Your SlideShare is downloading. ×
Produção Textual e Metáfora Gramatical no Ensino Médio
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Produção Textual e Metáfora Gramatical no Ensino Médio

1,052
views

Published on

Apresentação realizada no VI ALSFAL - Fortaleza, 2010. …

Apresentação realizada no VI ALSFAL - Fortaleza, 2010.

Published in: Education

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,052
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Produção textual e metáforagramatical no Ensino Médio Adriana Nogueira Accioly Nóbrega (PUC-Rio) Ana Elisa Pioni Besserman Vianna (PUC-Rio)
  • 2. Objetivos (1):Projeto de Pesquisa “Escrita e inclusão social: análise de corpus e a metáfora gramatical no Ensino Médio” (Edital FAPERJ Nº26/2008), desenvolvido em escolas públicas e particulares do Rio de Janeiro. Objetivos do Projeto: Analisar a produção textual de alunos de Ensino Médio de diferentes contextos socioculturais; Analisar a transformação de ideias concretas em mais abstratas, estratégia essencial para o domínio de diversos gêneros discursivos (metáfora gramatical); Investigar a relação entre escrita e inclusão social em escolas do Rio de Janeiro.
  • 3. Objetivos (2):Produção textual e metáfora gramatical no Ensino Médio Identificar e quantificar o uso de metáforas gramaticais em textos argumentativos; Analisar traços linguísticos que caracterizam a metáfora gramatical e calcular as frequências de uso de processos verbais e nominalizações; (Simon-Vandenbergen et al, 2003; Biber, 1988) Observar as variáveis socioeducacionais dos alunos; Relacionar o uso da linguagem metafórica na escrita com as características socioeducacionais dos alunos; Comparar o uso da metáfora gramatical na produção textual do Ensino Médio com a de provas de Vestibular. (Halliday, 1994, Schleppegrell, 2004; Christie, 2006)
  • 4. Produção textual:Ensino Médio Escrita oralizada • Períodos longos • Ortografia fonética • Falta de pontuação / pontuação incorreta Dificuldade no entendimento de comandos e instruções Uso limitado de variáveis gramaticais
  • 5. Motivação Língua Portuguesa Brasileira geralmente vista como língua estrangeira; Um dos problemas para a construção de textos por alunos do Ensino Médio pode ser a falta de domínio da metáfora gramatical; (Martin, 1993; Christie, 2006; Oliveira, 2006) A dificuldade de produzir / entender textos em diferentes disciplinas pode estar associada à falta de domínio da metáfora gramatical, ou seja, construções que resultem de transformações de idéias mais concretas em mais abstratas, i.e, nominalizações em lugar de processos verbais. (Martin, 1993; Christie, 2006; Oliveira, 2006, Halliday, 1994; Heyvaert, 2003)
  • 6. Perguntas Os alunos do Ensino Médio de escolas públicas usam a metafóra gramatical em seus textos? A produção textual desses alunos está de acordo com o esperado para o nível do Ensino Médio? O uso da metáfora gramatical varia na produção textual do Ensino Médio e na de exames de Vestibular?
  • 7. Metáfora gramatical Realização gramatical de significados: • forma mais congruente (mais esperada) • forma mais metafórica (menos óbvia) Metáfora gramatical: • ideacional • interpessoal
  • 8. Nominalização Forma predominante da metáfora gramatical; Uso de uma forma nominal como expressão do significado de um determinado processo; Diferentes funções: • Criação de linguagem técnica • Criação de experiências “não negociáveis" • Significado “empacotado” • Desenvolvimento argumentativo
  • 9. Metodologia (1) Participantes: • Alunos da 3a. série do Ensino Médio - Escola Pública -, com idade entre 14-18 anos (N=98) Corpus: • Textos argumentativos coletados em duas escolas públicas e uma federal Tópico de acordo com: – Idade dos alunos – Contexto socioeducacional das escolas
  • 10. Metodologia (2) Coleta de dados: • Questionário sobre as variáveis socioeducacionais dos alunos • Proposta de redação Amostras: • Redações (250 palavras) sobre a qualidade de vida na cidade do Rio de Janeiro (N=92) • Questionário sobre os hábitos de leitura e escrita (N=98)
  • 11. Questionário:Variáveis socioeducacionais Objetivo: • Perfil social dos alunos • Informações sobre hábitos de leitura e escrita: – Leitura obrigatória x espontânea – Hábitos de leitura dos alunos – Hábitos de leitura de familiares
  • 12. Faixa etária dos participantes
  • 13. Hábito de leitura dos participantes (1)
  • 14. Hábito de leitura dos participantes (2)
  • 15. Hábito de leitura dos participantes (3)
  • 16. Hábito de leitura: familiares
  • 17. Análise:Produção textual• Textos analisados manualmente e com ajuda de ferramentas computacionais (Wordsmith Tools)• Nominalizações de processos identificadas e quantificadas: – Busca baseada em sufixação nominal (Basilio, 2007) – Normatização de frequencias básicas – Médias calculadas por grupo
