Your SlideShare is downloading. ×
0
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Bi bliotecas digitais e literacia da informacao
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Bi bliotecas digitais e literacia da informacao

706

Published on

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
706
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
12
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • A B-On é neste momento um consórcio informal. A B-On dá acesso às principais fontes de conhecimento internacionais nas diversas áreas do conhecimento. A negociação com as editoras é realizado pela B-On de modo centralizado. O acesso a esses conteúdos negociados pode ser feito directamente pelos sites das editoras, ou pesquisados através do portal da B-On
  • Transcript

    • 1. Emília Lúcia Mariano Pacheco Biblioteca da UAlg epacheco@ualg.pt outubro de 2012
    • 2. 26-10-12 SumárioA biblioteca digital e os recursos informativos eletrónicos Modelos de atuação da biblioteca universitária Definição de literacia da informação Apresentação dos recursos informativos eletrónicos na UALg e de ferramentas Web para a aprendizagem
    • 3. 26-10-12 Questões Num ambiente informativo cada vez mais virado para a existência de recursos eletrónicos, em vez de recursos impressos, qual é o papel da biblioteca? Qual o impacto dos repositórios e do livre acesso nos recursos disponibilizados pela biblioteca? Qual a posição da biblioteca quando confrontada com o papel central de promoção da ‘literacia da informação’? E. Lúcia Pacheco
    • 4. 26-10-12 Num ambiente informacional em que o Google aparentemente nos oferece tudo, qual é o lugar da biblioteca tradicional e mesmo da biblioteca digital? E. Lúcia Pacheco
    • 5. 26-10-12 QuestãoO aumento dos recursos informativos não conduz ao aumento da qualidade da informação obtida São necessárias competências informacionais para que se faça um uso efetivo da informaçãoQual a responsabilidade da biblioteca com a aquisição de competências informacionais por parte dos seus utilizadores? E. Lúcia Pacheco
    • 6. 26-10-12E. Lúcia Pacheco
    • 7. 26-10-12Bibliotecas digitais, o que são? Coleção de informação digital ou digitalizada Organizada de acordo com as práticas e as normas biblioteconómicas Enviada diretamente para o computador do utilizador Elimina...  a necessidade de proximidade física à coleção  a ideia de coleção física  o utilizador presencial
    • 8. 26-10-12Desafios da bibliotecadigital Direitosde autor Acesso versus propriedade Tecnologia, conservação e obsolescência Conhecimento do utilizador Papel da biblioteca como intermediária entre os recursos e os utilizadores Preparação dos bibliotecários E. Lúcia Pacheco
    • 9. 26-10-12Base de dados: tipo de informação Texto Audio digital/digitalizado / (artigos, relatórios, livros) Vídeo Gráficos Imagem Fotográfica Informação Geográfica Imagem a Software três Animação dimensões
    • 10. 26-10-12Exemplos de Bibliotecasdigitais E. Lúcia Pacheco
    • 11. 26-10-12 E. Lúcia PachecoBiblioteca Digital Mundial http://www.wdl.org/pt/
    • 12. 26-10-12Europeana http://www.europeana.eu/portal/
    • 13. 26-10-12The Online Literature Library http://www.literature.org/
    • 14. 26-10-12Project Gutemberg http://http://www.gutenberg.org/
    • 15. 26-10-12Biblioteca Nacional Digital http://purl.pt/index/geral/PT/index.html
    • 16. 26-10-12 Biblioteca de Livros Digitais:http://e-livros.clube-de-leituras.pt/
    • 17. 26-10-12BD’ s - ArquiteturaCliente Fornecedor Browser de Pesquisa Visualiza Conteúdos Transferência de FicheirosRede Ser. Ser. Fornecedor ClienteServidor Extração de Metadados Questões Comércio eletrónico Armazenamento de Metadados Repositório Conteúdos E. Lúcia Pacheco Entrega
