Jornal zoada bonita abril 2014

929 views
844 views

Published on

Jornal Zoada Bonita, Jornal cultural de Itaboraí, a cidade do COMPERJ, Itaboraí RJ

Published in: News & Politics
1 Comment
0 Likes
Statistics
Notes
  • É com muito prazer que leio esse Jornal. Realmente o Jornal Zoada Bonita é extremamente elucidativo. É rico em seus assuntos, fala de tudo um pouco. Desejo que ele continue exatamente assim, estiloso.Aproveito para desejar a todos o mesmo que o Jornal está desejando nesta Páscoa, que todos nós possamos encontrar e ganhar os beijos que precisamos.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
929
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
1
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Jornal zoada bonita abril 2014

  1. 1. TTTTTel-el-el-el-el- ANOIV Número 39 4 ANOS!4 ANOS!4 ANOS!4 ANOS!4 ANOS! AVOLTADOS DIRIGÍVEIS, OPÇÃO NO TRANSPORTE DE CARGAS! Acesse o ZB na Internet! Entre no Google e digite: Acesse o ZB Classificados! Entre no Google e digite: Jornal Zoada Bonita Classificados Abril 2014 ABRIL 2014 Página15 Dirigível alemão Graf Zeppelin, sobrevoando o Bairro do Flamengo no Rio de Janeiro, em 1930 Jornal Zoada Bonita Abril 2014 Os dirigíveis estão de volta às pranchetas dos projetistas, que buscam resgatar o antigo meio de transporte de passageiros e carga. Esses novos projetos, desenvolvidos em várias partes do mundo, inclusive no Brasil, embora tenham características dos antigos dirigíveis, são máquinas muito mais avançadas, equipadas com modernos instrumentos computadorizados de orientação de voo. O gás de sustentação agora é o Hélio, em lugar do Hidrogênio. AAirship do Brasil, uma empresa formada pela associação do Grupo Engevix de São Paulo e da Transportes Bertolini, de Bento Gonçalves no R.G. do Sul, planeja erguer em São Carlos uma fábrica para a construção de dirigíveis que deverão medir 150 metros de comprimento por 50 metros de diâmetro e capacidade de voar a uma velocidade de até 150 quilômetros por hora. Dessa maneira, enquanto atualmente o transporte rodoviário precisa de 15 dias para percorrer a distância entre São Paulo e Manaus, o dirigível poderá fazer o mesmo percurso em apenas um dia, proporcionando mais segurança, rapidez, economia, menor risco e eficiência. Para que os voos regulares dos dirigíveis aconteçam no Brasil, o C o n g r e s s o Nacional e a ANAC (Agência Nacional de A v i a ç ã o ) , p r e c i s a r ã o p r o v i d e n c i a r uma legislação específica. Há algum tempo a ANAC vem acompanhando os planos da Airship, desde as suas fases iniciais. Foto arquivo Internet Nova legislação BERENICEPIANA: A Guerreira conquista mais uma vitória! A lei que institui a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista, Lei 12.764/12, sancionada pela presidenta Dilma Rousseff em dezembro de 2012, leva o nome de Berenice Piana, cujo filho, um menino chamado Dayan, apresentou sinais do Transtorno do Espectro Autista pela primeira vez aos dois anos de idade. Desde então essa mãe guerreira luta pelos direitos das pessoas com autismo. Foi a sua luta, juntamente com outras mães, pais, um grupo de amigos e a ajuda do Senador Paim, que redundou na elaboração dessa importante lei. A Clínica-Escola de Itaboraí Berenice Piana Agora Berenice conquista mais uma vitória:Ainauguração, na terça-feira, 1º de abril, véspera do Dia Mundial de Conscientização do Autista, da Clínica- Escola Pública de Itaboraí, emVenda das Pedras, na Rua Comandante Ari Parreiras, 327. Segundo a Prefeitura, a Clínica- Escola do Autista, no início, fará as inscrições das famílias e a avaliação com diagnósticos, juntamente com a formação dos profissionais. No começo de 2015, começarão as atividades educacionais e de tratamento. Pág.11
  2. 2. 2 ZB ABRIL 2014 ESTÁACONTECENDOPORAÍ COLUNA DO POETA MARIMBONDO PaulinhoRezendeépoeta,cantor,escritor,produtormusicalecompositorrenomado, famoso pelos seus sucessos musicais na voz de intérpretes como Zeca Pagodinho, Alcione, Leonardo, Fafá de Belém, Chitãozinho e Chororó e outros. Paulinho Rezende ENQUANTOISSOALGUNSPOLÌTICOS CORREIO ELETRÔNICO -Reclame aqui - Mande o seu E-mail para zoadabonita@yahoo.com.br O nome de batismo, acho, nem mesmo ele se lembra mais. Só sei que conheço MARIMBONDO, desde sempre, morando nas ruas do Rio de Janeiro. Acho que é uma dessas pessoas, que abrem mão de todos os sonhos, e escolhem viver uma vida sem qualquer tipo de responsabilidade. Um dia desses, eu caminhava pela Lapa,quando de repente, dei de cara com o velho e bom mendigo MARIMBONDO. JÁ me preparava pra mais um vez, dar minha contribuição pecuniária para a manutenção daquela irremediável vagabundagem, quando surge atravessando a rua, uma loura...mas um loura (provavelmente, saindo da academia da ACM) mais estonteante que crise de labirintite. Os olhos do nosso herói, brilharam, aliás, todos os olhos se voltaram para aquele monumento vivo, momento em que o "homeless", entortando simultaneamente a boca e o pescoço sinalizando à linda mulher, gritava pra mim: _ “Aí compositor...Aí, compositor... Ô Ô Ô LÁ EM CASA!!! Filosofia de carnaval: - Deixe tua mulher ir dançar o “Lepo Lepo”. Vai sair mais barato do que atender àquele outro pedido que ela não para de te fazer: “LIPO...LIPO”... Receita de equilibrio emocional do mestre chinês PAO-LIN-NHO: _ “O Ideal seria ter dois corações, porque quando um dispara, o outro diz... Para! Sabe porque aquele político não consegue ser ator de novela? O diretor tem medodequeeleROUBEACENA... Não existe amor antigo.Asaudade é que se torna eterna... Meu nome é Pedro Luiz e sou morador do Jardim Imperial. No início de março, fui ao prédio da Secretaria de Fazenda pegar o carnê do IPTU. Entrei numa fila gigante, o meu número era 149. Depois de mais de uma hora na fila, senti sede. Quando me dirigi ao bebedouro, notei que não havia copos descartáveis, então voltei para a fila. Nesse instante vi em cima do balcão de atendimento, uma sacola cheia de copos plásticos. Me dirigi ao balcão e pedi um copo para a moça que atendia. Ela negou, dizendo que aqueles copos haviam sido comprados com o dinheiro dos funcionários e que eram para uso exclusivo deles. Perguntei então se ela me venderia um. Copos Plásticos Novamente ela negou, acrescentando que não dava, nem vendia. Conclusão: tive que beber água usando as mãos, assim como as senhoras, crianças e senhores que também estavam na mesma fila para resolver questões referentes ao IPTU, que diga-se de passagem é caríssimo. Será que a Prefeitura não pode dispor de uma parcela ínfima do dinheiro público para oferecer o mínimo conforto ao contribuinte? Pedro Luiz, Jardim Imperial Engarrafamentos em Manilha Venho através do Jornal Zoada Bonita,parabenizaromeuamigoPrefeito Helil Cardozo, que está fazendo um grande trabalho em Itaboraí, cidade onde vivo há 55 anos e que acolheu os membros da família Menezes, desde os meus avós, Maneco Menezes (da parte do meu pai) e Cravinho (pai da minha mãe). Foram eles que iniciaram em Itaboraí este ciclo da família Menezes. Torço pelo sucesso do Prefeito Helil Cardozo, por isso não posso deixar de apontar um problema seríssimo em nosso município, que está atrapalhando a vida não só dos itaboraienses, mas também de pessoas de outras cidades que por aqui transitam com seus veículos. Estou falando dos terríveis engarrafamentos no trevo de Manilha. Antes aconteciam somente nos finais de semana, mas agora são quase que diários. Existem casos de pessoas que ficaram mais de 4 horas parados na estrada. Sei que a rodovia BR 101 é federal, mas também tenho certeza de que com o empenho do prefeito Helil junto a algum senador ou deputado federal que interceda por nós, esse grande problema será solucionado. MaisumavezPrefeitoHelilCardozo,afirmo que torço pelo sucesso do seu governo e acredito que o senhor conseguirá resolver essa questão em Manilha. Saudações, amigo Helil. Tailton Menezes
