• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Comunicação Política
 

Comunicação Política

on

  • 2,138 views

Trabalho desenvolvido para cadeira de introdução ao RP na Feevale.

Trabalho desenvolvido para cadeira de introdução ao RP na Feevale.

Statistics

Views

Total Views
2,138
Views on SlideShare
1,986
Embed Views
152

Actions

Likes
1
Downloads
55
Comments
0

9 Embeds 152

http://ultraperiferias.blogspot.com 58
http://ultraperiferias.blogspot.com.br 53
http://ultraperiferias.blogspot.pt 30
http://www.slideshare.net 5
http://ultraperiferias.blogspot.hu 2
http://www.ultraperiferias.blogspot.com 1
http://ultraperiferias.blogspot.mx 1
http://ultraperiferias.blogspot.fr 1
http://ultraperiferias.blogspot.ca 1
More...

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Comunicação Política Comunicação Política Presentation Transcript

    • COMUNICAÇÃO E MARKETING DE CAMPANHAS ELEITORAIS
    • CONCEITO DE MARKETING MARKETING É O CONJUNTO DE ATIVIDADES DESTINADAS A PROMOVER RELAÇÕES DE TROCA ENTRE UM EMISSOR E UM RECEPTOR, NO MOMENTO CERTO, POR MEIO DE CANAIS ADEQUADOS E MENSAGENS APROPRIADAS QUE ATINJAM O FOCO DE INTERESSES DOS SEGMENTOS-ALVO.
    • PALAVRAS CHAVES
      • SATISFAÇÃO DE DESEJOS ;
      • AVALIAÇÃO DE OPORTUNIDADES;
      • ESTIMULAR A TROCA ENTRE QUEM PRODUZ E QUEM CONSOME.
    • LINHAS BÁSICAS
      • EMISSOR DE UM LADO E RECEPTOR DE OUTRO ;
      • MOMENTO CERTO ;
      • CANAIS APROPRIADOS / ADEQUADOS ;
      • MENSAGENS APROPRIADAS / ADEQUADAS.
    •  
    •  
    • MODELO DE COMUNICAÇÃO
      • O ATO DE COMU N ICAÇÃO É UM PROCESSO CÍCLICO, BIPOLAR, EM QUE O EMISSOR TRANSMITE INFORMAÇÕES AO RECEPTOR E ESTE RECEBE A MENSAGEM REALIMENTANDO O PROCESSO POR MEIO DE UM FEEDBACK QUE CONFIRMA TER SIDO A INFORMAÇÃO RECEBIDA.
    •  
    • MARKETING POLÍTICO
      • CANDIDATO QUER SE COMUNICAR COM O ELEITOR. O CANDIDATO APRESENTA SUAS COMUNICAÇÕES, IDEIAS, PROPAGANDA, PROMESSAS, COMPROMISSOS. O ELEITOR ANALISA, INTERPRETA, INTROJETA NA MENTE AS COMUNICAÇÕES DO CANDIDATO, E NA ELEIÇÃO, REALIMENTA O CANDIDATO COM O VOTO;
      • O OBJETIVO DE UM CANDIDATO É RECEBER UM VOTO. ESSE É O FEEDBACK;
      • AS INFORMAÇÕES PASSAM POR INTERMÉDIO DA MÍDIA;
      • JORNAIS, REVISTAS, TELEVISÃO, MATERIAS DE PROPAGANDA, RÁDIO, INTERNET.
    • VETORES DO MARKETING
      • DELINEAR OS SEGMENTOS DE MERCADO, DIRECIONAMENTO DAS CLASSES SOCIAIS, CATEGORIAS PROFISSIONAIS (FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS, TAXISTAS, CAMINHONEIROS, AGRICULTORES, ETC)
