O lado humano da governança de TI

1,408 views

Published on

A palestra apresenta os aspectos humanos que devem ser considerados na formação de equipes e gestão de pessoas em projetos de governança de TI e sua operação.

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,408
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
161
Actions
Shares
0
Downloads
53
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O lado humano da governança de TI

  1. 1. efagundes co mO Lado Humanoda Governança de TI Eduardo Mayer Fagundes 1
  2. 2. efagundes co mPalestrante• Eduardo Fagundes liderou vários projetos internacionais em empresas multinacionais trabalhando com equipes multifuncionais e multiculturais.• Mestre em Engenheira Elétrica, especialista em telecomunicações e extensão universitária em negócios e liderança na Darden School of Business na Universidade da Virginia (US).• Foi coordenador de cursos de pós-graduação da Universidade Mackenzie em São Paulo.• Foi Gerente de sistemas e infraestrutura da Ford, Autolatina, e Diretor de Tecnologia da Informação do grupo de energia e telecomunicações AES no Brasil.• Desenvolveu projetos de TI nos Estados Unidos, Itália, Inglaterra, Alemanha e Índia para a Ford, Volkswagen e AES Corporation.• Participou do projeto global de SAP da AES Corporation e implantou o novo sistema comercial da AES Eletropaulo e o sistema de gestão SAP para as empresas de distribuição e geração de energia da AES no Brasil.• Foi membro do Comitê de Pesquisa e Desenvolvimento da AES Eletropaulo.• Autor do livro Como Ingressar nos Negócios Digitais publicado em parceria com o SEBRAE nacional.• Atualmente, é CEO da nMentors, uma inovadora empresa de gestão de conhecimento corporativo, é Vice-presidente de Inovação da SUCESU-SP, entidade de usuários de TI e telecomunicações do Estado de São Paulo, e professor convidado de programas de pós- graduação. 2
  3. 3. efagundes co mProjetos Atuais www.efagundes.com www.nMentors.com.br 3
  4. 4. efagundes co mDefinição de Governança de TI• É um subconjunto da governança corporativa voltada para o desempenho dos sistemas de tecnologia de informação (TI) e a gestão dos riscos.• O crescente interesse em TI governança é parcialmente devido a iniciativas de conformidade, por exemplo a lei Sarbanes-Oxley nos EUA e o acordo de Basiléia II na Europa.• Outro ponto é a constatação de que os projetos de TI frequentemente estão fora de controle, afetando o desempenho das organizações. 4
  5. 5. efagundes co mA TI como um AtivoCom a globalização a concorrência está mais intensa.Para prosperar nesse cenário, e não apenas sobreviver, énecessário criar um alicerce tecnológico.TI tornou-se um ativo importante na empresa, nãopodendo ser mais encarado como uma despesa.Uma organização de TI eficiente proporciona um alicercepara a agilidade nos negócios. 5
  6. 6. efagundes co mQuestões Gerenciais sobre Planejamento •A área de TI e as áreas de negócios têm estratégias alinhadas? •A empresa atinge um nível ótimo de uso dos recursos de TI? •Todos os empregados da empresa conhecem e entendem os objetivos de TI? •Os riscos de TI são entendidos e gerenciados? •A qualidade dos serviços de TI é apropriada para as necessidades da empresa?Questões Gerenciais sobre Implantação•Os novos projetos de TI oferecem soluções que atendem as necessidades dosnegócios?•Os novos projetos de TI são entregues dentro dos prazos e orçamentos?•Os novos sistemas funcionam corretamente quando são implantados?•As mudanças realizadas no ambiente de TI não causam impacto negativo nosnegócios correntes? 6
  7. 7. efagundes co mQuestões Gerenciais sobre Operação •Os serviços de TI são entregues alinhados com as prioridade do negócio? •Os custos de TI são otimizados? •As pessoas estão aptas a usar os recursos de TI de forma produtiva e segura? •Os atributos de confidencialidade, integridade e disponibilidade dos dados estão implementados de forma segura?Questões Gerenciais sobre Controles•As medições de desempenho de TI detectam problemas antes que seja tardedemais?•O gerenciamento de TI assegura que os controles internos sejam efetivos eeficazes?•É possível associar o desempenho de TI às metas de negócios definidasanteriormente? 7
  8. 8. efagundes co mMaturidade de TI 8
  9. 9. efagundes co mA Postura de TIC nas empresas 9
  10. 10. efagundes co mCobit 10
