Your SlideShare is downloading. ×
Palestra Ulbra
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Palestra Ulbra

340
views

Published on

Palestra sobre Boa Governança faculdade de Arquitetura

Palestra sobre Boa Governança faculdade de Arquitetura


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
340
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Engº Guilherme Loureiro Engº Civil - UFRGS - 1997 Especialista em Engenharia de Produção - UFRGS - 2001 Engenheiro da Odebrecht (1997-1999) Engenheiro Gerente de Obras da Goldsztein Integrante do Comitê da Qualidade Goldsztein
  • 2. ROTEIRO Panorama da construção civil nas duas últimas décadas; Trabalhos em Fluxo e sua importância; Ferramentas para otimização de processo (kan Ban; JIT) Trabalho padrão (sincronismo, ciclos,protótipo)
  • 3. ROTEIRO Princípios de gestão de processos; Coordenação de projetos; Orçamento; Planejamento; Etapas da construção; Controle da produção; Dry Wall
  • 4. GESTÃO DAPRODUÇÃO
  • 5. Diversos diagnósticos realizadosno Brasil e no exterior indicamque a maioria dos problemas queresultam em baixos patamares deeficiência e qualidade naconstrução civil tem origem emproblemas gerenciais.
  • 6. Neste contexto, consideráveisesforços por parte das empresastêm sido direcionados no sentidode introduzir no setor modernasfilosofias gerenciais, algumas dasquais desenvolvidas inicialmentena área industrial.
  • 7. Construção Civil Anos 80 Movimento para aplicação de princípios e ferramentas da qualidade; Total Quality management - TQM Maior controle do processo produtivo; certificação ISO9000.
  • 8. Construção Civil Anos 90 Necessidade de um referencial teórico para Gestão de Processos; Lean Production (Produção Enxuta ) (Kostela, 1992); Sistema Toyota de Produção; Desenvolvido na indústria automotiva; Lean construction; Nova forma de entender os processos (trabalho em fluxo).
  • 9. Trabalho em Fluxo Melhor visualização do Processo; Identificação das atividades não agregadoras de valor; Dimensionamento de equipes; Sincronismo; Evita Invasão de território; Melhor planejamento / entendimento do processo.
  • 10. O que eu ganho com o trabalho em fluxo? Estima-se que 2/3 do tempo (67%) gasto pelos trabalhadores em um canteiro de obras estão nas operações que não agregam valor transporte, espera, retrabalho, limpeza, idas ao banheiro, etc.
  • 11. O que eu ganho com o trabalho em fluxo? Elimina-se indefinições; Redução dos tempos de espera em função do sincronismo; Redução dos produtos defeituosos (check List) transporte eficiente (JIT, Kan Ban, protótipo). Aumento do conhecimento (auto - estima)
  • 12. Exemplo de Kan Ban de Alvenaria. MATERIAIS PARA ELEVAÇÃO DE PAREDES PAREDE (VISTA): RESIDENCIAL PARA 1 (UM) APARTAMENTO SOLAR LUMIERE BLOCO 14 QUANT. BLOCO 19 QUANT. BLOCOS ELÉTRICA 14 QUANT. BLOCOS ELÉTRICA 19 TAMPA AR CONDICIONADO TAMANHO: TAIPA DE CONCRETO TAMANHO: PEITORIL DE CONCRETO TAMANHO: OBSERVAÇÕES: 14.09.29.00 19.19.09.00
  • 13. KAN BAN DE DRY WALL MATERIAIS PARA DRYWALL - PAREDESPAREDE (VISTA) : PARA 1 APARTAM ENTO KANBAN PARA DRYWALL - FRAMES SOLAR LUMIERE PAREDE (VISTA) : PARA 1 APARTAM ENTO MODELO TIPO TAMANHO QUANTIDADE SOLAR LUMIERE MODELO TIPO TAMANHO QUANTIDADE ST (CINZA) 40 Pçs 48 17 Pçs PAINEL RU (VERDE) 27 Pçs GUIAS 75 25 Pçs RF (ROSA) --- Pçs 90 2 Pçs ACESSÓRIOS TIPO TAMANHO QUANTIDADE 48 PD=2,21m 62 Pçs TF 212x25 3257 Pçs MONTANTES PD=2,61m - PARAFUSOS TF 212x45 0 Pçs 75 89 Pçs 90 10 Pçs RT 212x9,5 0 Pçs ACESSÓRIOS TIPO TAMANHO QUANTIDADE TF 212x25 225 Un PARAFUSOS TF 212x45 COLA GYPSUM SACO 20 Kg 3 Un 140 Un RT 212x9,5 575 Un TIRO MASSA REJUNTE SACO 20 Kg 4 Un TIRO + PINO 260 Un PINO 260 Un FITA JT ROLO 2,50 m BUCHA PLÁSTICA Nº 5 140 Un CANTONEIRA REFORÇO ml 14,81 PLATINA PLATINA ml -
  • 14. Kan Bans de Argamassa CASO DO PROJETO DE FACHADA
  • 15. Exemplo de sincronismoExecução da Platibanda
  • 16. Exemplo de sincronismoExecução da Platibanda
  • 17. Exemplo de sincronismo Execução da Platibanda Trabalho executado em três dias; Integração das equipes; Alvenaria; Forma; Armação; Concreto.