  3. 3. 3 ZB ABRIL 2014 MÃE:PORTADIMENSIONALPORONDEFLUIAVIDA! RECEITAS DA VOVÓ LOLITA INGREDIENTES EDITORIAL Diretor - Paulo Maia Av. Américo Cardoso 469 - Nova Cidade Itaboraí RJ - Cep - 24.804.132 Correio Eletrônico - zoadabonita@yahoo.com.br Tel (21) 2635-1971 / 8745-6811 Os artigos e matérias assinados são de inteira responsabilidade dos seus autores, não expressando necessariamente o pensamento desse jornal. Jornal Mensal - Tiragem - 5.000 exemplares Reportagens - Bianca Sheckter AERADAMEDIOCRIDADE,OUESTAMOSPERDENDOALUZ! 2 Kg de carne seca; 1 Kg de abóbora vermelha cortada em pedaços; 1Kg de maxixes cortados ao meio; 1 Kg de quiabos cortados em pedaços; 1 molhe de cheiro verde picado; 1 molhe de coentro picado; 1 colher de sopa de colorau; Sal e pimenta do reino a gosto 3 colheres de sopa de óleo; 6 dentes de alho amassados; 4 cebolas médias picadas; 8 tomates picados; Farinha de mandioca; COZIDÃODECARNESECA Mododepreparar Paulo Maia Lave a carne seca e coloque de molho de um dia para o outro, ou no mínimo por quatro horas. Escorra a carne seca, ponha numa panela, cubra com água e leve ao fogo até levantar fervura. Escorra a água e raspe a carne seca com uma faca. Em seguida lave novamente e corte em pedaços pequenos. Coloque numa panela grande cubra com água e deixe cozinhar até a carne ficar macia. Reserve. Numa frigideira aqueça o óleo e doure o alho, adicionando em seguida na panela com a carne, juntamente com a cebola, o tomate, o cheiro verde, o coentro, o colorau, o sal e a pimenta-do-reino. Leve ao fogo novamente e quando começar a ferver, acrescente a abóbora, o quiabo e o maxixe, adicionando água até cobrir os legumes, deixando cozinhar até que eles fiquem cozidos. Desligue o fogo, retirando com uma escumadeira, a carne e os legumes, que deverão ser arrumados numa travessa, ficando na panela apenas o caldo. Coloque a panela com o caldo no fogo baixo e vá acrescentando lentamente a farinha de mandioca, mexendo sempre com uma colher de pau para não empelotar, fervendo até formar um pirão mole. Sirva o pirão numa panela de barro. Os romanos já salgavam peixes do Mediterrâneo e os vikings desidratavam o bacalhau que utilizavam também em suas viagens marítimas. DuranteasGrandesnavegaçõesapartirdoséculoXV,aprecariedadedaalimentação era um grave problema para a saúde dos marinheiros, que sofriam principalmente de contaminaçõesporcomidaestragada,diarreiaseescorbuto,doençaadvindadafaltade vitaminaC. Nascaravelasportuguesaseramembarcadosanimaisvivos,comogalinhas,cabritos e porcos, mas essa provisão acabava nas primeiras semanas, então a partir daí, a principal comida a bordo eram os biscoitos da regra, feitos de farinha de trigo e centeio. Cada tripulante tinha direito geralmente a 400 gramas diários de biscoito, a ração básica de sobrevivência no mar. Comotempoosnavegantesportuguesesperceberamqueosalimentosdesidratados seriam uma forma de resolver o problema e passaram a utilizar o processo de salga e desidratação, retirando a umidade, primeiramente de peixes como o bacalhau e mais tardedacarnebovina. A luz sempre foi um símbolo característico da sabedoria, do conhecimento e da razão. Vários filósofos e pensadores fizeram esta associação. Sócrates, Platão, Descartes, Locke... Inclusive o Mestre dos mestres, Jesus Cristo: “Eu sou a Luz do mundo”! Hoje, tudo pode ser pesquisado na Internet, com acesso imediato às informações do mundo todo. Através das Redes Sociais, interagimos diariamente.Atelevisão via satélite quebra a barreira da distância, criando uma aldeia global. A primeira vista esse “admirável mundo novo” nos leva a crer que fazemos parte de uma sociedade cada dia melhor, evoluída, mais informada, mais preparada para o convívio baseado no respeito ao semelhante. Mas será que realmente estamos nos tornando mais humanos com essas novas tecnologias, ou estamos criando um viveiro de cérebros idiotas, satisfeitos e agradecidos pela sua dose diária de “Soma”, os “cretinos fundamentais”, como dizia Nelson Rodrigues? O nosso Sistema educacional, dirigido por burocratas idiotizados pelo politicamente correto, não educa, não forma verdadeiros cidadãos, conscientes da sua cidadania. Há quase que um consenso de que a ideia do “eu vou me dar bem” é a correta. Essa vulgaridade generalizada tem origem no desprezo pela formação do caráter, na aversão à disciplina, na aceitação da mentira para se obter vantagens, na crença de que a honra é coisa do passado e que a culpa está sempre nos outros. O conceito é: “O dinheiro é a meta! E a televisão? Essa nos “deixa burros, muito burros demais”, grosseiros, mal educados... No Faustão a juventude aprende a se virar nos “trinta” e a se dirigir às mulheres: _” Oh minha senhora! Como é que a senhora agüenta esse sujeito aí, esparramado no sofá, coçando o saco e tirando meleca do nariz”? - ou ainda “Ôrra meu”! Faustão é grossura para ninguém botar defeito. E o BBB, Datena, Ratinho, Gugu, ou o Silvio Santos perguntando”Quem quer dinheiro”? E o “Pânico na Band”? Esse então é a universidade da babaquice em último grau. Se repetem no vazio da criatividade. São doses diárias de falta de educação e falta de carinho com o próximo.Agrossura ditada pelo sistema impera. A idiotização da população começa aí, pois fica mais fácil manipulá- la depois. Por isso estamos perdendo a luz, o brilho, a inteligência, a nossa “humanidade inerente” e vamos desaprendendo a pensar. Palavras como muito obrigado, por favor, com licença, perderam o valor. Dificilmenteumhomemcedeolugarpara uma mulher, ou para um senhor. As grávidas padecem, porque os jovens não “estão nem aí”. No sinal de trânsito, o verde ainda nem abriu e já tem um idiota buzinando. E aqueles que abrem as portas do carro e colocam o som na maior altura? Na verdade as trevas não existem. O que existe é ausência de luz Então não deixe a sua luz apagar. Fique aceso como um farol. Brilhe. Afinal todos nós somos estrelas de Deus, a verdadeira Fonte Luminosa. Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz." - Platão O.B.S: Se preferir pode acrescentar linguiça calabresa, paio, milho verde...
