Introdução IMS

  • 5,905 views
Uploaded on

 

More in: Technology
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
5,905
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
67

Actions

Shares
Downloads
67
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Introdução IMS
    IP MultimediaSubsystem
  • 2. Overview
    Introdução ao IMS
    Arquitetura
    SDS
  • 3. Conceito
    IMS é uma maneira de distribuir multimídia, independente do dispositivo ou do meio de acesso.
    É padronizado por 3GPP, 3GPP2 e TISPAN.
    Arquitetura é baseada no protocolo SIP em redes all-IP.
  • 4. Arquitetura
  • 5. SIP
    SessionInitiationProtocolé um protocolo para comunicação P2P, é usado para estabelecer, modificar e terminar sessões.
    Disponibiliza os recursos do dispositivo, localização, disponibilidade, entre outros.
    Trabalha com os protocolos de transporte: TCP, UDP, TLS, SCTP.
    Mensagens SIP são Requests ou Responses.
  • 6. CSCF
    CallSessionControlFunctioné um servidor SIP, ele controla todas as requisições na rede IMS e registra os terminais.
    São divididos em 3 partes:
    S-CSCF
    I-CSCF
    P-CSCF.
  • 7. P-CSCF(Proxy):
    É o ponto de entrada na rede IMS
    Todas as requests ou responses SIP ao IMS são processados pelo P-CSCF.
    Diversas diretrizes de proteção e mecanismos de criptografia usando IPSec.
    Possui compactador e descompactados de mensagens.
  • 8. I-CSCF (Interrogating)
    É o DNS do IMS.
    Faz interface com SLF e HSS através do protocolo Diameter.
    Opcionalmente pode cifrar partes das mensagens SIP, como por exemplo, número de usuários no dominio, seus nomes do DNS ou sua capacidade.
  • 9. S-CSCF (Serving)
    Core do CSCF.
    Todas as sinalizações SIP passam pelo S-CSCF, ele inspeciona cada mensagem SIP e determina por onde deve passar a mensagem SIP.
    Realiza o policiamento da rede, por exemplo, um usuário não esta autorizado a estabelecer determinados tipos de sessão, impede os usuários de executar operações não autorizadas.
  • 10. HSS
    É uma base de dados central de dispositivos, é responsável pela informação de autenticação, autorização e localização física.
    Ficam armazenados os perfis de usuário e serviços que possui.
    Conversa diretamente com o CSCF através do protocolo Diameter.
  • 11. HSS
    I-CSCF
    P-CSCF
    S-CSCF
    Fluxo
  • 12. SDS
    ServiceDevelopment Studio é a ferramenta Ericsson para o desenvolvimento de aplicações IMS.
    Possui diversos simuladores tanto de dispositivos como de rede.
    Baseado na IDE Eclipse 3.4
    SDS na versão 4.1
  • 13. Referências
    TELECO. Arquitetura IMS. Disponível em: <http://www.teleco.com.br/tutoriais/tutorialngnims2/pagina_5.asp>. Acesso em: 05 jun. 2009.
    REIS, Luis Filipe Magalhães da Costa. Elementos da rede IMS. Disponível em: <http://ims.no.sapo.pt/index.htm>. Acesso em: 05 jun. 2009.
  • 14. Contato
    Gustavo da Silva Baptista
    eng.gustavobaptista@gmail.com
    http://www.tecnologiaims.blogspot.com