• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Apresentação Fernanda Santos
 

Apresentação Fernanda Santos

on

  • 1,301 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,301
Views on SlideShare
1,169
Embed Views
132

Actions

Likes
0
Downloads
9
Comments
0

1 Embed 132

http://enecult.wordpress.com 132

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Apresentação Fernanda Santos Apresentação Fernanda Santos Presentation Transcript

    • VI ENECULT
      “DOCTV” E “REVELANDO OS BRASIS”:
      POLÍTICAS CULTURAIS BRASILEIRAS PARA A PRODUÇÃO AUDIOVISUAL
      Fernanda Oliveira Santos
    • Tradições das Políticas Culturais Brasileiras:
      Ausência
      Autoritarismo
      Instabilidade
      (Albino Rubim)
    • Governo Lula e o investimento
      na dimensão antropológica da cultura
      Convênio entre o MinC e o IBGE (2004)
    • “As políticas culturais locais fomentam a diversidade e a pluralidade, isto é, tanto possibilitam a convivência das mais diversas formas de expressão, a utilização de muitas linguagens expressivas, como também buscam a participação das minorias, de todos os setores da sociedade civil”.
      (Alfons MARTINELL, 2003)
    • Articulação entre o Estado e outros agentes
    • “Em meio à mundialização da cultura, fazer políticas públicas de integração para o audiovisual requer repensar tanto o Estado como o mercado, e o elo entre ambos e a criatividade cultural. As políticas para o audiovisual e as leis para o setor são concebidas de acordo com a cultura de cada sociedade e do contexto histórico-cultural.”
      (Lia Cesário, 2007)
    • Programa de Fomento à Produção e Teledifusão do Documentário Brasileiro
      Ano de criação: 2003, através da SAV/MinC
      Parceria:
      FPA- TV Cultura
      ABEPEC
      EBC –TV Brasil
      Apoio: ABD
    • Objetivos:
      Promover a regionalização da produção de documentários;
      Articular um circuito nacional de teledifusão através da Rede Pública de Televisão;
      Viabilizar mercados para o documentário brasileiro;
      Valorizar e difundir as manifestações culturais regionais
    • Ficha de inscrição;
      comprovante de residência no Estado em que o documentário será filmado, sendo obrigatório o participante residir há pelo menos 02 dois anos nesse Estado;
      comprovante de registro de direito autoral junto à Biblioteca Nacional, ou respectiva representação regional ou protocolo;
      autorização de Cessão de Direitos Autorais, caso o projeto utilize obras de terceiros;
    • autorização do Uso de Imagem de personagens reais e/ou de comunidades imprescindíveis à realização do projeto de documentário, que são aquelas pessoas cuja recusa em participar da gravação torna inviável a proposta de documentário apresentada no projeto;
      ser enviadas também 05 (cinco) cópias do projeto de documentário
    • Premiação do projeto de documentário selecionado:
      Contrato de co-produção do valor de R$110,00 (Autor, Produtora, ABEPEC, TV local)
      Teledifusão do documentário em cadeia nacional
      Participação dos autores em oficinas para Desenho Criativo de Produção.
    • Total de documentários produzidos até hoje:
      115
    • Ano de criação: 2004, através do Instituto Marlin Azul (OSCIP)
      Patrocínio:
      Ministério da Cultura
      Petrobrás
      Parceria: TV Cultura
    • Objetivo
      Promover a inclusão e a formação audiovisuais por meio do estímulo à produção de vídeos digitais
    • 40 histórias são selecionadas e os autores participam do Curso de Formação e Realização Audiovisual no Rio de Janeiro
    • Total de vídeos produzidos até hoje:
      79
    • Circuito Nacional de Exibição
    • Considerações finais
      “Eu que não tinha nunca me envolvido com cinema, o “Revelando os Brasis” foi a alavanca que me fez descobrir mais que um caminho de expressão do que quero dizer. Hoje não me vejo sem realizar um curta.”
      Fátima Góes, participante do Revelando os Brasis II
    • O Revelando os Brasis foi quem me apresentou o cinema, hoje estou atuando na área graças a esta oportunidade que tive no Revelando. Agora em novembro vou filmar meu segundo curta.[...] Já fiz vários cursos na área e atualmente estou fazendo um curso de audiovisual e cinema UFC em Fortaleza-CE. Portanto, posso dizer que o Revelando me fez descobrir uma nova profissão e vocação: “fazedor de filmes”.
      Leonardo Alves, participante do Revelando II
    • “o DOCTV é um programa dos mais democráticos, pois não exige qualquer pré-requisito para o participante, a não ser o de saber escrever, para elaborar um roteiro. No meu caso, por exemplo, ao me inscrever no DOCTV III, eu tinha 63 anos e nunca havia feito nada na área do audiovisual”
      Paulo Roberto, participante do DOCTV III