  4. 4. 4 ZB ABRIL 2014 UMAS & OUTRAS Para Rir um Pouco Papagaio poliglota Nadando no lago Ternos a partir de R$ 99,00 Av. 22 de maio 7092 - V. da PedrasTel- 2635-7679 Resposta lúcida Envie a sua piada para:zoadabonita@yahoo.com.br Marcos Botelho O nome do papagaio Brincando de médico Um velho senhor tinha um bonito lago na sua fazenda. Depois de algum tempo sem ir ao local, decidiu naquele dia dar uma olhada geral para ver se estava tudo em ordem. Pegou um balde para aproveitar o passeio e trazer umas frutas das árvores pelo caminho, e ao aproximar-se do lago, escutou vozes femininas, animadas, divertidas. Então viu um grupo de jovens mulheres tomando banho no lago, completamente nuas. Chegou mais perto e, com isso, todas elas fugiram para a parte mais funda, deixando apenas a cabeça fora da água. Uma das mulheres gritou: _ “Não vamos sair daqui enquanto o senhor não for embora”! O velho respondeu: _ “ Calma moças, eu não vim até aqui para vê-las nadar ou para vê-las sair nuas do lago”! Levantando o balde, ele disse: _ “Eu só vim dar comida ao jacaré”... Moral da história: Idade, experiência e esperteza, sempre triunfarão sobre a juventude e o entusiasmo. Na loja de animais tinha um papagaio poliglota à venda por mil reais. Um dia um homem se interessou, e perguntou como funcionava. O dono da loja respondeu: _ “Você levanta a asa direita e ele fala francês, a esquerda ele fala alemão, a perna direita, italiano e a esquerda, português”. O cara ficou abismado, e perguntou: _ “E se levantar as duas pernas”? Aí o papagaio responde: _ “Eu caio, imbecil”! Um homem passava com seu automóvel na frente de um manicômio, quando caiu num buraco, furando o pneu e quebrando os parafusos da roda. Sem os parafusos não podia recolocar o sobressalente. Depois de muito pensar em como resolver o problema, um paciente do manicômio lhe gritou: _ "Ei, tira um parafuso de cada roda, assim todos vão ficar com três e você resolve o problema"! O homem achou aquilo muito inteligente, agradeceu e gritou de volta. _ "Ei, o que um cara inteligente como você esta fazendo em um manicômio"? O homem responde. _ "Eu estou aqui porque sou louco, não porque sou burro"! Um homem entra em uma loja de animais e pede para ver papagaios. O dono da loja mostra dois lindos papagaios soltos no chão. _ “Este custa 5 mil dólares e aquele 10 mil” - diz o dono da loja. _ “Nossa”! - fala o homem admirado - “O que esse de 5 mil sabe fazer”! _ “Esse papagaio sabe cantar todas as árias de Mozart”. _ “E o outro”? _ “Aquele canta o ciclo do anel de Wagner inteirinho, mas tem outro papagaio lá dentro que custa 30 mil”. _ “Nossa Senhora! O que esse faz”? _ “Eu não o ouvi cantando nada, mas os outros dois o chamam de "maestro". Um réu estava sendo julgado por assassinato. Havia fortes provas que indicavam sua culpa, mas não havia cadáver. Em seu discurso final, o advogado de defesa recorreu a um truque. _ “Senhoras e senhores do júri - disse ele. -Tenho uma surpresa para todos vocês: dentro de um minuto, a pessoa que se presume morta entrará nesse tribunal”. E olhou para a porta do tribunal. Todos os membros do júri, perplexos, olharam ansiosamente. Passou-se um minuto. Nada aconteceu. Por fim, o advogado disse: _ “Na verdade, inventei essa história do morto entrar. Mas os senhores todos olharam para a porta com expectativa. Portanto, coloco aos senhores que nesse caso existe uma dúvida razoável sobre o assassinato e devo insistir que dêem um veredicto de "inocente". O júri se retirou para deliberar. Poucos minutos depois voltou e pronunciou o veredicto de "culpado". _ “Como puderam fazer isso? - gritou o advogado. -Os senhores tiveram dúvida. Eu vi quando todos olharam para a porta”. O porta voz do júri replicou: _ “Ah, nós olhamos, mas seu cliente não”. A Dúvida A mãe pergunta à filha: _ “Mariazinha, onde você estava”? _ “No quarto, brincando de médico com Joãozinho. Ele era o médico e eu a doente” - A mãe dá um grito! _ “De méééééédico”??? _ “ Médico do SUS, mãe… ele nem me atendeu”! Todo dia Joãozinho perguntava ao Portuga da sorveteria: _ “Seu Manoel, tem sorvete de peixe”? _ “Ora pois… Mas é claro que não”! No dia seguinte a mesma coisa… _”Tem sorvete de peixe”? — Já disse que não, menino! Onde já se viu sorvete de peixe? A mesma cena todo dia, até que o Portuga resolveu fazer um sorvete de peixe pra ele… Dias depois Joãozinho passa e faz a mesma pergunta.. e o Seu Manoel enfezado diz: _ “Tem sim”! E o garoto: _ “Éééééééca”! Sorvete de peixe
  5. 5. 5 AVAIDADE POSITIVA ZB ABRIL 2014 FIQUE ESPERTO João Santos João Santos Violência, preconceito e injustiça! Lêda Montechiari Há algumas semanas atrás foi bastante noticiada a história de Vinicius Romão, o ator, preso injustamente por ter sido acusado (também injustamente), de roubar a bolsa da copeira D. Dalva. No programa de Fátima Bernardes, após a entrevista com Vinicius, D. Dalva por telefone, pediu perdão. Chorei com ela e por ela. Chorei por ele também. Ele, vítima de preconceito, negro e pobre. Ela, vítima da carência, de mulher pobre, negra também, com dois filhos pra criar. Imaginei a emoção do momento, na urgência e necessidade de recuperar os objetos roubados. Pressão para identificar o agressor. Sem tempo de refletir, assustada, no calor do acontecimento. Não estou justificando D. Dalva. Mas também não a condeno. De tudo se tira uma lição. Para Vinicius, como ele mesmo disse, ficou a lição de valorização das coisas simples, como ter um sabonete para lavar as mãos. Para D. Dalva talvez fique por mais tempo o arrependimento da acusação precipitada. Para mim, reforça uma experiência de vida: Não julgar! De maneira especial não julgar pela aparência. É o que me ensina a Palavra de Deus, é o que procuro seguir, confesso que, nem sempre com facilidade. Mas tento! Termino, fazendo minha a oração de D. Dalva, para que o Espírito Santo seja o Consolador do coração de tantos outros Vinicius e Dalvas, vítimas da violência, preconceito e injustiça nesta terra chamada Brasil. LêdaMontechiarideAndrade Infelizmente moramos num município com políticos sem vaidade. Quando digo vaidade, quero dizer aquela vaidade positiva, de ter o nome gravado na memória das pessoas, na história de nossa terra, lembrado sempre como um homem de grandes feitos, que trouxe benefícios para o município e para a população. Mas aqui, infelizmente todos que passaram após João Baptista Cáffaro, tiveram administrações sofríveis, basta ver a qualidade de vida em Itaboraí. Alguns deles moravam mesmo em outro município, tendo sua vida social fora daqui. Nos últimos 40 anos, que político podemos citar como referência, como destaque? Que político lutou verdadeiramente pelo bem estar da população, trazendo benefícios e desenvolvimento para Itaboraí? Qual foi a grande obra pública municipal nos últimos 40 anos? Você pensou e não conseguiu apontar nenhuma, não é? E a Câmara Municipal? Não aprovou nenhum projeto de lei importante para o bem estar do povo. Temos exemplos de municípios vizinhos e até na capital do Estado, de políticos que muitos classificam como corruptos, mas que fizeram história em sua gestão, mudando o destino de sua cidade para melhor. Chegamos nesses lugares e perguntamos sobre determinado político, uns falam mal outros falam bem, mas há sempre algo positivo. Já em Itaboraí , a não ser aqueles que foram beneficiados em sua gestão, com empregos etc., falam bem, no mais, de uma maneira geral, todos têm uma imagem negativa dos políticos locais. Portanto precisamos de homens públicos com essa vaidade positiva: Que queiram ser lembrados no futuro pelo seus feitos, como pessoas que fizeram história , que mudaram para melhor a vida do povo, honrando o voto recebido dos eleitores. Precisamos de bons políticos que tenham amor por Itaboraí, que vivam realmente aqui e que desejem construir uma cidade melhor para todos. Minha esperança é que na gestão atual, os políticos venham a ter esta vaidade, pois Itaboraí pede socorro. GRAVAÇÃO PARACARRO DE SOM PROMOÇÃO PARAIGREJAS - R& 20,00 - Ligue 98745-6811 / 2635-1971 99337-8647