  11. 11. efagundes co mBenefícios do CobiT• Melhor alinhamento com o negócio• Oferece uma visão compreensível da gestão de TI e de responsabilidades baseada em processos• É um modelo amplamente aceito pelo mercado, incluindo os reguladores• Usa uma linguagem comum acessível a todos os interessados• Atende os requisitos de controle de TI para a Governança Corporativa 11
  12. 12. efagundes co mVisão Integrada do Modelo 12
  13. 13. efagundes co mProcesso de Implantação Descrição do Processo Matriz de Responsabilidades Definição de Metas e Métricas Avaliação do Nível de Maturidade 13
  14. 14. efagundes co mModelos COBIT 4 ITIL V3 Gerenciamento de Projetos (Control Objectives for (Information Technology (seguindo as práticas do PMI) Information and Infrastructure Library) Related Technology)Órgão regulamentador ISACA ITSMF PMIPropósito Governança em TI - Foco no Melhores práticas para TI Foco em Projetos com ênfase Controle. como negócio - Foco na gestão em Pessoas (orientado ao dos serviços em TI. Gestor de Projetos) - "Esforço temporário empreendido para criar um serviço ou produto único".Definição Um conjunto de diretrizes Conjunto de melhores Gestão de Projetos, Definição baseadas em auditoria para práticas para operações e de projeto, Ciclo de Vida, PMI processos, práticas e controles gerenciamento de serviços de – Project Management de TI. Voltado para redução de TI (como gerenciamento de Institute. risco, enfoca integridade, service desk, incidente, confiabilidade e segurança. serviço e segurança). mudança, capacidade, nível de serviços (SLA) 14
  15. 15. efagundes co mCOBIT 5• O COBIT 5 foi lançado em abril de 2012, consolida e integra o CobiT 4.1, Val IT 2.0 e frameworks de risco de TI. Alinha-se com estruturas e padrões, como o Information Technology Infrastructure Library (ITIL), International Organization for Standardization (ISO), Body Project Management of Knowledge (PMBOK), PRINCE2 e The Open Group Architecture Framework (TOGAF).• O COBIT 5 ajuda as empresas a criar valor para TI, mantendo o equilíbrio entre os investimentos em recursos e os riscos organizacionais. O Cobit 5 considera os negócios, as áreas funcionais de TI da empresa e as partes interessadas, tanto internas como externas. Empresas de todos os tamanhos, seja comercial, sem fins lucrativos ou do setor público, podem se beneficiar do COBIT 5. 15
  16. 16. efagundes co mCOBIT 5• O COBIT 5 é baseado em cinco princípios fundamentais para a governança e gestão de organizações de TI: – Princípio 1: Reunir as necessidades dos stakeholders – Princípio 2: Cobrir a empresa fim-a-fim – Princípio 3: Aplicar um framework único e integrado – Princípio 4: Aplicar uma abordagem holística – Princípio 5: Separar a governança da gestão 16
  17. 17. efagundes co mCOBIT 5: Categorias de facilitadores• Princípios, políticas e quadros são os veículos para traduzir o comportamento desejado em orientações práticas para o dia-a-dia de gestão.• Os processos descrevem um conjunto organizado de práticas e atividades para atingir certos objetivos e produzir um conjunto de saídas para atingir as metas de TI.• As estruturas organizacionais são as principais entidades de tomada de decisão em uma empresa.• A cultura, a ética e o comportamento dos indivíduos e da empresa são muitas vezes subestimada como fator de sucesso em atividades de governança e gestão.• A informação é necessária para manter a organização funcionando e bem governada, mas no nível operacional, a informação é muitas vezes a chave do produto da própria empresa.• Os Serviços, a infraestrutura e as aplicações fornecem as empresas os recursos necessários para o processamento de informação.• As pessoas, habilidades e competências são necessárias para a conclusão bem sucedida de todas as atividades, e para tomar decisões corretas e ações corretivas. 17
  18. 18. efagundes co mPessoas: O Ativo mais importante das Organizações• Para liderar pessoas o líder deve: –Conhecer as pessoas e o negócio – Insistir no realismo – Definir prioridades e objetivos claros – Levar os objetivos a sério –Reconhecer quem produz resultados –Expandir as habilidades das pessoas –Conhecer-se 18
  19. 19. efagundes co mDominância Cerebral 19
  20. 20. efagundes co mSem Rumo Rota Definida 20
  21. 21. efagundes co mQuatro Passos para a Autogestão1. Mudar a mentalidade2. Descobrir suas fortalezas3. Concentrar-se nas sua fortalezas4. Mudar seus hábitos 21