    • 18. 26-10-12Integração Biblioteca híbrida: Partilha de facilitadora do acesso à informação recursos pela gestão de conteúdos Rentabilização
    • 19. 26-10-12Serviços eletrónicosISO 2789:2003 E. Lúcia Pacheco
    • 20. 26-10-12Gestão de recursos eletrónicos Compreensão das tecnologias relacionadas Gerir recursos e torná-los disponíveis ao utilizador, é diferente de lidar com o material impresso Profissionais têm deficiências ao lidar com revistas eletrónicas, bases de dados e livros eletrónicos E. Lúcia Pacheco
    • 21. 26-10-12Classificar recursos eletrónicos Identificaros principais atores envolvidos no fornecimento dos recursos eletrónicos Conhecer as diferenças entre portais de acesso, plataformas, web site de editor, agregadores, portais de motores de pesquisa, portais de bibliotecas E. Lúcia Pacheco
    • 22. 26-10-12Comportamento do utilizador Por onde é que os utilizadores iniciam as suas pesquisas? Quais são as diferenças na escolha do início da pesquisa, entre professores e estudantes? Como ocorre a navegação do utilizador? E. Lúcia Pacheco
    • 23. 26-10-12Gestão da navegação doutilizador nos recursos Ligações através de URL e OpenURL,o desenvolvimento e a importância dos servidores de links O papel das páginas Web da biblioteca, do OPAC, das listas A-Z, da pesquisa federada e da descoberta à escala da Web Conteúdos em Acesso Aberto E. Lúcia Pacheco
    • 24. 26-10-12Gestão da autenticação Metodologias de autenticação do utilizador Acesso por IP, proxies e firewalls, VPN Acesso federado e Shibboleth Desenvolvimento do OpenID E. Lúcia Pacheco
    • 25. 26-10-12 Literacia da informação Conjunto de competências que permitem a uma pessoa reconhecer quando necessita de informação e atuar de forma eficiente e efetiva na sua obtenção e uso. ROCKMAN, Ilene F. – Introduction: the importance of information literacy. In ROCKMAN, Ilene F. and Associates – Integrating information literacy in the higher education curriculum: practical models for transformation. Jossey Bass, 2004 ISBN 0787965278. p. 1-28 E. Lúcia Pacheco
    • 26. 26-10-12Towards Information Literacy IndicatorsRalph Catts and Jesus LauPublisher: UNESCO: Paris, 2008http://www.uis.unesco.org/template/pdf/cscl/InfoLit.pdf
    • 27. 26-10-12 A biblioteca e a literacia da informação Pedagogia em literacia da informação, biblioteca como parte da sala de aula (americanos, australianos e canadianos) Equipas mistas - elementos das bibliotecas e diversos actores do processo de ensino Colaboração entre bibliotecários e corpo docente: conhecer a percepção que os professores têm do lugar da biblioteca na formação dos alunos Formação mais proveitosa é:  fornecida em contexto, relacionada com os programas temáticos e inserida no próprio currículo  administrada no momento adequado  obrigatoriedade de frequência E. Lúcia Pacheco
    • 28. 26-10-12Literacia e aprendizagem ao longo da vida no contexto da biblioteca universitária No âmbito do Processo de Bolonha a aprendizagem ao longo da vida é um elemento chave do ensino superior, faz todo o sentido dizer: «Academic librarians must assume the responsibility for creating opportunities for students to acquire this skill, during their library user education» CORREIA, Ana Maria Ramalho; TEIXEIRA, José Carlos – Information literacy: an integrated concept for a safer Internet. Online Information Review. Vol. 27, 5(2003) 311-320 E. Lúcia Pacheco
    • 29. 26-10-12 Dificuldades Relutância do corpo docente em prescindir de tempo e de espaço lectivos a favor de programas de formação em literacia da informação Contrariedades na constituição de equipas mistas, com o indispensável aval administrativo Embaraço da parte de bibliotecários e técnicos na criação de programas direcionados ao currículo, especializados e técnicos E. Lúcia Pacheco