  6. 6. 6 ZB ABRIL 2014 ATITUDE Odyr Barros e o número 13 CORREIO ELETRÔNICO III - Envie p/ zoadabonita @yahoo.com.br Prof. Jorge deAlmeida Santos O Jornalista Odyr Barros, itaboraiense por opção, nasceu em Niterói, no dia 13 de março de 1917, filho de Américo Antonio de Barros e Maria Leopoldina de Barros. Após a morte da mãe, passou parte da infância e adolescência em Santos, cidade do litoral paulista, na casa dos tiosAlfredo e Lídia. Quando terminou o primário, aos 12 anos, foi tabalhar como mensageiro numa firma de despachantes aduaneiros, que prestava serviço para a Companhia Docas de Santos. Aos 17 anos resolveu arriscar a sorte no Rio de Janeiro, para onde se mudou em 1934. Em seguida alistou-se no exército e mais tarde trabalhou algum tempo no jornal O Estado, em Niterói. 13 DE MARÇO 1917 Na década de 1940, após passar em concurso público, veio para Itaboraí como funcionário do IBGE e em 13 de março de 1942 passou a trabalhar na prefeitura local. No dia 13 de junho de 1942 casou com a professora Maria Cecília dos Santos Coutinho, com quem teve dois filhos: Fabiano Coutinho Barros e Maria Regina. Foi secretário ou tesoureiro da Prefeitura de Itaboraí em 13 governos, de 1942 até 1967, quando se aposentou no dia 13 de fevereiro. No dia 13 de março de 1961, aconteceu um grave acidente com o seu grande amigo, o Prefeito Roberto Pereira dos Santos, que veio a falecer na manhã do dia 14, no hospital de São Gonçalo. No dia 13 de setembro de 1966 foi concluído o processo de justificaçãojudicial a repeito dos cinco anos em que trabalhou no jornal niteroiense, O Estado. No dia 13 de abril de 1972, ganhou uma questão judicial contra a Prefeitura de Itaboraí. Esse grande homem, o jornalista Odyr Barros, que escolheu Itaboraí como a sua cidade, dedicando a maior parte da sua vida a esse município, não faleceu num dia 13, mas no dia 31 de janeiro de 2004. Por incrível que pareça, 31 é 13 ao contrário. AFOLHADE ITABORAÍ A Folha de Itaboraí, importante jornal itaboraiense, foi fundada pelo Capitão Belarmino de Mattos, em 24 de junho de 1948, tendo Odyr Barros como diretor. Após o primeiro ano de existência da “Folha”, o Capitão Belarmino passou o jornal para Odyr, o qual durante meio século foi o condutor perseverante e obstinado daquele informativo que hoje infelizmente não circula mais, depois de prestar inestimáveis serviços ao nosso município. Mesmo com a idade avançada e adoentado, Odyr Barros conseguiu lançar o último número da sua querida “Folha”, nº 2.117, no dia 23 de março de 2003, dez meses antes de falecer. Fica aqui a homenagem do Jornal Zoada Bonita e do seu diretor Paulo Maia a esse grande homem, Odyr Barros, que tanto amava essa terra. Sabedor do resultado do julgamento do mensalão, indignado, escrevi esse texto e mandei a amigos e parentes expressando meu sentimento. A minha mulher, Sonia, sugeriu escrever a esse Jornal, de grande importância em nossa região, para publicação. Lembrem- se de que os petistas ficarão melindrados. Quem assistiu ao julgamento do mensalão percebeu como está a justiça no Brasil. Vimos um Presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, agonizante diante de sua luta inútil para condenar os cabeças do “mensalão” pelo crime de formação de quadrilha. Absolvidos pela maioria, e esta composta pelos Ministros Teori Zavascki e Luis Roberto Barroso, como peças de xadrez, foram estrategicamente colocados pela Presidente no final do processo, única e exclusivamente para absolver os condenados. E conseguiram porque seus votos foram acompanhados de outras 4 peças inseridas anteriormente no governo Lula para esse fim. Como somos ingênuos! Votei no Lula e na Dilma porque sou povo e povo brasileiro vive de esperança. Esperança de que um dia não vamos ser assaltados nas ruas, que vamos poder dormir com janelas sem grades, que possamos ter hospitais padrão FIFA, expressão que agora virou moda. Todos os governos são corruptos? Sim, responderão até os mais inocentes, mas este está diferente, escancarado, mostrando suas entranhas e já não se importam com a vergonha, com a opinião pública. A corrupção já se cristalizou, vale tudo e pasmem, não acontece nada. As despesas com a Copa estão triplicadas, os hospitais sucateados, a violência aumentando cada vez mais. Não faço apologia à baderna nem concordo com a ação dos black blocs, não é por aí, mas quando foi dado o resultado, senti dentro de mim, uma enorme vontade de virar um black bloc, de quebrar tudo, de fazer como os argentinos, sair às ruas com panelas ou como os ucranianos ocupando a praça, sei lá, colocar pra fora essa indignação, desânimo e vergonha de nosso país e dos nossos políticos no cenário mundial. Ao contrário, o país só pensava no início do carnaval, viagens, feriadão... Será que a data do julgamento às vésperas do carnaval foi uma estratégia para manter-nos inebriados por um dos “ópios do povo”? Pobre Joaquim Barbosa... Nas entrelinhas, já anunciou à nação o sucateamento do STF. Soube que já não tem saúde e se aposentará em junho. Particularmente, penso que foi dominado pelo desânimo e decepção com seus pares. Dois Juízes de Varas de Execuções Penais de Brasília também desistiram e, frustrados, pediram demissão, além dos pedidos de demissão do Diretor e Vice Diretor do Presídio em que estão “hospedados” Delúbio Soares e José Dirceu, inconformados com as mordomias concedidas aos réus pelos altos escalões. Meu consolo é que, embora não conheça, senti solidariedade na minha indignação. “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar- se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto” .Ruy Barbosa Clausner Nogueira Julgamento do Mensalão JORNAL ZOADA BONITA- Aqui você pode dizer o que pensa
  7. 7. ABRIL 2014 Diretor Paulo Maia E-mail-zoadabonita@yahoo.com.br Educação e Respeito = Civilidade Marinete Rezende Debora LoboscoOUTONO/INVERNO Estamossaindodoverão,entrandonooutono.Esseanoacoleção outono/ inverno vem recheada de elegância, já nos proporcionando um preview do inverno, como sempre a estação que permite um maior requinte nas roupas. Ooutonoserárepletodetonsvibrantes,vermelho,azulbic,roxo e o pretinho básico. O cheque mate é o xadrez, portanto se você tem aquela camisa xadrez é hora de tirar do armário. No inverno as saias devem vir com força total, com inúmeros comprimentos e modelagens, com fendas nas saias justas ou pregas, plissados, godês e babados. Continuaatransparênciacomdetalhesousadosoudiscretos,enriquecendosempre os looks mais simples, valorizando ainda mais os decotes e os looks mais glamorosos. Separamos alguns looks que estão na nossa coleção. Tenho por hábito escrever sobre assuntos relacionados à família. Hoje quero falar sobre um bem atual: civilidade! Será que estamos esquecendo o significado dessa palavra? Um dia desses, vim de Niterói em um ônibus de duas portas onde tem um público de idosos e deficientes que aproveitam para usar seu direito a gratuidade, pois no ônibus de uma porta só não aceitam os gratuitos, pelo menos a empresa Rio Ita, coisa que até hoje não consigo entender, mas isso é para outro dia falarmos com mais tempo. A história que quero comentar aconteceu nessa viagem. Tenho mania de observar as pessoas ao meu redor, e vi uma cena que me fez pensar. Havia dois jovens em cadeiras diferentes. Um usava roupas de boa qualidade, talvez até de alguma marca estrangeira. O outro era um jovem de 14, 15 anos, que vestia uma camisa de escola pública. Entrou no ônibus uma senhorinha de cabecinha branca e parou perto do jovem bem vestido, que virou a cabeça para o outro lado fingindo não ver a senhora. No entanto, o jovem mais simples, levantou e cedeu seu lugar, ainda ajudando a senhora com todo carinho. Aí fiquei pensando, um pouco surpresa com as duas