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 101. Clique para editar o estilo do título Aproximação dos parceiros em potencial mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Entidades de classe • Terceiro nível • Eventos de associação e pesquisa na Internet– Quarto nível » Quinto nível • Contato com o pessoal da área comercial de parceiros em potencial • Análise do arranjo estratégico • Descreva quão bem a sua empresa e cada um dos parceiros em potencial estão alinhados estrategicamente. 26/11/13 101 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 102. Clique para editar o estilo do título Avaliação do arranjo estratégico mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Exame Terceiro nível • da complementaridade dos parceiros a nível estratégico.nível – Quarto • Nem tudo é sóQuinto nível de fatos e dados dos » a avaliação parceiros em potencial • Devemos avaliar qual é o nível de motivação da equipe do parceiro possui em termos do projeto de aliança que está sendo proposto. • Aspectos intangível também contam muito aqui! 26/11/13 102 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 103. Clique para editar o estilo do título Avaliação do arranjo de recursos mestre Alianças e Parcerias • • • • • Clique para editar os estilos do texto mestre Acordo de confidencialidade – Segundo nível Visitas •mútuas nível Terceiro Quarto nível Análise do–arranjo de recursos » Quinto nível Descreva quão bem os recursos de cada parceiro em potencial complementa os recursos da sua empresa: • Qual é a qualidade dos recursos do parceiro em potencial? • Qual é a quantidade dos recursos do parceiro em potencial? • A integração das empresas irá garantir os 100% dos recursos que serão necessários para garantir o sucesso da aliança? 26/11/13 103 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 104. Clique para editar o estilo do título Seleção do parceiro em potencial mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre • • • • – Segundo nível Quais dos parceiros em potencial apresentam o menornível de desacordo em • Terceiro índice relação aos Elementos de Avaliação – Quarto nível Estratégica para serem solucionados durante Quinto nível a negociação do»acordo (o próximo passo)? Qual dos parceiros em potencial fornece a melhor combinação ou os recursos idéias? Quais dos parceiros em potencial já se auto selecionaram ao longo da negociação? Evidência clara de uma auto motivação 26/11/13 104 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 105. Clique para editar o estilo do título Negociação do acordo de aliança mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre • A visão jurídica dos advogados – Segundo nível – Entrada • Terceiro nível – Participação dos parceiros – Saída – Quarto nível » Quinto nível • A visão empresarial dos administradores – Aspectos financeiros – Aspectos do relacionamento com os clientes e o mercado • Negociar todos os itens de forma simultânea • Busque uma negociação "ganha-ganha" sempre! 26/11/13 105 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 106. Clique para editar o estilo do título Implantação e mestre da Aliança Operação Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível • • • • Negociação de conflitos Sistema de gerenciamento da aliança Estabelecimentos de indicadores de desempenho da aliança Gerenciamento das diferenças culturais entre os parceiros da aliança 26/11/13 106 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 107. Clique para editar o estilo do título Conclusões mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre – Segundo nível • Terceiro nível – Quarto nível » Quinto nível • • • • Avaliação e consideração permanente de novos relacionamentos com parceiros em potenciais Construa relações de trabalho robustas através de uma boa negociação e de excelentes acordos de parceria. Estabeleça uma base comum de regras para trabalhar em conjunto com os parceiros Disponha de um gerente responsável pelas alianças 26/11/13 107 PROF. ERIVALDO DE PIETRI
  • 108. Clique para editar o estilo do título Conclusões mestre Alianças e Parcerias • Clique para editar os estilos do texto mestre • Desenvolva habilidades de colaboração entre os– Segundocom alianças envolvidos nível • uma clima de • Institua Terceiro nível cooperação empresarial dentro da – Quarto nível sua empresa » Quinto • Gerencie os múltiplosnível relacionamentos com o mesmo parceiro • Avalie constantemente a qualidade dos relacionamentos de aliança • Administre as mudanças que afetam as alianças 26/11/13 108 PROF. ERIVALDO DE PIETRI

×