  • 18. Proposta Escreva um texto argumentativo, com cerca de 25 linhas, em que você apresente o seu ponto de vista sobre a qualidade de vida na cidade do Rio de Janeiro. A figura e as manchetes abaixo sugerem alguns aspectos que podem ser abordados. Rio: a cidade mais feliz do mundo, segundo pesquisa internacional. Rio vai enfrentar enorme desafio para receber olimpíadas 2016. Vandalismo destrói história do rio e custa caro aos cofres da cidade. Operação choque de ordem atua no centro do Rio. Interchange. CUP, 2005
  • 19. Resultados:Médias de frequência de nominalizações -cia -cias -ção -ções -dor -dores -ssão -ssões -mento -mentos Escola 1 0,12 0,06 1,41 0,29 0,00 0,12 0,06 0,00 0,35 0,18 Escola 2 0,71 0,07 1,96 0,50 0,04 0,32 0,07 0,00 0,68 0,18 Escola 3 0,23 0,09 1,77 0,34 0,06 0,34 0,04 0,00 0,81 0,09 Escola 1 (Publica) : 17 textos / 2.776 palavras*Frequências normatizadas em 5000 palavras Escola 2 (Federal) : 28 textos / 6.045 palavras Escola 3 (Pública) : 47 textos / 9.716 palavras
  • 20. Resultados:Comparação com provas de Vestibular Três universidades (CORPOBRAS PUC-Rio *) (N=75): • Duas públicas • Uma particular Textos selecionados de acordo com a média para aprovação (≥ 5,0) Procedimentos de análises semelhantes aos das escolas públicas (* Corpus representativo do Português Brasileiro)
  • 21. Universidade Ensino Médio
  • 22. Análise:Considerações Textos de alunos do Ensino Médio apresentam uso de nominalizações menor do que os de candidatos à universidade; Produção textual não compatível com a proposta de redação: mais descritiva (maior uso de processos do que de nominalizações); Produção textual de alunos adequada ao segundo segmento do Ensino Fundamental.
  • 23. Discussão A produção textual de alunos de Ensino Médio apresenta-se inadequada para o seu nível: • Expectativa não preenchida: na escola, espera-se que os alunos dominem diversos gêneros (em diferentes disciplinas) que exigem o uso de uma linguagem mais metafórica; • Transposição de aspectos da língua oral para a língua escrita; • Percepção dos alunos acerca de sua produção textual versus problemas observados nas amostras selecionadas para essa pesquisa possível relação com a ideia de Língua Portuguesa escrita como língua estrangeira; • Incompatibilidade entre o nível de letramento exigido pela escola e a real produção textual dos alunos fracasso e evasão escolar.
  • 24. Implicações• Conscientizar professores sobre a necessidade do ensino da metáfora gramatical;• Possibilitar aos alunos do Ensino Médio o entendimento da função da metáfora gramatical na escrita;• Capacitar esses alunos para o uso da metáfora gramatical em textos de diferentes disciplinas;• Conscientizar educadores - em geral- a respeito da estreita relação existente entre escrita e inclusão social.
  • 25. ReferênciasBASÍLIO, M. M. P. ( 2007). Teoria Lexical. 8th. ed. São Paulo: Atica.CASTRO, L. A. (2009). Escrita e letramento no Ensino Médio: Uma abordagem sistêmico-funcional e de Lingüística Aplicada. Dissertação de Mestrado, Departamento de Letras. Rio de Janeiro: PUC-Rio.CHRISTIE, F.(2006). Developmental progress in learning English in secondary schooling. Paper presented at the 33rd International Systemic Functional Congress: PUC/SP: São Paulo.CHRISTIE, F. & DEREWIANKA, B. (2008). School Discourse . London & New York: Continuum.HALLIDAY, M.A.K. (1994). An Introduction to Functional Grammar. 2nd ed. London: Edward Arnold.HALLIDAY, M.A.K. (2006). Grammatical Metaphor. In J.J. Webster (Ed) Collected Works of M.A.K. Halliday, The Language of Science, volume 5, pp. 3-7. London & New York: Continuum.HALLIDAY, M.A.K. (2009). Grammatical Metaphor. In J.J. Webster (Ed), The Essential Halliday , pp.116-138. London & New York: Continuum.HEYVAERT, L. (2003). Nominalization as Grammatical Metaphor: on the need for a radically systemic and metafunctional approach. In: A-M Simon-Vandenbergen, M. Taverniers, & L. Ravelli, Grammatical Metaphor: views from systemic functional linguistics. Amsterdam: John Benjamins.MARTIN, J. R. (1993). Genre and Literacy – modeling context in educational linguistics. Annual Review of Applied Linguistics, 13, 141-172.OLIVEIRA, L. P. (2006). Grammatical metaphors in academic texts: Cross-linguistic and cross-disciplinary contrasts. Paper presented at the 33rd International Systemic Functional Congress. PUC/SP, São Paulo,OLIVEIRA, L.P & VALÉRIO, R. (forthcoming). A metáfora gramatical na construção discursiva de gêneros do contexto pedagógico. Procedings of X Forum de Estudos Linguísticos, Rio de janeiro, UERJ.SIMON-VANDENBERGEN, A-M; TAVERNIERS,M. & RAVELLI, L. (2003).Grammatical Metaphor: views from systemic functional linguistics. Amsterdam: John Benjamins.VALÉRIO, R. G., BRITO, M. G. & OLIVEIRA, L.P. (2007). CORPOBRAS PUC-Rio: Um corpus do Português do Brasil e análise do discurso acadêmico. Paper presented at the VII Encontro da Ciência Empírica de Letras. Rio de Janeiro: UFRJ.