atitudes e me perguntando por que eu estava tão surpresa. Um jovem mal educado, desrespeitoso e o outro o inverso. Então pensei que roupa boa e classe social nada têm a ver com educação e respeito. Lembrei do meu tempo de escola, onde havia uma matéria chamada “Educação Moral e Cívica” e gostaria de saber por que não existe mais nos currículos escolares, essa matéria que ensinava o respeito aos nossos símbolos, como a bandeira, o hino nacional... Hoje não se canta mais o hino e não é hasteada a bandeira. A maioria dos jovens de hoje não sabe nem o que são símbolos nacionais. Tudo isso pode parecer antiquado, mas era uma maneira melhor de ser ensinado um pouco de civilidade e cidadania. Se houvesse mais interesse em formar cidadãos, a escola seria uma ajuda importante, ensinando pequenas regras, antigas e atuais, como não jogar objetos pela janela dos carros, não trafegar no acostamento, não fazer xixi nas vias públicas, desligar o telefone dentro do cinema, teatro, consultórios, coletivos e principalmente respeitar os semelhantes, sempre com boa vontade com os mais velhos, não esquecendo que esse idoso é você amanhã, e tomara que encontre em seu caminho um jovem com bons princípios e com valores de um verdadeiro cidadão, para mostrar que nem todo mundo esqueceu o significado da palavra civilidade. Que eles se multipliquem pela vida a fora! Tenho esperança nas gerações futuras e num país com mais educação e respeito = civilidade! Ps: No artigo interior de fevereiro, quando falo da minha irmã Marli, a palavra perseguição era pra ser na verdade PERFEIÇÃO. Peço desculpas. Marinete Rezende MODAOUTONO/INVERNO2014
  8. 8. QUALIDADEDEVIDAZB ABRIL 2014 2014 8 Diretor Presidente - Paulo Maia Reportagens - Bianca Sheckter Propaganda & Marketing - CadernoFeminino-EncartedoJornalZoadaBonita Os artigos e matérias assinados são da inteira responsabilidade de seus autores, não expressando necessáriamente o pensamento desse jornal. Correio Eletrônico - zoadabonita@yahoo.com.br (21) 2635-1971 98745-6811 Marta Godoy AIMPORTÂNCIADOMAGNÉSIOPARAASAÚDE Bianca Shekter A DEPRESSÃO E O PILATES Beneficiamento dos alimentos 99337-8647 Sintomas Queridas amigas, nesse mundo em que vivemos nada está fácil pra ninguém. Muita violência, muito desamor e apesar de toda modernidade e sermos 7 bilhões de criaturas no planeta, vivemos cada vez mais solitários. A depressão é, sem dúvida, um dos grandes males psicológicos da atualidade. Segundo a Associação Brasileira de Psiquiatria, 10% dos brasileiros, o que representa 20 milhões de pessoas, sofrem de depressão. No início é um vazio na alma, uma melancolia constante, uma insatisfação, ansiedade e de repente ela se instala. A depressão machuca, fere a alma, nos cobrindo de dor, angústia e escuridão. O magnésio é um mineral essencial para a sáude. Ele participa de mais de 300 reações químicas no organismo humano. Ajuda a regular a atividade hormonal, atua no equilíbrio do cálcio, potássio e sódio, sendo fundamental para o desenvolvimento dos ossos e para o crescimento. É importante na síntese de proteínas e transporte de energia. É essencial ao metabolismo da glicose. Participa do mecanismo de excitabilidade neural e na transmissão dos impulsos nervosos. É fundamental para o tônus vascular e para as defesas naturais do organismo. Precisamos de 400mg de magnésio por dia. Falta de vitalidade que poderá estar acompanhada de sentimento de tristeza, angústia, sensação de vazio, redução na capacidade de sentir prazer, falta de confiança em si próprio, sentimentos de culpa generalizados, pessimismo e nos casos mais graves pode haver tendência ao suicídio. Como sair da Depressão Uma ótima estratégia para prevenir e combater a depressão além da consulta médica, é uma mudança na maneira de viver, a começar pela alimentação, que deve ser saudável e equilibrada. Dê preferência aos alimentos que contenham triptofano (aminoácido responsável pela produção de serotonina). Eles nos dão disposição e melhoram o humor. O que comemos influencia na nossa saúde e no nosso estado de espírito. Outro ponto importante é o pensamento, que deve ser nosso guia. O pensamento positivo pode nos tirar da angústia e da ansiedade. Portanto, saia da sintonia negativa e busque a positiva de qualquer maneira. Sim, isso é possível, mas temos que querer, tudo depende exclusivamente de nós. Procure estar entre familiares e amigos, sair, conversar. Cuide de si mesma, se arrume, pegue sol, faça caminhadas, leia bons livros, asista filmes interessantes, faça um curso, enfim, procure estar sempre ocupada e não se esqueça, tenha bons pensamentos. Exercícios físicos ajudam muito. Entre as atividades recomendadas, o pilates surge como umas das mais eficientes. Foi desenvolvido pelo alemão Joseph Pilates e melhora o condicionamento muscular, o equilíbrio e a força. Trabalha a respiração e a postura, proporcionando calma e tranquilidade, combatendo a ansiedade e o estresse. O Pilates serve para homens e mulheres de todas as idades, por ser um método flexível e adaptável. O Pilates também emagrece, aumentando a massa muscular. Numa aula você pode perder até 500 calorias. Previne lesões, cura dores e fortalece os músculos. Enfim, o Pilates foi feito para quem procura uma vida saudável e equilibrada. E ai, adeus depressão. Com o "beneficiamento" dos alimentos, mais de 80% do Magnésio é perdido na remoção do gérmen e das camadas externas dos grãos. O Leite e derivados, são pobres em Magnésio e ricos em cálcio, mas o Cálcio sem o Magnésio pode ser prejudicial ao organismo. Problemas da falta de magnésio Sem magnésio as células envelhecem, há condensação de cálcio e ácido úrico e enfermidades como artrites, artroses, dores ciáticas e infartos. Há perda de flexibilidade e as artérias endurecerem. A sua carência causa ansiedade, irritabilidade, emotividade excessiva, agitação, perda de apetite, azia, náuseas, vômitos, cansaço matinal, fadiga, fraqueza muscular, cãibras, aumento do colesterol e triglicérides, tremores e alteração do sistema nervoso central, além de cálculos renais, câncer, depressão, diabetes, esclerose múltipla, estresse, fibromialgia, mal deAlzheimer, Parkinson, osteoporose, pressão alta, tensão pré-menstrual, viroses em geral, vertigens, rinites persistentes, fadiga vocal e distúrbios psicossomáticos. FONTESNATURAISDEMAGNÉSIO Alimentos ricos em magnésio apresentam 30mg de magnésio para cada 100g de alimento: Folhas verdes;cereais integrais, frutas; hortaliças, sementes comestíveis como amêndoa, avelã, castanha de caju, castanha- do-pará, nozes, entre outras); as leguminosas (feijões - preto, mulatinho, manteiga, carioca - grão-de-bico, ervilha, soja, lentilha, fava, tremoço, etc). Sementes de abóbora, girassol, gergelim, amendoim, castanha do Pará, pistáchios, amêndoas; frutos do mar; cevada, granola, aveia com grãos inteiros, farelo de aveia, arroz integral, farelo de milho, farelo de arroz, farinha de centeio, farelo de trigo, gérmen de trigo, farinha de trigo integral, cereais instantâneos ricos em fibras; folha de beterraba, beterraba, figo seco, quiabo, couve, uva passa, espinafre, algas marinhas, batata com casca, melaço, manteiga de amendoim, produtos de soja, camarão, mexilhão e ostra.O sal é rico em Magnésio, porém Açúcar é um veneno Açúcar refinado é prejudicial , pela sua ação desmineralizante, antinutriente, condicionante, desreguladora e viciante. Estudos confirmam que o consumo de açúcar refinado reduz os níveis de magnésio no sangue. Um modo de evitar a perda de magnésio é substituir o açúcar refinado pelo mascavo, mel, ou acostumar-se ao açúcar natural dos alimentos. Adoçantes artificiais à base de sacarina, ciclamatos ou aspartame, também eliminam o magnésio. Já osadoçantes à base de estévia, não provocam perda de magnésio. quando refinado, perde o teor benéfico. Saudável é o sal grosso, que se dá ao gado. Para afiná-lo, use uma garrafa sobre a mesa.