    • 30. 26-10-12 Como avaliar a Literacia informacional Uma das possibilidades é usar a norma da ACRL Information Literacy Competency Standards for Higher Education, Disponível em Standards Web Site http://ala.org/ala/mgrps/divs/acrl/standards/informationlite Uso dos indicadores de desempenho definidos para o conjunto de competências Permite conhecer o nível de literacia que os estudantes apresentam, do conhecimento e do uso que fazem dos recursos informativos que têm ao seu dispor, para definição de um programa de atualização da biblioteca E. Lúcia Pacheco
    • 31. 26-10-12Operacionalizar os indicadores  selecionar alguns indicadores dos 26 que caracterizam o perfil do estudante literato em informação, por exemplo:  Capacidade de elaboração de uma questão  Capacidade de definição de palavras-chave  Conhecimento dos recursos informativos adequados à obtenção de informação  Estabelecimento de estratégias de pesquisa  Avaliação crítica das fontes de informação  Conceito de plágio E. Lúcia Pacheco
    • 32. 26-10-12 CompetênciasDeterminar Aceder Avaliar Temas Compo- a à infor- critica- econó- nente danecessidade mação mente a micos, aprendiza- e natureza de infor- éticos, gem ao da forma mação e legais, longo dainformação eficiente fontes sociais vida Competências de literacia da informação ALA/ACRL E. Lúcia Pacheco
    • 33. 26-10-12 Princípio 1O estudante com bom nível de literacia da informação define e articula a necessidade de informação e decide sobre o conjunto de acções a levar a cabo para a sua obtenção  Identifica um tópico de pesquisa e formula questões relacionadas  Identifica a variedade de tipos e formatos de potenciais fontes de informação E. Lúcia Pacheco
    • 34. 26-10-12 Princípio 2O estudante com um bom nível de literacia obtém de forma efetiva e eficiente a informação necessária  seleciona os métodos de investigação apropriados a cada fase do trabalho (pesquisa bibliográfica, experiências de laboratório, trabalho de campo, simulação, etc.)  Constrói e implementa uma estratégia de pesquisa efetiva: com palavras-chave, sinónimos, termos relacionados e multilingues ; seleciona vocabulário controlado E. Lúcia Pacheco
    • 35. 26-10-12 Princípio 3O estudante com um bom nível de literacia avalia criticamente a informação obtida e as suas fontes  Identifica questões relacionadas com a credibilidade da informação científica disponibilizada pela biblioteca, versus um ambiente informacional não controlado, como a Internet, não são claramente referidas E. Lúcia Pacheco
    • 36. 26-10-12 Princípio 4O estudante com um bom nível de literacia compreende e leva em consideração as questões económicas, éticas e legais relativas ao uso da informação. E. Lúcia Pacheco
    • 37. 26-10-12 Princípio 5O estudante com bom nível de literacia da informação reconhece a necessidade de estar a par da evolução no seu campo de conhecimento e percebe que a atualização informativa é um processo de aprendizagem constante E. Lúcia Pacheco
    • 38. 26-10-12 LI e a Biblioteca Necessária formação que permita:  Utilização plena dos recursos eletrónicos disponíveis  Reforço das capacidades para localização, identificação e pesquisa de informação  Aperfeiçoamento das estratégias de pesquisa na Internet e no catálogo  Desenvolvimento das capacidades de avaliação crítica da informação e das suas fontes, nomeadamente os critérios de seleção de informação. E. Lúcia Pacheco
    • 39. 26-10-12 QUESTÕES Quais são os recursos eletrónicos da UALg? Como posso saber se um livro existe na biblioteca? Onde encontrar uma norma técnica? O que é a B-on? Onde encontrar um Decreto-lei ou diretiva? Como fazer uma citação bibliográfica? Como fazer uma pesquisa? E. Lúcia Pacheco
    • 40. 26-10-12Página da Biblioteca http://www.ualg.pt E. Lúcia Pacheco
