Your SlideShare is downloading. ×
0
Aula 01   polít educ-brasileiras (1)
Aula 01   polít educ-brasileiras (1)
Aula 01   polít educ-brasileiras (1)
Aula 01   polít educ-brasileiras (1)
Aula 01   polít educ-brasileiras (1)
Aula 01   polít educ-brasileiras (1)
Aula 01   polít educ-brasileiras (1)
Aula 01   polít educ-brasileiras (1)
Aula 01   polít educ-brasileiras (1)
Aula 01   polít educ-brasileiras (1)
Aula 01   polít educ-brasileiras (1)
Aula 01   polít educ-brasileiras (1)
Aula 01   polít educ-brasileiras (1)
Aula 01   polít educ-brasileiras (1)
Aula 01   polít educ-brasileiras (1)
Aula 01   polít educ-brasileiras (1)
Aula 01   polít educ-brasileiras (1)
Aula 01   polít educ-brasileiras (1)
Aula 01   polít educ-brasileiras (1)
Aula 01   polít educ-brasileiras (1)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Aula 01 polít educ-brasileiras (1)

277

Published on

xxxx

xxxx

Published in: Entertainment & Humor
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
277
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Organizações e Políticas Públicas Educacionais – FísicaOPPEF Profª Drª Alvany Santiago alvany.santiago@univasf.edu.br
  • 2. Organizações e Políticas Públicas Educacionais – Física OPPEF1ª Semana: 05 a 11 de novembroPolítica Educacional Brasileira: impasses e perspectivasSILVA, Huagner Cardoso da e SILVA, Maria Nadurce. Política Educacional Brasileira:impasses e perspectivas. In: _______. Política educacional brasileira. EditoraUnimontes, MG, 2010. p. 11-16,1
  • 3.  Conhecer o conceito de Política Educacional; Conhecer o histórico das Políticas Educacionais no Brasil; Identificar as principais propostas do Manifesto dos Pioneiros e o movimento “Escola Nova”; Conhecer as origens da educação pública no Brasil. Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 4. Políticas Educacionais: um pouco de HistóriaDécada de 1930 – Início de grandes transformações“ESCOLA NOVA” – Movimento de renovação de ensinoPROPOSTAS: a laicidade do ensino; propostas pedagógicas e ensino centralizado no aluno; coeducação dos sexos; escola pública para todos.Defendia a educação como um instrumento de reconstruçãonacional. Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 5. MANIFESTO DOS PIONEIROS, constituição 1934.PROPOSTAS: obrigatoriedade da escola primária integral e extensiva aos adultos; gratuidade do ensino nas escolas públicas com garantias de assistência aos alunos carentes. Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 6. As políticas educacionais, contempladas na constituiçãode 1934 não se concretizaram1937 - Outra constituição foi outorgada pelo então presidente Getúlio Vargas.1937 a 1945 – Período de perdas diversas - políticas educacionais:  extinto sistemas de ensinos;  fecharam-se os Conselhos de Educação;  falta de vinculação de recursos financeiros para o ensino público).Consequência: redução da oferta da escola pública gratuita para todos. Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 7. Política Educacional: ConceitoEm geral:Refere-se à construção diária de valores, fatos, ideias que se concretizam, primeiramente nas leis, decretos e, por fim na efetivação – na prática que interfere na vida do povo. Política Educacional: “... a maneira como as legislações e seus idealizadores interferem na vida da nossa nação.” (SILVA, SILVA, 2010, p. 12) Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 8. Uma reflexão: Política EducacionalCOMO A LEGISLAÇÃO E SEUS IDEALIZADORES INTERFEREM NA VIDA DA NOSSA NAÇÃO? Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 9. Origem da Educação Pública no BrasilOs índios que habitavam a nossa nação já desenvolviamo seu processo de formação das novas gerações, a partirda educação informal - transmissão mais idosos mais jovens.1549 – Início formal da educação brasileira com achegada dos jesuítas ao Brasil. “Quando os primeiros jesuítas aqui [...] cumpriram mandato do Rei de Portugal, D. João III, que formulara, nos ‘Regimentos’, aquilo que podia ser considerada a nossa primeira política educacional” (SAVANI, 1999, p.4 apud SILVA e SILVA, 2010, p. 12). Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 10. A educação das classes populares emdesenvolvimento no século XIX tinha como objetivoorganizar o ensino elementar de forma racionalizada epadronizada, visando atender a um grande número de crianças ematenção à escolarização em massa. (SOUZA, 2006 apud SILVA, SILVA, 2010, p. 12)Aspectos da escolarização em massa: a obrigação escolar; a responsabilidade estatal pelo ensino público; a secularização do ensino e da moral; a nação e a pátria como princípios norteadores da cultura escolar; educação popular concebida como um projeto de consolidação de uma nova ordem social. Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 11. Final do Século XIX e início do Século XXPilares – alicerce para ideais e políticas de inovação educacionalConstrução dos Estados-nação e sua modernização social.Hilsdorf (2005) - Apesar da escola pública ter como projeto a educação demassa, não atendia aos ideais de ensino de toda a sociedade, pois a escolaainda era oferecida nos moldes das elites cafeicultoras da época, e visavam normatizar simplesmente os movimentos populares que reivindicavam instrução pública (SILVA, SILVA, 2010, p. 12)Proposta de organização curricular e administrativa – implantação dos grupos escolares Alterou a história do ensino público primário no Brasil.Os grupos escolares em nosso país constituíram apenasum fenômeno urbano, já que no meio rural ainda predominou, nesseperíodo e por muito tempo, as escolas isoladas (SAVIANI, 2006 apud SILVA e SILVA, 2010, p. 13) Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 12. A escola graduada fundamentava-se essencialmente na classificação dos alunos pelo nível de conhecimento em agrupamentos supostamente homogêneos, implicando a constituição das classes. Pressuponha, também, a adoção do ensino simultâneo, a racionalização curricular, controle e distribuição ordenada dos conteúdos e do tempo (graduaçãodos programas e estabelecimentos de horários), a introdução de um sistema de avaliação, a divisão do trabalho docente e um edifício escolar compreendendo várias salas de aula e vários professores. O modelo colocava em correspondência distribuição do espaço com os elementos da racionalização pedagógica – em cada sala de aula uma classe referente a uma série, para cada classe, um professor. (SOUZA, 2006, p.114). Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 13. EDUCAR: formação do caráter mediante a aprendizagem da disciplina social; amparada nos princípios da obediência, asseio, ordem, pontualidade,amor ao trabalho, honestidade, respeito às autoridades, virtudes morais e valores cívico-patrióticos considerados necessários à formação do espírito de nacionalidade.A responsabilidade pedagógica do Estado se alia, neste sentido, àsnecessidades ditadas pelas exigências do tempo, de acordo com a evoluçãodos povos rumos a um processo de progressivo aperfeiçoamento trazidopelas luzes da civilização. Assim sendo, foi o aumento das mudanças nocampo educacional que justificou o surgimento de políticas educacionaisque viessem a atender a demanda da época. Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 14. No bojo desse processo, a escola primária foi “(re)inventada”: novas finalidades, uma outra concepçãoeducacional e uma outra organização do ensino. Ométodo individual cedeu lugar ao ensino simultâneo; aescola unitária foi, paulatinamente, substituída pelaescola de várias classes e vários professores, o métodotradicional cedeu lugar ao método intuitivo, a mulherencontrou no magistério primário uma profissão, osprofessores e professoras tornaram-se profissionais daeducação (SOUZA, 2006, p 35, apud SILVA, SILVA, 2010, p. 13). Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 15. A educação de um povo está sempre em debate, pois setrata de uma atitude política que delineia os caminhosque uma nação tomará a curto e longo prazo.1891 - A educação passa a ocupar espaços nos documentosoficiais. Só foram integrados nesse processo os pertencentes aossetores ligados ao trabalho urbano. Ficaram fora, os miseráveis e os negros. Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 16. MANIFESTO DOS PIONEIROS DA EDUCAÇÃO NOVARepresentantes: Anísio Teixeira; Fernando de Azevedo; Lourenço Filho. Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 17. MANIFESTO DOS PIONEIROS DA EDUCAÇÃO NOVAObjetivo: Realizar a reconstrução social pela reconstrução educacional.Princípios: Laicidade; Gratuidade; Obrigatoriedade; Coeducação; unidade da escola. Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 18. O Manifesto apresenta-se, pois, como um instrumentopolítico, como é o próprio, aliás, desse “gênero literário”.Expressa a posição do grupo de educadores que se aglutinouna década de 1920 e que vislumbrou na Revolução de 1930 aoportunidade de vir a exercer o controle da educação no país[...]. Pode, pois, ser considerado um importante legado quenos é deixado pelo século XX. É um marco de referência queinspirou as gerações seguintes, tendo influenciado, a partir deseu lançamento, a teoria da educação, a políticaeducacional,assim como a prática pedagógica em todo país.(SAVIANI, 2006, p.34-35 apud SILVA, SILVA, 2010, p. 15) Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 19. Resultado:Influenciaram o texto da Constituição de 1934, queconsagrou o Conselho Nacional de Educação, que seconfigura como uma política educacional presente atéhoje em nosso sistema. Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 20. Referência:SILVA, Huagner Cardoso da e SILVA, Maria Nadurce. Política Educacional Brasileira: impasses e perspectivas. In: _______. Política educacional brasileira. Editora Unimontes, MG, 2010. p. 11-16, Slides por: Naise Damasceno Alvany Santiago Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012

×