  9. 9. 9 ZB ABRIL 2014 ATITUDE ESPAÇO DANÇA MUNIZ MENEZES BALLET, JAZZ, DANÇA CONTEMPO- RÂNEA, DANÇA DO VENTRE, DANÇA DE SALÃO, STREET DANCE, STILETTO, POLE DANCE, ZUMBA, TRX E MAIS... Direção: Valessa Menezes Horário das aulas ZUMBA - quarta e sexta às 19:15 TRX - Duas turmas - segunda-feira às 18h e 19:15 VAGASLIMITADAS/EMBREVENOVASTURMAS O Baile de Carnaval do EDMM, edição 2014, mais uma vez foi um grande sucesso, com muita alegria, diversão, fantasias e muita música e dança. Obrigado a todos que estiveram presentes. Thayane Menezes Março, aniversário do EDMM 4 ANOS Nesse mês de março o EDMM completa 4 anos de existência. São quatro anos de muito trabalho, dedicação, carinho e amor pela arte da dança. _ “Gostaríamos de agradecer primeiramente a Deus que permite todas as coisas. Depois, a todos que acreditam em nosso trabalho, nos dando força e incentivo para continuarmos, pois sem o carinho dos alunos, dos pais e a credibilidade dos nossos patrocinadores, nada disso seria possivel. O EDMM foi criado com a finalidade de desenvolver a cultura em nosso município através da dança” - declararam Valessa e Thayane Menezes. Parabéns Valessa e Thaiany excelente trabalho desenvolvido, não só aqui, mas também fora de nossa cidade, com as diversas ações sociais realizadas. Valessa e ThayaneMenezes TERNOSAPARTIR DE R$ 99,00
  10. 10. 10 ZB ABRIL 2014
  11. 11. ZB ABRIL 201411 CIÊNCIA E VIDA Noivas preparadas porAmaral AV. LUIZ FERNANDO DE OLIVEIRA NANCI - NANCILÂNDIA - EM FRENTE À RUA DO FORUM Tel - 2635-2134 BERENICEPIANA: Amaral tem Novidades pra você ESPAÇO DANOIVA Estabelecido há pouco mais de um ano em Itaboraí com grande sucesso, o Hair Stylist Amaral busca sempre o aprimoramento de suas técnicas e serviços, pensando no conforto e na comodidade da sua clientela. Em breve você vai conhecer o novo espaço exclusivo para as noivas que Amaral Hair stylist está preparando. Ambiente climatizado, sala de estar com vestiário, banheira de hidromassagem, massagem, banho com velas aromatizantes e sais, depilação, além da maquiagem, do penteado e serviço de manicure. No Amaral Hair Stylist é assim: As noivassairãoprontasparaacerimônia de casamento. Ligue para maiores informações: Tel-2635-2134 Ilustríssimo Sr. Paulo Maia, diretor do Jornal Zoada Bonita... Venho, fazer saber a V. Sª que, embora tardiamente, tive o indelével prazer de tomar conhecimento da publicação do Jornal Zoada Bonita, do qual V. Sª é Diretor, através da Edição de número 37. Já no mês de Fevereiro, tive o prazer (não diminuído) de ler em sua totalidade a Edição nº 38, na qual V. Sª faz uma abordagem sucinta, porém, oportuna dos diversos problemas que ora inquietam a comunidade itaboraiense. Gostei muito da Chamada de Capa para a obra do retorno naAv. 22 de Maio, na qual V. Sª expressa os anseios dos cidadãos ao exercerem seu direito de voto, quando cita que “A política é a arte de ouvir o povo, para transformar em realizações as suas carências”. Ainda, nesse mesmo contexto, no Editorial, V. Sª, mais uma vez, trouxe à luz esse nosso sentimento quando citou “Segundo o ditado popular, a voz do povo é a voz de Deus. Partindo dessa premissa podemos concluir então que em Itaboraí os políticos são ateus. Aqui eles dificilmente ouvem a voz do povo”. Na verdade, é simplesmente isto o que nós desejamos ao votar: que as autoridades nos ouçam. Gostei, ainda, de outras partes, como Está na Internet – pág. 11, Histórias da Vida – pág. 12, Ficou na História – pág. 13, Precisamos de Banheiros Públicos – pág. 14, todas demonstrando a mesma profundidade e seriedade. Tendo em vista tais comentários, não só afirmo a V. Sª o gosto pessoal que adquiri por este Veículo de Comunicação como também faço votos de que V. Sª possa dispor de suficientes recursos para continuar fazendo chegar aos cidadãos desta Cidade esta importante Ferramenta. Evald Rocha – 52 anos CORREIO ELETRÔNICO IV - Envie p/ zoadabonita@yahoo.com.br GRAVAÇÃODECD PARACARRODESOM Zoada Bonita Estúdio Tel - 2635-1971 98745-6811 A Clínica terá equipe de pedagogos especializados em educação especial, professores de educação artística, educação física, psicopedagogos, recreadores e inspetores cuidadores, oferecendo ainda serviços de fonoaudiologia, terapia ocupacional, psicologia, odontologia, musicoterapia, fisioterapia, enfermagem, equoterapia, neurologia, neuropediatria, homeopatia, nutrição, psicomotricista e serviço social com as famílias. Berenice Piana, diretora do Movimento Família Azul, disse que há muitos anos vem lutando por um serviço público desse nível em Itaboraí, porém até agora não havia AGuerreiraconquistamaisumavitória encontrado um parceiro disposto a realizar a obra. O autismo é um transtorno de desenvolvimento que aparece nos três primeiros anos de vida, afetando o desenvolvimento normal do cérebro relacionado às habilidades sociais e de comunicação. As causas do autismo ainda são desconhecidas. As pessoas do sexo masculino são mais afetadas. O autista pode apresentar algumas características peculiares, tais como ter sentidos ampliados ou diminuídos; apresentar resistência à mudanças na rotina; demonstrar apego anormal aos objetos; fazer movimentos corporais repetitivos; dentre outros. Os sintomas do autismo podem variar de moderados a graves. Estima-se que no Brasil 2 milhões de pessoas sejam autistas. _ “Meu sonho agora é que cada município do país tenha uma clínica- escola como essa. Temos uma grande responsabilidade: O nosso sucesso será a referência.”- declarou Berenice. FotoEdmilson AUTISMO Clínica-Escola emVenda das Pedras
  12. 12. ZB ABRIL 201412 HISTÓRIASDAVIDA Prof. Paulo MaiaVILA DE SANTO ANTONIO DE SÁ, A ORIGEM DE ITABORAÍ! O Jornal Zoada Bonita traz para você a nona parte da história da Vila de Santo Antô- nio de Sá, importante entreposto comercial du- rante os séculos XVIII e XIX, localizado no Recôncavo da Baia de Guanabara, entre os rios Macacu e Cacerebu, em cujo território surgi- ram os atuais municípios de Itaboraí, Magé, Guapimirim, Tanguá, Cachoeiras de Macacu e Rio Bonito. A pesquisa do Professor Paulo Maia ba- seia-se em fontes bibliográficas importantes como: “O Rio de Janeiro nas visitas pastorais do Monsenhor Pizarro”; “Viagem às Provínci- as do Rio de Janeiro e São Paulo - J.J Tschudi”; “ Vilas Fluminenses Desaparecidas - Dr. José Matoso Maia Forte”; “Reminiscências de Via- gens e Permanência no Brasil - Daniel P. Kidder”; “Presença deAlberto Torres - Barbo- sa Lima Sobrinho”: “Annaes do Rio de Janei- ro” - Balthasar da Silva Lisboa - e outros, além de informações passadas por antigos moradores da região. Leia e fique por dentro da história de Santo Antonio de Sá e Itaboraí. SÃO JOÃO DE ITABORAÍ Interior da Matriz de São João Batista, com o antigo piso de assoalho e teto de madeira A Igreja de São João Batista No livro das Visitas Pastorais feitas pelo Monsenhor Pizarro, no ano de 1794 (folhas 183 a 191), consta que no “Índice de Assentos dos Batismos”, feitos na Igreja de São João Batista de Itaborahy ou Tapacorá, que se acha no “Livro dos Assentos de Casamentos” desde 1684, essa igreja teve início como curada em 1679, sendo elevada à condição de vigararia a partir de 1696. De acordo com as anotações de Pizarro, por tradição, consta que antes havia uma capela mais antiga, de Nossa Senhora da Conceição, no Iguá, localidade distante 1/4 de légua para o NE, na margem esquerda do rio Iguá, em terras que na época da visita do Monsenhor, pertenciam ao Sargento Mor Francisco Xavier Coutinho. Ficando essa igreja em ruínas, uma outra foi erguida no mesmo lugar, da mesma forma em homenagem à Nossa Senhora da Conceição. Esse novo templo, por ter sido construído com paredes de pau a pique, também ficou em ruínas. Continua. De acordo com Monsenhor Pizarro, ...