      • SEGMENTAÇÃO GEOGRÁFICA;
    • PERGUNTAS
      • QUAL É A REGIÃO QUE VAI VOTAR?
      • QUAL É A DIVISÃO DE VOTO EM TERMOS DE CAPITAL E INTERIOR?
      • QUAL O SEGMENTO PIORITÁRIO PARA SE FAZER OS PRIMEIROS ENCAMINHAMENTOS DE CAMPANHA?
      • QUAL É A REGIÃO DO ESTADO QUE VAI VOTAR?
    • MOTIVAÇÃO DO VOTO
      • DESCOBRIR POR MEIO DE PESQUISA POR QUE MOTIVOS OS ELEITORES VOTAM.
      •  
      • o   POR QUE OS ELEITORES VOTAM EM A, B, C?
      • POR QUE DEIXAM DE VOTAR?
      • O QUE ESTÁ POR TRÁS DA MOTIVAÇÃO DO VOTO?
    • EMOÇÃO E RAZÃO
      • AS CLASSES MAIS POPULARES TENDEM A ESCOLHER CANDIDATOS EM FUNÇÃO DA EMOÇÃO, SIMPATIA, AMIZADE;
      • PODEMOS INCLUIR NESTA FAIXA CANDIDATOS COMO CANTORES, COMPOSITORES, ATORES, ESPORTISTAS, ETC ;
      • A BASE RACIONAL INFLUENCIA O VOTO DE SETORES MAIS ESCLARECIDOS, AS CLASSES MÉDIA, OS PROFISSIONAIS LIBERAIS;
    • AJUSTAMENTO
      • AJUSTAR É PLANEJAR O CONJUNTO DE COMPROMISSOS, IDEIAS, SINTONIZANDO-AS COM O MEIO AMBIENTE E O MOMENTO;
      • É NECESSÁRIO ESCOLHER OS CANAIS DE COMUNICAÇÃO MAIS ADEQUADOS PARA TRANSMITIR AS MENSAGENS;
      • DEVE-SE CONSIDERAR A CULTURA REGIONAL, RESPEITANDO AS ATITUDES E VALORES DAS LIDERANÇAS LOCAIS.
    •  
    • PLANEJAMENTO DA COMUNICAÇÃO
      • O PLANEJAMENTO DA COMUNICAÇÃO DEVE OBSERVAR OS PADRÕES E A CULTURA DO ELEITORADO ;
      • AS TIRAGENS HÃO DE LEVAR EM CONTA A PADRONAGEM E O MANUSEIO DOS MATERIAS;
      • DEVE-SE FAZER AS SEGUINTES PERGUNTAS:
    • PERGUNTAS
      • POR ONDE VAI PASSAR AS MENSAGENS CONCEITUADAS E AJUSTADAS AO MEIO AMBIENTE?
      • COMO PASSAR?
      • QUE TIPO DE CANAIS UTILIZAR?
      • PODE-SE UTILIZAR MATERIAS DE PROPAGANDA TAIS COMO:
      • - CARTAZ;
      • - SANTINHOS;
      • - MURAIS;
      • - BANNERS;
      • - OUTDOORS;
      • - MINIDOORS;
      • - JENGLES;
      • - BRINDES;
    • EVENTOS DE MASSA
      • TRATA-SE DO MARKETING MASSIVO;
      • CARROS DE SOM; RELATOS
      • CONSISTINDO EM:
      • - EM PASSEATAS;
      • - CARREATAS;
      • - CAMINHADAS NA RUA A RUA, DE PORTA EM PORTA;
      • - GRANDES COMÍCIOS;
      • - PEQUENOS COMÍCIOS;
      • - MINI-COMÍCIOS;
      • - REUNIÕES COM CERCA DE 20, 30, 40 PESSOAS NA CASA DE UM AMIGO, NUM BAIRRO, ONDE O PROGRAMA POSSA SER APRESENTADO.
      EVENTOS DE MASSA
    • MATERIAS JORNALÍSTICOS
      • NA COMUNICAÇÃO, É MUITO IMPORTANTE SELECIONAR CANAIS JORNALÍSTICOS, OS JORNAIS DA REGIÃO, RÁDIO, TELEVISÃO, INTERNET, PEQUENAS REVISTAS;
