Cultura, Comunicação e Contemporaneidade V ENECULT Universidade Federal da Bahia, 27-29 de maio de 2009 Luis A. Albornoz D...
Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Cultura e comunicação  </li></ul><ul><ul><li>Binômio indissolúvel nas soc...
Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Cultura e comunicação  </li></ul><ul><ul><li>Delicado equilíbrio (modelo ...
Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Cultura e comunicação  </li></ul><ul><ul><li>Carta Cultural Ibero-America...
Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Contexto Ibero-Americano </li></ul><ul><ul><li>Altos índices de concentra...
Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Dados sobre cultura e comunicação  </li></ul><ul><ul><li>Não há um consen...
Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Dados sobre cultura e comunicação  </li></ul><ul><ul><li>Os dados existen...
Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Dados sobre cultura e comunicação  </li></ul><ul><ul><li>Necessidade de i...
Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Sistemas de Informação Cultural  </li></ul><ul><ul><li>Definir o destinat...
Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Observatórios </li></ul><ul><ul><li>Termo “em voga” nas ciências sociais ...
Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Observatórios: áreas de trabalho </li></ul><ul><li>Compilação de dados / ...
Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Observatórios: tipologia  </li></ul><ul><ul><li>Observatório fiscal </li>...
Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Localização de observatórios por país </li></ul>Luis A. Albornoz (UC3M) /...
Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Observatórios por temática </li></ul>Luis A. Albornoz (UC3M) / V ENECULT
Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Observatórios por área de atuação </li></ul>Luis A. Albornoz (UC3M) / V E...
Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Observatórios por fonte de financiamento </li></ul>Luis A. Albornoz (UC3M...
Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Financiamento dos observatórios de indústrias e políticas culturais </li>...
Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Financiamento dos observatórios fiscalizadores de conteúdos midiáticos </...
Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Financiamento dos Observatórios de Sociedade da Informação </li></ul>Luis...
Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Observatórios </li></ul><ul><ul><li>Observatórios: fenômeno de múltiplos ...
Debilidades Fortalezas (virtudes) <ul><li>Forte presença hoje do termo “observatório” </li></ul><ul><li>Entorno propício: ...
Ameaças Oportunidades <ul><li>Adoção de uma postura tecnocrata e/ou autoritária </li></ul><ul><li>Contribuir na democratiz...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

V Enecult 2009 - Luis Albornoz

716

Published on

Slides da Palestra de Luis Albornoz sobre observatórios de comunicação e cultura.

Published in: Education
1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
716
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
27
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • V Enecult 2009 - Luis Albornoz