    • 41. 26-10-12Acesso livre A Web proporcionou os meios tecnológicos para os investigadores disponibilizarem os resultados da investigação, a qualquer pessoa, em qualquer lugar e em qualquer momento, gratuitamente O que se pode encontrar:  Artigos de revistas científicas, comunicações em conferências, teses ou relatórios de investigação E. Lúcia Pacheco
    • 42. 26-10-12 E. Lúcia PachecoRCAAP: http://www.rcaap.pt/
    • 43. 26-10-12 E. Lúcia PachecoSapientia Repositório da UAlg: http://sapientia.ualg.pt
    • 44. 26-10-12Normas: www.ipq.ptNormas: www.ipq.pt Estatísticas: www.ine.pt Estatísticas: www.ine.pt Digesto/PCMLEX – Base de pesquisa de diplomas legais pelo n.º Ex: 23/98 ou 26/2008 Legislação nacioanl: Legislação nacioanl: http://www.dre.pt/ http://www.dre.pt/ www.dre.pt E. www.dre.pt Lúcia Pacheco Legislação europeia: http://eur-lex.europa.eu/
    • 45. 26-10-12E. Lúcia Pacheco
    • 46. 26-10-12Os dados dos campos pré-definidos são selecionados em “Escolher” Preenchimento do campo N.º de documento: 23/99 ou 23/2000 E. Lúcia Pacheco
    • 47. 26-10-12Visualização dotexto integral E. Lúcia Pacheco
    • 48. 26-10-12Livros eletrónicos Livros de texto em formato digital  Acesso simultâneo em locais diferentes  Sistemas de pesquisa  Reprodução parcial de páginas do texto  Possibilidade de estabelecer ligação a partir de bibliografia recomendada a alunos E. Lúcia Pacheco
    • 49. 26-10-12Biblioteca do ConhecimentoOnlinewww.b-on.pt E. Lúcia Pacheco
    • 50. 26-10-12 O que é a B-ON?• A B-on reúne as principais editoras de revistas científicas internacionais de modo a oferecer um conjunto vasto de artigos científicos disponíveis on-line nas diversas áreas do conhecimento.• Portal de pesquisa integrada. E. Lúcia Pacheco
    • 51. 26-10-12 Outros recursos http://www.ualg.pt Biblioteca / Recursos eletrónicos / livre acesso  Catálogos  Scirus, etc... E. Lúcia Pacheco
    • 52. 26-10-12Catálogos:UalgColectivos Nacionais: Porbase FCT Revistas INETIBibliotecasUniversitáriasBibliotecasEstrangeiras: British Library European Library E. Lúcia Pacheco
    • 53. 26-10-12ColCat – Catálogo Colectivo de bibliotecas universitárias mantido por Aveiro Pacheco E. Lúcia
    • 54. 26-10-12 Motor de pesquisa para ainformação científica http://www.scirus.com/ E. Lúcia Pacheco
    • 55. 26-10-12 Como fazer uma referência bibliográficaGuia da Universidade do Minhobaseado em:NP 405 - 1. 1994, Informação e Documentação -Referências bibliográficas : Documentos impressos. IPQ. E. Lúcia Pacheco
    • 56. 26-10-12 Livros (termo técnico: monografias) Ex. Guia UMINHOAPELIDO, primeiros nomes - Título (a destacado).Edição. Local de publicação : Editor, Ano de publicação.ISBN. Exemplo: CAMÕES, Luís de - Os Lusíadas. 1.ª ed. Lisboa : Rei dos Livros, 2002. ISBN 972-51-0186-3. E. Lúcia Pacheco
    • 57. 26-10-12 Volumes ou partes de livros Ex. Guia UMINHO APELIDO, primeiros nomes - Título do volume ou parte. In Apelido (do autor da monografia), primeiros nomes (do autor da monografia) - "Título da monografia (a destacado)". Edição. Local de publicação : Editor, Ano de publicação. ISBN. Localização na monografia.Exemplo:TOLKIEN, J. R. R. - A irmandade do anel. In "O senhor dos anéis". 13.ªed. Mem Martins : Europa-América, 2002. ISBN 972-1-04102-5. vol. 1. E. Lúcia Pacheco
    • 58. 26-10-12 Artigos, capítulos, etc. em livros(termo técnico: contribuições em monografias) Ex. Guia UMINHO APELIDO, primeiros nomes - Título da contribuição. In APELIDO (do autor da monografia), primeiros nomes (do autor da monografia) - Título da monografia (a destacado). Edição. Local de publicação : Editor, Ano de publicação. ISBN. Localização na monografia. Exemplo: PEREIRA, Maria Helena da Rocha - O Jardim das Hespérides. In CENTENO, Yvette Kace, coord. ; FREITAS, Lima de, coord. - A E. Lúcia Pacheco simbólica do espaço. 1ª ed. Lisboa : Editorial Estampa, 1991. ISBN 972-33-0781-2. p. 17-28.