      • QUANTO MAIS ESPAÇOS NESSES MEIOS DE COMUNICAÇÃO, MAIOR A POSSIBILIDADE DE O CANDIDATO ESTREITAR O RELACIONAMENTO COM O ELEITOR;
      • ASSESSORIA DE IMPRENSA É ADEQUADA PARA ABRIR ESPAÇOS;
      • O JORNAL DE CAMPANHA É UM EFICIENTE VEÍCULO PARA FORNECER A AGENDA DO CANDIDATO, AS MENSAGENS BÁSICAS, A LINHA DE ATAQUE CONTRA ADVERSÁRIOS, DEPOIMENTOS DE PESSOAS FAMOSAS E SIMPÁTICAS A CANDIDATURA, CENAS DE COMÍCIOS, CARREATAS E PASSEATAS.
    • A LINGUAGEM DOS CANAIS
      • FALA-SE A LINGUAGEM QUE O ELEITOR ENTENDE;
      • SUGERE-SE ELABORAR MATERIAS CRIATIVOS, QUE CHAMEM ATENÇÃO E PROVOQUEM IMPACTO; RELATO
      • A REGRA É EXPLICAR OS FATOS DE MANEIRA ADEQUADA, ABERTA, DIDÁTICA, ADAPTANDO A LINGUAGEM AO PERFIL PESSOAL, PROFISSIONAL E AOS INTERESSES DO ELEITOR;
      • A LINGUAGEM DEVE SER A PUBLICITÁRIA, DE SÍNTESE, SIMBOLOGIA, DE METÁFORAS E COMPARAÇÕES.
      • OS CANAIS PUBLICITÁRIOS DEVEM CONTER INFORMAÇÕES CONCISAS, OBJETIVAS, PRECISAS, RÁPIDAS;
      • NOS MATERIAS JORNALÍSTICOS DEVEM SER MAIS DESCRITIVAS, DETALHADAS, UM POUCO MAIS EXTENSAS;
      • NOS MATERIAS IMPRESSOS DEVE-SE RESPEITAR OS SEGUINTES CÓDIGOS:
      • CÓDIGO CROMÁTICO;
      • CÓDIGO GESTUAL;
      • CÓDIGO FOTOGRÁFICO;
      • CÓDIGO MORFOLÓGICO.
    • DISTRIBUIÇÃO
      • NÃO ADIANTA PLANEJAR E PRODUZIR MATERIAS, SE ELES NÃO CHEGAREM AOS ELEITORES;
      • PRINCIPAIS PROBLEMAS DAS CAMPANHAS;
      • O ELEITOR DEVE TER ACESSO AOS CANAIS E AO CANDIDATO;
      • O ACESSO DO ELEITOR AO CANDIDATO COMPORTA OS EVENTOS JÁ APONTADOS, COMO COMÍCIOS, PASSEATAS, CARREATAS, CONTATOS PESSOAIS, INTENET.
      • CASE DO OBAMA.
    • #VIDEO
    • LINHAS BÁSICAS DO PLANEJAMENTO DE MARKETING POLÍTICO:
      • É PRECISO SABER LER CORRETAMENTO O MEIO AMBIENTE, OS NOVOS VALORES DO ELEITORADO E AS NOVAS MOTIVAÇÕES DE VOTO;
      • CONVÉM ESCOLHER UM CANDIDATO COM O PERFIL MAIS ADEQUADO AO NOVO CENÁRIO AMBIENTAL;
      • É FUNDAMENTAL DEFINIR OS SEGMENTOS-ALVO DO ELEITORADO;
      • É IMPORTANTE SELECIONAR FORTES REFORÇADORES DE DECISÃO DE VOTO;
      • CONVÉM DESCENTRALIZAR A CAMPANHA COM FINALIDADE DE MULTIPLICAR OS PONTOS DE ECO E AGREGAR ORGANIZAÇÕES INTERMEDIÁRIAS DE APOIO;
      • 6. SUGERE-SE FORMAR UM PROGRAMA DE PROPOSTAS SIMPLES, COM UM EIXO CENTRAL FORTE;
      • 7. É SEMPRE ÚTIL TRABALHAR COM MODELOS DIFERENCIADOS DE PESQUISA;
      • 8. CONVÉM PROGRAMAR UMA LINHA DE AÇÃO-SURPRESA, COM FATOS IMPACTANTES QUE POSSAM PROVOCAR IMPULSOS E SUSCITAR NOVAS MOTIVAÇÕES DE VOTO;
      • 9. É FUNDAMENTAL ORGANIZAR UMA ESTRUTURA DE CAMPANHA ADEQUADA;