  22. 22. efagundes co mO que se espera de um empregado• Sempre perguntar “o que precisa ser feito?”• Sempre perguntar “o que é bom para a empresa?”• Criar planos de ação• Assumir responsabilidade pelas decisões• Assumir responsabilidade pela comunicação• Focar em oportunidades em vez de problemas• Fazer reuniões produtivas• Pensar e dizer “nós” em vez de “eu” Há dois tipos de pessoas que não interessam à uma boa empresa: as que não fazem o que se manda e as que só fazem o que se manda 22
  23. 23. efagundes co mAnálise de Desempenho Alto Comportamento Médio Baixo Resultado 23
  24. 24. efagundes coPratique a Inovação m• Subtração de funções do produto• Multiplicação que adota a abordagem de acrescentar cópias de funcionalidades já existentes no produto• Di-vi-são que prevê a separação das funções do produto seja física ou lógica para fazer uma análise de forma isolada• Unificação de funções que usa a abordagem de atribuir novas funções a um elemento já presente no produto• Mudança na relação de dependência de atributos 24
  25. 25. efagundes co mPrograma de Inovação 25
  26. 26. efagundes co mMetodologia de Criatividade e Inovação 26
  27. 27. efagundes co mExecução, Execução, Execução• Execução é umadisciplina• Execução é maior tarefa de um líder de negócio• Execução deve ser o principal elemento de uma cultura de negócio 27
  28. 28. efagundes co mExecute! Ponto. processos padrões• Defina• Comunique os planos e objetivos• Implante uma estratégia de entrega de serviços• Lidere e gerencie a execução 28
  29. 29. efagundes co mRelatório PISA 2010 Compreensão de leitura Cultura matemática Cultura científica 1) Xangai 1) Xangai 1) Xangai 2) Coreia do Sul 2) Cingapura 2) Finlândia 3) Finlândia 3) Hong-Kong 3) Hong-Kong 4) Hong-Kong 4) Coreia do Sul 4) Cingapura 5) Cingapura 5) Taiwan 5) Japão 6) Canadá 6) Finlândia 6) Coreia do Sul 7) Nova Zelândia 7) Liechtenstein 7) Nova Zelândia 8) Japão 8) Suíça 8) Canadá 9) Austrália 9) Japão 9) Estônia 10) Holanda 10) Canadá 10) Austrália 11) Bélgica 11) Macau 11) Holanda 12) Noruega 12) Holanda 12) Alemanha, Liechtenstein e Taiwan 13) Estônia e Suíça 13) Nova Zelândia 15) Suíça 15) Polônia, Islândia e Estados Unidos 14) Bélgica 16) Grã-Bretanha 18) Liechtenstein 15) Austrália 17) Eslovênia 19) Suécia e Alemanha 16) Alemanha 18) Macau 21) França... 17) Estônia 19) Polônia e Irlanda... 25) Grã-Bretanha... 18) Islândia 23) Estados Unidos... 27) Portugal... 19) Dinamarca 27) França... 29) Itália... 20) Eslovênia... 35) Itália... 33) Espanha... 22) França... 36) Espanha... 44) Chile... 28) Grã-Bretanha... 44) Chile... 47) Uruguai 31) Estados Unidos... 48) Uruguai... 48) México... 34) Itália e Espanha 50) México... 52) Colômbia 47) Uruguai 49) Chile 53) Brasil 53) Brasil... 50) México... 54) Colômbia 58) Argentina... 54) Argentina 55) Argentina... 63) Peru 63) Peru 55) Brasil 56) Colômbia... 63) Peru
  30. 30. efagundes co mEnsino Básico O Brasil ocupa o 53º lugar em educação, entre 65 países avaliados (PISA). Mesmo com o programa social que incentivou a matrícula de 98% de crianças entre 6 e 12 anos, 731 mil crianças ainda estão fora da escola (IBGE). O analfabetismo funcional de pessoas entre 15 e 64 anos foi registrado em 28% no ano de 2009 (IBOPE); 34% dos alunos que chegam ao 5º ano de escolarização ainda não conseguem ler; 20% dos jovens que concluem o ensino fundamental, e que moram nas grandes cidades, não dominam o uso da leitura e da escrita; Professores recebem menos que o piso salarial.
  31. 31. efagundes co mEnsino Superior As áreas de concentração das matrículas são em Educação, Ciências Sociais, Direito, Economia e Administração, de acordo com o estudo. Em 2007, entre o total de alunos egressos em cursos superiores no Brasil, apenas 5,1% estavam nas Engenharias, ante 6,1%, nos EUA; 14,2% no México; na Espanha, 14,5%; no Japão, 19,4%; na Coréia do Sul, 25%; e na China, 35,6%.
  32. 32. efagundes co mIniciativas dos Estados Unidos• Discurso do presidente Barack Obama no State of the Union (24/1/2012): – Suporte para parcerias entre empresas e colégios da comunidade para treinar os trabalhadores para novas carreiras, todos coordenados por meio de um programa de governo único. – Recompensas para escolas eficazes, juntamente com o incentivo para seguir seus próprios currículos e métodos. Leis estaduais que exigem que os alunos permaneçam na escola até a formatura ou 18 anos.
  33. 33. efagundes co m Obrigado!Eduardo Mayer Fagundeseduardo@efagundes.com Twitter: @emfagundes 33

×