Ciclo de vida

  • 52 views
Uploaded on

Ciclo de vida de uma Motocicleta

Ciclo de vida de uma Motocicleta

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
52
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SERTÃO PERNAMBUCANO CAMPUS FLORESTA CURSO SUPERIOR DE GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ENOQUE CAVALCANTI DE SANTANA FABRÍCIO EVANGELISTA DE SOUZA Projetos II Ciclo de vida - Motocicleta FLORESTA – PE 2013
  • 2. ENOQUE CAVALCANTI DE SANTANA FABRÍCIO EVANGELISTA DE SOUZA PESQUISA MULTIMÍDIA Pesquisa apresentada ao Curso de Gestão da Tecnologia da Informação do Instituto Federal de Ciência Tecnologia e Educação do Sertão Pernambucano IFPE Campus - Floresta, como requisito parcial para aprovação na disciplina Multimídia do 5º período. Profª.: Lyrane.
  • 3. Floresta, agosto de 2013. Multimídia Para compreendermos o conceito de Multimídia é preciso entender o que é mídia. A palavra mídia vem do latim Media e significa meio, logo, entendemos que mídia é o conjunto dos meios de comunicação existentes em uma área, ou disponíveis para uma determinada estratégia de comunicação. Sendo assim, Podemos definir multimídia como recurso de comunicação que integra textos, sons e imagens. Num conceito mais simples podemos dizer que multimídia é a apresentação de diversos meios simultaneamente, ou seja, são os meios de comunicação com possibilidades múltiplas, aplicáveis às mais diversas áreas. Dessa forma multimídia é a combinação de textos, imagens, sons e vídeos utilizados para apresentar informações. Tipos de Multimídia Para determinar melhor o termo multimídia, precisamos ainda avaliar a disposição de tipos de mídias. Os tipos de mídia podem ser classificados quanto à natureza espaço-temporal, quanto à origem e quanto ao modo de interação. Natureza espaço-temporal, o mais aceitável é classificar uma mídia como discreta ou contínua. Mídias discretas ou estáticas são mídias com dimensões exclusivamente. Elas não dependem do tempo, e pode ser qualquer espécie de mídia tradicionalmente utilizada em documentos impressos, como textos, gráficos e imagens. A ordem em que a informação está disposta não depende do domínio do tempo. Mídias contínuas (mídias dinâmicas ou isócronas) são mídias com dimensões temporais, como sons, vídeos e animações. Essas mídias dependem do tempo, e são apresentadas como um fluxo de mídia (fluxo de vídeo, fluxo de áudio). O significado destas mídias e correção depende da taxa em que são apresentadas. Por exemplo, um vídeo consiste de um número de quadros ordenados, cada um destes quadros tem uma duração de apresentação fixa.
  • 4. Podemos classificar as mídias quanto à origem em Capturados e Sintetizados, Capturados são aqueles que resultam de uma captura do exterior (ambiente) para o computador. Sintetizados são aqueles que são produzidos pelo próprio computador através da utilização de hardware e software específicos. Quanto a ao modo de interação consiste em Linear e Não-linear. Na multimídia linear o utilizador não tem qualquer tipo de controle no desenrolar do processo. A multimídia não-linear oferece interatividade com o utilizador, onde o leitor pode escolher o percurso da navegação, A Linear quando começa num ponto e é executado até o fim, por exemplo: filmes, cinema ou televisão, a não linear (ou interativo), quando o controle da movimentação pelo conteúdo é permitido os usuários à sua própria vontade. Quanto ao modo de navegação podemos dizer que a classificação possui dois aspectos: On-line e Off-Line. Online, que significa a disponibilidade de uso imediato dos conteúdos multimídia e pode acontecer através da utilização de uma rede informática local ou da Web. Off-line, onde a divulgação é efetuada através da utilização de suportes de armazenamento como CDs e DVDs. Novidades Um dos mercados tecnológicos que mais investe em multimídia é o automotivo. Hoje existem muitas tecnologias e funções multimídia que deixam os veículos mais atrativos sem mexer na originalidade do carro. Executivos procuram o que há de mais moderno no mundo e aplicam essas novidades nos veículos de grandes marcas, vários modelos já possuem central multimídia, inclusive com telas LEDs, os painéis estão cada vez mais sofisticados e até os sinais sonoros tornaram-se mais agradáveis. O sensor de estacionamento é um exemplo clássico dessas mudanças. Já existe até centrais com plataformas Android. O mercado multimídia está em crescimento. Segundo especialistas empresários do setor esperam faturar em 2013, 40% a mais do que o ano de 2012. Mas, mesmo com toda essa tecnologia, ainda existem alguns desafios para os veículos de comunicação. Principalmente quando o assunto é mídia escrita e visual. Como atrair a atenção e a fidelidade de jovens leitores na faixa dos 18 aos 34
  • 5. anos é um deles. Em uma tentativa de lidar com o problema, a agência de notícias Associated Press, com mais de 157 anos de existência, lançou um serviço multimídia voltado aos jovens. Batizado de asap (em inglês, pronuncia-se letra por letra), a novidade oferece artigos e "experiências" em diferentes formatos integrados, como texto, vídeo, áudio, blogs e material para celulares e computadores portáteis. Tom Curley, presidente da AP, disse que, assim como "o público adota novas plataformas, as notícias devem fazer o mesmo". Segundo Ted Anthony, editor do asap, o conteúdo incluirá material produzido por uma equipe de 20 jornalistas, a maioria deles em Nova York, e por correspondentes da AP em todo o mundo. Um repórter poderá, por exemplo, enviar uma matéria em texto do Cazaquistão e contar sua experiência no local em um clipe de áudio. "Nós queremos trazer as pessoas para mais perto das notícias e mais perto de seu mundo, e nós fazemos isso ao reconhecer que as pessoas que apuram as notícias são reais", afirmou Anthony, que já foi, ele próprio, correspondente da AP. Mas o asap não terá como objetivo simplesmente distribuir versões de notícias em linguagem coloquial e formatos modernos. Os responsáveis pelo projeto afirmam que, durante o processo de pesquisa e criação, aprenderam que jovens leitores querem ter acesso a uma visão complexa do mundo e querem se engajar. Segundo eles, será usada mais a palavra "você" no conteúdo do asap, mas os padrões da AP serão mantidos. Mais de 100 jornais já assinaram o novo serviço, e cada um decidirá qual a melhor forma de disponibilizá-lo a seus leitores. Ruth Gersh, diretora de serviços online da AP e gerente de desenvolvimento do projeto, afirmou que, até onde sabe, nenhum dos jornais cobrará a eles pelo conteúdo do asap. Informações de Katharine Q. Seelye [The New York Times, 14/9/05].
  • 6. Referências http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news/view/novidade_multimidia_para_atr air_os_jovens Disponível em 03/08/2013 http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1238990 Disponível em 03/08/2013 Teorias da comunicação / Dante Diniz Bessa. - Brasília: Universidade de Brasília, 2006. http://eliorefecruzlima.blogspot.com.br/2010/05/conceito-de-midia-multimidiamala.html Disponível em 03/08/2013