    • 59. 26-10-12Artigos de revistas, jornais, etc. (termo técnico: artigos depublicações em série) Ex. Guia UMINHOAPELIDO, primeiros nomes - Título do artigo. Título dapublicação em série (a destacado). Local de publicação.ISSN. Volume, Número Ano de publicação (algarismoentre parêntesis), Localização na publicação.Exemplo:FIGUEIREDO, M. O. - Factores de estabilidade estrutural associados aoarranjo dos catiões nas estruturas dos compostos iónicos. RevistaPortuguesa de Química. Lisboa. ISSN 0035-0419. Vol. 23, n.º 4 (1981), p.250-256. E. Lúcia Pacheco
    • 60. 26-10-12 Atas de congressos Ex. Guia UMINHOA ordem e os elementos da referência bibliográfica são osmesmos das monografias. Exemplo: CONGRESSO NACIONAL DE BIBLIOTECÁRIOS, ARQUIVISTAS E DOCUMENTALISTAS, 2, Coimbra, 1987 - A integração europeia: um desafio à informação : actas. Coimbra : Minerva, 1987. E. Lúcia Pacheco
    • 61. 26-10-12 Artigos em documentoseletrónicos: revistas, jornais, etc. APELIDO, primeiros nomes - Título. Título da publicação em série (a destacado) Tipo de suporte (entre parêntesis rectos). Volume, Número Ano de publicação (entre parêntesis), Páginas. Data de atualização ou revisão. Data de consulta (entre parêntesis rectos). Disponibilidade e acesso. ISSN.Exemplo:BARTON, M. ; WALKER J. - Building a Business Plan for DSpace, MITLibraries Digital Institutional Repository. Journal of Digital Information [Emlinha]. Vol. 4, n.º 2 (2003). atual. 28 Abr. 2003. [Consult. 2 Jul. 2003].Disponível em WWW:. ISSN: 1368-7506. E. Lúcia Pacheco
    • 62. Gestores debibliografias:EndNote WebZoteroMendeley E. Lúcia Pacheco
    • 63. 26-10-12 O que sãoFerramentas que permitem fazer, criar e gerir as referências bibliográficas através de: Pesquisa de recursos online Salvaguarda directa de registos bibliográficos retirados das bases de dados referenciais Recolha e organização de referências bibliográficas Formatação de citações, notas de roda pé ou uma bibliografia Introdução automática de referências bibliográficas no texto do Word Partilha de referências com outros utilizadores E. Lúcia Pacheco
    • 64. 26-10-12 EndNote Web (UALg)http://portal.isiknowledge.com/portal.cgi E. Lúcia Pacheco
    • 65. 26-10-121. Pesquisar bases de dadosbibliográficas online E. Lúcia Pacheco
    • 66. 26-10-12…adicionar as referênciaspretendidas nas pastas temáticas E. Lúcia Pacheco
    • 67. 26-10-122. Como organizar e partilhar assuas referências que po dem se partilha r das com Criando pastas com outros grupos temáticos utilizad ores do EndNot e W eb
    • 68. 26-10-12 3. Como formatar a bibliografia selecionar o grupo de referências a formatar selecionar o formato selecionar o estilo (para visualização bibliográfico para as directa selecionar RTF) referênciasOs estilos bibliográficos disponíveis incluem aqueles usados pela maioria dasrevistas internacionais e alguns generalistas como Author - Date E. Lúcia Pacheco
    • 69. 26-10-12Zotero (extensão do Firefox) http://www.zotero.org E. Lúcia Pacheco
    • 70. 26-10-12E. Lúcia Pacheco
    • 71. 26-10-12Mendeley (livre/gestão dereferências e de documentos) E. Lúcia Pacheco http://www.mendeley.com
    • 72. 26-10-12Realidade partilhada das redessociais Criar A questão é a de Partilhar saber como fazer Socializar uma utilização  Blogs  Wikis produtiva destas  Facebook ferramentas  Twitter http://twitter.com  Delicious http://delicious.com  Slidshare http://www.slideshare.net  Flickr http://www.flickr.com/  Scribd http://www.scribd.com/  Second Life …etc. E. Lúcia Pacheco