  • 18. Exemplo de sincronismoExecução da Platibanda EQUIPE COM AUTO ESTIMA
  • 19. Alguns Princípios para Gestão de Processos Reduzir as parcelas que não agregam valor; Reduzir o tempo de ciclo; Reduzir a variabilidade; PROTÓTIPO
  • 20. Alguns Princípios para Gestão de Processos Simplificar através da redução do nº de passos ou partes; Introduzir melhoria contínua no processo; Aumentar a transparência do processo.
  • 21. Exemplos de Transparência “Gestão à Vista”
  • 22. Exemplos de Transparência “Gestão à Vista”
  • 23. Por onde começar ? COORDENAÇÃO DE PROJETOS
  • 24. COORDENAÇÃO DE PROJETOS O coordenador de projetos é o profissional responsável por integrar as diversas disciplinas envolvidas no processo de concepção do produto. Viabilidade; Marketing (lançamentos, opções de planta,etc.); Aplicabilidade na construção;
  • 25. COORDENAÇÃO DE PROJETOS Conhecimento de Normas, índices, leis, plano diretor; Revisão e solução para problemas frequentes no projeto (*); Compatibilização; Interface entre produção e projetistas; Interface entre diretoria e projetistas.
  • 26. PROJETOS Arquitetônico; Estrutural; Modulação; Elétrico; Hidráulico; Ar Condicionado; Fundações; Etc.
  • 27. Orçamento Melhor qualidade de projetos = melhor visualização orçamentária; Melhor composição = menor variabilidade; Melhor quantificação; Melhor determinação de custos unitários; Melhor especificação.
  • 28. Planejamento “O HOMEM COMUM NÃO CONSEGUE VISLUMBRAR A VITÓRIA ANTES QUE ELA SE CRISTALIZE.” Sun Tzu - 100 anos ac
  • 29. Planejamento O planejamento é a ferramenta de fundamental importância para o sucesso de um projeto. Com ela podemos trabalhar com os recursos necessários no momento necessário (JIT). Sem meta e sem o mapa do destino não sabemos onde ir (parâmetro)
  • 30. Planejamento Ferramenta de planejamento “project”. Com conhecimento da Dificuldade Montamos equipes garantem ciclos diminui variabilidade avaliação do caminho crítico
  • 31. ETAPAS E PERCENTUAIS DE OBRA PADRÃO VISTA BELLA DESCRIÇÃO % TOTAL % INÍCIO E FIM 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18I PROJETOS E IMPLANTAÇÃO 5,92% 0,00 - 5,92 %II FUNDAÇÃO E INFRA 2,28% 5,92 - 8,20 %III ESTRUTURA 36,58% 8,20 - 44,78 %IV VEDAÇÕES 32,98% 16,50 - 49,48 %V REVESTIMENTO EXTERNO 16,22% 37,00 - 53,22 %VI DRY-WALL 30,44% 53,22 - 83,66 %VII ACABAMENTO 34,47% 65,53 - 100,00 % ETAPA I ETAPA II ETAPA III ETAPA IV ETAPA V ETAPA VI ETAPA VII. Projetos; . Fundação; . Forma da estrutura; . Alvenarias; . Salpique externo; . Dry-Wall; . Louças;. Tapumes; . Forma de vigas de fundação; . Aço da estrutura; . Instalações nas alvenarias; . Emboço externo; . Esquadrias; . Tampos;. Demolições; . Aço de vigas de fundação; . Concreto a estrutura; . Reboco interno de parede; . Pastilha; . Azulejos; . Metais;. Sondagens; . Concreto de vigas de fundação. . Reboco interno de teto. . Granitos; . Cerâmicas; . Muretas;. Ligações Provisórias; . Portas;. Implantação; . Pintura;. Topografia; . Limpeza.. Terraplenagem.
