Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Aula 01   polít educ-brasileiras (1)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Aula 01 polít educ-brasileiras (1)

  • 259 views
Published

xxxx

xxxx

Published in Entertainment & Humor
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
259
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Organizações e Políticas Públicas Educacionais – FísicaOPPEF Profª Drª Alvany Santiago alvany.santiago@univasf.edu.br
  • 2. Organizações e Políticas Públicas Educacionais – Física OPPEF1ª Semana: 05 a 11 de novembroPolítica Educacional Brasileira: impasses e perspectivasSILVA, Huagner Cardoso da e SILVA, Maria Nadurce. Política Educacional Brasileira:impasses e perspectivas. In: _______. Política educacional brasileira. EditoraUnimontes, MG, 2010. p. 11-16,1
  • 3.  Conhecer o conceito de Política Educacional; Conhecer o histórico das Políticas Educacionais no Brasil; Identificar as principais propostas do Manifesto dos Pioneiros e o movimento “Escola Nova”; Conhecer as origens da educação pública no Brasil. Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 4. Políticas Educacionais: um pouco de HistóriaDécada de 1930 – Início de grandes transformações“ESCOLA NOVA” – Movimento de renovação de ensinoPROPOSTAS: a laicidade do ensino; propostas pedagógicas e ensino centralizado no aluno; coeducação dos sexos; escola pública para todos.Defendia a educação como um instrumento de reconstruçãonacional. Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 5. MANIFESTO DOS PIONEIROS, constituição 1934.PROPOSTAS: obrigatoriedade da escola primária integral e extensiva aos adultos; gratuidade do ensino nas escolas públicas com garantias de assistência aos alunos carentes. Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 6. As políticas educacionais, contempladas na constituiçãode 1934 não se concretizaram1937 - Outra constituição foi outorgada pelo então presidente Getúlio Vargas.1937 a 1945 – Período de perdas diversas - políticas educacionais:  extinto sistemas de ensinos;  fecharam-se os Conselhos de Educação;  falta de vinculação de recursos financeiros para o ensino público).Consequência: redução da oferta da escola pública gratuita para todos. Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 7. Política Educacional: ConceitoEm geral:Refere-se à construção diária de valores, fatos, ideias que se concretizam, primeiramente nas leis, decretos e, por fim na efetivação – na prática que interfere na vida do povo. Política Educacional: “... a maneira como as legislações e seus idealizadores interferem na vida da nossa nação.” (SILVA, SILVA, 2010, p. 12) Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 8. Uma reflexão: Política EducacionalCOMO A LEGISLAÇÃO E SEUS IDEALIZADORES INTERFEREM NA VIDA DA NOSSA NAÇÃO? Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 9. Origem da Educação Pública no BrasilOs índios que habitavam a nossa nação já desenvolviamo seu processo de formação das novas gerações, a partirda educação informal - transmissão mais idosos mais jovens.1549 – Início formal da educação brasileira com achegada dos jesuítas ao Brasil. “Quando os primeiros jesuítas aqui [...] cumpriram mandato do Rei de Portugal, D. João III, que formulara, nos ‘Regimentos’, aquilo que podia ser considerada a nossa primeira política educacional” (SAVANI, 1999, p.4 apud SILVA e SILVA, 2010, p. 12). Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 10. A educação das classes populares emdesenvolvimento no século XIX tinha como objetivoorganizar o ensino elementar de forma racionalizada epadronizada, visando atender a um grande número de crianças ematenção à escolarização em massa. (SOUZA, 2006 apud SILVA, SILVA, 2010, p. 12)Aspectos da escolarização em massa: a obrigação escolar; a responsabilidade estatal pelo ensino público; a secularização do ensino e da moral; a nação e a pátria como princípios norteadores da cultura escolar; educação popular concebida como um projeto de consolidação de uma nova ordem social. Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 11. Final do Século XIX e início do Século XXPilares – alicerce para ideais e políticas de inovação educacionalConstrução dos Estados-nação e sua modernização social.Hilsdorf (2005) - Apesar da escola pública ter como projeto a educação demassa, não atendia aos ideais de ensino de toda a sociedade, pois a escolaainda era oferecida nos moldes das elites cafeicultoras da época, e visavam normatizar simplesmente os movimentos populares que reivindicavam instrução pública (SILVA, SILVA, 2010, p. 12)Proposta de organização curricular e administrativa – implantação dos grupos escolares Alterou a história do ensino público primário no Brasil.Os grupos escolares em nosso país constituíram apenasum fenômeno urbano, já que no meio rural ainda predominou, nesseperíodo e por muito tempo, as escolas isoladas (SAVIANI, 2006 apud SILVA e SILVA, 2010, p. 13) Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 12. A escola graduada fundamentava-se essencialmente na classificação dos alunos pelo nível de conhecimento em agrupamentos supostamente homogêneos, implicando a constituição das classes. Pressuponha, também, a adoção do ensino simultâneo, a racionalização curricular, controle e distribuição ordenada dos conteúdos e do tempo (graduaçãodos programas e estabelecimentos de horários), a introdução de um sistema de avaliação, a divisão do trabalho docente e um edifício escolar compreendendo várias salas de aula e vários professores. O modelo colocava em correspondência distribuição do espaço com os elementos da racionalização pedagógica – em cada sala de aula uma classe referente a uma série, para cada classe, um professor. (SOUZA, 2006, p.114). Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 13. EDUCAR: formação do caráter mediante a aprendizagem da disciplina social; amparada nos princípios da obediência, asseio, ordem, pontualidade,amor ao trabalho, honestidade, respeito às autoridades, virtudes morais e valores cívico-patrióticos considerados necessários à formação do espírito de nacionalidade.A responsabilidade pedagógica do Estado se alia, neste sentido, àsnecessidades ditadas pelas exigências do tempo, de acordo com a evoluçãodos povos rumos a um processo de progressivo aperfeiçoamento trazidopelas luzes da civilização. Assim sendo, foi o aumento das mudanças nocampo educacional que justificou o surgimento de políticas educacionaisque viessem a atender a demanda da época. Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 14. No bojo desse processo, a escola primária foi “(re)inventada”: novas finalidades, uma outra concepçãoeducacional e uma outra organização do ensino. Ométodo individual cedeu lugar ao ensino simultâneo; aescola unitária foi, paulatinamente, substituída pelaescola de várias classes e vários professores, o métodotradicional cedeu lugar ao método intuitivo, a mulherencontrou no magistério primário uma profissão, osprofessores e professoras tornaram-se profissionais daeducação (SOUZA, 2006, p 35, apud SILVA, SILVA, 2010, p. 13). Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 15. A educação de um povo está sempre em debate, pois setrata de uma atitude política que delineia os caminhosque uma nação tomará a curto e longo prazo.1891 - A educação passa a ocupar espaços nos documentosoficiais. Só foram integrados nesse processo os pertencentes aossetores ligados ao trabalho urbano. Ficaram fora, os miseráveis e os negros. Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 16. MANIFESTO DOS PIONEIROS DA EDUCAÇÃO NOVARepresentantes: Anísio Teixeira; Fernando de Azevedo; Lourenço Filho. Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 17. MANIFESTO DOS PIONEIROS DA EDUCAÇÃO NOVAObjetivo: Realizar a reconstrução social pela reconstrução educacional.Princípios: Laicidade; Gratuidade; Obrigatoriedade; Coeducação; unidade da escola. Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 18. O Manifesto apresenta-se, pois, como um instrumentopolítico, como é o próprio, aliás, desse “gênero literário”.Expressa a posição do grupo de educadores que se aglutinouna década de 1920 e que vislumbrou na Revolução de 1930 aoportunidade de vir a exercer o controle da educação no país[...]. Pode, pois, ser considerado um importante legado quenos é deixado pelo século XX. É um marco de referência queinspirou as gerações seguintes, tendo influenciado, a partir deseu lançamento, a teoria da educação, a políticaeducacional,assim como a prática pedagógica em todo país.(SAVIANI, 2006, p.34-35 apud SILVA, SILVA, 2010, p. 15) Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 19. Resultado:Influenciaram o texto da Constituição de 1934, queconsagrou o Conselho Nacional de Educação, que seconfigura como uma política educacional presente atéhoje em nosso sistema. Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012
  • 20. Referência:SILVA, Huagner Cardoso da e SILVA, Maria Nadurce. Política Educacional Brasileira: impasses e perspectivas. In: _______. Política educacional brasileira. Editora Unimontes, MG, 2010. p. 11-16, Slides por: Naise Damasceno Alvany Santiago Profª Drª Alvany Santiago OPPE-F Novembro/2012