• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Representação das transformações químicas
 

Representação das transformações químicas

on

  • 9,430 views

 

Statistics

Views

Total Views
9,430
Views on SlideShare
9,430
Embed Views
0

Actions

Likes
2
Downloads
158
Comments
1

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

11 of 1 previous next

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • Muito bom!
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Representação das transformações químicas Representação das transformações químicas Presentation Transcript

    • Ciências da natureza e suas tecnologias - Química
      Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      http://quimicasemmedo.blogspot.com/
      Enem 2011
    • REPRESENTAÇÃO DAS TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS
      Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
    • Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      Representação de uma reação/equação química:
      Presta atenção nestas informações que podem estar contidas nas equações químicas:
      O número total de átomos dos reagentes deve ser igual ao número total de átomos dos produtos
    • Balanceamento de equações químicas
      Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      CÁLCULOS QUÍMICOS
      Reação de combustão completa do gás metano (CH4):
      1) Descubra qual a substância na equação toda com maior número de átomos na fórmula.
      2) A essa substância atribuiremos o coeficiente 1, e ela servirá de referência para o acerto de todos os outros coeficientes.
    • Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      O que falta agora? Tá pronta?
    • Massa atômica de um átomo (MA)
      Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
    • Massa molecular
      Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      É a soma das massas atômicas dos átomos que constituem as moléculas.
    • CONSTANTE DE AVOGADROOU NÚMERO DE AVOGADRO
      Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
    • MOL: A UNIDADE DE QUANTIDADE DE SUBSTÂNCIAS
      Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      massa (1 quilo de açúcar)
      volume (1 litro de leite)
      número de unidades.
    • MASSA MOLAR (M)
      Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
    • DETERMINAÇÃO DA QUANTIDADEDE SUBSTÂNCIA = NÚMERO DE MOL
      Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      É a relação entre a massa (m) de uma amostra de substância e sua massa molar (M).
    • Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      Considere um copo de água mineral de 200 mL. Determine:
      R.: a) 11,1 mol b) 6,7.1024 moléculas de água c) 6,7.1024 átomos de oxigênio d) 13,4.1024 átomos de hidrogênio d) 20,1.1024 átomos
    • Estequiometria das reações químicas
      Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      É o cálculo das quantidades das substâncias envolvidas numa reação química.
      Bases para o estudo da estequiometria (século XVIII ) - Leis das Combinações Químicas. Essas leis foram divididas em dois grupos:
      Leis ponderais: relacionam as massas dos participantes de uma reação.
      Lei volumétrica: relaciona os volumes dos participantes de uma reação.
    • LEIS PONDERAIS
      Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      Lei de Lavoisier - Lei da conservação das massas
    • LEIS PONDERAIS
      Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      Lei de Proust – Lei das proporções constantes
      A composição da água apresentará sempre uma mesma relação entre as massas de hidrogênio e oxigênio, qualquer que seja a massa de água considerada.
    • LEI VOLUMÉTRICA
      Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      Lei de Gay-Lussac – Lei da Combinação dos Volumes Gasosos
      Temos então 2:1:2, que é uma proporção de números inteiros e pequenos
    • Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      Observação:
      -no primeiro exemplo: 2V + 1 V ≠ 3V
      - no segundo exemplo: 1V + 1V = 2V
      No segundo exemplo há, mas no primeiro não há conservação de volume durante a reação, ou seja, houve contração de volume.
    • Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      Curiosidades...
    • RELACIONANDO QUANTIDADES
      Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      Como saber a quantidade de produtos obtida a partir de uma determinada quantidade de reagentes?
      Como uma indústria calcula a quantidade de reagentes que devem ser utilizados a fim obter a quantidade de produtos e atender a encomenda de determinado(s) comprador(s)?
      As indústrias de processos químicos visam econômica e, portanto, buscam utilizar a menor quantidade possível de reagentes e com o menor custo, para a mesma quantidade produzida. Elas procuram a relação custo x beneficio.
      Em Química, as relações em massas, volumes e mesmo em quantidade de energia são denominadas cálculos estequiométricos
    • Pense nesta situação e entenda o que fazemos quando aplicamos proporções nos cálculos estequiométricos!! Aproveita, mistura os “reagentes(ingredientes) ” e traz o produto formado na próxima aula para avaliação...
      Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
    • Interpretações de uma reação
      Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      Dados: massas atômicas do nitrogênio (N = 14) e do hidrogênio (H = 1)
      Equação químca balanceada de formação de amônia
    • Vamos praticar!!!
      Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      1)Calcular o número de mol de amônia produzido na reação de 5 mol de gás nitrogênio com quantidade suficiente de gás hidrogênio. R: 10 mol de NH3
      2) Determinar a massa de amônia produzida na reação de 5 mol de gás nitrogênio com quantidade suficiente de gás hidrogênio. (Dado: massa molar do NH3 = 17 g/mol) R: 170 g de NH3
      3) Calcular a massa de amônia produzida na reação de 140 g de gás nitrogênio com quantidade suficiente de gás hidrogênio. (Dados: massas molares do NH3 = 17 g/mol; N2 == 28 g/mol) R: 170 g de NH3
      4) Determinar o volume de amônia, nas CNTP, produzido na reação de 140 g de gás nitrogênio com quantidade suficiente de gás hidrogênio. (Dados: massa molar do N2 == 28 g/mol e volume molar do NH3 nas CNTP = 22,4 L mol–1) R: 224 L de NH3
    • Reações na indústria química
      Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      Os cálculos estequiométricos vistos até agora referem-se a condições teóricas. Na prática, em certas situações, os reagentes são misturados em quantidades não estequiométricas, ou então apresentam impurezas. Nem sempre, também, as reações ocorrem com aproveitamento total.
    • Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      REAGENTE EM EXCESSO E REAGENTE LIMITANTE
      Reagente limitante: é consumido totalmente.
      Reagente em excesso: resta certa quantidade sem reagir.
      Imagine que tenhamos de montar o maior número possível de conjuntos formados por um parafuso e duas porcas, e para isso disponhamos de cinco parafusos e doze porcas.
    • Etapas sugeridas para resolução de questões que envolvem reagente limitante e reagente em excesso:
      Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
    • Praticando é que se aprende!!
      Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      R.45/35
    • REAÇÕES QUÍMICAS COM SUBSTÂNCIAS IMPURAS
      Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      1 ª Possibilidade de cálculos envolvendo esta situação
      Praticando é que se aprende!!
    • Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      2ª Possibilidade de cálculos envolvendo esta situação
      Praticando é que se aprende!!
    • RENDIMENTO DE UMA REAÇÃO QUÍMICA
      Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      Na prática, nem sempre conseguimos obter a quantidade máxima possível de produtos. Assim, é comum que a reação ocorra com um rendimento real menor que o rendimento teórico (100%). Para determinar a porcentagem de rendimento real, devemos determinar antes o rendimento teórico, a partir das quantidades estequiométricas
    • Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      Praticando é que se aprende!!
    • Bibliografia:
      Prof. Maiquel Vieira engmaiquel@gmail.com
      USBERCO, João; Salvador, Edgard. Química Volume Único. 5ª.ed. São Paulo: Saraiva, 2002. 672 p.
      FELTRE, Ricardo. Fundamentos de Química: vol. único. 4ª.ed. São Paulo: Moderna, 2005. 700 p.
      BRADY, James; Humston, Gerard. Química Geral: vol. 1. 2ª.ed. Livros Técnicos e Científicos. 202 p.
      Imagens: http://www.google.com.br/imghp?hl=pt-BR&tab=wi