“parte da igreja, principalmente a porta principal foi renovada pelos anos de 1767, sendo nela vigário, o R. Marcelo Correa de Macedo”... O vigário sucessor, em 1782 renovou os portais da porta principal. Nessa época também iniciou-se a construção de um muro de cal e pedra na frente da igreja, para fechar o terreno adjacente que servia como cemitério, obra que ficou paralizada também por algum tempo antes de ser concluída. REFORMASNAIGREJA Continuação da edição Fevereiro 2014 Então uma nova igreja foi erguida, dessa vez em homenagem a São João, com doações de Domingos Vaz Pereira e João Vaz Pereira, que ofertaram também o terreno. ...”Foi fundada esta igreja num lugar alguma coisa elevado, com a frente para o rumo WSW”... As obras da atual Matriz de São João, tiveram início em janeiro de 1725. Porém em 1729, quando da visita do Bispo D. Antonio de Guadalupe, o mesmo costatou que as obras estavam paralizadas, talvez por falta de dinheiro. “Só estava feita a Capela Maior, doArco para cima, à custa do povo, sem cobertura de telhado, reboque e ladrilho”... Domingos Vaz Pereira doou então 300 mil reis, que o bispo canalizou para a obra, recomendando a sua continuação. A Irmandade de São João, no dia 13 de dezembro de 1729, contratou o Capitão Manoel Antunes Ferreira para continuar a tarefa, pela quantia de 2.400 reis ou onze mil Cruzados, “com a condição dele ficar sendo o administrador do Altar de Nossa Senhora do Pilar, como se fora seu, de fazê-lo paramentar à sua custa e de se lhe conceder uma sepultura junto ao mesmoAltar”. Ainda em 1742, durante a visita do ReverendíssimoDr.Fr.HenriqueMoreira de Carvalho, ficou constatado que a obra ainda estava por concluir. Ele recomendou então ao pároco e à Irmandade de São João, a conclusão do prédio, para isso utilizando-se o restante da doação de Domingos Vaz Pereira. No entanto, o encarregado do serviço, Capitão Manoel Antunes Ferreira havia falecido, não podendo dar continuidade aos trabalhos. Quem assumiu a tarefa em seu lugar foi a sua viúva, D. Caterina de Lemos, que concluiu a obra da Igreja de São João Batista, gastando de suas economias, bem mais do que os onze mil cruzados do contrato inicial. Por esse motivo o Bispo D. Antonio do Desterro concedeu a ela o direito de ficar sendo administradora do referido altar, nas mesmas condições do seu marido. Foto do final da década de 1920 - Na frente, o muro A importância da Freguesia de São João de Itaboraí Assim narrou Maia Forte em “Vilas Fluminenses Desaparecidas”: “Era esta freguesia, em 1778, a mais importante de quantas constituiam a Vila (município) de Santo Antonio de Sá. Já prometia ser o que foi no século passado: um grande centro agrícola da parte da Baixada Fluminense onde se desenvolveu”... E continua Maia Forte: ...”Contavam-se em 1778 cerca de 550 fogos (casas), 20 engenhos e 2 engenhocas, os quais produziam 290 caixas de açúcar e cerca de 160 pipas de aguardente. Um dos maiores engenhos da época foi o do Mestre de Campo Alexandre Alvares Duarte deAzevedo, então comandante do terço de milicianos da zona macacuana”... ...”Esse engenho produzia 60 caixas de açúcar e 30 pipas de aguardente, tendo 80 escravos para o seu serviço”. Outro engenho importante era o de Manuel Alvares de Azevedo, que produzia 50 caixas de açúcar, 50 pipas de aguardente e também tinha como força de trabalho, 80 escravos. FotoarquivoZoadaBonita
  13. 13. Ficou na História13 ZB ABRIL 2014 SERVIÇO O que aconteceu com os índios do Rio de Janeiro após a chegada do colonizador europeu? de emissário submarino/terrestre Continuação da edição de fevereiro 2014 Prof. Paulo Maia O Projeto de colonização Português As Cartas de Doação garantiam aos donatários o direito de explorar as riquezas da capitania, fundar vilas, arrecadar impostos, nomear ouvidores, tabeliães e escravizar índios, que no início da colonização constituiam a única força de trabalho existente aqui, para a derrubada das matas, abertura de caminhos, estabelecimento de feitorias, construção de fortes para a defesa, construção de engenhos, olarias, plantio de roças, enfim, sem as terras dos indígenas e o seu trabalho braçal, o desenvolvimento do projeto colonial, da maneira como foi idealizado, seria impossível. Na verdade os primeiros escravos no Brasil foram os índios que eram denominados pelos portugueses de “negros da terra” ou “gentios da terra”. O Regimento aTomé de Souza Era a invasão das aldeias Através desse documento de 17 de dezembro de 1548, o Rei D. João III legalizou a escravização dos índios, permitindo que eles fossem capturados de duas maneiras: a guerra justa e o resgate, recebendo inclusive a aprovação da Igreja Católica. Guerra justa - indígenas pelas tropas, com o objetivo de aprisionar um grande número de índios, inclusive mulheres e crianças. O resgate - Era uma troca entre portugueses O descimento - aldeias de repartição O Regimento a Tomé de Souza determinava também que os índios batizados no cristianismo não deveriam continuar vivendo em suas aldeias de origem, junto com índios não batizados. Deveriam ser transferidos para perto dos núcleos coloniais. Então várias expedições foram montadas pelos missionários, com a intenção de convencer os índios a descerem de suas aldeias para novos aldeamentos, construídos pelos portugueses perto dos povoados. Os índios que desciam para as aldeias missionárias, denominadas aldeias de repartição, depois de catequizados eram repartidos entre os colonos, missionários e o governo da colônia, para quem deveriam trabalhar compulsoriamente, em troca de um mísero pagamento, por um período que variava de dois a seis meses. Quando esse tempo terminava, os índios tinham que ser devolvidos à aldeia missionária. As aldeias de repartição na verdade eram centros de conversão dos indígenas ao catolicismo e “celeiros” de mão de obra, concentrando índios de várias nações e culturas diferentes para serem “civilizados” e adequados aos valores europeus, como força de trabalho para o projeto colonial. Cada e índios considerados amigos, onde os lusitanos davam machados, tesouras, facas, miçangas e em contrapartida recebiam os índios prisioneiros, capturados nas guerras intertribais. Por estarem amarrados, eram chamados de “índios de corda”, condenados à morte, para serem comidos nos rituais antropofágicos. O resgate era considerado pelos portugueses como um salvamento e os índios resgatados eram obrigados ao trabalho escravo para os seus salvadores, em compensação pelas despesas do resgate. aldeia de repartição tinha uma igreja, uma escola e casas para cada família, onde povos inteiros eram adestrados num outro tipo de vida, bem diferente do existente nas aldeias de origem. Continua... Fotoantigadoséc.XIX,mostrandoíndiosescravizados Avidalivrenaaldeia