    • 73. 26-10-12Ferramentas para aprenderA learning tool is a tool to create or deliver learning content/solutions for others, or a tool for your own personal or professional learning.http://c4lpt.co.uk/top-100-tools-2012/ Top 100 Tools for Learning 2012 E. Lúcia Pacheco
    • 74. 26-10-12Novas entradas na lista 36 Pinterest57 Google Translate 61 Flipboard 62 Bing 66 Instapaper 73 Zite 89 Learnist 90 MentorMob 92 Doodle 97 Quora 98 Windows Skydrive 99 Popplet E. Lúcia Pacheco
    • 75. 26-10-12Regressos 52 Google Scholar 53 Adobe Photoshop 54 WebEx 65 Firefox + addons 68 MovieMaker 69 Mindjet (previously MindManager) 93 Keynote 96 Tumblr E. Lúcia Pacheco
    • 76. 26-10-12Subidas desde 2011 Hootsuite OneNote Adobe Connect Quizlet Word SurveyMonkey Livebinders Sharepoint Outlook iTunes and iTunesU Khan Academy Pocket (previously Read it Later) E. Lúcia Pacheco
    • 77. 26-10-12Subidas desde 2011 Kindle Google Search PowerPoint Yammer Google Sites iPad and apps Google Chrome Blackboard Collaborate (previously Elluminate) Google+ / Hangouts E. Lúcia Pacheco
    • 78. 26-10-12Subidas desde 2011 Scoopit Facebook Evernote TED Talks /Ed Snagit Adobe Captivate Buddypress Udutu Wikipedia E. Lúcia Pacheco
    • 79. 26-10-12Mantêm posição de 2011 No 1 – Twitter No 2 – YouTube No 3 – Google Docs/Drive No 5 – WordPress No 6 – Dropbox No 16 – Google Reader No 22 – Edmodo No 28 – Camtasia No 29 – Audacity No 38 – Google Maps No 81 – Excel E. Lúcia Pacheco
    • 80. 26-10-12Desceram de posição desde2011 Down 2 to 23 - LinkedIn Down 3 to 7 - Skype Down 3 to 11 - Moodle Down 3 to 15 - Blogger/Blogspot Down 3 to 40 - Tweetdeck Down 3 to 59 - Scribd Down 3 to 77 - Edublogs Down 4 to 13 - Slideshare Down 4 to 94 - Android phones and tablets Down 5 to 18 - Diigo Down 6 to 31 - Voicethread Down 6 to 63 - Ning E. Lúcia Pacheco
    • 81. 26-10-12Desceram de posição desde2011 Down 6 to 95 - Blackboard Down 7 to 14 - Prezi Down 7 to 27 - Gmail Down 7 to 30 - Wikispaces Down 8 to 26 – Jing Down 11 to 21 - EduGlogster Down 12 to 39 - Animoto Down 13 to 64 - Screenr Down 15 to 83 - lino.it Down 18 to 72 - Wallwisher Down 19 to 74 - iPhone and apps E. Lúcia Pacheco
    • 82. 26-10-12Desceram de posição desde2011Down 20 to 55 - Google AppsDown 24 to 48 - DeliciousDown 24 to 60 - flickrDown 24 to 91 - MaharaDown 26 to 87 - OpenOfficeDown 26 to 100 - iMovieDown 28 to 86 - eFrontDown 29 t0 78 - VimeoDown 39 to 80 - Symbaloo (and Edu version)DOwn 40 to 79 - WordleDown 44 to 84 - VokiDown 54 to 88 - PBWorks E. Lúcia Pacheco
    • 83. 26-10-12Saíram da lista From 32 - Google Earth From 50 - Geogebra From 53 - Picasa From 62 - Storybird - From 63 – Knol (now discontinued) From 69 - Posterous From 69 - Storify From 74 - BigBlueButton From 74 - Etherpad + clones From 74 - iGoogle E. Lúcia Pacheco
    • 84. 26-10-12Saíram da lista• From 82 - Google Calendar From 82 - Screencast-0-matic From 82 - TeacherTube From 82 - Zotero From 90 - bubblus From 90 - Composica From 90 - Adobe Flash From 90 - Fuze meeting From 90 - Netvibes From 90 - Weebly E. Lúcia Pacheco
    • 85. 26-10-12http://www.teachinghacks.com/files//100ideasWeb2educators.pdf E. Lúcia Pacheco
    • 86. 26-10-12http://books.google.pt/ E. Lúcia Pacheco
    • 87. 26-10-12http://scholar.google.pt/ E. Lúcia Pacheco
    • 88. 26-10-12http://www.scribd.com/ E. Lúcia Pacheco
    • 89. 26-10-12http://www.slideshare.net E. Lúcia Pacheco
    • 90. 26-10-12http://www.teachers.tv/video/37341 Pacheco E. Lúcia
    • 91. 26-10-12http://www.uis.unesco.org/template/pdf/cscl/InfoLit.pdf E. Lúcia Pacheco

    ×