    1. 1. Cultura, Comunicação e Contemporaneidade V ENECULT Universidade Federal da Bahia, 27-29 de maio de 2009 Luis A. Albornoz Departamento de Jornalismo e Comunicação Audiovisual Universidade Carlos III de Madri (UC3M)
    2. 2. Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Cultura e comunicação </li></ul><ul><ul><li>Binômio indissolúvel nas sociedades capitalistas contemporâneas </li></ul></ul><ul><ul><li>“ As indústrias culturais e criativas são instrumentos fundamentais de criação e difusão da cultura, de expressão e afirmação das identidades, assim como de geração de riqueza e crescimento” </li></ul></ul><ul><ul><li>Carta Cultural Ibero-Americana </li></ul></ul>Luis A. Albornoz (UC3M) / V ENECULT
    3. 3. Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Cultura e comunicação </li></ul><ul><ul><li>Delicado equilíbrio (modelo de políticas públicas) entre: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Criadores </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Mercado </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Estado </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Cidadãos </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Esses quatro segmentos não podem ser percebidos como homogêneos </li></ul></ul>Luis A. Albornoz (UC3M) / V ENECULT
    4. 4. Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Cultura e comunicação </li></ul><ul><ul><li>Carta Cultural Ibero-Americana - XVI Cúpula Ibero-Americana de Chefes de Estado e de Governo. Montevidéu, novembro de 2006 </li></ul></ul><ul><ul><li>Princípio da responsabilidade dos Estados no desenho e na aplicação de políticas culturais: </li></ul></ul><ul><ul><li>“ Os Estados têm a faculdade e a responsabilidade de formular e aplicar políticas de proteção e promoção da diversidade e do patrimônio cultural no exercício da soberania nacional” </li></ul></ul>Luis A. Albornoz (UC3M) / V ENECULT
    5. 5. Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Contexto Ibero-Americano </li></ul><ul><ul><li>Altos índices de concentração da propriedade de meios de comunicação </li></ul></ul><ul><ul><li>Relação simbiótica entre meios de comunicação e classe política </li></ul></ul><ul><ul><li>Obscurantismo de dados sobre os setores da informação, a comunicação e a cultura </li></ul></ul><ul><ul><li>Desconhecimento das relações entre economia e cultura </li></ul></ul>Luis A. Albornoz (UC3M) / V ENECULT
    6. 6. Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Dados sobre cultura e comunicação </li></ul><ul><ul><li>Não há um consenso sobre que sub-setores são abarcados pelo macro-setor Cultura </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Eurostat Cultural Statistics 2007 </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Creative Economy Report 2008, UNCTAD </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Existem múltiplas etiquetas em luta (batalha conceitual) </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Indústrias culturais </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Indústrias criativas </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Indústrias de conteúdos </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Indústrias do copyright </li></ul></ul></ul>Luis A. Albornoz (UC3M) / V ENECULT
    7. 7. Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Dados sobre cultura e comunicação </li></ul><ul><ul><li>Os dados existentes não estão harmonizados = por isso é impossível fazer comparações </li></ul></ul><ul><ul><li>Medem-se coisas diferentes, utilizando metodologias de trabalho diferentes </li></ul></ul><ul><ul><li>Não há dados </li></ul></ul><ul><ul><li>Há dados que não são de acesso público </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>OIC, Pymes discográficas da Cidade de Bs. As. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>PROMUSICAE, Espanha </li></ul></ul></ul>Luis A. Albornoz (UC3M) / V ENECULT
    8. 8. Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Dados sobre cultura e comunicação </li></ul><ul><ul><li>Necessidade de informação sistemática (quantitativa e qualitativa) </li></ul></ul><ul><ul><li>Notável esforço nas ultimas décadas </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Organismos governamentais (AECI, BID, UNESCO, OMPI) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Convênio Andrés Bello (CAB): pesquisas “Economia e Cultura” </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Novo ator: observatórios </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Construção de Sistemas de Informação Cultural </li></ul></ul>Luis A. Albornoz (UC3M) / V ENECULT
    9. 9. Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Sistemas de Informação Cultural </li></ul><ul><ul><li>Definir o destinatário da informação </li></ul></ul><ul><ul><li>Produzir informação em quatro âmbitos: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Oferta e Demanda de produtos e serviços culturais (hábitos e práticas da população) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Relações entre Cultura e Comunicação </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Desenvolvimento de Direitos Culturais </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Cultura e Políticas Públicas </li></ul></ul></ul>Luis A. Albornoz (UC3M) / V ENECULT