  • 32. Ferramentas para controle da produção “PPC” Planejamento semanal da obra: Iguaçu Semana de 11/11/02 á 14/11/02 SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA SABITEM SERVIÇO 11/nov 12/nov 13/nov 14/nov 15/nov OB S 1 1º etapa do 2º subsolo ( Hidráulica) 2H BUFFER 2 Entrada Hidrante e Sprinkler ( Hidráulica) 2H (PULMÃO) 3 2ª etapa 2° subsolo ( Hidráulica) 2H GERIN Entrada Tv a cabo e Telefone (elétrica) 2E BUFFER Aterramento 2° Subsolo (elétrica) 2E (PULMÃO) 4 2ª etapa 2° subsolo (elétrica) 2E 5 Abrir valas p/ V27, V10, V5, V29a 3p BUFFER 6 BENTO Abrir valas p/ V14b, V20b, V23b, V26b, V28b,V18 4p (PULMÃO) 7 Espalhar brita 1ª etapa 2° subsolo 4p 8 Montagem V14b, V20b, V23b, V26b, V28b,V18 3F 9 Montagem Cortina 5 3F FERIADO OSMAR 10 Colocação das vigas nas formas 3F(1 TURNO) 3F 11 Montagem painéis de contra piso 3F (1 TURNO) 13 desforma cortina e V19, V21, V22, V24 14 Montagem fundo cortina 5 15 BROCCA Montagem frente cortina 5 16 montagem V27, V10, V5, V29a 17 montagem V14, V16A, V20B, V23B, V26B, V28B 18 regularização da superfície (estuque) 2p RBL 19 Impermeabilização da cortina 2p 2p 2p
  • 33. Dry wall Semi industrialização montagem kit’s protótipo capacitação das equipes just in time kan ban
  • 34. Cuidados no Dry Wall Projeto Estrutura Furações Nivelamento Esquadrias e vidros Materiais apropriados (ACII)
  • 35. Cuidados no Dry Wall Teste hidrostático
  • 36. Cuidados no Dry Wall Armazenagem Aplicações (placas ST e RU) Detetização Isolamento acústico (quando for o caso) Fitamento Largura das paredes Impermeabilização
  • 37. Cuidados no Dry Wall Folgas para deformação lenta; Reforços nos pontos de solicitação; Peças corretas; Explanação para os usuários finais.
  • 38. MACRO FLUXOGRAMAPARA ATIVIDADE DEDRYWALL
  • 39. - Nível; - Prumo; PREPARO - Esquadro; - Reboco; DO - Vedações; NÃ O LOCAL - Telhado;CONFORM E - Esquadrias; - Vidros CHECK (2) CONFORM E Revisão do Kan Ban (1) com a quantificação KAN BAN (2) exata do plaqueamento NÃ OCONFORM E CHECK (3) CONFORM E
  • 40. EQUIPE:2 COLABORADORES APLICAÇÃOCICLO(4 aptos): DE 2d CERÂMICA 14/02 até NÃ O CONFORM E CHECK 15/02 (17) CONFORM E EQUIPE: REJUNTE2 COLABORADORES PARA CICLO(4 aptos): CERÂMICA 3d NÃ O CONFORM E 18/02 até CHECK 20/02 (18) CONFORM E
  • 41. ESCADINHA RESIDENCIAL ILHA DI VERDI CRONOGRAMA DE ATIVIDADES TORRE - 1ª FASE DATA ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 12/0 Atividades Pavto REGULARIZAÇ IMPERMEABI PROTEÇÃO REJUNTE FRAMES ELÉTRICA HIDRÁULICA PLACAS FITAMENTO FORRO AZULEJO CERÂMICA ÃO BOX LIZAÇÃO MECÂNICA AZULEJO #REF! 16/05/2003 16/05/2003 26/05/2003 30/05/2003 03/06/2003 04/06/2003 09/06/2003 11/06/2003 13/06/2003 23/06/2003 02/07/2003 18 08/05/2003 16/05/2003 21/05/2003 29/05/2003 30/05/2003 04/06/2003 03/06/2003 09/06/2003 10/06/2003 25/06/2003 28/06/2003 21/07/2003 13/05/2003 21/05/2003 