0
Saudades de uma Infância
Feliz!
Coisas que as crianças atuais nem
imaginam ter existido!
Curtam e mostrem aos seus netos...
Quem não estudou taboada nesse livrinho?
Receita simples de peteca:
Pegue um pedaço de tecido bem resistente (couro, lona, brim) e faça
uma trouxinha recheada com ...
Era arrancar
uma folha e,
despencar o
caderno inteiro.
O caderno que a gente
tinha, era o de
brochura (capa
impressa numa ...
Tinha o caderno de lição, de desenho e de caligrafia... todos em brochura.
Lá vem ela, com mais velharias...mas...veja a l...
Quem não foi alfabetizado por essa cartilha, hein?
A garotada de hoje talvez nem saiba da existência dessa cartilha...(ris...
A cartilha se chamava só Cartilha Sodré, escrita por Benedicta Stahl
Sodré. Minha professora usava essa cartilha em vez de...
Aqui, apresento algumas cartilhas de alfabetização antigas
Amigos...
Mataram as saudades?
Ano atual 2009!
Cartilhas
Cartilhas
Cartilhas
Cartilhas
Cartilhas
Cartilhas
Cartilhas
Cartilhas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Cartilhas

903

Published on

Published in: Education, Travel, Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
903
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Cartilhas"

  1. 1. Saudades de uma Infância Feliz! Coisas que as crianças atuais nem imaginam ter existido! Curtam e mostrem aos seus netos...
  2. 2. Quem não estudou taboada nesse livrinho?
  3. 3. Receita simples de peteca: Pegue um pedaço de tecido bem resistente (couro, lona, brim) e faça uma trouxinha recheada com areia e serragem, para não ficar muito dura ou pesada. Antes de fechar, insira uma meia dúzia de penas de galinha e amarre forte com um barbante ou fio resistente. Pronto! Está feita a sua peteca!
  4. 4. Era arrancar uma folha e, despencar o caderno inteiro. O caderno que a gente tinha, era o de brochura (capa impressa numa única folha, cujo conteúdo é grampeado pelo centro).
  5. 5. Tinha o caderno de lição, de desenho e de caligrafia... todos em brochura. Lá vem ela, com mais velharias...mas...veja a letra, não era linda?
  6. 6. Quem não foi alfabetizado por essa cartilha, hein? A garotada de hoje talvez nem saiba da existência dessa cartilha...(risos) Mas muitos de nós somos o que somos hoje... graças a ela. Bons tempos... tempo em que a professora era nossa segunda mãe. Mas.. na vida tudo se renova... inclusive os conceitos. 219.e. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1951. [Não foi possível localizar a editora que publicou as primeiras edições, cuja 1a. edição é de 1940. A partir da 46a. edição, de 1948, a Cartilha Sodré passou a ser publicada pela Companhia Editora Nacional. Conforme dados da editora, de 1948 até 1989, data da última edição, a 273a., foram produzidos 6.060.351 exemplares. Em 1977, ela foi remodelada por Isis Sodré Verganini. Além da alteração no formato da cartilha, foram acrescentadas mais de 30 páginas.] Diário de Lições. Delphina Spiteri Passos [Caderno do professor indicando como se deveria trabalhar em sala de aula com a Cartilha Sodré, lição da para.]
  7. 7. A cartilha se chamava só Cartilha Sodré, escrita por Benedicta Stahl Sodré. Minha professora usava essa cartilha em vez de Caminho Suave. ‘A pata nada’ é a primeira lição da Cartilha Sodré, não de Caminho Suave.” Ele está certo. É isso mesmo. É claro que eu sabia que Abreu Sodré é sobrenome de um ex-governador, que também foi ministro. Mas achei que a cartilha tinha esse nome. Também sabia que “a pata nada” era da Sodré, não da Caminho Suave. Nesse caso, só tava fazendo um gracejo bobo mesmo. Geraldo lembrou: era a cartilha “verdinha, com uma menina com trancinha na capa.” Exato. E era meio quadrada, mais curta e mais larga do que um livro-padrão. Acho que se alfabetizava naquele tempo, mesmo em escola pública, e sem a quase universalização da pré-escola. Para ensinar o "b", a barriga do bebê; o "f", o cabo de uma "faca"; o "g", um gato sentado. A alfabetização ainda não tinha se transformado no manual do pequenino tarado marxista, como é hoje, mesmo nas escolas de elite — embora os professores não saibam o nome do que praticam. Em uma delas, fico sabendo de fonte seguríssima, quando um garoto faz um gol num jogo de futebol, não pode fazer outro. Tem de passar a bola para o colega. Futebol como cooperação. O mundo acabou. Ainda bem que eu vivi em outros tempos minha infância!!!
  8. 8. Aqui, apresento algumas cartilhas de alfabetização antigas
  9. 9. Amigos... Mataram as saudades? Ano atual 2009!
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×