    10. 10. Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Observatórios </li></ul><ul><ul><li>Termo “em voga” nas ciências sociais </li></ul></ul><ul><ul><li>Antecedentes: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Observatórios astronômicos (séculos XVIII y XIX) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Serviços de estatística de organismos governamentais e administrações públicas dos países centrais </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Definições: várias </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>lugar ou posição para fazer observações (DRAE) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>organismos auxiliares, colegiados e de integração plural que devem facilitar o acesso da opinião pública à informação e favorecer a tomada de decisões por parte das autoridades responsáveis </li></ul></ul></ul>Luis A. Albornoz (UC3M) / V ENECULT
    11. 11. Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Observatórios: áreas de trabalho </li></ul><ul><li>Compilação de dados / Elaboração de bases de dados </li></ul><ul><li>Desenvolvimento de metodologias para codificar, classificar y categorizar dados </li></ul><ul><li>Conexão de pessoas / organizações que trabalham em áreas similares </li></ul><ul><li>Aplicações específicas de novas ferramentas técnicas </li></ul><ul><li>Análise de tendências / publicações </li></ul>Luis A. Albornoz (UC3M) / V ENECULT
    12. 12. Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Observatórios: tipologia </li></ul><ul><ul><li>Observatório fiscal </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Espaço articulador de cidadania para fiscalizar o trabalho dos meios de comunicação </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Sociedade civil </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Atores: jornalistas, pesquisadores universitários e usuários de meios </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Observatório estatístico / think tank </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Normalização e harmonização estatística de um setor </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Intervenção na elaboração de políticas públicas </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Administração pública / verbas públicas </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Atores: agentes setoriais, setor acadêmico, criadores culturais e organismos estatais </li></ul></ul></ul>Luis A. Albornoz (UC3M) / V ENECULT
    13. 13. Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Localização de observatórios por país </li></ul>Luis A. Albornoz (UC3M) / V ENECULT
    14. 14. Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Observatórios por temática </li></ul>Luis A. Albornoz (UC3M) / V ENECULT
    15. 15. Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Observatórios por área de atuação </li></ul>Luis A. Albornoz (UC3M) / V ENECULT
    16. 16. Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Observatórios por fonte de financiamento </li></ul>Luis A. Albornoz (UC3M) / V ENECULT
    17. 17. Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Financiamento dos observatórios de indústrias e políticas culturais </li></ul>Luis A. Albornoz (UC3M) / V ENECULT
    18. 18. Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Financiamento dos observatórios fiscalizadores de conteúdos midiáticos </li></ul>Luis A. Albornoz (UC3M) / V ENECULT
    19. 19. Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Financiamento dos Observatórios de Sociedade da Informação </li></ul>Luis A. Albornoz (UC3M) / V ENECULT
    20. 20. Cultura, Comunicação e Contemporaneidade <ul><li>Observatórios </li></ul><ul><ul><li>Observatórios: fenômeno de múltiplos artistas e dimensões </li></ul></ul><ul><ul><li>Consciência do peso econômico das atividades culturais </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>* Academia + governos: observatórios think tank </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Novas tecnologias da informação e a comunicação - Projetos de SI </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>* Caso espanhol = observatórios Sociedade da Informação </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Sistemas midiáticos: desconfiança cidadã + forte presença do discurso privado-comercial </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>* Sociedade civil = observatórios fiscais </li></ul></ul></ul>Luis A. Albornoz (UC3M) / V ENECULT
    21. 21. Debilidades Fortalezas (virtudes) <ul><li>Forte presença hoje do termo “observatório” </li></ul><ul><li>Entorno propício: consciência da importância das atividades culturais </li></ul><ul><li>Diversidade de objetivos e metodologias empregadas </li></ul><ul><li>Sistematização de dados e informações </li></ul><ul><li>Canais de difusão pouco consolidados </li></ul><ul><li>Disponibilidade de TICs </li></ul><ul><li>Organismos jovens: falta de experiência e conhecimento da capacidade plena de atuação </li></ul><ul><li>Descobertas de tendências e projeção de cenários </li></ul><ul><li>Escassa vinculação entre os observatórios </li></ul><ul><li>Organismos jovens: cultura da organização em construção </li></ul>
    22. 22. Ameaças Oportunidades <ul><li>Adoção de uma postura tecnocrata e/ou autoritária </li></ul><ul><li>Contribuir na democratização da comunicação, da informação e da cultura </li></ul><ul><li>Tornar-se parte da engrenagem da burocracia estatal/setorial </li></ul><ul><li>Intervir na geração de políticas públicas e setoriais </li></ul><ul><li>Ausência de coordenação / indistinção com outros organismos </li></ul><ul><li>Consolidar mecanismos de participação cidadã </li></ul><ul><li>Tornar-se instância de lobby dos poderes políticos e econômicos </li></ul><ul><li>Tornar-se um ator independente dos poderes políticos e econômicos </li></ul><ul><li>Falta de diálogo com os cidadãos </li></ul><ul><li>Formar pessoal especializado de maneira sistemática </li></ul>
    1. Gostou de algum slide específico?

      Recortar slides é uma maneira fácil de colecionar informações para acessar mais tarde.

    ×