21/05/2003 30/05/2003 05/06/2003 09/06/2003 10/06/2003 13/06/2003 17/06/2003 20/06/2003 27/06/2003 08/07/2003 17 13/05/2003 21/05/2003 23/05/2003 31/05/2003 06/06/2003 09/06/2003 06/06/2003 13/06/2003 17/06/2003 30/06/2003 01/07/2003 22/07/2003 16/05/2003 26/05/2003 26/05/2003 05/06/2003 11/06/2003 13/06/2003 16/06/2003 20/06/2003 24/06/2003 26/06/2003 03/07/2003 14/07/2003 16 15/05/2003 23/05/2003 28/05/2003 05/06/2003 12/06/2003 16/06/2003 09/06/2003 18/06/2003 20/06/2003 02/07/2003 04/07/2003 24/07/2003 21/05/2003 29/05/2003 29/05/2003 11/06/2003 17/06/2003 20/06/2003 23/06/2003 26/06/2003 30/06/2003 02/07/2003 09/07/2003 18/07/2003 15 19/05/2003 29/05/2003 02/06/2003 14/06/2003 17/06/2003 21/06/2003 17/06/2003 26/06/2003 27/06/2003 05/07/2003 07/07/2003 28/07/2003 26/05/2003 03/06/2003 03/06/2003 17/06/2003 24/06/2003 26/06/2003 27/06/2003 02/07/2003 04/07/2003 08/07/2003 15/07/2003 24/07/2003 14 21/05/2003 02/06/2003 09/06/2003 20/06/2003 24/06/2003 27/06/2003 24/06/2003 03/07/2003 04/07/2003 10/07/2003 12/07/2003 30/07/2003 29/05/2003 06/06/2003 06/06/2003 24/06/2003 30/06/2003 02/07/2003 03/07/2003 08/07/2003 10/07/2003 14/07/2003 21/07/2003 30/07/2003 13 02/06/2003 05/06/2003 12/06/2003 27/06/2003 02/07/2003 02/07/2003 30/06/2003 09/07/2003 10/07/2003 15/07/2003 21/07/2003 04/08/2003 03/06/2003 11/06/2003 11/06/2003 30/06/2003 04/07/2003 08/07/2003 09/07/2003 14/07/2003 16/07/2003 18/07/2003 25/07/2003 05/08/2003 12 05/06/2003 12/06/2003 18/06/2003 01/07/2003 04/07/2003 09/07/2003 04/07/2003 10/07/2003 11/07/2003 21/07/2003 24/07/2003 11/08/2003 06/06/2003 16/06/2003 16/06/2003 04/07/2003 10/07/2003 14/07/2003 15/07/2003 18/07/2003 22/07/2003 24/07/2003 31/07/2003 11/08/2003 11 09/06/2003 13/06/2003 23/06/2003 04/07/2003 10/07/2003 15/07/2003 09/07/2003 17/07/2003 18/07/2003 24/07/2003 30/07/2003 13/08/2003 11/06/2003 20/06/2003 20/06/2003 10/07/2003 16/07/2003 18/07/2003 21/07/2003 24/07/2003 28/07/2003 30/07/2003 06/08/2003 15/08/2003 10 13/06/2003 18/06/2003 25/06/2003 09/07/2003 16/07/2003 18/07/2003 10/07/2003 24/07/2003 25/07/2003 04/08/2003 05/08/2003 15/08/2003 16/06/2003 25/06/2003 25/06/2003 16/07/2003 22/07/2003 24/07/2003 25/07/2003 30/07/2003 01/08/2003 05/08/2003 12/08/2003 21/08/2003 9 16/06/2003 24/06/2003 27/06/2003 16/07/2003 21/07/2003 22/07/2003 18/07/2003 30/07/2003 30/07/2003 08/08/2003 11/08/2003 19/08/2003 20/06/2003 30/06/2003 30/06/2003 22/07/2003 28/07/2003 30/07/2003 31/07/2003 05/08/2003 07/08/2003 11/08/2003 18/08/2003 27/08/2003 8 20/06/2003 30/06/2003 30/06/2003 22/07/2003 24/07/2003 30/07/2003 25/07/2003 06/08/2003 07/08/2003 18/08/2003 20/08/2003 20/08/2003 25/06/2003 03/07/2003 03/07/2003 28/07/2003 01/08/2003 05/08/2003 06/08/2003 11/08/2003 13/08/2003 15/08/2003 22/08/2003 02/09/2003 7 26/06/2003 02/07/2003 03/07/2003 28/07/2003 30/07/2003 