      • 10. ALTA PRIORIDADE: GARANTIR MEIOS E RECURSOS.
      • O ELEITOR QUER SOLUÇÕES IMEDIATAS;
      • A ESCOLHA DO PARTIDO;
      • O FOCO DEVE SER O CANDIDATO
    • QUADROS: ESTRUTURAS DE COORDENAÇÃO.
    •  
    •  
    •  
    •  
    • #VIDEO
    •  
    • t Qual seria o fóco do Candidato? Localizar o seu público alvo!
    • Quais seriam os estimulos? Candidato Influências sociais Concorrentes Custos Comunicação Cenário
    • Haverá VALORES??
      • Sim Uaii!!
      Grandeza Ética Objetivos Concretos Ação e Determinação
    • Eles cação o… Mentiroso!!! Barry Goldwater
    • Discurso Instinto Combativo Instinto Sexual Instinto Paternal Os 4 Instintos do Planejamento As Alavancas para um Discurso Conformização Autoridade Rejeição Adesão Frase Marcante Discurso Estético Discurso Semântico Sinais de Vitória Naturalidade Apontar Soluções Cores Idéias Princípios e Valores As Ações História de Vida. Instinto Alimentar
    • A Campanha Como entrar na mente do eleitor com uma mensagen. Leitor ou Ouvinte. Benefício Possibilidade de ser selecionado Chamar a atenção com aspectos básicos Ser Original Criativo e Interessante
    • PALAVRA TODA Se chamou atenção, é importante. FRASE IDÉIA
    • Educação Ciências Políticas – Uni. De Chicag o Direito - Harvard Estimulo Religioso Martin Luther King Apoio de pessoas influêntes na sociedade Case Barack Obama Carreira Política
    • Case Barack Obama Frase marcante YES, WE CAN!! Participação Cobrança Autonomia Juventude Cidadania
    • Redes Sociais como meio de comunicação diversificada Inovação Chris Huges TWITTER: BarackObama tem 1,920,487 (Quase 2 milhões), seguidores (followers). Bama no Facebook: 6,903,980 “Conhecidos” De boa... Qual Político no Brasil, tem um Twitter e possui a metade de seguidores que o Barack. O micro-blog do momento TWITTER: msg rápidas de até 140 caractérios. Luciano Hulk, primeiro brasileiro à atingir 1,000,000 de seguidores. José Serra: 134,218 seguidores. Manuela d´Ávila: 7,483 seguidores. Paulo Maluf: 3,086 seguidores. Fernando Collor: 1,176 seguidores. (Fake) Yeda Crusius: 2,007 seguidores. (Fake) http://blog.estadao.com.br/blog/link/?title=lista_dos_politicos_no_twitter&more=1&c=1&tb=1&pb=1 Mano Menezes RONALDO!! Case Barack Obama
    • O MARKETING POLÍTICO DE HITLER
    •  
    • O MARKET I NG PO L ÍTICO NO BRASIL
      • TRÊS CASOS:
      • Juscelino Kubitschek
      • Jânio Quadros
      • Aluízio Alves
    • JK: O PRESIDENTE SORRIDENTE
    • JQ: UM ÍCONE DO MARKETING IRREVERENTE
    • AA: O VERDE DA ESPERANÇA
    • #fim