  14. 14. 14 ACIDADE QUEREMOSITABORAÍ,AQUELADAPEDRABONITA! Paulo Maia Precisamos de banheiros públicos AFALTADEUMRETORNODECENTEEMFRENTEÀ PRAÇADEVENDADASPEDRAS,PROVOCAACIDENTES O Jornal Zoada Bonita já está ficando repetitivo em relação à falta de banheiros públicos em Itaboraí. É inadimissível para uma cidade que vive principalmente do comércio, prestação de serviços e funcionalismo, não ter banheiros nas ruas para o povo. Imagine por exemplo uma senhora grávida, moradora de Manilha, São José, Sambaetiba, ou Itambi, não importa, que venha fazer compras ou resolver qualquer questão no Centro da cidade. Se esta senhora precisar ir ao bnheiro, o que é comum a todas as criaturas viventes, como vai ser? Vai pedir por favor num botequim ou lanchonete? Naturalmente ninguém gostaria que a mãe, esposa ou filha, passasse por uma situação assim. Existe na Rua Acácio Campos, ao lado da Praça Alarico Antunes, no Centro, um local para um excelente banheiro público, como se ve na foto abaixo, onde está o muro de arrimo. Com poucos recursos, mas trazendo um grande benefício para todos, essa obra simples e barata, dará ao prefeito Helil o reconhecimento da população. EDITAL O MM Juiz de Direito, Dr.(a) Livia Gagliano Pinto Alberto Mortera - Juiz Titular do Cartório da 1ª Vara Cível da Comarca de Itaboraí, RJ, FAZ SABER aos que o presente edital com o prazo de vinte dias virem ou dele conhecimento tiverem e interessar possa, que por este Juízo, que funciona à Av. Pref. Alvaro de Carvalho Junior, s/n - Nancilandia - Itaboraí - RJ e-mail: itb01vara@tjrj.jus.br, tramitam os autos da Classe/ Assunto Usucapião - Usucapião Especial Coletiva, de nº 0001005-81.2003.8.19.0023 (2003.023.001283-2), movida por LANA CRISTINA CONCEIÇÃO NUNES REIS em face de MEJLICH ORLEAN, objetivando citação dos herdeiros de MEJLICH ORLEAN e CHENA ORLEAN e dos confrontantes: ESPÓLIOS DE NELSON CID E DE SUA ESPOSA STELLA ALEIXO CID, NA PESSOA DA INVENTARIANTE SRª REGINA CID ADVÍNCULA REIS, JOSÉ ALVES BARBOSA e VITÓRIA AMAZONA PUGLISI. Assim, pelo presente edital CITA os herdeiros de MEJLICH ORLEAN e CHENA ORLEAN e dos confrontantes: ESPÓLIOS DE NELSON CID E DE SUA ESPOSA STELLA ALEIXO CID, NA PESSOA DA INVENTARIANTE Srª REGINA CID ADVÍNCULA REIS, JOSÉ ALVES BARBOSA e VITÓRIA AMAZONA PUGLISI, que se encontram em lugar incerto e desconhecido, para no prazo de quinze dias oferecer contestação ao pedido inicial, querendo, ficando ciente de que presumir- se-ão aceitos como verdadeiros os fatos alegados, caso não ofereça contestação. Dado e passado nesta cidade de Itaboraí, três dias do mês de fevereiro do ano de dois mil e catorze. Eu,Magno Charles Campos Dutra - Subst. do Resp. pelo Expediente - Matr. 01/30560, digitei. E eu, Magno Charles Campos Dutra - Subst. do Resp. pelo Expediente - Matr. 01/30560, o subscrevo. Com o prazo de 20 dias O acidente mostrado na foto, felizmente sem vítimas, aconteceu no dia 6 de março por volta de meia noite e quinze. No carro prata, estava um casal que se dirigia para Niterói, quando repentinamente foi abalroado pelo veículo de cor branca com o logotipo da Prefeitura de Itaboraí, cujo motorista pretendia retornar para o centro de Venda das Pedras. Acidentes assim são frequentes naquele local, que é super perigoso, certamente pela falta de sinalização adequada e um retorno que ofereça segurança aos motoristas que desejam cruzar aAv. 22 de maio. O trânsito na cidade está cada vez mais intenso, principalmente no horário do rush, quando as principais vias do centro ficam congestionadas, não só pela grande quantidade de ônibus que transportam os trabalhadores do COMPERJ, como também pela saída das escolas e a volta para casa no fim trabalho. JORNAL ZOADA BONITA E-mail zoadabonita@yahoo.com.br Tel- 21 2635-1971 98745-6803 ZB ABRIL 2014
  15. 15. ZB ABRIL 201415 2635-4218 Rua Presidente Costa e Silva 31 Centro Itaboraí FORÓ DO TOTA, SUCESSO TOTAL! O “Show Business”, a indústria do entretenimento, em Itaboraí vai muito bem, obrigado. Exemplo disso é o Forró do Tota, a mais tradicional e popular casa de show itaboraiense, na Praça do Jardim Imperial. Todo fim de semana o Forró do Tota apresenta as melhores bandas de forró do momento, sempre com casa cheia e quem comandaoespetáculoéRicardoRobertoCid, o popular “Tota”, comerciante local, que há 30 anos resolveu investir no ramo do show business. _“Ocomeçodetudofoi umabarraquinha no Jardim Imperial, na Rua Promotor Ciro OlimpiodaMata,embaixodeumaárvore,ao ladodomurodaCerâmicaItabira. Alieuvendia salgados, refrigerante, cerveja e produtos em geral. As coisas foram melhorando, então comprei de Geraldo Saraiva um terreno na esquina das ruas Promotor Ciro e Travessa São Sebastião, onde montei um mercadinho que é meu até hoje. Mas a barraquinha continuou funcionando e os amigos pediam sempre música ao vivo e eu atendia. Com o tempo comprei outro terreno e construí o Forró doTota, uma ampla casa de show, com palco, camarim, salão de dança, espaço para mesas, banheiros confortáveis, ar condicionado,doisbares,segurançaabsoluta, enfim, lugar ideal para se apreciar um bom forró e se divertir à vontade” - FinalizouTota. Forró do Tota: diversão para os amigos e a família Tota com a família no Forró do TotaRicardo Roberto Cid, o Tota DIVERSÃOEALEGRIA Até o fim da década de 1930, a aviação comercial ainda não possuia aviões com capacidade para viagens intercontinentais com segurança e conforto, por isso os dirigíveiseramamaneiramaisrápidaeagradável AVOLTADOSDIRIGÍVEIS,OPÇÃONOTRANSPORTEDECARGAS Um pouco de história Um dos pioneiros no voo com balões foi o padre brasileiro Bartolomeu de Gusmão, que em 1709 fez voar a 4 metros, um pequeno balão de papel pardo grosso, com ar quente produzido pelo fogo numa tigela de barro presa na base de um tabuleiro de madeira encerada. O balão chamado de Passarola foi testado no pátio da Casa da Índia, em Lisboa, na presença de membros da Corte portuguesa e do futuro Papa Inocêncio XIII. Porém foiAlberto Santos Dumont, que em setembro de 1898 construiu o seu primeiro dirigível, o Nº 1. Em seguida o Dirigível nº 2, com 25 metros de comprimento, peso de 30 Kg e equipado com um motor de 1,5 CV, girando uma hélice a 1.200 RPM, voando de forma controlada. Em 19 de outubro de 1901, Santos Dumont venceu o Prémio Deutsch, de 100.000 francos, instituído pelo milionário do petróleo Henri Deutsch de La Meurthe, para quem conseguisse, entre 1º de maio de 1900 e 1º de outubro de 1903, partindo e retornando do campo de Saint-Cloud, por seus próprios meios, sem tocar o solo durante o percurso, contornar a torre Eiffel, no máximo em 30 minutos. de cruzar o Atlântico, levando apenas três dias e meio de viagem. Os navios demoravam dez. Foi o Graf Zeppelin, em 1929, o primeiro objeto voador a dar a volta ao mundo, percorrendo 33 mil quilômetros. O Brasil entrou na rota dos Zeppelins em maio de 1930, quando o Graf,naviagemexperimentaldoprimeiro serviço transatlântico da história da aviação, pousou no Campo dos Afonsos, no Rio de Janeiro. A rota ligava Friedrichshafen e Frankfurt a Recife e Rio de Janeiro. Contudo após o acidente com o dirigível Hindemburg, que explodiu em pleno ar incendiando-se e matando 36 pessoas, em 6 maio de 1937 em Nova Jérsei, Estados Unidos, chegou ao fim o uso comercial dos dirigíveis para transporte de cargas e pessoas. Pensou-se que o gás hidrogênio que inflava o Hindenburg, por ser altamente explosivo, teria causado o incêndio. Porém pesquisas desenvolvidas por William Van Vorst, professor da Universidade da Califórnia, concluiram que a tinta que cobria o tecido do Hindenburg era altamente inflamável e que o corpo do balão acumulara carga eletrostática nas viagens e quando essa energia foi descarregada, houve a explosão e o incêndio. Após o acidente com o Hindemburg, a Goodyear continuou a fabricar dirigíveis mais seguros, chamados de "blimps", construidos com derivados de borracha e inflados com hélio, utilizados pela Marinha estadunidense durante a Guerra. Esses "blimps" ressurgiram na década de 1980, utilizados pelas agências publicitárias e emissoras de TV. SERVIÇO Airship do Brasil A gora a Airship do Brasil, Indústria Aeronáutica Ltda, localizada em São Carlos, SP, pretende construir um dirigível denominado ADB 3-30, com capacidade total de carga de 30 toneladas, cujo vôo experimental já está previsto para julho de 2016. A escolha de São Carlos deve-se ao fato da cidade ser um pólo de pesquisa e desenvolvimento de tecnologia no setor aeronáutico. A ideia surgiu ainda na década de 1990, quando o Exército Brasileiro buscava opções para desenvolver a sua logística na RegiãoAmazônica.As vantagens dos dirigíveis são muitas: podem transportar cargas de grandes dimensões; cargas para locais inacessíveis, dentre outras vantagens.
  16. 16. 16 OBRIGADO-THANKYOU-MERCI-DANKE-AZÉHARAMOPA-GRATIASZB ABRIL 2014

×