06/08/2003 30/07/2003 11/08/2003 13/08/2003 21/08/2003 25/08/2003 26/08/2003 30/06/2003 08/07/2003 08/07/2003 01/08/2003 07/08/2003 11/08/2003 12/08/2003 15/08/2003 19/08/2003 21/08/2003 28/08/2003 08/09/2003 6 01/07/2003 08/07/2003 08/07/2003 01/08/2003 05/08/2003 12/08/2003 04/08/2003 19/08/2003 20/08/2003 27/08/2003 28/08/2003 29/08/2003 03/07/2003 11/07/2003 11/07/2003 07/08/2003 13/08/2003 15/08/2003 18/08/2003 21/08/2003 25/08/2003 27/08/2003 03/09/2003 12/09/2003 5 04/07/2003 10/07/2003 11/07/2003 11/08/2003 14/08/2003 15/08/2003 13/08/2003 22/08/2003 25/08/2003 01/09/2003 03/09/2003 04/09/2003 08/07/2003 16/07/2003 16/07/2003 13/08/2003 19/08/2003 21/08/2003 22/08/2003 27/08/2003 29/08/2003 02/09/2003 09/09/2003 18/09/2003 4 09/07/2003 16/07/2003 21/07/2003 15/08/2003 20/08/2003 21/08/2003 19/08/2003 28/08/2003 29/08/2003 05/09/2003 05/09/2003 18/04/1900 11/07/2003 21/07/2003 21/07/2003 19/08/2003 25/08/2003 27/08/2003 28/08/2003 02/09/2003 04/09/2003 08/09/2003 15/09/2003 24/09/2003 3 15/07/2003 21/07/2003 18/08/2003 22/08/2003 01/09/2003 27/08/2003 28/08/2003 05/09/2003 05/09/2003 12/09/2003 12/09/2003 16/07/2003 24/07/2003 24/07/2003 25/08/2003 29/08/2003 02/09/2003 03/09/2003 08/09/2003 10/09/2003 12/09/2003 19/09/2003 30/09/2003 2 21/07/2003 24/07/2003 22/08/2003 29/08/2003 03/09/2003 01/09/2003 03/09/2003 12/09/2003 21/07/2003 29/07/2003 29/07/2003 29/08/2003 04/09/2003 08/09/2003 09/09/2003 12/09/2003 16/09/2003 18/09/2003 25/09/2003 06/10/2003 19 08/08/2003 19/08/2003 26/08/2003 05/09/2003 11/09/2003 08/09/2003 09/09/2003 3 DIAS 3 DIAS 3 DIAS 4 DIAS 4 DIAS 4 DIAS 1 DIAS 4 DIAS 1 DIAS 4 DIAS 2 DIAS 4 DIASCICLOS POR PAVTO
  • 42. Tempo de Execução (Tempo do macro conjunto) + (maior ciclo X nº de pavimentos (repetições)) = (Tempo de execução da atividade de Dry Wall)
  • 43. REFERÊNCIA Ao término do Dry Wall podemos afirmar que a obra será concluída em 70 dias corridos!
  • 44. IMPORTANTE! A TECNOLOGIA ÉNECESSÁRIA, PORÉM NÃO É SUFICIENTE: DUAS EMPRESAS COM TECNOLOGIA IGUALTÊM RESULTADOS DIFERENTES
  • 45. É NECESSÁRIO INOVAR  IDÉIAS PESSOAS PESSOAS VONTADE CONHECIMENTO TREINAMENTO AUTO ESTIMA DISCIPLINA
  • 46. COMBATE ÀS 7 PERDAS MELHORIA NA PRODUÇÃO ESTOQUE TRANSPORTE MOVIMENTAÇÃO DESPERDÍCIO RETRABALHO SUPERPRODUÇÃOFABRICAÇÃO PRODUTOS DEFEITUOSOS
  • 47. PALAVRAS CHAVE CONCEITOS DE GQT / QUALIDADE;  ESPECIFICAÇÕES; ENVOLVIMENTO;  CRONOGRAMA; VONTADE;  PLANEJAMENTO; CONHECIMENTO;  CONTROLE: TREINAMENTO;  CUSTOS DISCIPLINA;  PRODUÇÃO MOTIVAÇÃO / MORAL;  LIDERANÇA; FOCO NO CLIENTE;  TERMINALIDADE; RELACIONAMENTO  AGILIDADE; CLIENTE/FORNECEDORES;  VISÃO DE NEGÓCIO; GESTÃO À VISTA;  EQUIPE DE TRABALHO; VISÃO;  RELAÇÕES DE TRABALHO; POP;  PROCESSO; TRATAMENTO DE ANOMALIAS;  DECISÃO; CUSTO DA OBRA / ATIVIDADES;  ESTRATÉGIA. INFORMÁTICA;
  • 48. MUITO OBRIGADO!Engº Guilherme Loureiro